Saab

Inicio Tags Aviônicos

Tag: aviônicos

Rússia quer aviônicos fabricados no país para sua aeronave comercial MC-21

2
Cabine de comando do jato russo MC-21.

A Rússia planejou substituir até 2023 os aviônicos ocidentais do avião comercial MC-21 por aviônicos produzidos nacionalmente.

Anúncios

VÍDEO: Garmin revela inovador sistema de pouso automático de emergência

1
Painel do novo Piper M600SLS.

A Garmin informou que está mudando para sempre a aviação com seu sistema Emergency Autoland (Pouso Automático de Emergência), praticamente permitindo que a aeronave faça todo procedimento de pouso sem a necessidade de interação do piloto.

Treinador T-1A Jayhawk da Força Aérea dos EUA voa com novo pacote de aviônicos

0
Painel de comando do primeiro T-1A modernizado com aviônicos Pro Line Fusion. (Foto: Field Aerospace)

O primeiro jato T-1A Jayhawk da Força Aérea dos EUA (USAF) equipado com o sistema integrado de aviônicos Pro Line 21 da Collins Aerospace fez sua estreia em voo no final da semana passada, partindo das instalações da Field Aerospace em Oklahoma City, onde ocorreu a instalação. A Collins e a Field anunciaram sua colaboração para a atualização da cabine de comando no início do ano passado.

Rússia conclui testes do “complexo” de aviônicos do caça Su-57

27
Caça Sukhoi Su-57.

Os sistemas de comunicação, navegação e vigilância apresentados no Su-57 são descritos por seus desenvolvedores como um “complexo” integrado de aviônicos, com uma arquitetura centrada em rede, com uma abordagem única para o processamento de computadores embarcados e transmissão de dados. Engenheiros do Sukhoi Design Bureau, um braço de design da Sukhoi Russian Corporation em cooperação com a Radioelectronic Technologies Concern (KRET), forneceram recentemente uma visão geral de como os sistemas funcionam.

Garmin fará atualização do cockpit de caças F-5 civis nos EUA

2
O painel G3000 da Garmin que será implantado nos caças F-5 da empresa TacAir dos EUA.

A Garmin International anunciou hoje a seleção de uma plataforma de voo integrada Garmin pela Tactical Air Support (TacAir) para sua frota de aviões de caça supersônicos F-5. Essa configuração, que consiste em uma tela de voo G3000 e dois controladores de tela sensíveis ao toque Garmin (GTCs), possui um design de arquitetura aberta que se integra perfeitamente a equipamentos e sistemas típicos da missão para que os pilotos experimentem um único sistema de cockpit integrado. Utilizando esta solução rapidamente implementável, o primeiro voo do F-5 equipado com o painel Garmin é esperado ainda este ano.

IAI e Honeywell propõem desenvolvimento conjunto de sistema de navegação anti-interferência para GPS

1
A IAI fez parceria com a Honeywell para desenvolvimento de um completo sistema de navegação com recursos anti-interferência para GPS, integrando o sistema anti-interferência da IAI e os produtos de navegação da Honeywell. (Foto: ADA)

A Israel Aerospace Industries (IAI) e a Honeywell firmaram um acordo de cooperação para apresentar ao mercado de aviônicos de ar um completo sistema de navegação com recurso anti-interferência para GPS. O produto de criação conjunta integra o sistema anti-interferência para GPS da IAI e os produtos de navegação da Honeywell, na forma de um subsistema ou sistema embutido.

Jatos Embraer Phenom 100/300 poderão ser atualizados para receber aviônicos Garmin G1000 NXi

0
Os jatos Phenom 100 e 300 da Embraer equipados com o Prodigy Flight Deck baseado no Garmin G1000 poderão ser atualizados para a configuração do G1000 NXi através de um STC que deve ser aprovado no primeiro trimestre de 2019.

A Garmin anunciou hoje mais um acréscimo ao seu portfólio de upgrades de aviônicos integrados G1000 NXi ao incluir os jatos executivos Embraer Phenom 100 e Phenom 300 equipados com o Prodigy Flight Deck.

Rockwell Collins entrega primeiro C-130H modernizado com aviônicos Flight2 para Força Aérea Francesa

1
O primeiro avião de transporte C-130H da Força Aérea da Francesa equipada com aviônicos Flight2 da Rockwell Collins. (Foto: Rockwell Collins)

Um ano depois que a Agência de Aquisição de Defesa da França (DGA – Direction Générale de l’Armement) selecionou a Rockwell Collins para modernizar 14 aeronaves de transporte militar C-130H Hercules da Força Aérea Francesa, a empresa contratada completou em Toulouse sua primeira integração do sistema de aviônica Flight2 para o programa.

Helicóptero H135 recebe certificação da EASA para o pacote de aviônicos Helionix

0
Novo sistema de cockpit digital reduz a carga de trabalho dos pilotos e aumenta ainda mais a segurança em voo. (Foto: Airbus Helicopters)
Novo sistema de cockpit digital reduz a carga de trabalho dos pilotos e aumenta ainda mais a segurança em voo. (Foto: Airbus Helicopters)

O helicóptero H135 recebeu o certificado de tipo da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) para a implantação de seu novo cockpit Helionix.

Aeronaves King Air com Pro Line Fusion são certificadas no Brasil

4
Uma aeronave King Air 350i, certificada para operar no Brasil com painel Pro Line Fusion. (Foto: Textron Aviation)
Uma aeronave King Air 350i, certificada para operar no Brasil com painel Pro Line Fusion. (Foto: Textron Aviation)

A Beechcraft Corporation anunciou que recebeu a certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil para sua linha de aeronaves turboélices King Air equipadas com a avançada suíte de aviônicos Pro Line Fusion. As entregas para a região da América Latina são iminentes, começando com um King Air 250.

Embraer recebe certificação do Head-Up Display e Sistema de Visão Avançada para o Legacy 450 e Legacy 500

1
O Head-Up Guidance System (HGS™) da Rockwell Collins, e o sistema de visão avançada com imagem multiespectral EVS-3000. equipado no cockpit do Legacy e integrado à suíte de aviônicos Pro Line Fusion Rockwell Collins. (Foto: Embraer Executive Jets)
O Head-Up Guidance System (HGS™) da Rockwell Collins, e o sistema de visão avançada com imagem multiespectral EVS-3000. equipado no cockpit do Legacy e integrado à suíte de aviônicos Pro Line Fusion Rockwell Collins. (Foto: Embraer Executive Jets)

A Embraer anunciou hoje a certificação do Head-Up Display e o Sistema de Visão Avançada para os jatos executivos médios Legacy 450 e Legacy 500. Os sistemas foram certificados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Federal Aviation Administration (FAA), dos Estados Unidos e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), da Europa.

FARNBOROUGH: KC-390 será apresentado com nova suite de aviônicos

7
Concepção artística do painel do KC-390 equipado com os aviônicos integrados Pro Line Fusion da Rockwell Collins,e o HUD da AEL. (Foto: Rockwell Collins)
Concepção artística do painel do KC-390 equipado com os aviônicos integrados Pro Line Fusion da Rockwell Collins. (Foto: Rockwell Collins)

Durante o Farnborough Airshow 2016, que vai ocorrer entre os dias 11 e 14 de julho, serão apresentadas novas aeronaves comerciais e militares de última geração que apresentam grandes avanços na tecnologia de voo criada pela Rockwell Collins e pela AEL. Dentre essas aeronaves estará o Embraer KC-390 equipado com o novo sistema de aviônicos Pro Line Fusion.

Embraer certifica novas funções aviônicas para Legacy 600 e Legacy 650

0
O moderno cockpit do jato executivo Legacy 650 da Embraer. (Foto: Embraer)
O moderno cockpit do jato executivo Legacy 650 da Embraer. (Foto: Embraer)

Os jatos executivos Legacy 600 e Legacy 650 da Embraer receberam certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA, na sigla em inglês) e da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês), autoridade aeronáutica dos Estados Unidos, para os avançados sistemas de navegação conhecidos como Performance de Navegação Requerida (Required Navigation Performance – RNP), Navegação Vertical (Vertical Navigation – VNAV), Sistema Futuro de Navegação Aérea (Future Air Navigation System – FANS) e Localizador de Performance com Orientação Vertical (Localizer Performance with Vertical Guidance – LPV).

Embraer seleciona Honeywell para fornecer aviônica para segunda geração de E-Jets

0
O cockpit Epic 2 da Honeywell que será usado na segunda geração de E-Jets da Embraer. (Foto: Embraer)
O cockpit com aviônica Primus Epic 2 da Honeywell que será usado na segunda geração de E-Jets da Embraer. (Foto: Embraer)

A Embraer selecionou a Honeywell para fornecer o sistema integrado de aviônica Primus Epic 2 para a segunda geração de E-Jets, cuja entrada em serviço está prevista para 2018. A decisão é mais um importante marco no programa que tem previsão de lançamento ainda este ano. No mês passado, a Embraer selecionou a Pratt & Whitney como fornecedor de motores.

“A Honeywell tem sido um valioso parceiro comercial da Embraer por muitos anos e, por isso, é com grande confiança que estendemos nosso relacionamento para este importante programa”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “Acreditamos que a evolução do Honeywell Primus Epic, incluindo monitores de grandes dimensões, oferecerá a flexibilidade para uma contínua inovação no cockpit, além de oferecer um sistema maduro e uma transição suave para os pilotos entre a atual e futura geração de E-Jets.”

O sistema integrado de aviônica Honeywell Primus Epic 2 que equipará a segunda geração de E-Jets será uma evolução do sistema Primus Epic, existente na atual geração, o que garantirá um alto grau de comunalidade para os pilotos. Os cinco monitores com dimensões de 8 por 10 polegadas serão substituído por quatro grandes monitores de 13 por 10 polegadas com capacidades gráficas avançadas. O Next Generation Flight Management System (Sistema de Gestão de Voo de Nova Geração), da Honeywell, já em desenvolvimento na geração atual de E-Jets, proporcionará maior capacidade de planejamento de voo, navegação e desempenho da aeronave.

“O Honeywell Primus Epic 2 é incrivelmente inovador, altamente integrado e com tecnologia comprovada que tornam o voo mais seguro e eficiente. Nossos sistemas aviônicos são encontrados dentro dos aviões mais bem-sucedidos do mundo, incluindo a atual família de aeronaves EMBRAER 170/190”, disse John Bolton, Presidente de Air Transport & Regional Aerospace da Honeywell. “Estamos comprometidos com a continuidade de nossa parceria, enquanto procuramos oportunidades adicionais nos E-Jets com nossa ampla gama de produtos e serviços.”

Somente nos E-Jets, o sistema Honeywell Primus Epic acumula mais de nove milhões de horas de voo. Como esta aviônica é baseada em software, a Embraer será capaz de integrar de forma simples e efetiva as futuras funcionalidades de comunicação, navegação e gerenciamento de tráfego aéreo.

Assim como na atual família de jatos comerciais, a segunda geração de E-Jets estará equipada com Head-up Displays (HUD) duplos, que serão oferecidos como opcionais. A seleção do fornecedor para este sistema irá ocorrer ainda este ano.

A segunda geração de E-Jets será um passo significativo no compromisso da Embraer de investir continuamente nessa linha de jatos comerciais. Motores de última geração, juntamente com novas asas de aerodinâmica avançada, moderno sistema eletrônico de comandos de voo fly-by-wire, assim como outras evoluções de sistemas, resultarão em melhorias de dois dígitos no consumo de combustível, custos de manutenção, emissões e ruído externo das aeronaves. O objetivo da Embraer é oferecer sempre o melhor produto e manter sua liderança no mercado de 70 a 120 assentos, no qual mais de 900 E-Jets estão em serviço em todo o mundo. Atualmente, 62 clientes de 42 países já operam ou estão prestes a receber os E-Jets da Embraer.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Elbit Systems vai modernizar as aeronaves C-130H Hercules da Força Aérea de Israel

5
Concepção artística de como ficará o painel dos C-130H da Força Aérea de Israel após a modernização feita pela Elbit. (Foto: Elbit Systems)
Concepção artística de como ficará o painel dos C-130H da Força Aérea de Israel após a modernização feita pela Elbit. (Foto: Elbit Systems)

A Elbit Systems anunciou hoje que recebeu um contrato por parte do Ministério da Defesa de Israel para atualizar as aeronaves de transporte C-130H Hercules da Força Aérea Israelense (IAF). O valor do contrato não foi informado pela Elbit Systems.

O projeto de modernização vai estender a vida operacional da aeronave e melhorar significativamente a sua capacidade operacional, particularmente no vôo de precisão, voo em baixo nível noturno e operações em condições meteorológicas adversas. A modernização irá contribuir para melhorar a segurança de vôo e reduzir os custos operacionais, através da introdução de tecnologia de ponta de sistemas digitais para substituir os obsoletos sistemas analógicos que se tornaram pouco confiáveis e caros para manter, depois de quatro décadas de serviço intensivo com a IAF.

O gerente da Elbit Systems Aerospace Division, General Yoram Shmuely, comentou: “Estamos muito satisfeitos em realizar esse projeto. A atualização proposta utiliza sistemas, subsistemas e aplicativos que estão sendo implantados nas plataformas mais avançadas e programas de atualização de aeronaves militares e civis, a fim de atender às atuais necessidades operacionais e permitir a integração de futuras capacidades operacionais e de tecnologia.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Alphajets da Patrouille de France recebem novos aviônicos da Thales para ficarem de acordo com normas da ICAO

1
Os jatos Alphajets da Patrouille de France receberam novos aviônicos da Thales que permitem que os jatos operem sem restrições em qualquer local do mundo.

Uma cerimônia oficial foi realizada na sexta-feira, dia 7 de dezembro, na Base Aérea 701 de Salon-de-Provence, na França para marcar a entrega do 12º e último Alphajet atualizado para Patrouille de France, a equipe de demonstração de acrobacia de precisão da Força Aérea Francesa, dentro das normas da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO) 1.

A cerimônia foi organizada pelo Comandante da Base Aérea 701 Salon-de-Provence e pelo Diretor do Ministério da Defesa para serviços de manutenção de aeronaves AIA (Ateliers Industriels de l’Aéronautique) em Clermont-Ferrand. A cerimônia contou com a presença de representantes da Patrouille de France, da agência de aquisições de defesa da França, do serviço de apoio integrado SIAE da Força Aérea Francesa e da Thales.

Na sequência de um pedido feito pela DGA em 2010, os Alphajets foram adaptados às normas da ICAO pelo serviço de manutenção aeronáutica AIA do Ministério de Defesa em Clermont-Ferrand, com a integração de novos transponders BlueGate IFF e da última geração de rádios V / UHF (transmissor / receptores e unidades de comando) da Thales, após a qualificação, teste e aceitação pelas equipes da DGA.

O sistema estado-da-arte Thales BlueGate IFF (identificação amigo ou inimigo) atende as mais recentes normas e permitirá que os Alphajets da Patrouille de France possam voar em todo o espaço aéreo em conformidade com os regulamentos de identificação civil e militar de aviões. O sistema BlueGate opera no Modo S, usado pela aviação civil. Ele também pode operar em modos de identificação seguros (modo 4 e modo 5) usadas pelas forças da OTAN.

O rádio combinado TRE 2020/RCU 605 da Thales vai permitir que os pilotos dos Alphajet possam estabelecer comunicações em conformidade com os mais recentes regulamentos civis de controle de tráfego aéreo, que exigem a adição de um canal de 8,33 KHz na banda VHF e isola as transmissões de FM.

“Estamos muito satisfeitos que os Alphajets da Patrouille de France estejam voando agora com os nossos novos sistemas de comunicação e de identificação”, disse Hervé Derrey, vice-presidente de negócios da Thales de Produtos de Radiocomunicações. “Esta solução irá assegurar os mais altos níveis de segurança e de segurança para a equipe de demonstração Patrouille de France, onde quer que ela se apresente.”

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Lockheed Martin vai modernizar os aviônicos dos C-130T da Marinha dos EUA

3
As aeronaves C-130T da Marinha dos EUA vão receber novos aviônicos e sensores para melhorar a consciência situacional dos tripulantes.

O Comando de Sistemas Aéreos da Marinha dos EUA (NAVAIR) concedeu a Lockheed Martin um contrato de US$ 30 milhões para integrar os novos aviônicos e softwares nas múltiplas aeronaves C-130T, como parte de seu programa de atualização de aviônicos.

Nos termos do contrato, a Lockheed Martin vai incorporar o conformal cockpit Future Airborne Capability Environment do Departamento de Defesa, o que oferece uma capacidade e flexibilidade sem precedentes para Marinha dos EUA na reutilização de múltiplas plataformas de aviação.

As aeronaves C-130T da Marinha vão receber os aviônicos novos.

A Lockheed Martin também vai desenvolver e entregar nove kits de cockpit iniciais, proporcionando a Marinha com a capacidade de equipar suas aeronaves C-130T com os mais recentes aviônicos e tecnologias de software, ampliando a capacidade de missão da frota por mais 20 anos.

“Este prêmio valida a confiança da Marinha dos EUA na nossa solução de cockpits e amplia nossas ofertas de produtos além dos cockpit padrões para helicópteros MH-60“, disse Mark Swymeler, vice-presidente, da linha de produtos eletrônicos da divisão de negócios de Sensores e Sistemas de Missão da Lockheed Martin. “Este programa é parte integrante do programa de atualização dos antigos aviônicos do Departamento de Defesa visando melhorar a consciência situacional, produtividade e segurança da tripulação.”

O contrato inclui uma capacidade de capacidade de gerenciamento de comunicação, navegação de vigilância / tráfego aéreo, completa atualização do sistema de exibição, e irá fornecer uma interface homem máquina significativamente melhor. O trabalho será realizado em Owego, New York, e deve estar concluído no primeiro trimestre de 2016.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Piper incorpora Garmin G1000 nos modelos Seminole e Archer

0
O moderno sistema de aviônicos Garmin G1000 agora faz parte das novas aeronaves Seminole, Archer TX e Archer LX da Piper.

A Piper Aircraft está incorporando a plataforma Garmin G1000 no seu novo bimotor Piper Seminole e nos monomotores Piper Archer disponíveis para os cliente em 2013. O cliente de lançamento do Garmin G1000 equipado nos novos Pipers é o Instituto de Tecnologia da Flórida.

A Piper fez o anúncio durante a celebração do 75º aniversário da empresa num fly-in realizado em Vero Beach nessa segunda-feira. O G1000 da Garmin é um perfeitamente integrado sistema de aviônica no conceito full glass que faz com que as informações de vôo sejam mais fáceis de visualizar e processar. O projeto G1000 oferece novos níveis de consciência situacional, simplicidade e segurança para o cockpit.

O Instituto de Tecnologia da Flórida vai receber as primeiras aeronaves Archer TX equipadas com o Garmin G1000. (Foto: Piper)

A Faculdade de Aeronáutica do Florida Institute of Technology vai receber oito monomotores de treinamento Piper Archer TX equipados com o G1000 durante 2013 e também terão opções para 16 formadores adicionais (Archer TX ou bimotores Seminole) para entrega futura, trazendo o número total de potenciais aeronaves sob o novo acordo para uma frota de 24 aeronaves.

“O presidente e CEO da Piper Simon Caldecott disse:” Com base no sucesso do sistema em nossas aeronaves M-Class, o G1000 vai colocar um conjunto de dados de vôo críticos nas pontas dos dedos dos pilotos do Seminole e Archer. “Caldecott disse que a Piper é a única fabricante de aviões a oferecer duráveis e comprovados aviões de treinamento monomotor e bimotor feitos todos de metal.

Um benefício adicional é a comunalidade do convés de vôo, manutenção e peças para as aeronaves Piper de formação monomotor e bimotor. Além disso, a Piper oferece um ponto único de contato para atendimento ao cliente, treinamento operacional com aeronaves de asa baixa que são ideais para o aprendizado dos pilotos.

O convés de vôo G1000 apresenta instrumentação de vôo, navegação, mapa do terreno, tráfego e dados do motor numa tela de grande formato e de alta resolução. Ele substitui a suíte G500 atualmente no Seminole e nas aeronaves Archer. O confiável Attitude and Heading Reference System (AHRS) GRS77 da Garmin oferece dados com precisão digital e de referenciamento da posição da aeronave, dados vetoriais, velocidade e aceleração.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Força Aérea do Chile testa modernizado sistema de guerra eletrônica nos caças F-16

22
Um caça F-16D do Esquadrão N°3 da FACh. (Foto: FACh)

A ITT Exelis completou uma demonstração bem sucedida do novo bloco de atualização de seu Sistema de Guerra Eletrônica Avançada de Defesa (AIDEWS), no âmbito de um esforço cooperativo entre a Força Aérea do Chile, a Força Aérea dos EUA, e a Exelis.

A versão atualmente operacional do AIDEWS é o V4 mostrado nesta foto. Este layout inclui as unidades RWR sem antenas, que já estão instalados na aeronave. Uma configuração mais compacta compreende as antenas RWRs integradas. (Foto: ITT Exelis)

Este esforço de vôo é o ponto máximo de uma ano de planejamento e coordenação entre o pessoal da FACh e dos EUA, bem como de extensos testes em laboratório e em vôo nos EUA. Na conclusão das operações de voo, os funcionários da FACH expressaram confiança no AIDEWS como um “ativo operacional crítico”. A configuração de ataulização Block 5.2 suporta a entrega futura de capacidade de combate dos dados de guerra eletrônica de missão dos cinco países com F-16s equipados com o AIDEWS. Entre as forças aéreas que utilizam os AIDEWS nos seus caças F-16 estão as forças aéreas da Turquia, do Paquistão, Omã, EUA e agora a Fuerza Aerea de Chile (FACh).

Os testes demonstraram que as últimas melhorias na capacidade do sistema de guerra aérea eletrônica envolveu uma série de missões voadas por aeronaves F-16 em multi-formações. Os pilotos do Esquadrão n°3 da Fuerza Área de Chile (FACh), da Base Aérea de Los Condores, Chile, voram seis missões em aviões F-16 Block 50, entre os dias 4 e 18 de julho de 2012. Essas missões efetivamente demonstraram o desempenho do AIDEWS Block 5.2 contra vários radares aerotransportados de controle de disparos com sobreposição de frequências de operação.

O AIDEWS é construído sobre a comprovada família de sistemas de guerra eletrônica AN/ALQ-211 atualmente em uso para apoiar uma ampla gama de clientes de defesa dos EUA e aliados em muitos aviões. Dentre as aeronaves que usam o sistema estão versões do CV-22, MH-47, MH-60, F-16, Boeing 737, NH-90, e várias outras plataformas. O sistema está atualmente em plena produção, com mais de 160 sistemas sob contrato com seis nações, como parte do programa FMS de caças F-16.

Enhanced by Zemanta

Boeing e Marinha dos EUA completam primeiro teste com Avançado Computador de Missão para Super Hornets e Growlers

2
Um caça F/A-18F Super Hornet do VX-9 “Vampires” foi usado nos testes do AMC Tipo 4 em China Lake. (Foto: Cmdr. Ian C. Anderson / U.S. Navy)

A Boeing e a Marinha dos EUA, no dia 6 de setembro, testaram com sucesso em voo um novo computador de missão que irá expandir o desempenho das aeronaves de combate F/A-18E/F Super Hornet e EA-18G Growler.

O novo Avançado Computador de Missão (AMC) tipo 4 aumenta o poder de computação e acelera as funções de processamento de imagens e missões. Esses avanços vão apoiar os novos sistemas que estão sendo incorporados na aeronave, incluindo um Distributed Targeting System, Busca e Rastreamento Infravermelho, e um novo display de alta definição com tela sensível ao toque.

“O Avançado Computador de Missão tipo 4 coloca o novo poder de computação diretamente nas mãos dos combatentes que voam os jatos Super Hornet e Growler”, disse Kevin Fogarty, diretor de Sistemas de Missão da Boeing para os F/A-18 e EA-18G. “Trabalhando em colaboração com a Marinha dos EUA e nossos parceiros da indústria, estamos aumentando a capacidade de combate com uma abordagem evolutiva acessível aos avanços da tecnologia.”

O novo AMC foi testado num F/A-18F Super Hornet da Marinha dos EUA durante um vôo de 90 minutos a partir da Estação Naval de Armas de China Lake, na Califórnia, verificando que ele atende os requisitos críticos de segurança e de sistema. Testes adicionais estão planejados.

A Boeing vai entregar à Marinha os primeiros Super Hornets e Growlers com o AMC tipo 4 em 2014. A General Dynamics Advanced Information Systems é a principal fornecedora da Boeing para o desenvolvimento do AMC.

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,328FãsCurtir
340Inscritos+1
6,376SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,560InscritosInscrever
Anúncios