Tags Post com a tag "Antonov An-124"

Tag: Antonov An-124

Aviões de transporte militar na Rússia: novas prioridades

14
A aquisição de aeronaves de transporte An-70 e An-124 pela Força Aérea da Rússia não estão confirmadas ainda. (Foto: Oleg Belyakov)
A aquisição de aeronaves de transporte An-70 e An-124 pela Força Aérea da Rússia não estão confirmadas ainda. (Foto: Oleg Belyakov)

O Ministério da Defesa russo está revisando planos de construção para a aviação de transporte. O principal objetivo é reduzir a dependência de fabricantes ucranianos. A prioridade principal será dada a projetos de produtores nacionais.

Aviões da empresa Antonov – desde o An-26 até o Ruslan – tem sido, historicamente, a base da aviação militar de transporte soviética (AMT), e mesmo hoje em dia a sua parte na AMT russa é bastante grande. No entanto, certas dificuldades na cooperação com a Ucrânia e a política global de redução da dependência de importações da industria de defesa podem causar o cancelamento de projetos promissores de origem ucraniana, o que pode resultar em consequências ambíguas.

O programa estatal de armamentos para 2011-2020 prevê a compra nesta década de pelo menos 600 novos aviões para a Força Aérea da Rússia, incluindo mais de uma centena de aviões de transporte militar. 40 máquinas são IL-476, uma versão atualizada do IL-76, cuja produção está sendo montada em Ulianovsk. A grande maioria dos aviões restantes deviam ter sido máquinas de Antonov, incluindo o An-124 Ruslan e o An-70. Hoje, no entanto, o destino destes aviões esta em dúvida.

O programa de resumo da produção do An-124, anunciado durante um longo tempo, aparentemente, foi considerado redundante. A Força Aérea da Rússia decidiu reparar e atualizar os Ruslan existentes, e os operadores comerciais não são capazes de “puxar” esse programa sem encomenda militar – o preço da máquina é muito alto para eles.

Em dúvida fica também o destino do An-70. A liderança russa pretende tomar uma decisão sobre a sua compra e financiamento da produção somente após serem finalizados os testes. E isso adia automaticamente o possível início da produção na fábrica de aviões de Kazan para a segunda metade da década de 2010.

O destino da máquina ligeira de Antonov An-140T (versão de “rampa” do já utilizado An-140) será determinado em concorrência com o projeto russo IL-112V. Construtores de aviões russos advogam a retomada dos trabalhos sobre o último.

Em prática, a Força Aérea hoje se garantiu o fornecimento de apenas um avião de transporte novo – o IL-476, o destino dos projetos restantes está em dúvida. Obviamente, parte do problema para os próximos 15-20 anos poderia ser resolvido por reparos e atualização. Em primeiro lugar, se trata de tais máquinas de longo uso como o An-22 e o An-124. Mas no segmento de máquinas médias e ligeiras, onde o An-12 e o An-26 estão sendo gradualmente aposentados, os reparos e a atualização já não vão ajudar.

Para não correr o risco de se ver numa situação em que a Rússia terá que comprar aviões estrangeiros dessa classe, uma decisão fundamental deve ser tomada até o final deste ano. A escolha na classe de máquinas ligeiras já foi indicada, na classe média há que escolher entre o projeto russo-indiano MTS/MTA e o ucraniano An-178. E, obviamente, é necessário decidir o destino de An-70 e An-124. A Rússia necessita do primeiro avião com suas características únicas de decolagem e pouso devido ao seu vasto território que tem poucos aeródromos bons. A segunda máquina pode fornecer à Força Aérea vastas possibilidades de movimento estratégico de tropas. A principal questão é o quanto os responsáveis percebem essas possibilidades e o quão relevante consideram o seu aumento.

Fonte: Voz da Rússia / Ilya Kramnik

Dica do amigo Konner. Obrigado 😉

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta
Anúncios

Ministério de Defesa da Rússia diz não ser necessária a compra de novos An-124

12
Um An-124 Ruslan voam em formação com um Sukhoi Su-27. (Foto: Russian Air Force)
Um An-124 Ruslan voam em formação com um Sukhoi Su-27. (Foto: Russian Air Force)

O Ministério da Defesa russo ordenou determinar o alcance da sua frota de aeronaves de transporte militar, disse o jornal Vedomosti, citando fontes da indústria e da aviação militar. De acordo com a decisão, a retomada da produção de transporte An-124-300 Ruslan não foi considerada necessária. No entanto, o trabalho nas aeronaves encomendadas seria mantido.

Em particular, a planta da Aviastar de Ulyanovsk, até o final de 2014 será usada para reparar os aviões “Ruslan” que estão em serviço com a Rússia, e então, modernizar as aeronaves para o padrão An-124-150M. Em 2010, o Ministério da Defesa russo apoiou a reabertura da linha de produção do Ruslan, incluindo a compra dessas aeronaves no programa de armamentos do Estado para 2011-2020. O motivo dessa alteração no programa ainda é desconhecido.

Na Rússia, a produção do Ruslan foi parada no meio da década de 1990, depois que o Ministério da Defesa reconheceu ser impraticável. Mais tarde ainda, foi decidido o retorno da fabricação da aeronave na Rússia. A United Aircraft Corporation tinha afirmado que era possível retomar a produção com pelo menos 40 unidades encomendadas do An-124.

No final de 2009, Dmitry Medvedev, que era então presidente da Rússia, ordenou ao governo que previa a compra de 20 aviões Ruslan para os militares. Como responsável pela execução da encomenda foi indicado o então primeiro-ministro Vladimir Putin, e o período de execução começaria no dia 1° de junho de 2010. O preço de compra das aeronaves foi estimado em 4 bilhões de dólares.

Enquanto isso, foi realizado no final de dezembro 2012 uma reunião do Ministério de Defesa da Rússia onde foi decidido a compra de outra aeronave de transporte militar. Em particular, foi confirmado num contrato a construção pela “Aviastar” e a entrega de 39 aviões de transporte militar Il-476 (Il-76MD-90A) por 140 bilhões de rublos.

Além disso, o Ministério da Defesa anunciou a necessidade de uma aeronave de transporte leve, mas a proposta da UAC não foi de imediata aceita para o projeto do IL-112. Agora a UAC está finalizando uma nova proposta. De acordo com o Ministério da Defesa, a necessidade de aeronaves militares leves no Il-112 é de 55 unidades, a FSB de 26 unidades, o Ministério do Interior de 10 unidades e da Agência Espacial Federal Russa de 10 unidades.

O Ministério da Defesa também rejeitou os planos para construir uma versão de carga do avião de passageiro An-140. Finalmente, a decisão de compra do novo avião de transporte ucraniano An-70 será feita após a conclusão dos testes. Enquanto isso, o Ministério da Defesa russo vai financiar apenas a conclusão do segundo modelo de voo do AN-70 e seus testes.

Em agosto de 2011, foi relatado que o Ministério da Defesa da Rússia, até 2020, vai ter pelo menos uma centena de aviões de transporte militar diferentes para a renovação da frota de transporte militar da Força Aérea Russa. Em particular, eles falaram sobre o Il-112, Il-476, os modificados IL-76MD e An-124 e o An-70.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Rússia prevê o início da produção da nova versão do An-124 em 2016

13
A Aviastar-SP prevê o começo da produção da nova versão do An-124 em 2016. (Foto: U.S. Air Force)
A Aviastar-SP prevê o começo da produção da nova versão do An-124 em 2016. (Foto: U.S. Air Force)

Durante a reunião operacional do governo da Região Ulyanovsk realizada no dia 24 de dezembro de 2012, o vice-primeiro-ministro da Rússia, Alexander Pinkov, informou que a produção da nova versão do avião de transporte pesado An-124 Ruslan poderá pode ser lançada em 2016 pela Aviastar-SP (Ulyanovsk), conforme reportagem do Kommersant-Samara.

De acordo com o vice-primeiro-ministro, o decreto do governo correspondente será elaborado em 1° de abril de 2013. Supõe-se que 60 aeronaves sejam encomendadas, incluindo 20 jatos destinados ao Ministério da Defesa.

Como explicado por Pinkov, esta informação foi anunciada pelo grupo de trabalho interinstitucional para o desenvolvimento do transporte aéreo militar na rede da reunião da comissão militar-industrial. Ele também observou que o decreto governamental irá estipular o financiamento de trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do Ministério da Defesa e do Ministério da Indústria e Comércio. No entanto, ele não especificou a quantidade do financiamento.

Atualmente a Aviastar está modernizando as aeronaves An-124. (Foto: Aviastar-SP)
Atualmente a Aviastar está modernizando as aeronaves An-124. (Foto: Aviastar-SP)

“Temos de continuar as negociações com a empresa Antonov e convencê-los, porque não podemos protelar mais este trabalho. Se não iniciarmos o projeto podemos perder esta aeronave para sempre, porque a vida útil de todos os An-124s terminam em 2030. Nem a Rússia nem a Ucrânia irão se beneficiar com a perda desses jatos”, disse Alexander Pinkov. Segundo ele, é necessário completar a modernização das aeronaves An-124 civis e militares em 2013-2014, antes de lançar a produção da nova versão do jato.

A aeronave An-124 foi desenvolvida pelo Antonov Design Bureau baseado em Kiev. O jato realizou o primeiro vôo no dia 24 de dezembro de 1982. A maioria das características do Ruslan ainda são incomparáveis. É o maior avião de série no mundo, com a maior capacidade de transporte de carga em peso (120 toneladas). A produção em série do An-124 terminou em 1994. A necessidade de retomar a sua produção foi iniciada pela Volga-Dnepr (a maior operadora de An-124s) há cerca de 10 anos atrás.

Havia um monte de declarações de representantes do governo federal em relação retomar a produção da aeronave, no entanto, nenhuma decisão foi tomada. De acordo com as estimativas da Ernst & Young (feito em 2008), a pré-produção vai exigir cerca de US$ 137 milhões para retomar a fabricação de 40 aeronaves An-124s. O preço de cada aeronave será de cerca de US$ 150-160 milhões.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

61,073FãsCurtir
340Inscritos+1
6,128SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,160InscritosInscrever
Anúncios