Tags Post com a tag "AMI"

Tag: AMI

Itália é primeira nação a colocar em operação os F-35 fora dos EUA

1
A chegada dos primeiros caças F-35A da Força Aérea Italiana na Base Aérea de Amendola. (Foto: AMI)

As primeiras aeronaves de caça de 5ª geração F-35 Joint Strike Fighter (JSF) fornecidas para Força Aérea Italiana (Aeronautica Militare) pousaram na Base Aérea de Amendola (perto de Foggia, no calcanhar da Itália). A Itália é a primeira nação fora dos EUA a colocar em operação os caças F-35 fabricados pela Lockheed Martin.

Anúncios

IMAGENS: Um pouco de AMX…

54
O primeiro A-1M da FAB. O AMX finalmente como deveria ser. (Imagem: Agência força aérea)
O primeiro A-1M da FAB. O AMX finalmente como deveria ser. (Imagem: Agência força aérea)

Nesta semana a FAB recebeu o seu primeiro AMX “Modernizado”. Demorou vinte anos, mas o AMX finalmente foi entregue como deveria ter sido para a FAB. Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, a força aérea italiana sempre operou o AM-X da forma como ele foi pensado.

AERONAVES FAMOSAS: Alenia-Aermacchi-Embraer AMX A-1

45
O primeiro protótipo brasileiro do AMX. Sua principal diferença em relação ao modelo italiano está no armamento. Dois canhões de 30mm em ambos os lados da fuselagem. (Imagem: Coleção particular)
O primeiro protótipo brasileiro do AMX. Sua principal diferença em relação ao modelo italiano está no armamento. Dois canhões de 30mm em ambos os lados da fuselagem.

O AM-X a serviço da Aeronautica Militare Italiana – AMI – recentemente alcançou a marca de 200.000 horas, um feito para o projeto. Este post é dedicado a esse valoroso e por vezes injustiçado Guerreiro. Veja como o Mundo pensava o AMX em 1986. Boa Leitura!

Trabalhando em cooperação, italianos e brasileiros puseram no ar um moderno e versátil aparelho de ataque ao solo.

Caças Eurofighter Typhoon substituem todos caças F-16 na Força Aérea da Itália

20
Caças Eurofighter Typhoon assumiram todas funções de defesa aérea da Itália, substituindo totalmente os caças F-16. (Foto: Eurofighter)

Caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea Italiana (AMI) substituíram os últimos caças F-16 Viper da força aérea, deixando o Typhoon como o único responsável pela defesa do espaço aéreo italiano. Entrando em serviço em 2004, e já operacional com quatro esquadrões (Gruppi) de Typhoon tanto no norte como no sul da Itália – dois na Base Aérea de Grosseto e dois em Gioia del Colle – o Eurofighter é, a partir de hoje, o único ativo na defesa aérea da Força Aérea italiana.

Substituindo o F-16 com um sistema de armas mais modernos, a aeronave Typhoon vai trazer benefícios operacionais para a força aérea graças a uma melhor eficácia e capacidades do novo caça, bem como oferecer benefícios em logística, devido à padronização de ter apenas uma linha direta operacional para a defesa aérea.

Os caças F-16 foram alugados pela Itália para preencher uma lacuna entre o F-104 e o Typhoon. (Foto: Eurofighter)

A Força Aérea Italiana alugou 34 caças F-16 da USAF por um período de cinco anos, seguido de um adicional de cinco anos no âmbito do programa “Peace Caesar”. A aeronave tem sido efetivamente usada para preencher uma lacuna durante a transição do F-104 e o Eurofighter.

Um total de 62 aviões Typhoon foi entregue à Força Aérea Italiana até à data e durante as operações na Líbia em 2011, a frota da Força Aérea Italiana realizou mais de 200 missões e voou 1.294 horas de vôo a partir de sua base de operação avançada (FOB) em Trapani, na Sicília.

Força Aérea da Itália recebe oficialmente seus novos Boeing KC-767

1
Um dos novos Boeing KC-767A da Força Aérea Italiana sobrevoa a Base Aérea de Pratica di Mare, com um caça Eurofighter e um jato AMX em formação. (Foto: Boeing)

A Força Aérea Italiana (Aeronautica Militare Italiana [AMI]) oficialmente recebeu seus dois novos aviões de reabastecimento aéreo Boeing KC-767 nessa terça-feira, dia 17 de maio, durante uma cerimônia na Base Aérea de Pratica di Mare, próximo a Roma.

Os aviões tanque estavam a muito tempo aguardando para serem entregues – a Itália originalmente selecionou o modelo KC-767A em 2002 como cliente lançadora, com a entrega da primeira de quatro aeronaves planejada para 2005. Baseadas no modelo comercial 767-200ER, os aviões KC-767 são equipados com os dois sistemas de transferência de combustível, a mangueira tipo boom e de cesto com pods nas pontas das asas.

A primeira aeronave da Itália fez seu voo inaugural no dia 21 de maios de 2005, mas a entrega para Força Aérea Italiana foi atrasada devido a problemas encontrados nos pods de REVO nas asas e outras questões técnicas. A capacidade operacional inicial e a entrega das outras duas aeronaves deverá ocorrer no final desse ano, embora exista a chance de ser transferido para o começo de 2012 devido a novos atrasos. Os novos B767 de reabatecimento substituirão os aviões tanques Boeing KC-707A da Força Aérea Italiana, os quais foram retirados de operação em 2008, quando era esperado que os KC-767 entrassem em operação.

De acordo com a Boeing, os KC-767A da AMI são uma versão “combi configurável”, significando que pode ser configurado para transporte de passageiros, carga, ou uma configuração de passageiros e carga.

Além disso, os KC-767A da Força Aérea Italiana podem ser reabastecidos no ar por outro reabastecedor graças as receptáculo localizado na parte de cima, logo atrás da cabine de comando, uma característica que aumenta a já boa capacidade operacional e alcance.

Cavok nas redes sociais

61,294FãsCurtir
340Inscritos+1
6,180SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,210InscritosInscrever
Anúncios