Saab

fiqueemcasa

Inicio Tags Air Force One

Tag: Air Force One

Boeing inicia modificação no primeiro 747-8 “Air Force One” dos EUA

1

A Boeing iniciou modificações no primeiro dos dois aviões comerciais 747-8 que serão transformados em aeronaves VC-25B para Força Aérea dos EUA (USAF).

Anúncios

IMAGENS E VÍDEOS: Air Force One com Trump a bordo empolga multidão na abertura da Nascar

0

O presidente Donald Trump acabou de fazer sua grande entrada no Daytona International Speedway (Flórida) para a corrida Daytona 500 da Nascar, e empolgou os fãs ao voar no Air Force One logo acima da pista! Confiram as melhores imagens e os vídeos deste sobrevoo realmente empolgante e raro.

Confirmado novo padrão de pintura dos aviões presidenciais dos EUA

3
Maquete do novo 747-8 (VC-25B) “Air Force One” visto no Salão Oval da Casa Branca.

De acordo com a vontade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a nova pintura do próximo avião presidencial dos EUA, conhecido como Air Force One, foi revelado em um relatório de orçamento do Pentágono. Os novos VC-25B devem trocar o esquema de cores azul celeste e branco por uma tinta vermelha, branca e azul escura.

IMAGENS: O impressionante 747 “Air Force One” com 25 mil peças de Lego

0

O aficionado por Lego e aviação, Jack Carleson adora montar aeronaves com as pecinhas famosas, mas no seu último modelo de avião, um Boeing 747 “Air Force One”, ele conseguiu se superar. Este modelo deslumbrante mede quase 2 metros de comprimento e tem uma envergadura de 1,7 metros.

Trump mostra como deve ficar a pintura do novo Air Force One

3
Trump mostra imagem conceitual da pintura que será aplicada nos novos 747-8i que serão usados pelos presidentes dos EUA.

Numa entrevista exclusiva ao ABC News, o Presidente dos Estados Unidos apresentou as primeiras imagens das propostas de pinturas dos novos 747-8i que serão usados como aviões presidenciais dos EUA a partir de 2021.

Novos 747-8 presidenciais dos EUA custarão quase o valor de um porta-aviões nuclear

4
Um dos dois Boeing 747-8 ex-Transaero que está armazenado no Deserto de Mojave, California, aguardando modificações para ser transformado no VC-25B. (Foto: MATT HARTMAN / SHOREALONEFILMS.COM)

Comprar e equipar dois jatos do tipo Boeing 747-8 para a nova frota de aeronaves presidenciais dos EUA (Air Force One) custará 35% mais do que o estimado anteriormente, disse o Pentágono em documentos divulgados na segunda-feira.

Réplica do Air Force One navega próximo de Washington e será exposta ao público

0
A réplica do Air Force One enquanto navegava pelo Rio Potomac, antes de chegar no National Harbour, próximo de Washington, DC, onde ficará exposto.

Uma réplica em tamanho real da aeronave que transporta o presidente dos Estados Unidos em viagens por todo o país e ao redor do mundo, a Air Force One, estará em exibição no National Harbor, Maryland, nos arredores de Washington, durante a temporada de feriados.

Trump assina acordo para compra dos dois aviões presidenciais Boeing 747-8i

10
Os presidentes dos EUA terão a disposição duas novas aeronaves Boeing 747-8I.

A Casa Branca chegou a acordo com a Boeing para a aquisição de dois aviões B747-8i que serão configurados para a frota do Presidente dos Estados Unidos, conhecidos como ‘Air Force One’. O valor pelo qual Donald Trump fechou o contrato com Boeing é de US$ 3,9 bilhões. Anteriormente os custos estimados das duas novas aeronaves presidenciais eram de cerca de US$ 4,5 bilhões.

Próximo “Air Force One” provavelmente não terá capacidade de reabastecimento em voo

7
O receptáculo existente no atual VC-25 “Air Force One”, visto logo abaixo da cabine de comando, provavelmente não estará presente no novo avião presidencial dos EUA.

Os engenheiros do projeto do próximo “Força Aérea Um” dos EUA poderão ter que voltar à mesa de desenho depois que os legisladores expressaram na terça-feira uma preocupação com a falta de capacidade do novo avião ser reabastecido em voo.

Boeing recebe contrato para tornar o novo Air Force One mais acessível

0
Concepção artística do novo Boeing 747-8 “Air Force One”. (Foto: Al Clark / JanetAirliners )

A Força Aérea dos EUA concedeu uma modificação de contrato de pouco menos de US$ 600 milhões para a Boeing no dia 12 de setembro de 2017, para esforços preliminares de projeto para a próxima aeronave presidencial (Air Force One) dos EUA.

Trump ordena: “Cancele a encomenda do novo Air Force One”

26
Imagem conceitual do novo Boeing 747-8 que foi selecionado para ser o novo Air Force One. (Foto: Boeing)
Imagem conceitual do novo Boeing 747-8 que foi selecionado para ser o novo Air Force One. (Foto: Boeing)

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, pediu ao governo na terça-feira para cancelar a encomenda com a Boeing para um Air Force One renovado – um dos símbolos mais proeminentes da presidência dos EUA – dizendo que os custos estavam fora de controle.

Boeing recebe adicional contrato referente ao novo Air Force One

2
O novo Boeing 747-8 que será usado como aeronave presidencial nos EUA, deverá estar pronto em 2023. (Foto: Boeing)
O novo Boeing 747-8 que será usado como aeronave presidencial nos EUA, deverá estar pronto em 2023. (Foto: Boeing)

A Boeing recebeu um novo contrato para a preparação futura dentro do novo avião presidencial Air Force One, uma aeronave 747-8. Este contrato está avaliado em US$ 127,3 milhões, e foi concedido pela Força Aérea dos EUA (USAF).

Pentágono escolhe Boeing 747-8 como nova plataforma para o Air Force One!

13

Boeing 747-8 Air Force One

A secretária da Força Aérea, Deborah Lee James, em coordenação com o subsecretário de Defesa para Aquisição, Tecnologia e Logística, Frank Kendall, determinou o Boeing 747-8 vai servir como o próximo avião presidencial americano, conhecido como Air Force One.

Pentágono dá início a compra de novas aeronaves presidenciais

3
As duas aeronaves Boeing VC-25A serão substituídas ainda nessa década.

O presidente dos Estados Unidos poderá ter a disposição um novo avião Air Force One – isto é, quem for o presidente após as eleições de 2020. O Pentágono iniciou um programa nessa sexta-feira para desenvolver e comprar aeronaves que vão substituir os atuais aviões presidenciais para uso dentro de 10 anos. O Subsecretário para Aquisição de Defesa Frank Kendall autorizou que a Força Aérea possa estabelecer um escritório para o programa de substituição, que inclui também novos helicópteros Marine One disponíveis para uso depois de 2020.

A primeira das duas aeronaves Boeing VC-25A (747-200B) atuais que servem como Air Force One entrou em serviço com o transporte de presidentes em setembro de 1990. A aeronave deveria ter uma vida de 30 anos em serviço, disse a Força Aérea.

“Air Force One é um dos símbolos mais reconhecidos da Presidência, gerando inúmeras referências não apenas na cultura americana, mas em todo o mundo”, informa a Casa Branca no seu site.

Capaz de ser reabastecido em voo, o Air Force One tem um alcance ilimitado e pode levar o presidente sempre que ele precisa viajar, segundo a Casa Branca. A eletrônica a bordo está reforçada para proteger contra pulsos eletromagnéticos. O Air Force One está equipado com avançados equipamentos de comunicações seguras para funcionar como um centro de comando móvel, no caso de um ataque contra os EUA, bem como um conjunto médico que pode funcionar como uma sala de operação.

Fabricantes de aeronaves

A Boeing já ofereceu seu novo Boeing 747-8 Intercontinental para a função.

A primeira fase do programa vai se concentrar na conclusão de uma análise de mercado e da avaliação de requisitos de desempenho para os novos aviões presidenciais, de acordo com um funcionário da defesa que falou ontem com a condição de anonimato, já que o memorando definitivo ainda não foi divulgado. Estes serão revistos pelos requisitos oficiais dos Chefes de Estado Maior.

O projeto é uma boa notícia para os fabricantes de aeronaves e motores, como a empresas Lockheed Martin baseada em Bethesda, Maryland, a Boeing Company com sede em Chicago, Illinois, e as fabricantes de motores General Electric Company de Fairfield, Connecticut, e a United Technologies Corp baseada em Hartford, Connecticut.

O Pentágono tem a disposição um orçamento de 757 milhões dólares até 2017 para a primeira fase de sebstituição do Air Force One e US$ 1,84 bilhão para a substituição dos helicópteros até 2017, com a maior parte do dinheiro previsto para ser gasto depois do ano fiscal de 2015, disse o oficial.

O novo Air Force One, como o jato é conhecido quando o Presidente dos EUA está a bordo, inicialmente não seria entregue para a modificação com a tecnologia especializada até 2019, segundo o plano de aviação mais recente do Pentágono para os próximos 30 anos.

Um novo helicóptero presidencial para substituir os modelos com 35 anos de idade que agora estão em serviço não seria declarado operacional até 2020, seguido pelo novo avição Air Force One em 2023, disse o oficial, citando uma agenda oficial.

Clareza necessária

O presidente Barack Obama desembarca do Boeing VC-25A “Air Force One” em Orlando, Flórida, no início de agosto. (Foto: Pablo Martinez Monsivais / AP)

Kendall solicitou que a Força Aérea crie um plano que preveja a emissão de um pedido de propostas do avião para as empresas até 2015, com o potencial para um desenvolvimento de asinatura do contrato em 2016, de acordo com um resumo de seu memorando da decisão de aquisição.

A análise da Força Aérea irá formar a base para uma decisão de compra de fonte única da Boeing, a atual fabricante das atuais duas aeronaves que compõem a frota presidencial, ou abrir o concurso para a concorrência, disse o funcionário. Os documentos não especificam o número de aeronaves que podem ser compradas.

Num pronunciamento na Casa Branca em março de 2010, o então secretário de Defesa, Robert Gates, reconheceu a necessidade de substituir a atual frota de Air Force One dizendo que “existe claramente uma necessidade de um novo avião presidencial.”

“Na verdade, temos algum dinheiro no orçamento, em 2011, para começar a olhar para um novo Air Force One”, disse Gates. “Esse dinheiro será claramente definido nos próximos anos, à medida que avançamos nessa direção”.

Marine One

O Pentágono também pretende substituir os helicópteros Sea King conhecidos como Marine One. (Foto: Ron Edmonds / AP)

A Força Aérea, no dia 07 de janeiro de 2009 – antes de Obama ser empossado presidente – anunciou uma pesquisa de mercado “para identificar fontes potenciais que possuem os conhecimentos, capacidades e experiência” para desenvolver e construir um Air Force One substituto. A pesquisa informou que a substituição do VC-25 com as novas células era “a opção mais custo-efetiva” em vez de modificar a aeronave atual.

O plano do helicóptero é a última tentativa de substituir os helicópteros existentes, desde que Gates encerrou o programa VH-71 então em 2009, por causa do crescimento dos custos e atrasos no cronograma, após a Lockheed Martin ter vencido o programa.

O programa do helicóptero VH-71 quando cancelado estava projetado para custar US$ 13 bilhões, mais do que dobro da estimativa original de US$ 6,1 bilhões. A versão mais capaz da aeronave estaria operacional em dezembro 2017, e seria executada com pelo menos 24 meses de atraso quando terminada.

“Perfeitamente adequada”

A Lockheed chegou a vencer a competição do novo helicóptero presidencial em 2009, com o modelo VH-71 baseado no helicóptero EH101 Merlin.

O Presidente Barack Obama em fevereiro de 2009 disse que este programa podia ser chamado de “um exemplo de processo de aquisição que perdeu o motivo” e sugeriu que ele não precisa de um novo helicóptero. A versão atual do Marine One é “perfeitamente adequada”, disse ele numa cúpula da Casa Branca sobre responsabilidade fiscal.

Kendall em seu memorando dirigido a Força Aérea iniciou o planejamento detalhado para uma estratégia de aquisição. O objetivo está potencialmente liberando uma solicitação de propostas para o helicóptero para a indústria num contrato de desenvolvimento no ano fiscal de 2013 e possivelmente em 2014. O número exato de helicópteros a ser comprado ainda não foi decidido, disse o oficial.

Fonte: Bloomberg Businessweek- Tradução: Cavok

Pentágono divulga novo plano para futuras aeronaves e inclui um novo Air Force One e um substituto do Raptor

74
O Pentágono planeja novamente uma substituição imediata de seus VC-25 usados como aviões presidenciais. (Foto: (Saul Loeb / AFP via Getty Images)

Um novo avião de transporte presidencial Air Force One apareceu na versão mais recente dos planos do Pentágono relativos a aviação, marcando a primeira vez que o Pentágono inclui um substituto para o antigo jato de transporte Boeing 747. A instalação de um novo equipamento sensível de comunicações poderia começar no avião já em 2019, segundo o Pentágono.

Os planos não definem um modelo específico de aeronave, mas poderia ser uma versão atualizada do executivo 747, conhecido no serviço militar como VC-25.

A inclusão do transporte presidencial “é significativo”, disse Richard Aboulafia, analista do Teal Group. “Isso não acontece muito frequentemente e existem algumas possíveis novas tecnologias.”

O Secretário da Força Aérea Michael Donley disse no ano passado que o serviço precisaria olhar para a substituição de seus dois VC-25 depois desta década.

A Airbus chegou a oferecer o A380 na configuração presidencial, mas depois abandonou a ideia. (Foto: EADS)

“Temos reconhecido há vários anos que a substituição do Air Force One está no nosso futuro a quase 15 anos”, disse Donley no dia 19 de setembro de 2011, durante uma palestra numa conferência da Associação da Força Aérea.

As duas aeronaves que servem como Air Force One começaram a voar em 1990 e 1991, respectivamente, de acordo com uma folha de serviço.

Fontes de atuais e ex-militares disseram que a demanda de energia estão forçando os dois aviões quadrimotores devido ao extensivo uso de equipamento de comunicação e outros sistemas. Os mais recentes motores das aeronaves Boeing possuem milhares de libras de empuxo a mais do que os usados nos atuais Air Force One.

A inclusão de um substituto dos VC-25 no plano de aviação vem num momento interessante, uma vez que a substituição do Air Force One é geralmente dirigida por um presidente num segundo mandato.

A administração de George W. Bush tentou pegar a bola rolando no Air Force One e na substituição do helicóptero Marine One, antes do final de seu segundo mandato na Casa Branca.

Barack Obama está concorrendo à reeleição em novembro e, particularmente durante as recentes viagens de sua campanha, tem sido altamente crítico do uso de jatos corporativos executivos.

Pouco depois de Barack Obama tomar posse em 2009, o então secretário de Defesa, Robert Gates cancelou o esforço do helicóptero após um pico grave em custos atribuídos ao empilhamento de exigências da Casa Branca sob mandato.

O esforço de substituição do Marine One foi reiniciado ainda num programa chamado V-XX, mas não deve começar a operar até 2023, de acordo com o plano de aviação de 30 anos.

A Boeing pretende oferecer o seu novo modelo 747-8 para substituir os antigos 747-200.

Após os duros comentários de jatos corporativos de Obama, a Força Aérea colocou o plano de substituição dos VC-25 em hiato, com planos internos de substituir as aeronaves atuais depois desta década, de acordo com as fontes atuais e de ex-militares.

Desde então, o serviço tem realizado um baixo nível de pesquisa e desenvolvimento de sistemas do Air Force One, sem a identificação de uma estrutura específica, disseram as fontes.

A Boeing manifestou interesse em oferecer seu novo e maior 747-8 como um substituto do Air Force One. Em setembro de 2011, a EADS North America disse que uma substituição do VC-25 não se adequa ao seu modelo de negócios dos EUA.

Desde então a Boeing provavelmente será a única concorrente na competição, e a Força Aérea considerou solicitar propostas para o trabalho de integração de sofisticados equipamentos de comunicação.

O resto do plano

Outro projeto que o Pentágono quer agilizar é do substituto do T-38 Talon. (Foto: U.S. Air Force)

Além disso, a Força Aérea pretende reativar os planos para construir um novo jato de treinamento avançado nos próximos anos, com o objetivo de colocar o avião em serviço até 2020.

O programa, chamado TX, estava lotado na proposta do orçamento do Departamento de Defesa para 2013 como um dos programas de maior prioridade, mas no entanto as lideranças da Força Aérea têm enfatizado a necessidade de financiar a aeronave, que substituiria a frota de jatos Northrop T-38 da era de 1960.

“Esta é uma questão de recursos”, disse o general Norton Schwartz, chefe da Força Aérea, numa audiência na Comissão dos Serviços Armados no dia 28 fevereiro. “Você sabe, precisamos de um novo treinador. Como você está bem consciente, o T-38 é mais velho que eu, quase. E precisamos de um novo treinador. Mas a verdade é que nós simplesmente não temos verba para prosseguir no atual ambiente do orçamento.”

A produção do novo jato de treinamento está agora “previsto para começar a produção” em 2018 com uma capacidade operacional inicial visada para 2020, de acordo com o plano.

A Alenia Aermacchi, a Lockheed Martin e a Boeing têm todo o interesse expresso em competir pelo contrato TX.

Além disso, para o programa TX, o documento afirma os objetivos de política de aviação para 30 anos, mas somente os projetos de compras de aeronaves ao longo de um período de 10 anos.

O plano – que o Departamento de Defesa prepara para Congresso anualmente foi primeiramente relatado pelo Bloomberg – mostra alguns declínios na compra nos próximos 10 anos, um período em que o Departamento de Defesa planeja cortar US$ 487 bilhões de despesas previstas.

O plano de aeronaves do ano passado afirmava um objetivo de operar 650 aeronaves multimissão não tripuladas de inteligência. O plano deste ano mostra um total de 645 UAVs até 2022.

O número de aeronaves KC-46A adquiridas pela USAF teve uma redução até 2020. (Foto: Boeing)

Quanto ao novo avião tanque da Força Aérea, o Boeing KC-46A, o serviço tinha planejado operar 124 deles em 2021 no plano do ano passado. Agora eles só pretendem adquirir 83 até 2022.

Além de um declínio planejado nos gastos, outro fator no declínio da aquisição das aeronaves de reabastecimento poderia ser que o serviço tinha apenas selecionado um fabricante para a aeronave de reabastecimento aéreo, quando o plano do ano passado foi feito, um plano de desenvolvimento para o avião não tinha sido ainda finalizado.

O plano também observa que um novo bombardeiro de longo alcance da Força Aérea dos EUA poderia estar operacional em meados dos anos 2020.

O documento de 36 páginas inclui uma discussão de muitos outros tipos de aeronaves que substituem versões anteriores, incluindo helicópteros, aviões anti-superfície e de guerra anti-submarino e aeronaves de operações especiais.

Entre 2013 e 2022, o inventário de aviões em geral irá crescer ligeiramente de 14.340 para 14.415 aviões. Durante esse período, o financiamento da aviação totalizará cerca de US$ 770 bilhões.

Pela primeira vez o Pentágono fala oficialmente sobre um substituto dos caças F-22 Raptor. (Foto: Master Sgt. Andy Dunaway / U.S. Air Force)

O plano, pela primeira vez, observa o surgimento de um substituto do caça Lockheed Martin F-22A Raptor, chamado FX. O Pentágono planeja começar a gastar o dinheiro no desenvolvimento desta sexta geração de aeronaves da Força Aérea até o final da década.

A sexta geração de caças da Marinha, o FA-XX – um substituto para o F/A-18E/F Super Hornet da Boeing – também está listado no plano.

Fonte: DefenseNews – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

EUA lançam caças F-15 após violação do espaço aéreo do Air Force One

0
Dois caças F-15C Eagle, da Guarda Aérea Nacional (ANG) do Oregon, partiram nessa terça-feira para interceptar uma aeronave que teria invadido o espaço aéreo restrito do avião presidencial dos EUA, o Air Force One. (Foto: Oregon ANG)

Dois caças F-15C Eagle da Guarda Aérea Nacional (ANG) dos Estados Unidos foram mobilizados em caráter de emergência depois que outra aeronave entrou no espaço aéreo restrito sobre o avião presidencial.

“Dois caças F-15 da 142º Ala de Caça da Guarda Aérea Nacional do Oregon decolaram em resposta a uma violação temporária da restrição de voo perto de Seattle, Washington”, afirma um comunicado do Comando Americano de Defesa Aeroespacial (NORAD, na sigla em inglês).

O Presidente dos EUA, Barack Obama, chegou nessa terça-feira, dia 17, em Seattle, durante a campanha eleitoral. (Foto: AFP)

O Boeing 747 “Air Force One”, avião da presidência americana, estava em terra à espera do presidente Barack Obama, que fez uma visita a Seattle para a campanha eleitoral.

“A aeronave saiu do espaço aéreo restrito e não foi interceptada pelos caças”, completa o comunicado.

De acordo com o canal NBC, o avião em questão é utilizado para voos turísticos.

Fonte: AFP

O Museu Regional Militar de Houma, na Louisiana, EUA, está pronto para receber sua aeronave ‘Air Force One’

0
Aero Commander U-4B 'Air Force One' (Foto: National Air Force Museum)

O Museu Regional Militar de Houma, na Louisiana, EUA, deverá receber nos próximos dias sua própria aeronave ‘Air Force One’ para exibição: um Aero Commander U-4B, que foi usado pelo Presidente Dwight D. Eisenhower.

Essa aeronave Aero Commander U-4B, que foi usada pelo Presidente Dwight D. Eisenhower, deverá ser levada para o Regional Military Museum, em Houma, na metade desse ano.

A aeronave Aero Commander U-4B, que foi usada pelo Presidente Dwight D. Eisenhower, entre os anos de 1956 e 1960, está sendo doada para o museu pela Coleção de Aviação de Wedell-Williams, do Museu do Estado da Louisiana, em Patterson.

O U-4B (55-4648) é uma das duas aeronaves usadas por Eisenhower para as viagens curtas dentro do continente norte americano e é a menor aeronave até hoje a transportar a etiqueta de ‘Air Force One’, bem como foi a primeira a utilizar o estabelecido esquema de pintura azul e branco. O outro avião U-4B está na Coleção Presidencial do Museu da Força Aérea dos EUA (USAF), em Dayton, Ohio.

O U-4B usado pela U.S. Air Force, era uma versão militar do Aero Commander 680, que utilizava o selo e a designação “Air Force One” quando o Presidente Eisenhower estava a bordo.

A aeronave representa a mais esperada aquisição do museu até hoje, de acordo com C.J. Christ, presidente do museu.

O Museu Regional Militar abriu oficialmente em fevereiro de 2008, mas os organizadores vem coletando artefatos militares por anos.

O transporte da aeronave, previsto para junho, deverá ser feito por caminhões especiais.

Fonte: DailyComet.com – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Cavok nas redes sociais

62,534FãsCurtir
340Inscritos+1
6,534SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios