Tags Post com a tag "airbus"

Tag: airbus

Comlux adquire um Airbus ACJ e um Bombardier Challenger 605

0
Airbus Corporate Jet (ACJ), da Comlux
Airbus Corporate Jet (ACJ), da Comlux

dubai_airshow MAIN_100O operador VIP Comlux fez um pedido de um Airbus Corporate Jetliner (ACJ) e um Bombardier Challenger 605. Os dois pedidos foram anunciados durante o Dubai Airshow 2009, que ocorre nos Emirados Árabes Unidos até o dia 19 de novembro.

Interior de um A318 da Comlux
Interior de um A318 da Comlux

Com o novo ACJ, a companhia aérea eleva para dez aeronaves já pedidas do fabricante europeu: quatro A-318, três Airbus ACJ, dois A-320 Prestiges e um A-330/200 Prestige, se tornando o maior cliente da família Airbus ACJ. Algumas das aeronaves são controladas por clientes privativos e algumas usadas para voos charters VVIP. Uma dessas aeronaves está sendo exposta no show em Dubai.

O Bombardier Challenger 605 une-se a frota de aeronaves construídas pelo fabricante canadense atualmente operados pela Comlux, que incluem: três Challenger 605, dois Challenger 850, dois Global 5000, dois Global Express e dois Global Express XRS.

A Comlux é uma empresa mundial de serviços charter VVIP com escritórios em Zurique, Moscou, e Almaty, especializada em aeronaves widebody, para viagens de longa distância.

Anúncios

Yemenia Airlines adquire 10 Airbus A-320

0
A310 da Yemenia Airlines
A310 da Yemenia Airlines

dubai_airshow MAIN_100A Yemenia Airlines assinou uma carta de intenção com o fabricante europeu Airbus para 10 aeronaves A320, as quais começarão a serem entregues em 2011. O valor do acordo, feito durante o “Dubai Air Show 2009”, é de cerca de US$700 milhões. Ainda não foram decididos os motores que irão equipar essas aeronaves.

Os aviões A320 entrarão em serviço na companhia aérea que aumentará a frequência nas rotas atuais e também utilizará nos novos destinos na região e nas cidades que a Yemenia opera na África, Índia e Europa.

A frota atual da Yemenia é composta de três A310 (foto), dois A330, um Boeing 727, quatro 737-800 e três Bombardier Dash 8 e um Twin Otter. Também possui pedidos para 10 A350 XWB.

Novos winglets do A320 apontam 3,5% de melhora no consumo de combustível

0
A320 com os novos winglets nas cores da Air New Zealand
A320 com os novos winglets nas cores da Air New Zealand

dubai_airshow MAIN_100Um Airbus A320 equipado com winglets entrará em serviço no final de 2012, com um consumo de combustível 3,5% menor. O primeiro cliente será a Air New Zealand.

Depois de vários testes com diversos fornecedores de winglets, a Airbus decidiu projetar seu próprio modelo, um winglet no formato “sharklet” ou barbataba, que será testado durante os próximos anos.

As ‘sharklet’ podem oferecer para aeronave um alcance de mais de 150nm [278km] ou 500kg [1,100lb] a mais de carga. Oferecida apenas em novas aeronaves construídas, as barbatanas custam cerca de US$900 mil por kit. Está sendo estudado a colocação em aeronaves em uso através da empresa Aviation Partners (API), que trabalhou com a Airbus no projeto da nova winglet.

A Airbus testou durante anos, com a API, o novo modelo de winglet, sendo que no início a diferença de consumo de combustível era de apenas 1%. os novos estudos que usaram análise de fluídos dinâmicos computacionais, baseado no sharklet usado no A350, apontam uma melhora de 3,5% no consumo.

O final dos trabalhos no computador deverá ser em 2010, a entrada em fabricação prevista para 2011 e os voos de testes devem terminar em 2012, com a entrada em serviço no final do mesmo ano.

Após seis ou doze meses, deverão ser feitas as adaptações no A321 e A319. Para o A318 ainda existe um estudo sendo feito.

O consumo reduzido de combustível de 3,5% é alcançado em voos com mais de 2.800km de distância. Os winglets também melhoram as capacidades de decolagem e nível de subida, além de oferecer significativo aumento na capacidade de carga/alcance em aeroportos em altas altitudes/temperaturas.

A Air New Zealand, que recentemente adquiriu 14 A320 motorizados com turbinas International Aero Engines V2500, é confirmada com o cliente lançador do modelo com as novas barbatanas.

Fonte: Airbus

Mais de 500 pedidos do A350 após a Ethiopian adquirir 12 aeronaves XWB

1

A350 XWB nas cores da Emirates
A350 XWB nas cores da Emirates

dubai_airshow MAIN_100A Ethiopian Airlines confirmou através de um memorando de entendimento, a aquisição de 12 Airbus A350 XWB, após assinatura do contrato hoje no Dubai Airshow 2009.

O negócio que eleva para 500, os pedidos já feitos para o A350, com o primeiro anunciado em julho desse ano, marca o primeiro da Ethiopian para aeronaves Airbus. “Isso é o início de um novo relacionamento,” disse o chefe executivo da companhia aérea, Girma Wake.

As entregas estão previstas para começar em 2017, apesar de Wake dizer que ele não irá esperar todo esse tempo, devendo alugar algumas aeronaves A350 antes das aeronaves novas chegarem.

A Ethiopian já é um cliente do Boeing 787, o qual Wake disse que será usado nas rotas curtas a partir da base da empresa em Addis Ababa. As aeronaves A350 serão usadas nos voos de longa duração.

Enquanto isso, começam os testes de solo do A400M

1
Airbus A400M, durante o Rollout em Sevilha.
Airbus A400M, durante o Rollout em Sevilha.

Ontem, dia 12, a primeira aeronave militar de transporte estratégico Airbus A400M foi transferida para a equipe de testes de vôo. Assim, a etapa de teste inicial de corrida no solo é marcada antes do primeiro voo, sem maiores dificuldades .

Ensaios no solo, compostos por provas estáticas e testes de motores, e testes com a interação de todos os sistemas, motores e o avião, são validados. Durante o período de ensaios em solo também serão examinados o funcionamento da telemetria, que é necessária durante a campanha de ensaios em vôo para monitoramento aéreo.

Após a conclusão satisfatória dos testes estáticos, devem ser iniciados os testes de taxiamento. Inicialmente, serão testes a baixa velocidade (até 60 nós) e manobras de solo. Depois, seguem com os testes de alta velocidade na pista, incluindo uma decolagem abortada em uma velocidade de cerca de 120 nós. Nestes testes, o comportamento de todos os sistemas e dos motores turbo-hélices, assim como a resposta de frenagem do avião e o comportamento do leme serão analisados em detalhe.

Fonte: Airbus

Airbus A-330 MRTT reabastece em voo caça F/A-18 da Espanha

0
A330 MRTT reabastecendo um F/A-18 da Espanha
A330 MRTT reabastecendo um F/A-18 da Espanha

O novo Airbus A330 MRTT testou a mangueira de reabastecimento com o novo sistema Cobham 905e. Durante a operação foi utilizado como receptor um F/A-18A+ da Força Aérea Espanhola.

Durante o vôo, foram realizados um total de seis contatos com transferência de mais de 4.000 kg de combustível. Este sistema de reabastecimento aéreo é um desenvolvimento do 907E, que já está com as forças aéreas canadenses e alemãs onde utilizam o MRTT A310. Através  um duto de 27 metros, podem ser entregues até 1.600 l/min. O controle é feito pelo operador de reabastecimento em seu console atrás do cockpit.

Os testes são necessários para o programa da nova Aeronave Reabastecedora Estratégica do Reino Unido (FSTA), o qual a RAF usará em seus A330, que fará aluguel de seus reabastecedores aéreos, na mangueira do sistema.

Fonte: EADS

Vietnan Airlines pretende adquirir 4 Airbus A380

0
Airbus A380
Airbus A380

A EADS anunciou na quinta-feira, dia 12 de novembro, que a Vietnam Airlines assinou um intenção de compra para 4 Airbus A380.

De acordo com Marwan Lahoud, vice-presidente da European Aeronautic, a transportadora nacional do Vietnã é o primeiro cliente da nova aeronave gigante da Airbus desde 2006. Sabendo que o valor médio da unidade é de 200 a 300 milhões de dólares (133 para 200 milhões de euros), estima-se um acordo que pode alcançar a cifra de 1,2 bilhão de dólares.

O acordo foi assinado durante a visita do Primeiro Ministro François Fillon, em Hanói para fortalecer os laços comerciais com o país comunista. O Primeiro-Ministro é acompanhado pelos ministros Valerie Pécresse (Educação), Anne-Marie Idrac (Comércio) e Dominique Bussereau (Transportes). Uma delegação de 45 líderes empresariais também fez a viagem, incluindo os chefes da Astrium (EADS Space), François Auque, a Arianespace, Jean-Yves Le Gall, e France Telecom, Didier Lombard.

Airbus A350-800 nas cores da Vietnam Airlines
Airbus A350-800 nas cores da Vietnam Airlines

Confrontados com uma explosão no tráfego aéreo, a Vietnam Airlines pretende até 2020 triplicar a frota que atualmente é de 50 aeronaves. Desde 2007, a companhia aérea já concluiu a aquisição de 10 A350-900XWB e 20 A321-200. No último Paris Air Show deste ano, ela também assinou um pedido firme de mais 16 aeronaves de médio alcance A321 e existem planos de compra de mais dois A350 de longo alcance.

Fonte: Le Nouvel Observateur

Cavok nas redes sociais

61,294FãsCurtir
340Inscritos+1
6,180SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,210InscritosInscrever
Anúncios