Saab

Inicio Tags Boeing 787 Dreamliner

Tag: Boeing 787 Dreamliner

Novo presidente mexicano coloca 787 presidencial a venda

39
O Boeing 787-8 Dreamliner (TP-01) usado pelo presidente do México foi colocado a venda. (Foto: Alejandro Cegarra/Bloomberg)

O presidente mexicano Andres Manuel Lopez Obrador não deve esperar uma fortuna com a decisão de vender o Boeing 787-8 Dreamliner (TP-01) que estava sendo usando como aeronave presidencial desde 2016.

Anúncios

VÍDEO: Etihad apresenta o 787 Dreamliner com pintura “Abu Dhabi Formula 1 2018”

1
Boeing 787-9 Dreamliner da Etihad Airways, com pintura especial para celebrar os 10 anos como patrocinadora da etapa da Fórmula 1 em Abu Dhabi.

A Etihad Airways, companhia aérea nacional dos Emirados Árabes Unidos, inaugurou uma pintura especial para celebrar o 10º aniversário como patrocinadora da Fórmula 1. A conclusão da especial pintura do Boeing 787-9 ocorreu na unidade da Boeing de Charleston, Carolina do Sul, onde a aeronave foi entregue. Um vídeo que mostra todo processo de pintura e entrega foi produzido e pode ser visto a seguir.

VÍDEO: Boeing 787 Dreamliner é rebocado por veículo elétrico Tesla

0
O Tesla Model X rebocando o Boeing 787-9 da Qantas.

O veículo elétrico Tesla Model X tem uma capacidade de reboque anunciada de 5.000 libras, mas não há dúvida de que o SUV crossover da Tesla é muito mais poderoso do que isso. Por isso, um vídeo divulgado esta semana mostra o modelo X rebocando um Boeing 787 Dreamliner. Esta é a primeira vez que um avião de passageiros foi atrelado a um veículo elétrico de passageiros para ser rebocado.

Qantas encomenda mais Dreamliners para aposentar todos seus 747

6
A Qantas encomendou mais 6 aeronaves 787-9 Dreamliners.

A Qantas anunciou hoje a encomenda de seis Boeing 787-9 Dreamliners adicionais para voar em sua rede internacional, elevando sua frota de Dreamliners para 14 até o final de 2020.

Dreamliner da Norwegian quebra recorde de voo transatlântico mais rápido

1
Boeing 787 Dreamliner da companhia aérea Norwegian.

Um novo recorde para o voo transatlântico mais rápido em uma aeronave subsônica foi estabelecido depois que um Boeing 787 Dreamliner norueguês “pegou carona” em uma corrente de fortes ventos entre Nova York e Londres.

IMAGENS: Deer Jet exibe a aeronave VVIP 787 ‘Dream Jet’ no Reino Unido

0
A aeronave Boeing 787 Dream Jet foi apresentada em Londres. (Foto: Deer Jet)

No último dia 4 de maio, um avião atraiu muitos olhares no Reino Unido. A Deer Jet, uma empresa líder mundial de aviação empresarial, marcou a estreia europeia do primeiro 787 “Dream Jet” do mundo, fazendo uma breve parada no Aeroporto Stansted de Londres (Harrods Aviation FBO), antes de continuar com a série de exposições “Sonhos encontram o mundo” (“Dreams Encounter the World”) em todo o mundo.

IMAGENS: Boeing entrega 500° 787 Dreamliner à Avianca

0
Boeing entrega 500° 787 Dreamliner à Avianca. (Foto: Boeing)

A Boeing entregou esta semana o 500º 787 Dreamliner, um 787-8 para a Avianca, marcando mais um marco na história do programa.

IMAGENS: Voa o primeiro 787 com motores Rolls-Royce 1000 TEN

0
Voa o primeiro 787 com o novo motor RR Trent 1000 TEN. (Foto: Rolls Royce)

Um Boeing 787 Dreamliner com o novo motor Rolls-Royce Trent 1000 TEN voou pela primeira vez. O voo, ocorrido no aeroporto Boeing Field, em Seattle, Washington, nos EUA, marca a última fase do programa de desenvolvimento do motor.

FAA determina reparo ou substituição de motores GE tipo GEnx-1B PIP2 nos Boeing 787 Dreamliners

2
K65952_960x639
© Boeing, em caráter ilustrativo

A agência de aviação civil dos Estados Unidos — a Federal Aviation Administration (FAA) — determinou que as companhias aéreas americanas que possuem aviões Boeing 787 de modelos equipados com a mais recente versão dos motores fabricados pela General Electric (GE) devem reparar ou trocar esses propulsores por causa do risco de congelamento de partes desses equipamentos em voos.

Segundo a FAA, as companhias aéreas têm até 150 dias para fazer o reparo ou a troca do motor, do tipo GEnx-1B PIP2, porque esses equipamentos representam um risco à segurança devido à acumulação de gelo — detectada recentemente num incidente a baixa altitude, inferior a 20 mil pés — que pode levar à interrupção dos dois motores de forma simultânea.

O Boeing 787 é usado atualmente por 59 companhias aéreas no mundo, segundo a fabricante americana de aviões, somando 383 aeronaves desse modelo em operação. Desse universo, 176 são unidades equipadas com a versão GEnx-1B PIP2 da GE.

Na América Latina, duas companhias aéreas operam modelos Boeing 787 — Avianca e Latam —, mas ambas usam motores da Rolls-Royce, concorrente da GE.

A Avianca Holdings, com sede na Colômbia, tem sete Boeings 787 e vai receber mais oito nos próximos anos. A Latam tem 15 aeronaves desse tipo, com plano de receber mais 11 aeronaves até 2019.

boeing-building-1
© Boeing, em caráter ilustrativo

divider 1

FONTE: Valor Econômico, Federal Register

EDIÇÃO: Cavok

FAA alerta sobre nova falha de segurança no Boeing 787

9
Boeing 787 Dreamliner
Boeing 787-8 Dreamliner N787BA (Foto: Boeing)

A FAA (Administração Federal de Aviação dos EUA) emitiu um alerta sobre o sistema de computadores de bordo do Boeing 787 Dreamliner que tem um software com um contador que desliga periodicamente todo o sistema elétrico da aeronave.

IMAGENS: Boeing realiza com sucesso primeiro voo do 787-9

0
Convidados e funcionários da Boeing foram até a beira da pista para testemunhar o voo inaugural do Boeing 787-9. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)
Convidados e funcionários da Boeing foram até a beira da pista para testemunhar o voo inaugural do Boeing 787-9. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)

O Boeing 787-9 Dreamliner decolou pela primeira vez na terça-feira, dia 17 de setembro, dando início a um programa de testes de voo completo para fins de certificação e prevendo o início das entregas em meados de 2014. O Cavok Brasil esteve presente no evento e traz a imagens exclusivas do primeiro voo.

Xiamen Airlines confirma pedido de seis Boeing 787-8 Dreamliners

0
Concepção artística do Boeing 787-8 nas cores da Xiamen Airlines. (Foto: Boeing)
Concepção artística do Boeing 787-8 nas cores da Xiamen Airlines. (Foto: Boeing)

A Boeing e a Xiamen Airlines da China finalizaram uma encomenda de seis 787-8 Dreamliners. Originalmente anunciada pela Xiamen Airlines em maio de 2011, a encomenda está avaliada em US$ 1,3 bilhões pelos preços correntes.

IMAGEM: Rollout do primeiro 787-9 Dreamliner

3
O primeiro Boeing 787-9 no momento que deixava a linha de montagem da Boeing em Everett, Washington. (Foto: Boeing)
O primeiro 787-9 Dreamliner no momento que deixava a linha de montagem da Boeing em Everett, Washington. (Foto: Boeing)

A Boeing concluiu o primeiro 787-9 Dreamliner. O segundo membro da super eficiente família 787 rolou para fora da fábrica da empresa em Everett, Washington, e seguiu para linha de voo, onde as equipes vão preparar ela para voar no final deste trimestre.

Boeing e ILFC entregam primeiro 787 Dreamliner para Aeromexico

0
O primeiro Boeing 787 Dreamliner da Aeromexico. (Foto: Boeing)
O primeiro Boeing 787 Dreamliner da Aeromexico. (Foto: Boeing)

A Boeing, a International Lease Finance Corporation (ILFC) e a Aeromexico comemoram a primeira entrega de um 787 Dreamliner para uso da companhia aérea da Cidade do México. O avião, entregue a partir do centro de entregas de Everett, Washington da Boeing na quinta-feira, decolou hoje para a Cidade do México.

Fogo em aeronave 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines em Londres

56
A aeronave 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines que teve um princípio de incêndio na cauda, quando parada no Aeroporto de Heathrow. (Foto: BBC)
A aeronave 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines que teve um princípio de incêndio na cauda, quando parada no Aeroporto de Heathrow. (Foto: BBC)

Uma aeronave Boeing 787 Dreamliner da companhia aérea Ethiopian Airlines teve um princípio de incêndio na parte traseira, quando estava parada no pátio do Aeroporto Internacional de Heathrow, em Londres. As operações de pousos e decolagens foram suspensas por 90 minutos após o incêndio ocorrido por volta das 16:30 hora local (13:30 horário de Brasília). A aeronave estava sem passageiros a bordo.

Boeing entrega o primeiro 787 Dreamliner da British Airways

0
O primeiro Boeing 787 Dreamliner no momento que partiu de Paine Field para Heathrow, no dia 26 de junho. (Foto: Boeing)
O primeiro Boeing 787 Dreamliner no momento que partiu de Paine Field para Heathrow, no dia 26 de junho. (Foto: Boeing)

A Boeing e a British Airways anunciaram a entrega, nessa quinta-feira, do primeiro Boeing 787 Dreamliner da companhia aérea britânica.

Thomson Airways é a primeira companhia aérea do Reino Unido a receber um 787 Dreamliner

0
O primeiro 787 Dreamliner da Thomson Airways, no momento que chegavam no Aeroporto de Manchester. (Foto: Boeing)
O primeiro 787 Dreamliner da Thomson Airways, no momento que chegavam no Aeroporto de Manchester. (Foto: Boeing)

A Boeing e a Thomson Airways anunciaram hoje a entrega da primeira aeronave Boeing 787 Dreamliner da companhia aérea. O avião, o primeiro de oito 787 que a Thomson Airways encomendou, é o primeiro a ser entregue a uma companhia aérea do Reino Unido.

Ethiopian Airlines realiza primeiro voo com 787 Dreamliner desde a suspensão em janeiro

1
A Ethiopian Airlines foi a primeira companhia aérea a retomar os voos das aeronaves 787.
A Ethiopian Airlines foi a primeira companhia aérea a retomar os voos das aeronaves 787.

Hoje a Ethiopian Airlines retomou pela primeira vez os voos com seus 787 Dreamliners desde que a sua frota de quatro aeronaves foi suspensa de voar em janeiro, após incidentes de superaquecimento nas baterias que fornecem a energia auxiliar.

Ao longo das últimas semanas, as equipes de engenheiros da Boeing colocaram baterias novas para a aeronave.

Quase 50 Dreamliners em todo o mundo ficaram sem voar, depois de dois incidentes em jatos operados por companhias aéreas japonesas.

O voo de Addis Abeba para Nairobi foi o primeiro vôo comercial desde a suspensão.

Enhanced by Zemanta

Boeing começará a modificar as aeronaves 787 Dreamliners

20
Boeing inicia processo de modificação dos sistemas elétricos das aeronaves 787. (Foto: Boeing)
Boeing inicia processo de modificação dos sistemas elétricos das aeronaves 787. (Foto: Boeing)

A aprovação das melhorias feitas no sistema de baterias do 787 Dreamliner concedida hoje pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês),autoriza a Boeing e seus clientes a instalarem as modificações aprovadas e resultará na volta ao serviço de transporte de passageiros e à entrega de encomendas ao mercado.

“Com aprovação da FAA, nós e as companhias aéreas poderemos iniciar o processo de retorno do 787 com confiança contínua na segurança e confiabilidade dessa nova e revolucionária aeronave”, declarou o presidente do Conselho, presidente executivo e CEO da Boeing, Jim McNerney. “A promessa do 787 e os benefícios que ele oferece às companhias aéreas e a seus passageiros permanecem intactos ao tomarmos esse passo importante com nossos clientes e parceiros do programa.”

A ação da FAA autorizará o retorno dos 787s nos Estados Unidos, após a instalação das melhorias. Para os 787s baseados e modificados fora dos Estados Unidos, as autoridades reguladoras locais são responsáveis por emitir a autorização final para o retorno ao serviço de transporte de passageiros.

Diferença entre os sistemas elétricos tradicionais e do 787. (Foto: Boeing)
Diferença entre os sistemas elétricos tradicionais e do 787. (Foto: Boeing)

A aprovação do sistema de bateria aprimorado do 787 foi concedida pela FAA depois que a agência realizou uma análise detalhada dos testes de certificação. Os testes foram desenvolvidos para confirmar que os componentes individuais da bateria e sua integração com o sistema de recarga e o novo invólucro tiveram o desempenho esperado em operação normal e em condições adversas. Os testes foram realizados sob a supervisão da FAA durante o período de um mês, com início em março.

“A FAA estabeleceu um patamar elevado para a nossa equipe e a nossa solução”, disse McNerney. “Agradecemos a diligência, conhecimento e profissionalismo da equipe técnica da FAA e a liderança do administrador da agência, Michael Huerta, e do secretário de transportes, Ray LaHood, durante esse processo. Nosso compromisso, em conjunto com os órgãos reguladores e nossos clientes, com a produção de aeronaves seguras, eficientes e confiáveis ajudou a tornar as viagens aéreas a forma de transporte atualmente mais segura do mundo.”

Infográfico do sistema elétrico do Boeing 787 Dreamliner.
Infográfico do sistema elétrico do Boeing 787 Dreamliner.

A Boeing, em parceria com seus fornecedores e apoiando as investigações da Agência Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB, na sigla em inglês) e a Agência Japonesa de Segurança nos Transportes (JTSB na sigla em inglês), realizou testes e análises de engenharia detalhados para entender inteiramente os fatores que poderiam ter causado a falha e o superaquecimento das baterias do 787 em dois incidentes ocorridos em janeiro último. A equipe passou cerca de 100 mil horas desenvolvendo planos e estruturas para os testes, conduzindo testes e analisando os resultados, a fim de garantir que as soluções propostas atendessem a todas as exigências.

“Nossa equipe trabalhou incansavelmente para desenvolver uma solução abrangente que satisfizesse a FAA e outras agências globais, nossos clientes e nossos próprios altos padrões de segurança e confiabilidade”, disse o CEO e presidente da Boeing Aviação Comercial, Ray Conner. “Com a competência e a dedicação da equipe da Boeing e de nossos parceiros, atingimos nosso objetivo e fizemos uma ótima aeronave ficar ainda melhor.”

A Boeing também reuniu uma equipe de mais de uma dúzia de especialistas em baterias de vários segmentos, governo, meio acadêmico e segurança do consumidor, para analisar e validar as premissas, resultados, soluções propostas e plano de testes da empresa.

O sistema de baterias aprimorado inclui mudanças de design, tanto para evitar falhas quanto para isolar uma falha, caso ocorra. Além disso, foram implantados melhores processos operacionais, de produção e teste. O novo invólucro de aço evita que qualquer nível de aquecimento da bateria afete a aeronave e seja percebido pelos passageiros.

Etapas do processo de certificação do sistema elétrico do 787.
Etapas do processo de certificação do sistema elétrico do 787.

“Essa é uma solução abrangente e permanente, com diversas camadas de proteção,” disse Conner. “A camada de proteção definitiva é o novo invólucro, criado para garantir que, mesmo que a bateria falhe, isso não afetará a aeronave e não haverá possibilidade de incêndio. Temos a solução certa nas mãos, e estamos prontos para implementá-la. Agradecemos aos nossos clientes pela sua paciência durante os últimos meses”, acrescentou Conner. “Sabemos que não foi fácil lidar com o fato de os seus 787 estarem fora de operação e com o atraso nas entregas. Estamos ansiosos para ajudá-los a voltar a colocar suas aeronaves em serviço o mais rápido possível.”

A Boeing enviou equipes a várias partes do mundo para começar a instalar os sistemas de bateria modificados em todos os 787s. Os conjuntos de peças necessárias para todos os novos sistemas de bateria e as novas baterias estão prontos para ser enviados e começarão a ser entregues imediatamente. Equipes foram designadas para trabalhar com clientes localmente e instalar os novos sistemas. As aeronaves serão modificadas aproximadamente na ordem em que foram entregues.

A aeronave 787 "86" destinada para companhia aérea polonesa LOT serviu de plataforma de testes para o novo sistema elétrico desenvolvido para o Dreamliner. (Foto: Boeing)
A aeronave 787 “86” destinada para companhia aérea polonesa LOT serviu de plataforma de testes para o novo sistema elétrico desenvolvido para o Dreamliner. (Foto: Boeing)

“A equipe da Boeing está pronta para ajudar os 787s de nossos clientes a voltarem ao ar, o lugar ao qual pertencem”, finalizou Conner.

A Boeing também iniciará a instalação das mudanças nas novas aeronaves nas suas duas fábricas de 787, e as entregas devem ser retomadas nas semanas seguintes.

Apesar da interrupção das entregas em janeiro, a Boeing espera realizar todas as entregas planejadas para 2013 até o final do ano. A Boeing também espera que a questão da com a bateria do 787 não gere nenhum impacto significativo sobre o seu planejamento financeiro para 2013.

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,396FãsCurtir
340Inscritos+1
6,408SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios