Saab

Inicio Tags Aviônica

Tag: Aviônica

Aeronaves de transporte Airbus C295 receberão nova cabine de voo Pro Line Fusion

0
As aeronaves C295 terão o novo pacote de aviônica Pro Line Fusion da Collins Aerospace.

As novas aeronaves táticas C295 da Airbus virão equipadas com a cabine de voo Pro Line Fusion da Collins Aerospace System, avançando significativamente as capacidades dos operadores C295.

Anúncios

Cirrus Vision Jet é o primeiro jato privado que pode pousar sozinho

0
O Cirrus Vision Jet agora apresenta um sistema autônomo de segurança que auxilia o pouso da aeronave.

Um passo importante para a aviação autônoma foi dado na semana passada quando a Cirrus Aviation anunciou a funcionalidade “Safe Return” para seu jato Vision G2, que encontrará a pista de pouso mais próxima, alertará as autoridades e pousará sozinho em caso de emergência.

Collins Aerospace modernizará aviônica dos C-130H da Força Aérea Portuguesa

2
Os C-130H da FAP receberão a suíte de aviônicos Flight2 da Collins Aerospace.

A Força Aérea Portuguesa junta-se a uma lista crescente de clientes que seleccionaram a Collins Aerospace para o seu esforço de modernização de aviões de transporte militar C-130H Hercules. Servindo como contratada da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, a Collins fornecerá sua solução de reposição de aviônica o Flight2, que oferece a solução de atualização CNS/ATM (communications navigation surveillance/air traffic management) mais econômica e de menor risco.

Sistema EFVS do Falcon 8X certificado para operações até 100 pés

2
A visão do HUD no Falcon 8X com a projeção do EFVS.

O jato executivo Dassault Falcon 8X foi certificado pela EASA e pela FAA para uma capacidade aprimorada de sistema de visão de voo (EFVS) que oferece uma operacionalidade facilitada para aproximações de baixa visibilidade até 100 pés, melhorando consideravelmente o acesso a aeroportos em condições climáticas adversas e aumentando significativamente a eficiência da frota.

Lockheed seleciona pacote de aviônicos Flight2 para os aviões P-3 da Marinha da Grécia

2
O painel do P-3 modernizado com o sistema de aviônica Flight2 da Rockwell Collins.

O sistema integrado de aviônica Rockwell Collins Flight2 foi selecionado pela Lockheed Martin para oferecer um pacote modernizado para as aeronaves P-3B da Marinha da Grécia, em conformidade com os próximos regulamentos para a operação de espaço aéreo global sem restrições.

BAE Systems vence contrato para modernizar sistema ESM dos bombardeiros B-2

48
A BAE Systems será responsável pela fabricação e instalação do novo sistema de Medidas Eletrônicas de Apoio (ESM) dos bombardeiros B-2 da USAF. (Foto: U.S. Air Force)

A BAE Systems recebeu um contrato da Northrop Grumman – Aerospace Systems para fornecer os sistemas de Electronic Support Measure(ESM) para uso em todos os 20 bombardeiros B-2 Spirit. Esta atualização do ESM será uma substituição completa do atual sistema antigo AN/APR-50. Com este contrato, a BAE Systems agora fornecerá os sistemas de Guerra Eletrônica de todos as três de plataformas stealth da Força Aérea dos EUA: as aeronaves F-22, F-35 e B-2.

“Como resultado de uma competição extremamente rigorosa para um sistema ESM modernizado para o B-2, a Northrop Grumman está satisfeita com a seleção da BAE Systems como nossa principal parceira para fornecer uma resposta rápida, e de acessível capacidade defensiva para o militar”, disse Dave Mazur, vice presidente da divisão de Ataque de Longo Alcance da Aerospace Systems. “Modernizar o sistema defensivo do B-2 é fundamental para a supremacia contínua do ataque de longo alcance e que será realizada através do extenso conhecimento no portfólio de tecnologia ESM da BAE Systems.”

A Northrop Grumman selecionou a BAE Systems num processo de licitação com as históricas e maiores indústrias fornecedoras de Guerra Eletrônica, para substituir o legado sistema ESM AN/APR-50 de mais de 30 anos. O sistema, em conjunto com o receptor de alerta radar, detecta ameaças eletrônicas encontradas pela B-2 e proporciona o conhecimento da situação das ameaças detectadas para a sua tripulação.

“Como provedor de capacidade semelhante nas aeronaves de caça de 5ª geração, a BAE Systems é bem adequada para modernizar as capacidades de ESM da frota de B-2”, disse Brian Walters, vice-presidente e gerente geral da BAE Systems Combat Electronic Solutions. “O B-2 é um avião capaz de realizar missões de longo alcance, que deve ter uma cautela no planejamento de missão e uma consciência situacional excepcional para atingir os seus objetivos através das altamente desenvolvidas defesas inimigas cada vez mais sofisticados. Nosso sistema ESM fornecerá as tripulações um alerta em tempo real das ameaça e uma consciência situacional dos emissores de ameaças, permitindo que as equipes possam alterar sua rota de vôo planejado através do espaço aéreo em litígio, e com segurança completar sua missão.”

O B-2, também conhecido como o Stealth Bomber, é a principal aeronave de ataque em profundidade projetada para penetrar as densas defesas anti-aéreas e lançar armas convencionais e nucleares. A Northrop Grumman é a fabricante da plataforma B-2 da Força Aérea dos EUA e principal contratante para todos os trabalhos de modernização do B-2 envolvidos com a extensão da vida de serviço da aeronave até 2058.

O trabalho do sistema ESM será realizado em Nashua, NH, e Cambridge, Massachusetts.

Elbit Systems of America recebe contrato para modernizar HUDs de caças F-16 Block 30 e Block 50 da USAF

9
A Elbit Systems of America fará a modernização dos HUDs dos caças F-16 Block 30 e Block 50 da USAF. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A Elbit Systems of America, LLC, uma subsidiária da israelense Elbit Systems Ltd., recebeu um contrato de quantidade e data indefinida (IQID) de cinco anos para entrega no valor de até US$ 38,5 milhões da Agência de Defesa Logística Ogden para a fabricação de Confiabilidade e Manutenção (R??&M) do Módulo Eletrônico de Montagem (EMA) para os Wide Angle Conventional Head-Up Display (WAC HUD) para todas as aeronaves F-16 Block 30 e Block 50 da Força Aérea dos EUA (USAF). Até à data, a Elbit Systems of America recebeu pedidos iniciais, no valor de US$ 3 milhões dentro do atual contrato.

O Wide Angle Conventional Head-Up Display (WAC HUD) apresenta dados críticos do voo e de missão que normalmente são exibidos dentro do cockpit num painel de instrumentos e projeta a informação numa superfície transparente em frente do piloto, permitindo que ele possa ficar focado a maior parte do tempo para fora do cockpit e criando uma maior consciência situacional.

Este contrato é a aplicação integral do valor na Proposta de Alterações de Engenharia (VECP) apresentado pela Elbit Systems of America para substituir o antigo módulo eletrônico localizado dentro do WAC HUD. A seção de Serviços e Soluções de Suporte da Elbit Systems of America desenvolveu o novo design em conjunto com sua afiliada, a Elbit Systems Electro-Optics Elop Ltd. (Elop). Os conjuntos utilizam o antigo sistema óptico, mas substitui o antiquado chassis, tubo de raios catódicos (CRT) e controle eletrônico da unidade associada com a tecnologia atual. O novo design reduz o número total de peças, reduz o consumo de energia e melhora significativamente o tempo médio entre falhas (MTBF)

Comentando sobre o prêmio, o Presidente e CEO da Elbit Systems of America, Raanan Horowitz, declarou: “Temos o prazer de oferecer aos operadores do F-16 este HUD atualizado e permitir uma maior disponibilidade de missão através de uma ordem de magnitude em termos de confiabilidade do negócio de Soluções de Serviços e Suporte da Elbit Systems of America, uma empresa líder no fornecimento de inovação para apoio ao sistema de baixo custo. Para o HUD do F-16, temos uma parceria com a Força Aérea dos EUA para desenvolver uma solução que reduz significativamente o custo do ciclo de vida. Isto é especialmente importante considerando-se as pressões de orçamento enfrentadas nos dias de hoje pelos militares dos EUA.”

IMAGENS: Bombardier apresenta a nova cabine do jato CSeries no Dubai Airshow

4
O novo painel de controle Rockwell Collins Pro Line Fusion do novo jato comercial CSeries da Bombardier. (Foto: Bombardier)

No Dubai Airshow, que está ocorrendo atualmente em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a Bombardier apresentou uma grande cabine de comando de demonstração das novas aeronaves CSeries. O painel totalmente novo permite que os visitantes que “embarcam” no mockup demonstrador CSeries, vire à esquerda para experimentar o cockpit ou vire à direita para andar pelo corredor da cabine.

A cabine oferece assentos espaçosos, o espaço dos ombros aumentou, as janelas são extra grandes e foi aumentado o espaço para bagagem de mão, oferecendo um novo nível de conforto numa aeronave widebody de corredor único.

O design totalmente novo da aeronave CSeries se beneficia de um painel de voo com a mais recente tecnologia de aviônicos e apresenta uma série de sistemas estado-da-arte de comunicação e auxílio à navegação, desenvolvido com o futuro em mente.

As telas LCD de alta resolução de 15,1 polegadas, inclusive para o sistema de gerenciamento de voo. (Foto: Bombardier)

O convés de vôo integrou as características telas LCD de alta resolução de 15,1 polegadas, consideradas as maiores do mundo no gênero, que são capazes de receber futuras melhorias e visão sintética. O sistema de exibição de gestão de vôo é baseado numa fase de aproximação do vôo, dando a tripulação um melhor acesso à informação, reduzindo a carga de trabalho. A funcionalidade de planejamento gráfico do vôo permite que a tripulação clique no mapa para pesquisar a informação ou modificar o plano de vôo, permitindo uma maior consciência situacional. Uma intuitiva interface gráfica homem-máquina aumenta a eficiência operacional, reduz a carga de trabalho do piloto e os custos de treinamento de novos pilotos.

O radar meteorológico MultiScan de forma autônoma processa todos blocos atmosféricos à frente da aeronave e procura as informações meteorológicas mais significativas, sem intervenção do piloto. A tripulação é alertada com uma mudança de cor quando o radar prevê wind shear, dando muito tempo para a tripulação tomar as medidas adequadas.

O sistema de HUD (Head-Up Display) e abaixo o glareshield, que permite sintonizar o sistema de rádio e inserir dados do voo de forma mais prática. (Foto: Bombardier)

A sintonia de rádio glareshield é uma característica única das aeronaves CSeries que ilustra o foco da Bombardier no modo de voar heads-up. Ele permite que tarefas críticas, tais como mudanças de freqüência, visualização de dados do sistema head-up display, entrada de dados, controle de navegação e funções de apoio para os monitores, possa tudo ser feito a partir do glareshield.

Sidesticks permitem que o piloto tenha uma interface melhor com o sistema de controle fly-by-wire, que fornece tratamento simplificado, com proteção do envelope de vôo. O sistema Rockwell Collins Pro Line Fusion oferece capacidades de crescimento extensivo para atender todos os requisitos previstos futuros do espaço aéreo, bem como de alta confiabilidade para atender às rigorosas exigências das operações das linhas aéreas comerciais.

AEL fornecerá três sistemas adicionais para o jato de transporte militar e de reabastecimento KC-390 da Embraer

6
A empresa AEL vai fornecer no total quatro sistemas para o jato KC-390 da Embraer. (Foto: Embraer)

A Embraer Defesa e Segurança anunciou hoje a seleção da empresa brasileira AEL Sistemas, de Porto Alegre, para fornecer mais três sistemas do jato de transporte militar e de reabastecimento KC-390: de autoproteção (SPS); de contramedidas direcionais infravermelho (DIRCM); e de orientação do piloto (HUD).

A Embraer está desenvolvendo o KC-390 sob contrato com a Força Aérea Brasileira (FAB), que tem aprovação final sobre a seleção dos sistemas da aeronave considerados de interesse estratégico, como propulsão, aviônica, missão, autoproteção, manuseio e lançamento de cargas, entre outros. Em setembro passado, a Embraer já havia anunciado a seleção da AEL para o fornecimento dos computadores de missão do novo jato. Com início dos ensaios em vôo em 2014, a primeira entrega do KC-390 está prevista para 2016.

“O KC-390 está sendo projetado para operar em todo o mundo, sob diversas condições, com o mesmo desempenho destacado”, disse Eduardo Bonini Santos Pinto, Vice-Presidente de Operações & COO, Embraer Defesa e Segurança. “A escolha dos principais fornecedores é um processo extremamente relevante para atingirmos nosso compromisso com a Força Aérea Brasileira de fazer do KC-390 uma aeronave do mais elevado padrão tecnológico, sem similares no mercado, e um produto que agregará muito valor para o Brasil.”

Shlomo Erez, Presidente da AEL, comentou: “Estamos muito orgulhosos por termos sido escolhidos para o fornecimento de nossos sistemas no estado da arte – SPS, DIRCM e HUD – para o KC-390 da Embraer, somando-se ao computador de missão que já havia sido selecionado. Essa escolha comprova a importância da AEL para as mais avançadas indústrias aeronáuticas e temos grande satisfação em compartilhar nosso conhecimento e experiência comprovada com nossos parceiros Embraer e Força Aérea Brasileira.”

O SPS garante a capacidade de consciência situacional e sobrevivência em ambientes hostis, permitindo à aeronave detectar e reagir a diversas ameaças. O KC-390 possui requisitos únicos de sobrevivência contra ameaças provenientes do solo, em função das missões de lançamento rasante de carga, assalto aeroterrestre e infiltração e exfiltração aérea.

O DIRCM é o mais moderno sistema em contramedidas para mísseis infravermelhos, sendo a principal e mais eficiente arma contra esta ameaça. A solução oferecida pela AEL utiliza um laser de última geração, baseado em fibra ótica, capaz de gerar um feixe de energia para inibir mísseis infravermelhos quilômetros antes de eles ameaçarem o KC-390. O alto nível de integração do DIRCM com o SPS proporciona uma solução otimizada em termos de desempenho, instalação e peso.

O HUD fornece informações no campo de visão dos pilotos durante todas as fases de vôo. A funcionalidade de decolagem sob baixa visibilidade (LVTO) permitirá ao KC-390 operar seguramente sob condições severas e adversas. Além disso, uma câmera colorida instalada na cabine de pilotagem gravará a visão do piloto sobreposta com as informações geradas pelo HUD, para fins de análise das missões.

Cockpit Esterline conectado no Hawker Beechcraft AT-6

5
O Cockpit 4000 da aeronave AT-6C apresentado durante o Paris Air Show. (Foto: Esterline CMC Electronics)

A Esterline CMC Electronics tem melhorado seu modular e integrado Cockpit 4000 para a aeronave de reconhecimento e ataque leve (LAAR) Hawker Beechcraft AT-6. O conjunto de aviônicos integrados Cockpit 4000 da CMC fornece uma solução de treinamento militar avançado aos pilotos. O Cockpit CMC 4000 inclui um Computador de Aviônica Integrada (IAC), um Heads-Up Display (HUD), Up Front Control Panel (UFCP) e displays multifuncionais (DMF).

As melhorias feitas pela CMC para o AT-6 incluem um avançado Wide Area Augmentation System (WAAS) com capacidade de Desempenho de Aproximação GPS Vertical pelo Localizer (LPV). O Global Positioning System Landing System (GPS) da IntegriFlight CMC ™ está certificado para operações de aproximação GPS LPV. A adição de capacidade de aproximação completamente integrado do LPV para o AT-6 permite que a aeronave possa operar na ausência de tradicionais auxílios de aproximação no solo em aeródromos remotos. A Solução de LPV da CMC fornece uma interface limpa e simples que se comporta exatamente como um ILS, mas com o desempenho excepcional e disponibilidade do WAAS.

Além disso, o UFCP da CMC fornece ao AT-6 a mesma integração de sistemas utilizado nos sistemas de missão Lockheed Martin instalado nas aeronaves A-10C, oferecendo um complexo sensor de comunicação de combate, de armas e capacidades necessárias para a missão LAAR. Ele também reduz a carga de trabalho do piloto e aumenta a eficácia da missão.

PARIS AIR SHOW: França apresenta HUD policromático

21
O novo HUD policromático desenvolvido na França, que será em breve adaptado em caças Rafale para testes. (Foto: DGA)

A DGA da França apresentou durante o Paris Air Show 2011 o protótipo do primeiro HUD (Head Up Display) digital em 2 cores do mundo. Ele permite ao piloto visualizar um máximo de dados de voo, sem ter que olhar para dentro do cockpit. O que há de novo em comparação a um HUD analógico monocromático, são a exibição terreno em 3D e pleno campo de exibição de vídeo de alta definição que permite ao piloto voar de dia ou noite, com baixa visibilidade . Além disso, o traçado é mais preciso. Mas a maior novidade  tecnológica, é a adição da cor vermelha. Veja aqui um vídeo da nova tecnologia apresentada.

O papel da DGA (Direction générale de l’Armement)  é ajudar os fabricantes a desenvolver este protótipo e avaliar essa tecnologia.

Fonte: Rafale News, via Plano Brasil

Embraer Defesa e Segurança define aviônicos do jato KC-390

11
O jato de transporte militar KC-390 da Embraer terá no cockpit o moderno painel Pro Line Fusion da Rockwell Collins. (Foto: Rockwell Collins)

A Embraer Defesa e Segurança selecionou o sistema aviônico Pro Line FusionTM, fabricado pela Rockwell Collins, para equipar a aeronave de transporte militar KC-390.

“A Embraer escolheu a melhor solução de aviônica de última geração disponível no mercado, o que trará maior eficiência operacional para o KC-390. O já profundo relacionamento comercial e técnico entre a Embraer e a Rockwell Collins será fortalecido com mais esta parceria, agora na área de defesa e segurança”, disse Eduardo Bonini Santos Pinto, Vice-Presidente de Operações da Embraer Defesa e Segurança.

“A escolha do nosso sistema integrado de aviônicos pela Embraer disponibilizará aos pilotos a mais avançada capacidade em aviônica comercial, robustecida para atender aos requisitos de missões militares”, disse Dave Nieuwsma, Vice-Presidente e Diretor-Geral de Mobilidade e Soluções para Asas Rotativas da Rockwell Collins. “Os pilotos contarão com uma consciência situacional aprimorada e carga de trabalho reduzida para cumprir com sucesso as missões.”

O sistema Pro Line FusionTM da Rockwell Collins incorpora ao KC-390 o que há de mais moderno em aviônicos e atende às necessidades atuais e futuras da aeronave em termos de comunicação, navegação e vigilância. A ferramenta atende aos mais recentes requisitos de CNS/ATM (Communication, Navigation and Surveillance for Air Traffic Management, ou Comunicação, Navegação e Vigilância para Gerenciamento do Tráfego Aéreo), com avançada interface homem-máquina, capacidade de reconfiguração automática em caso de avarias e barramento de troca de dados de alta capacidade.

O início dos ensaios em vôo do KC-390 com os novos aviônicos está previsto para 2014 e a entrada em serviço da aeronave para o final de 2015.

General Dynamics recebe contrato de modernização de computadores de missão dos Super Hornet da U.S. Navy

57
Um caça F/A-18E Super Hornet do esquadrão VFA 136 é lançado do porta-aviões USS Enterprise (CVN 65). (Foto: Mass Communication Specialist Seaman Jared M. King / U.S. Navy)

A U.S. Navy concedeu a General Dynamics Advanced Information Systems um contrato de US$ 17,9 milhões para a produção de computadores de missão avançada (AMC) Tipo-3 para os caças F/A-18E/F Super Hornet e aeronaves de guerra eletrônica EA-18G Growler. A General Dynamics fabrica os computadores avançados de missão dos caças F/A-18 desde 2002.

O AMC é o centro nervoso do Super Hornet, dando conhecimento da situação e controle dos sistemas de combate à tripulação de voo. Sendo um sistema de missão robusto, de alto desempenho e alta confiabilidade, o AMC pode processar dados em alta velocidade decorrentes das mais recentes tecnologias do sensor.

General Dynamics utiliza produtos comerciais existentes e uma arquitetura de sistemas abertos para permitir a inserção de novas tecnologia de forma rápida para melhorar as capacidades e manter os custos do ciclo de vida baixos. O AMC realiza de maneira geral, entrada/saída de dados, vídeo, processamento de voz e gráficos, e é projetado para operar em condições ambientais extremas nos atuais aviões de combate de alta performance.

“Esse contrato marca 11 anos de produção de um confiável centro nervoso aberto e de baixo custo para os Super Hornet da Marinha dos EUA”, disse Lou Von Thaer, presidente da General Dynamics Advanced Information Systems. “Nossa abordagem de arquitetura aberta oferece aos nossos clientes o mais recente recurso sem as despesas de mudança da aeronave ou de seus sistemas de apoio.”

A produção de AMCs começou em 2002 para equipar as novas aeronaves F/A-18. Em 2006, os requisitos para AMCs haviam se expandido para inclusão equipar a Marinha com modernizações das aeronaves operacionais. Este contrato será executado principalmente nas instalações da General Dynamics em Bloomington, Minnesota, onde trabalham mais de 125 empregados. Este trabalho será concluído até o final de 2012.

AEL Sistemas anuncia contrato de modernização de caças F-5 da FAB

45
Caça F-5EM do Esquadrão Pampa sobrevoando a Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul. (Foto: Leandro Casella / Cavok)

A Elbit Systems Ltd. Anunciou que sua subsidiária brasileira a AEL Sistemas S.A (AEL). recebeu um contrato da Embraer Defesa e Segurança para a modernização de onze caças F-5. A AEL é o principal subcontratista da  Embraer Defesa e Segurança e o principal fornecedor do projeto. O  contrato é avaliado em U$85 milhões e deve ser executado no ano de 2013.

O contrato para esta modernização é o seguimento de contratos de 2001 e 2007, os quais compreendem serviços de engenharia o fornecimento dos  equipamentos: computador de missão, displays, radar, Sistema EW (guerra eletrônica), gerenciamento da munição e outros avionicos. Em complemento ao contrato a AEL fornecerá um simulador de voo, peças de reposição e equipamentos de apoio em terra.

As palavras de Joseph Ackerman, Presidente e  CEO da Elbit Systems: “Nós estamos orgulhosos de a AEL ter sido selecionada para realizar a modernização destes caças,o demonstra a capacidade da AEL de fornecer  à  Embraer e à Força Aérea Brasileira sistemas avançados, desenvolvidos,  produzidos e com apoio logístico no país. Através de significativos investimentos, a AEL tornou-se um centro de excelência para avônicos, e este contrato atesta a satisfação do cliente com a nossa performance.”

Ackerman complementa: “Nós confiamos que este contrato fortalecerá ainda mais a excelente cooperação entre a AEL, Embraer e a Força Aérea Brasileira e esperamos que outros clientes decidam-se em seguir o Brasil e selecionar nossos sistemas provados em combate.”

Fonte: Elbit Systems

Força Aérea da Coreia do Sul seleciona sistemas da Elbit para suas aeronaves de transporte CN-235

3
Uma aeronave CASA CN-235 da Força Aérea da República da Coreia do Sul (RoKAF).

A Coreia do Sul selecionou a Elisra Electronic Systems, uma subsidiária da Elbit Systems, para um contrato avaliado em US$ 29 milhões para o fornecimento de suítes de guerra eletrônica embarcada (EW) para a frota de aeronaves de transporte CN-235 da Força Aérea da República da Coreia (RoKAF).

As avançadas e integradas suítes EW incluem sistemas de proteção contra várias ameaças, que podem ser aplicadas para sistemas aéreos, marítimos, terrestres e espaciais, tripulados ou não, e podem possuir sistemas de comunicação, radar ou outros serviços.

Os equipamentos de guerra eletrônica da Elbit são divididos em ataque eletrônico, proteção eletrônica e apoio à guerra eletrônica.

Cavok nas redes sociais

62,204FãsCurtir
340Inscritos+1
6,363SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,500InscritosInscrever
Anúncios