Saab

Inicio Tags Antonov

Tag: Antonov

VÍDEO: Antonov revela o An-132D

2
Antonov revela sua nova aeronave de transporte leve An-132D. (Foto: Oleg Belyskow)

A fabricante aeronáutica estatal ucraniana, Antonov revelou ontem, dia 20, seu novo do avião de transporte leve multifunção An-132D.

Anúncios

Imagens exclusivas da visita do An-225 em Campinas

15
A aeronave An-225 Mryia no pátio do Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas. (Foto: Artur Cunha / Cavok)
A aeronave An-225 Mryia no pátio do Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas. (Foto: Artur Cunha / Cavok)

Na manhã dessa segunda-feira, dia 14, o maior avião do mundo na atualidade, e único em operação, o Antonov An-225 Mriya pousou pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, interior de São Paulo. Acompanhe aqui no Cavok, com imagens exclusivas, a chegada do An-225, com foto da cabine de comando.

Antonov vai finalizar produção do novo An-132D sem participação russa

4
A aeronave An-132D que a Antonov pretende finalizar sem usar nenhuma peça ou componente da Rússia.
A aeronave An-132D que a Antonov pretende finalizar sem usar nenhuma peça ou componente da Rússia.

A Antonov encontrou fornecedores ocidentais capazes de substituir as peças e componentes utilizados em seus aviões de fabricação russa, e planeja produzir o primeiro avião sem peças russas até o final do ano.

China assina acordo com a Ucrânia para fabricação do gigante An-225

18
A China assinou acordo coma Ucrânia para fabricação da aeronave de transporte super pesado An-225.
A China assinou acordo coma Ucrânia para fabricação da aeronave de transporte super pesado An-225.

A fabricante de aeronaves ucraniana Antonov e a Aerospace Industry Corporation of China (AVIC) assinaram um acordo que irá facilitar a produção em série do maior avião do mundo, o AN-225 Mriya (Sonho), na China.

Aeronave An-32 da Força Aérea Indiana está desaparecida

1
Um dos An-32 modernizados da Força Aérea da Índia. (Foto: Oleg V. Belyakov / AirTeamImages)
Um dos An-32 modernizados da Força Aérea da Índia. (Foto: Oleg V. Belyakov / AirTeamImages)

Um avião de transporte Antonov An-32 da Força Aérea Indiana (IAF) que realizava uma missão de correio aéreo para Port Blair com 29 pessoas a bordo, a maioria militares, sumiu dos radares logo após a decolagem da Base Aérea de Tambaram, perto de Chennai, na sexta-feira de manhã. A Índia está deslocando um grande efetivo para localizar a aeronave.

Companhia aérea do Azerbaijão encomenda 10 aeronaves Antonov An-178

15
Aeronave Antonov An-178, fabricada na Ucrânia. (Foto: Vasiliy Koba)
Aeronave Antonov An-178, fabricada na Ucrânia. (Foto: Vasiliy Koba)

O CEO da companhia Azerbaijani, do Azerbaijão, assinou nesta terça-feira (7) um acordo para compra de dez aeronaves An-178 fabricadas na Ucrânia.

Antonov da Força Aérea Indiana incendeia após o pouso

27
An-32 (Imagem: indiandefence)
An-32 (Imagem: indiandefence)

Um avião de transporte An-32 da Força Aérea Indiana pegou fogo após o desembarque no 20 de setembro.

Chapman Freeborn e Air Cargo International concluem com êxito mais um voo de carga com a aeronave Antonov AN-225

11
A gigante aeronave An-225 durante o embarque da carga especial.
A gigante aeronave An-225 durante o embarque da carga especial.

A Chapman Freeborn e a Air Cargo International (ACI) concluíram com êxito mais um voo do famoso Antonov AN-225, desta vez fretado para transportar cinco compressores gigantes, totalizando 140 toneladas, da Coreia do Sul para a França. O voo partiu do Aeroporto Internacional de Incheon pousando pela sua primeira vez no EuroAirport Basel-Mulhouse-Freiburg.

IMAGENS: Segundo prótótipo do An-70 recebe a pintura no padrão da Força Aérea da Rússia

12
O segundo protótipo da aeronave de transporte militar Antonov An-70 decola do aeródromo de com a pintura cinza escuro da Força Aérea da Rússia. (Foto: Olev Belyakov / Russianplanes)
O segundo protótipo da aeronave de transporte militar Antonov An-70 decola do aeródromo de Svyatoshino com a pintura cinza escuro da Força Aérea da Rússia. (Foto: Olev Belyakov / Russianplanes)

No dia 9 de abril de 2013, no aeroporto Svyatoshino, em Kiev, junto a unidade de produção da Antonov, ocorreu o primeiro vôo do segundo protótipo da aeronave de transporte militar An-70 (número de série 01-02, prefixo ucraniano UR-NTK), que recebeu na fábrica da Antonov uma pintura no padrão cinza escuro monocromático, correspondente ao padrão atual da Força Aérea Russa.

O segundo protótipo do An-70 inicia a corrida de decolagem em Kiev. (Foto: Oleg Belyakov / Russianplanes)
O segundo protótipo do An-70 inicia a corrida de decolagem em Kiev. (Foto: Oleg Belyakov / Russianplanes)
A ucraniana Antonov está investindo seus próprios recursos no desenvolvimento do An-70. (Foto: Vitali Nesenyuk / Russsianplanes)
A ucraniana Antonov está investindo seus próprios recursos no desenvolvimento do An-70. (Foto: Vitali Nesenyuk / Russsianplanes)

De julho de 2010 a agosto de 2012 foi realizada em Svyatoshino os reparos e modernização da primeira aeronave An-70, de acordo com as novas exigências do Ministério da Defesa da Rússia. Os testes de voo da aeronave foram retomados em Kiev no dia 27 de setembro de 2012, e em dezembro a aeronave foi transferida para a primeira fase dos testes conjuntos com o Ministério da Defesa da Rússia e da Ucrânia, com o qual ele está associado.

Com informações do amigo Rustam, direto da Rússia.

Enhanced by Zemanta

Marinha da Rússia pretende modernizar e recolocar em operação aeronaves An-12PS de busca e salvamento

10
A Marinha da Rússia possui apenas três An-12PS em condições de voo, e agora pretende modernizar todas 10 aeronaves. (Foto: Airwar.ru)
A Marinha da Rússia possui apenas três An-12PS em condições de voo, e agora pretende modernizar todas 10 aeronaves. (Foto: Airwar.ru)

O principal Comando da Marinha russa informou que pretende modernizar e recolocar em operação aeronaves de busca e salvamento An-12PS, fabricadas em 1969.

De acordo com o jornal Izvestia, uma fonte do Comando da Marinha disse que está coordenando o início da documentação e especificação tática e técnica necessárias para a modernização das aeronaves, e que este trabalho está previsto para ser finalizado no terceiro trimestre de 2013. Em seguida, toda documentação será enviada para aprovação pelo ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.

Se todas as aprovações correrem conforme o planejado, a proposta de modificações e fornecimento de equipamentos de segurança será realizada no final de 2013 ou início de 2014. Neste caso, o primeiro modernizado An-12PS poderá ser entregue para Marinha da Rússia até o final do próximo ano.

De acordo com o previsto, o primeiro avião terá todos os aviônicos atualizados, com o An-12PS recebendo inclusive um sistema de navegação GLONASS/GPS, novo radar e câmaras termográficas. A aeronave receberá novas balsas salva vidas para 3-5 pessoas, com o Ministério da Defesa não descartando que os meios de evacuação nos aviões russos sejam de fabricação estrangeira.

Atualmente em serviço com a Marinha estão cerca de 10 aeronaves An-12PS, das quais apenas três estão em condições de voo. Na ausência de equipamentos adequados para a busca e salvamento, estes aviões são utilizados principalmente como transporte.

A aeronave An-12PS é baseada no avião de transporte militar An-12, capaz de atingir velocidades de até 686 km/h e voar a uma distância de até cinco mil quilômetros. A aeronave possui um compartimento de carga de 13,5 metros de comprimento, largura de 3,5 metros e uma altura de 2,6 metros. O avião é capaz de transportar cargas de até 20 toneladas.

Enhanced by Zemanta

Companhia aérea Cubana adquire aeronaves An-158 e Il-96-400s

18
Dentre o pedido da Cubana estão três aviões An-158. (Foto: Antonov)
Dentre o pedido da Cubana estão três aviões An-158. (Foto: Antonov)

Cuba vai comprar US$ 650 milhões em aviões da Rússia, informou o ministro da indústria e comércio da Rússia nesta sexta-feira. As aeronaves, incluindo An-158s e Il-96-400s, serão operadas pela companhia aérea Cubana de Aviación.

“No total, vamos entregar US$ 650 milhões em aeronaves para Cuba,” disse Denis Manturov aos jornalistas.

A empresa de leasing russa Ilyushin Finance Company (IFC) e a Cuban Aviation Corporation assinaram um contrato de opção para entrega de três aviões de passageiros Antonov An-158 e uma série de outros acordos na presença do primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev e do líder cubano Raúl Castro.

Cuba também confirmou que estava interessada em comprar da Ilyushin Finance três aeronaves Ilyushin Il-96-400 com capacidade para transportar 350 pessoas.

Um acordo sobre a entrega dos Il-96-400s também foi assinada em Havana.

Medvedev chegou em Cuba na quinta-feira depois de uma visita ao Brasil.

Fonte: RIA Novosti – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Enhanced by Zemanta

Novos postos de comando voadores entram em produção na Rússia

6
Um novo posto de comando aéreo será fabricado numa aeronave Il-476. (Foto: UAC)
Um novo posto de comando aéreo será fabricado numa aeronave Il-476. (Foto: UAC)

A Rússia deu início à construção de novos postos de comando voadores a partir do avião Il-476 para substituir os antecessores instalados no avião Il-22 e desenvolvidos nos anos 1960, informou o Estado-Maior das Forças Armadas russas.

Os novos postos de comando voadores devem operar em modo digital e garantir uma comunicação de duas vias segura e confiável, além de possuir equipamento para neutralizar os meios de guerra eletrônica inimigos.

“O novo posto será integrado aos escalões operacional, tático e estratégico de um sistema automatizado de comando das Forças Armadas que está sendo criado”, diz o comunicado divulgado pelo Estado-Maior.

De acordo com os militares, os postos de comando voadores Il-22 existentes estão desatualizados. Por outro lado, o IL-476 não pode substituir completamente o Il-22 por ter uma autonomia reduzida e elevado consumo de combustível.

“Os postos de comando voadores são necessários a comandantes de diferentes níveis. Por isso, precisamos de, pelo menos, 20, e, de preferência, 40 postos voadores”, disse uma fonte da indústria armamentista russa.

Segundo o site oficial do Kremlin, o presidente russo Vladímir Pútin, que exerce também as funções de Comandante Supremo das Forças Armadas do país, receberá neste ano dois novos aviões presidenciais IL-96-300 equipados com um posto de comando.

Atualmente, o chefe de Estado tem à sua disposição quatro aviões: um IL-96-300, um Il-62, um Tu-154 e um Yak-40.

A imprensa russa divulgou recentemente que os novos aviões presidenciais serão equipados com meios de comunicação e controle modernos, bem como sistemas de laser para desorientar e neutralizar os mísseis antiaéreos a serem lançados contra o avião.

A aeronave Il-87 Aimak (Il-80/Il-86VKP) usado como posto de comando aéreo na Força Aérea da Rússia. (Foto: Kirill Naumenko / Airliners)
A aeronave Il-87 Aimak (Il-80/Il-86VKP) usado como posto de comando aéreo na Força Aérea da Rússia. (Foto: Kirill Naumenko / Airliners)

Conforme o contrato com o Centro de Desenvolvimento em Tecnologias Aeronáuticas Ilyushin, o custo de dois aviões presidenciais beira os 10,39 bilhões de rublos (cerca de R$ 650 milhões), enquanto um avião comum desse tipo custa 1,2 a 1,5 bilhões de rublos (cerca de R$ 90 milhões).

“O avião presidencial é um posto de comando voador das tropas. Possui um monte de antenas de transmissão e recepção, além de sensores de toda a espécie que não podem ser colocados na superfície exterior da fuselagem. Caso contrário, o avião presidencial teria uma aparência terrível”, explicou uma fonte do Ministério da Defesa em entrevista ao jornal russo “Izvéstia”. “Por isso, muitos dos equipamentos são embutidos nas asas, empenagem, revestimento da fuselagem etc.”

Fonte: Andrêi Lvov / Gazeta Russa

Nota do Editor: Embora o texto fale de aeronaves Il-22 usadas como postos de comandos aéreos com a Força Aérea da Rússia, somente encontramos a informação que a Rússia utiliza os aviões Il-87 Aimak (Il-80/Il-86VKP) nesse tipo de tarefa, o qual a Força Aérea russa possui quatro aeronaves. A Rússia ainda possui uma versão AWACS do Il-76, que é designada A-50 Mainstay. Não sabemos ao certo qual dos dois a notícias se refere, ou qual exatamente é a aeronave Il-22 descrita no texto. Se alguém souber a resposta, coloque nos comentários.

 

Enhanced by Zemanta

Antonov testa em voo versão do jato An-148 usado como hospital aéreo

4
A aeronave An-148-100EM realizou três voos de testes para avaliar o interior com equipamentos médicos. (Foto: White / Russianplanes)
A aeronave An-148-100EM realizou três voos de testes para avaliar o interior com equipamentos médicos. (Foto: White / Russianplanes)

O Ministério de Situações de Emergência da Rússia vai colocar em serviço em 2013 um dos dois hospitais em voo An-148-100EM. Os testes de certificação de um novo tipo de aeronave foram realizados pela fábrica de aviões Voronezh, com a presença de representantes da empresa estatal ucraniana Antonov. A entrega do hospital aéreo vai ser parte de um grande programa técnico de re-equipamento do ministério.

De acordo com a agência RIA Novosti, foram realizados três voos de testes com o An-148-100EM, nos quais foram verificados o desempenho de módulos médicos e equipamentos de oxigênio, e foram feitas medições de temperatura na cabine com o controle do equipamento de ar condicionado. O hospital aéreo é capaz de voar a uma distância de cinco mil milhas e em velocidades de até 870 quilômetros por hora.

O An-148-100EM, baseado no avião de passageiros de curta distância An-148, está equipado com uma cabine com cinco diferentes combinações de opções de bancos e módulos de saúde. A conversão de opções pode ser feita dependendo da complexidade da tarefa. Cada unidade médica é destinada a monitorizar o estado do paciente e os procedimentos terapêuticos. Além disso, o An-148-100EM está equipado com comunicação via satélite e acesso a Internet.

Atualmente, o Ministério de Situações de Emergência da Rússia está implementando um programa de re-equipamento técnico, que está previsto o investimento de cerca de 43 bilhões de rublos (US$ 1,43 bilhão). Assume-se que a percentagem de equipamentos novos e modernos em serviço no ministério em 2015 seja de 80 por cento.

Enhanced by Zemanta

Ministério de Defesa da Rússia pretende adquirir 15 aeronaves de passageiros An-148

3
O Ministério de Defesa da Rússia pretende adquirir 15 aeronaves An-148 fabricadas em . (Foto: UAC)
O Ministério de Defesa da Rússia pretende adquirir 15 aeronaves An-148 fabricadas em Voronezh. (Foto: UAC)

O Ministério da Defesa da Rússia pretende adquirir no próximo trimestre 15 aeronaves de passageiros An-148 fabricadas pela Voronezh Aircraft Manufacturing Company (VASO). O valor da compra está estimado em US$ 450 milhões. Assim, a empresa que está em dificuldades financeiras, será capaz de obter o apoio do Estado para o desenvolvimento.

De acordo com o jornal Kommersant, citando uma fonte da United Aircraft Corporation, em agosto de 2012, Anatoly Serdyukov, o ministro da Defesa da Rússia, depois de uma reunião com o governador da região de Voronezh, Alexei Gordeev, instruiu o Comandante da Força Aérea russa Viktor Bondarev a considerar comprar algumas aeronaves An-148 dentro do orçamento estatal de defesa. Atualmente, de acordo com a fonte do jornal, o governo está mesmo disposto a pagar um pouco mais na licitação pelos aviões de transporte.

Outros detalhes da possível compra de aviões militares russos ainda são desconhecidos. Enquanto isso, no início de fevereiro de 2013, o Ministro da Indústria e Comércio Denis Manturov, visitou a VASO, e o ministério se comprometeu a encomendar um total de 59 aviões An-148 e seis IL-96. Entre os potenciais compradores ? o Ministério da Administração Interna, o Ministério de Situações de Emergência e do Serviço Federal de Segurança.

No início de 2013, o governador da região de Voronezh, escreveu uma carta ao presidente Vladimir Putin, no qual ele pediu para nomear a VASO a fornecedora legal exclusiva de aeronaves An-148 para o Ministério de Defesa da Rússia. Devido a esta situação, o Ministério da Defesa será capaz de comprar da empresa as aeronaves An-148 de Voronezh sem leilão.

O avião de passageiros de curta distância An-148 foi projetado para transportar 68-85 passageiros, dependendo da configuração. Ele é capaz de atingir velocidades de até 870 quilômetros por hora e voar a uma distância de quatro mil milhas. Atualmente, a Rússia opera 12 aeronaves An-148.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea russa em vésperas da sua modernização radical

27
A Força Aérea da Rússia vem recebendo vários novos caças bombardeiros Su-34. (Foto: Mike Syritsa)
A Força Aérea da Rússia vem recebendo vários novos caças bombardeiros Su-34. (Foto: Mike Syritsa)

O ano de 2012 passou a ser uma época de modernização abrangente da Aeronáutica da Rússia que recebeu dezenas de máquinas voadores de diversas classes, o que permite proceder à formação de novas unidades. Este processo deverá aumentar as potencialidades da Força Aérea na execução de missões dentro e fora do país.

As notícias sobre a entrada em serviço de equipamentos modernos deixaram de causar muita surpresa: a modernização abrange todos os ramos das Forças Armadas da Federação Russa. Têm atraído uma maior atenção as novas características do Exército, da Aeronáutica e da Marinha relacionadas com o uso eficiente do material bélico e equipamentos modernos e sofisticados.

Novos caças polivalentes Su-35S também já foram entregues em 2012. (Foto: Irkut)
Novos caças polivalentes Su-35S também já foram entregues em 2012. (Foto: Irkut)

As transformações positivas se deram, antes de tudo, na Aeronáutica. Em 2012, foram postos em serviço mais de 150 aviões e helicópteros, excluindo os máquinas em fase de reparação ou modernização. Tomando em conta o tempo necessário para dominar e manejar os novos aviões, isto significa que, nos próximos um ou dois anos, serão formadas novas sub unidades da aviação tática.

A Força Aérea terá possibilidades maiores de conduzir operações à grande distância devido à maior autonomia e ao reabastecimento em vôo de novos aviões postos em serviço. Como uma aeronave-tanque pode ser utilizado tanto o Il-78, como os aviões de combate dotados de contentores especiais. É evidente, contudo, que a falta de aviões cisterna não poderá ser suprida só por este meio. Por isso, o Ministério da Defesa planeja organizar a produção em série de aviões-tanque com base em aeronaves Il-76 modernizadas.

Interceptadores MiG-31 estão sendo modernizados para o padrão BM.
Interceptadores MiG-31 estão sendo modernizados para o padrão BM.

Em segundo lugar, os novos aviões terão possibilidades mais largas no que concerne ao aniquilamento de alvos terrestres. Até há pouco tempo, a Rússia dispunha de um avião tático, capaz de empregar uma vasta gama de armas contra os alvos terrestres – o bombardeiro Su-24. Hoje em dia, as semelhantes missões podem ser cumpridas por caças Mig-29SMT, Su-30SM, Su-35 e outros engenhos modernizados. Os principais caças de combate aos alvos terrestres serão, como antes, o Su-34, o Su-24M2 e os caças polivalentes Su-30SM. As potencialidades da Força Aérea dependem ainda de aumento do número de aviões que sejam capazes de empregar as armas de alta precisão, razão pela qual vão crescendo as compras de respectivas munições, cuja produção aumentado de forma significativa.

A Força Aérea da Rússia também encomendou os novos aviões de transporte Il-476.
A Força Aérea da Rússia também encomendou os novos aviões de transporte Il-476.

Mais um fator substancial passa pela modernização do sistema de instrução do pessoal. O fornecimento de novos aviões de treino e de novos equipamentos, assim como o aumento do tempo de vôo até 100 horas anuais, permitem elevar a eficiência do emprego do material militar aéreo.

Mas as tendências positivas citadas não são suficientes para o ressurgimento real da Força Aérea. Para que tal aconteça, serão indispensáveis medidas visando, sobretudo, o aperfeiçoamento da infra-estrutura de baseamento e da logística. A nova direção do Ministério da Defesa deu a entender ter alargado os planos de modernização de aeródromos militares. Outra condição se refere à necessidade de aumentar o número de aviões de reconhecimento, de guerra eletrônica e radiolocalização à distância e de comando. Estes aparelhos que se criam à base de aeronaves comerciais constituem uma parte integrante da Aeronáutica.

O caça PAK FA continua sendo testado, e em 2013 inicia os testes com a Força Aérea da Rússia.
O caça PAK FA continua sendo testado, e em 2013 inicia os testes com a Força Aérea da Rússia.

Estão armazenadas dezenas aeronaves civis Il-62 e Il-86 que mantêm ainda um recurso de vôo suficiente. A sua transformação em aviões-tanque tem sido uma prática generalizada e a modernização, prevendo a instalação de novos propulsores, farão com que, na segunda metade dos primeiros 10 anos do século XXI, a Aeronáutica passe a contar com 30-40 engenhos-cistern a. A entrada em serviço de novos aviões permitirá chegar a tais indicadores somente nos finais dos anos 20.

As aeronaves An-148 poderiam ser usadas como plataformas de reabastecimento aéreo.
As aeronaves An-148 poderiam ser usadas como plataformas de reabastecimento aéreo.

Os An-148/158 ou o MTC versátil podem ainda servir de base para a criação de aviões-tanque a integrarem a aviação tática. Estes engenhos voadores não são caros, mas fáceis no manejo ao contrário de um avião-tanque de quatro motores com dezenas de metros cúbicos do combustível. O surgimento de “aviões-tanque táticos”, cujo número exceda 40-50 unidades, aumentará a flexibilidade da aviação tática, bem como contribuirá para o reabastecimento aéreo de helicópteros sem precedentes na Força Aérea russa.

Em princípio, cada base aérea tem que dispor de um destacamento de aviões- tanque. Pelo menos, uma esquadrilha desses deve prestar serviço junto do Comando da FA em cada região militar e em cada Esquadra Naval. Era preciso pensar nisso há já muito tempo: o espaço específico em que se pode travar operações militares – a Ásia Central, o Oceano Pacifico, e a zona do Círculo Polar – pressupõem a realização de vôos a distâncias superiores à norma.

Fonte: Voz da Rússia / Ilya Kramnik

Dica do amigo Wagner. Obrigado 😉

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

IMAGENS: Força Aérea da Polônia se despede do último An-2T

7
O ú ltimo An-2T a voar com as cores da Força Aérea Polonesa. (Foto: Bartosz Bera / Polish Air Force)
O ú ltimo An-2T a voar com as cores da Força Aérea Polonesa. (Foto: Bartosz Bera / Polish Air Force)

Após 56 anos desde a entrada em serviço, a Força Aérea da Polônia se despediu das suas últimas unidades do avião utilitário PZL Mielec An-2 “Colt” – a aeronave que por mais tempo operou junto com os militares poloneses até então. A cerimônia oficial ocorreu no dia 14 de dezembro de 2012, junto a Escola de Aviação na 42ª Base Aérea em Radom-Sadkow.

A aeronave An-2T "0852" durante seu último voo.
A aeronave An-2T “0852” durante seu último voo. (Foto: Bartosz Bera / Polish Air Force)

A última aeronave do tipo a voar nas cores da Força Aérea Polonesa, foi o An-2TD “Colt” com matrícula 0852 (número de série 1G10852), que decolou da base em Radom. Esta específica aeronave saiu da linha de produção no dia 14 de agosto de 1969, e começou a operar a partir do dia 15 de agosto de 1969. Até o seu último voo, o An-2T “0852” atingiu 6.830 horas de voo e mais de 14 mil pousos.

an2pozegnanie10

an2pozegnanie09

A cerimônia de despedida da aeronave An-2T com a Força Aérea da Polônia contou com a presença do Comandante . (Fotos: Miros?aw Cyryl Wójtowicz / Polish Air Force)
A cerimônia de despedida da aeronave An-2T com a Força Aérea da Polônia contou com a presença do Comandante Lech Majewski. (Fotos: Miros?aw Cyryl Wójtowicz / Polish Air Force)

Na cerimônia de despedida esteve presente o piloto general Lech Majewski, o comandante da Força Aérea Polonesa. Ele olhou para aeronave e disse: “Adeus herói. Serviço terminado”.

rudnicka_an2_02

A aeronave An-2T "0852" começou a voar com a Força Aérea da Polônia em 1959.
A aeronave An-2T “0852” começou a voar com a Força Aérea da Polônia em 1969. (Fotos: Miros?aw Cyryl Wójtowicz / Polish Air Force)

Os primeiros An-2 em serviço militar na Polônia foram fabricados na União Soviética, e entregues na Base Aérea de Varsóvia-Okecie no dia 31 de dezembro de 1951, com mais quatro entregues em outubro de 1954, para uso por um esquadrão de fotografia aérea. No entanto, a apresentação oficial dos An-2T com a camuflagem da Força Aérea da Polônia não ocorreu até setembro de 1956; a data em que os “Colts” foram oficialmente apresentados no serviço militar polonês.

Em 1960, a PZL Mielec iniciou a fabricação dos “Colts” no país, e fabricou até 2002 um total de 138 aviões An-2 para os militares poloneses. Grande parte dessas aeronaves foi retirada da operação militar e entregue para instituições civis, incluindo aeroclubes.

Mais de 115 aeronaves An-2 foram operadas pela Força Aérea Polonesa.
Mais de 115 aeronaves An-2 foram operadas pela Força Aérea Polonesa. (Foto: Bartosz Bera / Polish Air Force)

Durante sua operação militar, os An-2 foram usados por unidades de transporte principalmente estacionadas no aeroporto de Cracóvia-Balice. Além disso, muitos regimentos estavam mantendo uma ou duas aeronaves do tipo como máquinas de ligação. A maioria das aeronaves An-2 foram operadas pelos militares poloneses durante os anos setenta, numa quantidade que chegou à 115 aviões.

Todos An-2 militares na Polônia foram cedidos para outras instituições civis, incluindo aeroclubes.
Todos An-2 militares na Polônia foram cedidos para outras instituições civis, incluindo aeroclubes. (Foto: Bartosz Bera / Polish Air Force)

Em 2009 os últimos 10 aviões An-2 foram transferidos para Radom, onde foram usados para treinamento, incluindo treinamento para instrutores de paraquedismo. Quatro aeronaves An-2 remanescentes em Cracóvia estão aguardando a transferência para novos donos, incluindo instituições que prestam serviços sociais, culturais, e promovem a defesa. O órgão responsável pela transferência será o Ministério da Defesa através do Departamento de Educação e Promoção da Defesa.

Na metade de 2012 foi informado pelo Ministério de Defesa da Polônia que as tarefas agora serão executadas pelos bimotores turboélices PZL Mielec M28 Bryza.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Marinha russa recebe novo Antonov An-140

37
O primeiro Antonov An-140 entregue para Marinha da Rússia. (Foto: Aviakor)
O primeiro Antonov An-140 entregue para Marinha da Rússia. (Foto: Aviakor)

A Marinha de Guerra russa recebeu novo equipamento. A aviação naval agora passa a ter no seu serviço o avião militar de transporte An-140, fabricado na cidade de Samara pela empresa Aviakor. Esse aparelho irá substituir os An-24 e os An-26.

O An-32, uma modificação do An-26, tem sido utilizado com sucesso na Índia há várias décadas. Se trata de um avião de 27 toneladas modificado especificamente para condições tropicais.

Os novos An-140 vão substituir os Antonov An-26 e An-32 em uso atualmente pela Marinha Russa.
Os novos An-140 vão substituir os Antonov An-26 e An-32 em uso atualmente pela Marinha Russa.

O avião An-140 irá transportar pessoal e cargas para as bases navais da Marinha russa. Ainda durante a fase de montagem, a marinha reconheceu que tinha grande necessidade desse equipamento. O comandante de uma base naval, Alexander Tcherkashin, recebe com satisfação o novo avião ao seu comando:

“Nós temos a honra de testar esse avião. Serão efetuados os testes militares e, de acordo com os seus resultados, serão tiradas as conclusões. Mas estou convencido que tudo correrá bem.”

Depois de uma curta corrida, o avião decola com facilidade. Este é um voo de demonstração para clientes e futuros proprietários. O avião militar de transporte produzido em Samara se destaca com vantagem dos modelos anteriores. Os pilotos de teste já deram nota positiva ao novo equipamento moderno do avião e à sua navegação por satélite de última geração.

De acordo com a análise da própria empresa de aeronáutica de Samara, os militares, policiais e socorristas russos irão necessitar de um total de cerca de 100 aviões An-140. Isso inclui as suas diferentes versões de montagem, tanto de carga como de passageiros. A empresa também espera receber encomendas de outros países.

Fonte: Voz da Rússia

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

IMAGENS: Chegam no Afeganistão os primeiro helicópteros de apoio armado Tiger do Exército Alemão

6
Chegam no Afeganistão os dois primeiro helicópteros de apoio Tiger do exército alemão. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)
Chegam no Afeganistão os dois primeiro helicópteros de apoio Tiger do exército alemão. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)

Um avião de transporte Antonov An-124-100 inicia aproximação através do céu noturno para a pista à beira de Camp Marmal, e pousa na pista logo depois. O relógio marca 06:00hs no Afeganistão, mas alguns militares alemães implantados e Mazar-e Sharif e membros da imprensa aguardam sob temperaturas de inverno para presenciar a implantação da carga que o enorme avião trouxe de Leipzig, tendo decolado no dia 14 de dezembro.

O Antonov An-124-600 partiu de Leipzig, na Alemanha, no final da tarde do dia 14, levando a bordo os dois helicópteros Tiger UH alemães. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)
O Antonov An-124-600 partiu de Leipzig, na Alemanha, no final da tarde do dia 14, levando a bordo os dois helicópteros Tiger UH alemães. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)

Mas o importante não é o transporte, mas sim a sua carga, porque dentro de sua grande fuselagem estão os dois primeiros helicópteros de apoio Eurocopter Tiger (UH). Os outros dois Tigers seguirão dentro de uma semana. A seção de nariz dobrável do avião se abre, desce a rampa, e em seguida o primeiro Tiger já pode ser visto. Apenas o som do sistema hidráulico para baixar a rampa pode ser ouvido. Todos os presentes, soldados e jornalistas, estão procurando dentro da enorme “barriga” do Antonov, espantado com seu tamanho. Na escuridão do compartimento de carga traseiro, o segundo helicóptero também pode ser visto.

A aeronave An-124 chegou no Afeganistão no dia 15 de dezmebro, trazendo a preciosa carga dos dois primeiros helicópteros Tiger alemães. (Foto: Bundeswehr)
A aeronave An-124 chegou no Afeganistão no dia 15 de dezmebro, trazendo a preciosa carga dos dois primeiros helicópteros Tiger alemães. (Foto: Bundeswehr)

Soldados do destacamento do esquadrão aéreo em Mazar-e-Sharif (MES CE) começam, junto com os tripulantes russos, a descarregar a valiosa carga. Há rampas auxiliares para ser colocadas para fora, e presas na frente da rampa principal do Antonov, enquanto no interior da aeronave de carga os soldados estão instalando os guinchos de carga e, após alguns minutos, o primeiro helicóptero começa a se mover. Em câmera lenta aparece o rotor de cauda, ??que se destaca contra a luz do amanhecer. Mesmo sem suas “garras”, o primeiro Tiger é impressionante quando, pouco tempo depois, está posicionado no solo afegão.

Um dos dois helicópteros de apoio Tiger dentro do An-124. (Foto: Bundeswehr)
Um dos dois helicópteros de apoio Tiger dentro do An-124. (Foto: Bundeswehr)

Ele é rebocado para uma tenda, enquanto o segundo Tiger também é descarregado e rebocado para um hangar, onde as duas aeronaves são verificados pela equipe técnica. Nos dias seguintes, os componentes que tiveram que ser removidos para o transporte foram recolocados, e as tripulações vão completar o primeiro vôo de cheque.

Mais dois Tigers devem seguir para o Afeganistão

O processo de desembarque dos dois primeiros helicópteros ocorreu na manhã do dia 15 de dezembro. (Foto: Bundeswehr)
O processo de desembarque dos dois primeiros helicópteros ocorreu na manhã do dia 15 de dezembro. (Foto: Bundeswehr)

Existe a previsão que mais dois UH Tiger cheguem em Mazar-e-Sharif no dia 21 de Dezembro de 2012, embora isso possa mudar por causa do tempo ou outros fatores imprevistos.

Durante o primeiro trimestre do próximo ano, uma vez que a implantação estiver completa, quatro helicópteros UH Tiger estarão disponíveis.

Além dos dois helicópteros Tiger entregues, outros dois seguem essa semana para o Afeganistão. (Foto: Bundeswehr)
Além dos dois helicópteros Tiger entregues, outros dois seguem essa semana para o Afeganistão. (Foto: Bundeswehr)

O Coronel Ulrich Werner Ott, comandante do destacamento de Mazar-e Sharif e, na Alemanha, do regimento de helicópteros de combate, de 36 anos, está satisfeito com a chegada: “Os soldados do meu regimento se prepararam por mais de um ano para gerenciar tudo o que podem encontrar. Eles fizeram um trabalho muito bom e quero ver o Tiger voando no Afeganistão.”

O Maior Palin, Diretor de Operações do destacamento de helicópteros norte americanos da “Força Tarefa Ready”, que entre outros, tem implantado os helicópteros de ataque Apache para Mazar-e Sharif, ficou satisfeito de ver um aumento dos meios aéreos. “Isso parece ótimo e eu quero ver esse helicóptero voando”, disse ele.

Os helicópteros agora serão preparados para o primeiro voo de testes no Afeganistão. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)
Os helicópteros agora serão preparados para o primeiro voo de testes no Afeganistão. (Foto: Heer/OFw (w) Katharina Winkler)

Os Tigers serão usados ??para fornecer cobertura aérea para os movimentos de suas próprias forças em terra e no ar, para treinamento e para o apoio de fogo direto de tropas terrestres. Ele pode dar uma contribuição importante para o deslocamento daa forças da ISAF. Oito helicópteros Tiger permancerão na Alemanha, nas funções de treinamento.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea do Cazaquistão recebe aeronave An-72 modernizada na Rússia

6
A aeronave Antonov An-72, ainda com matrícula russa (RA-72952), quando foi entregue para Força Aérea do Cazaquistão, em janeiro de 2011, antes de passar por modernização. (Foto: Frolov Sergey)

A frota de aeronaves militares do Cazaquistão recebeu uma nova ajuda com a entrega de uma modernizada aeronave de transporte An-72, conforme informou o Ministério da Defesa do país.

“A frota de aeronaves de transporte militar da Força Aérea do Cazaquistão recebeu um adicional jato Antonov AN-72 para carga. O avião foi reparado e reequipado na Planta de Reparação de Aviões 325, na cidade de Taganrog, Rússia, e foi entregue a uma das bases militares do Cazaquistão na segunda-feira”, disse o comunicado.

Segundo a agência de notícias Trend News, o An-72 foi projetado especificamente para tarefas táticas, precisando de uma extensão menor de pista para decolar devido ao posicionamento dos motores sobre as asas. A instalação do motor sobre as asas também elimina possibilidade da entrada de materiais estranhos nos motores, permitindo o pouso em pistas não pavimentadas.

O AN-72 é capaz de transportar até sete toneladas de carga, veículos automotores blindados, e até 68 soldados ou 57 paraquedistas com uniforme completo, sentados no compartimento de carga.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Antonov somente vai começar a fabricar em série os aviões de transporte An-70 a partir de 2016

14
O modernizado An-70 está realizando testes de voo na Ucrânia. (Foto: Vasiliy Koda)

A produção em série das aeronaves de transporte militar An-70, desenvolvidas pela ucraniana Antonov Design Bureau, com a ajuda de engenheiros russos, não começará até 2015, devido à falta de financiamento, disse na sexta-feira, dia 16 de novembro, a RIA Novosti, citando uma fonte do complexo militar-industrial.

De acordo com a fonte, é provável que a montagem em série do An-70 na fábrica da Kazan só começará em 2016. A Ucrânia vai participar do programa com a fabricação dos motores e asas do avião de transporte.

Anteriormente, a Força Aérea Russa havia planejado colocar o An-70 em serviço em 2014. No início de 2012, o ministro da Defesa Anatoly Serdyukov anunciou que as entregas para as tropas não deviam começar antes de 2015.

O desenvolvimento do An-70 começou na Ucrânia no início dos anos 1990. A Rússia aderiu ao projeto em 2002. Em 2010, o projeto foi congelado por causa de detalhes técnicos. Entao foi decidido que a aeronave seria atualizada.

Os testes de vôo da versão atualizada do An-70 começou em agosto de 2012. No dia 27 setembro o avião fez seu primeiro vôo.

O custo por aeronave está estimado em US$ 67 milhões. A Rússia planeja comprar 60 unidades da aeronave e a Ucrânia três. O primeiro An-70 do Ministério da Defesa russo foi comprado em julho de 2011.

Para financiar o projeto, em 2012 a Ucrânia alocou US$ 43 milhões. Outros US$ 85 milhões foram investidos pela Rússia.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,372FãsCurtir
340Inscritos+1
6,402SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,670InscritosInscrever
Anúncios