Saab

Inicio Tags Cruzex

Tag: cruzex

IMAGENS: CRUZEX 2018 encerra com sucesso em Natal

2
Durante um dos voos para imprensa, foi possível fotografar os caças participantes, como o F-5EM e o AF-1B modernizado da Marinha. (Foto: Diego Alves / Cavok)

O Cruzeiro do Sul Exercise – CRUZEX 2018 – encerrou suas atividades na sexta-feira (30/11). O exercício organizado pela Força Aérea Brasileira permitiu o treino dos tripulantes  em combate aéreo em operações combinadas, ou seja, diferentes nações atuando em cenários de conflito de maneira integrada e cooperativa, promovendo a troca de experiências entre os integrantes das forças aéreas participantes. O Cavok esteve presente e apresenta aqui uma galeria de imagens exclusivas.

Anúncios

CRUZEX: Primeira Missão Aérea Composta reúne 59 aeronaves

3
O COMAO, sigla em inglês para Composite Air Operation, é um dos principais cenários da CRUZEX 2018.

O cenário de guerra convencional já começou a ser treinado na CRUZEX 2018. A primeira Composite Air Operation (COMAO), traduzida na doutrina brasileira como Missão Aérea Composta, compreendeu o voo de 59 aeronaves pertencentes a distintas aviações, envolvendo todos os países que estão participando do exercício com meios aéreos.

CRUZEX 2018: Como foi o Media Flight. Cavok esteve no voo

1
Os tipos de aeronaves de combate que participam do CRUZEX 2018: A-1M, F-5M e AF-1 (Brasil); Mirage 2000 (Peru); F-16 (Chile); A-37 (Uruguai); e F-16 (EUA). (Foto: Diego Alves / Cavok Brasil)

Ontem, dia 20 de novembro, a organização do Exercício CRUZEX 2018 realizou o chamado media flight, onde os jornalistas convidados puderam registrar as imagens das aeronaves de combate participantes a partir da rampa traseiro da aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira (FAB). O Cavok esteve no voo.

CRUZEX 2018: Primeiro dia reservado para coletiva de imprensa

1
No primeiro dia da Cruzex, a imprensa participou de uma coletiva de imprensa preparada pela organização do exercício. (Foto: Diego Alves / Cavok)

Cerca de 100 profissionais de imprensa e mídia especializada em aviação participaram, na manhã desta segunda-feira (19), de uma coletiva sobre o Cruzeiro do Sul Exercise – CRUZEX 2018. O Diretor do Exercício, Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, apresentou os principais aspectos do treinamento e respondeu às perguntas, acompanhado dos representantes de outros sete países. O Cavok Brasil também esteve presente.

FAB: Começou a CRUZEX 2018 na Ala 10 em Natal

2
Neste domingo (18) foi feita a imagem oficial do evento, com as aeronaves e militares participantes. (Foto: Sgt. Jonhson Barros / Agência Força Aérea)

A abertura do Cruzeiro do Sul Exercise – CRUZEX 2018 – foi realizada neste domingo (18), com um briefing geral e a fotografia oficial, que reuniu quase 2000 militares brasileiros e estrangeiros, além de alguns dos meios aéreos que participam do Exercício organizado pela Força Aérea Brasileira.

Quais aeronaves estrangeiras participarão da CRUZEX 2018

11
Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Peru e Uruguai vão trazer aeronaves para operar no país durante a CRUZEX 2018.

A oitava edição do Cruzeiro do Sul Exercise, a CRUZEX 2018, maior exercício multinacional e conjunto realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB), reúne representantes de 14 países – sendo que sete deles irão participar não só com militares, mas também com aeronaves. No treinamento, que ocorre em Natal (RN), além do Brasil, também Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Peru e Uruguai deslocarão aeronaves para o exercício.

INFOGRÁFICO: FAB divulga aeronaves participantes do exercício CRUZEX 2018

11
Infográfico que mostra as aeronaves que participarão do exercício Cruzex 2018 na Ala 10 em Natal, Rio Grande do Norte.

A Força Aérea Brasileira (FAB) divulgou um interessante gráfico que mostra quais aeronaves e países participarão do exercício Cruzex 2018, que ocorre entre os dias 18 e 30 de novembro, na Ala 10 em Natal (RN).

FAB: Missões do Exercício CRUZEX são treinadas em cenário simulado

2
Esquadrão Arara se prepara para Exercício Cruzex em cenário simulado.

Os tripulantes do Esquadrão Arara (1°/9° GAV), sediado na Ala 8, em Manaus (AM), realizam, até quinta-feira (11), treinamento para o Exercício CRUZEX FLIGHT 2018, em um cenário simulado, desenvolvido pelo Centro de Computação da Aeronáutica de São José dos Campos (CCA-SJ). Os voos de preparação ocorrem no Simulador de Voo da Aeronave C-105 Amazonas, gerenciado pelo Grupo Logístico da Ala 8 (GLOG 8).

FAB: Esquadrões realizam Treinamento de Combate BVR em Anápolis (GO)

14
São mais de 300 militares operando e dando suporte às 40 aeronaves envolvidas na missão. (Foto: Sargento Clemente)

O Exercício Técnico BVR ocorre até o dia seis de setembro na Ala 2, em Anápolis (GO). Várias unidades de aviação de caça, reconhecimento e transporte estão realizando missões de combate simulado, controle e alarme em voo, reabastecimento em voo, posto de comunicação no ar e defesa de aeronave de alto valor.

FAB: Reunião apresenta diretrizes para a Cruzex Flight 2018

3
O exercício CRUZEX, sediado pela Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior exercício simulado de guerra aérea da América Latina. O próximo Exercício Operacional ocorrerá em Natal entre os dias 18 e 30 de novembro. Na foto, um caça F-5EM da FAB. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

A conferência inicial de planejamento – Inicial Planning Conference (IPC) – para o exercício Cruzex Flight 2018 ocorreu de 5 a 9 de março na Ala 10, em Natal (RN), com a presença de representantes das Forças Aéreas de 13 países: Suécia, Argentina, Portugal, Peru, Canadá, Colômbia, Chile, Equador, França, Uruguai, Inglaterra e Estados Unidos.

CRUZEX: Combates BVR e ‘Adieu’ Mirage

42
A CRUZEX Flight 2013 foi o 'canto do Cisne' para o Mirage 2000 na FAB. (Imagem: Revista Aerovisão)
A CRUZEX Flight 2013 foi o ‘canto do Cisne’ para o Mirage 2000 na FAB. (Imagem: Revista Aerovisão)

A CRUZEX Flight 2013 é a última com a participação dos caças Mirage (F-2000) da Força Aérea Brasileira.

A CRUZEX pela Força Aérea Uruguaia

27
A-37 da FAU. (Imagens: Portal FAB)
A-37 da FAU. (Imagens: Portal FAB)

Em 7 de novembro, os membros do Escuadrón Aéreo Nº 2 (Caza) da nossa Força Aérea, comandaram as operações aéreas de uma grande formação de 68 aeronaves de oito países diferentes, sob o “Exercício CRUZEX flight 2013”, que está sendo realizado na cidade de Natal, Brasil.

CRUZEX: Argentina deixou de participar por medo de confisco de suas aeronaves

49
(Imagem: portal FAB)
(Imagem: portal FAB)

Segundo informações veiculadas pelo site “Assuntos Militares” os argentinos cancelaram sua participação na CRUZEX por medo de terem seus aviões confiscados.

CRUZEX VI: Confira como foi o “Media Day”

22
Algumas das aeronaves participantes da Cruzex 2013: (d-e) F-16 da FACh, F-2000C, A-1 e F-5EM da FAB, e um F-16 da FAV. (Foto: Wagner Damasio / Cavok Brasil Team)
Algumas das aeronaves participantes da Cruzex 2013: (d-e) F-16 da FACh, F-2000C, A-1 e F-5EM da FAB, e um F-16 da FAV. (Foto: Wagner Damasio / Cavok Brasil Team)

Os representantes dos oito países participantes do exercício Cruzex 2013 se reuniram na manhã desta segunda-feira para uma entrevista coletiva com jornalistas de várias partes do mundo. O evento que abre “oficialmente” também contou com visita as áreas de operação do exercício bem como um voo de apresentação de algumas aeronaves participantes para a mídia nacional.

CRUZEX VI: Países participantes se reunem em Natal para planejamento da operação

5
Os representantes dos países participantes da Cruzex VI estiveram presentes no final de agosto em Natal, onde deram início ao planejamento da operação que ocorre em novembro. (Foto: FACH)

Entre os dias 27 e 31 de agosto, as delegações dos países participantes da Cruzex VI, estiveram presentes na Conferência de Planejamento Final com a finalidade de descobrir as informações sobre a participação de cada nação junto a operação que será realizada em novembro desse ano em Natal, Rio Grande do Norte, organizada pela Força Aérea Brasileira.

O exercício tem como objetivo a formação e educação dos participantes civis e militares no planejamento e na condução de operações de resposta a crises sob o mandato das Nações Unidas, participando de uma coalizão de países e seguindo os procedimentos da OTAN. Desta vez, a Cruzex será realizada sem operações aéreas, e a operação será totalmente baseada no software para planejamento e condução ICC e no software “Wargame” Phoenix da Força Aérea Argentina.

Durante a reunião foram analisadas as situações e cenários que serão usados, além de estabelecer os postos permanentes e os funcionários que irão participar do exercício. Foram examinadas também a logística e todas as áreas que permitirão que o exercício seja realizado da melhor maneira possível. Além disso, foi dada a partida para o planejamento da CRUZEX de 2013.

Na ocasião, o ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, e o comandante-em-chefe da Força Aérea Brasileira, Tenente Brigadeiro Juniti Saito, junto com as delegações participantes, visitaram e trocaram uma série de aspectos relacionados com o planejamento e execução do exercício presente com os respectivos chefes de delegação.

A CRUZEX 2012 será realizado em Natal, entre os dias 5 e 16 de Novembro, e prevê a participação de 12 países: Argentina, Brasil, Chile, Canadá, Equador, Estados Unidos, França, Peru, Reino Unido, Suécia, Uruguai e Venezuela .

Neste exercício, a administração ficará a cargo da Força Aérea Brasileira com o apoio do Chile, Estados Unidos e França, com meios de comunicação por satélite que serão usados operacionalmente através de uma célula junto ao Estado-Maior Geral do componente aéreo.

Fonte: FACH – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Enhanced by Zemanta

IMAGEM DA SEMANA: Piloto da USAF em seu F-16 com bandeira do Brasil no macacão de voo

25
O piloto da USAF, a bordo de um F-16C Fighting Falcon, com a bandeira do Brasil no seu macacão de voo. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Durante a Cruzex V, realizado em Natal, o Cavok Brasil esteve presente, e participou de um voo de REVO com a U.S. Air Force. Durante um dos procedimentos de transferência de combustível com um caça F-16, o piloto norte americano, Lt. Col. Scott Van Beek, à bordo do caça Falcon, tinha no seu macacão de voo a bandeira do Brasil. O voo ocorreu no dia 19 de novembro, sobre a costa brasileira, próximo a Recife, e participaram da missão três caças F-16C/D da USAF e dois F-16 da FACh, além do KC-135 onde estava o fotógrafo Wagner Damasio. A foto foi uma das Top 4 do site de imagens JetPhotos. A bela imagem também foi TOP 1 e Photographer’s Choice do Airliners.net.

Cruzex V: General chileno impressionado pelo desempenho do Rafale

70
Capa da revista francesa Air Actualite de dezembro de 2010.

De acordo com a revista da Força Aérea Francesa, a Air Actualites, na sua edição de dezembro tem uma interessante matéria sobre o caça Rafale na Operação Militar Cruzex V, realizada em Natal. Na matéria, um General da Força Aérea do Chile passa sua opinião sobre o caça francês. Segue o que estava descrito na matéria.

A Cruzex permitiu que o caça francês Rafale demonstrasse toda sua gama de capacidades. Os resultados são expressivos: 100% das missões executadas, todos reabastecimentos aéreos realizados e todos alvos terrestres atingidos sem nenhuma perda de aeronave. A versatilidade e o desempenho do caça multimissão impressionou a todos.

O General MacNamara, chefe do grupo aéreo da Força Aérea do Chile enfatizou: “Eu pude verificar isso [o desempenho e versatilidade] enquanto voei no assento traseiro de um de nossos caças F-16. Nós fomos abatidos durante uma simulação de combate aéreo onde a nossa aeronave tem um ponto forte.”

Fonte: RafaleNews

IMAGEM DA SEMANA: Super Puma e Black Hawk juntos na CRUZEX V

4
Os dois helicópteros utilizados na Cruzex V: um UH-14 Super Puma da Marinha Brasileira e um H-60L Black Hawk da FAB, ambos em Campina Grande, Paraíba. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Hoje recebemos belas imagens de dois helicópteros que estiveram participando pela primeira vez da operação militar CRUZEX V: um UH-14 Super Puma do Esquadrão HU-2 “Pégasus” da Marinha Brasileira, e um  H-60L Black Hawk do 7º/8º GAv Esquadrão “Hárpia” da FAB. Essa foi a primeira vez também que uma aeronave da Marinha Brasileira participa da Cruzex, onde normalmente só participam aeronaves das forças aéreas. As fotos nos foram enviadas pelo Chefe de Operações do Esquadrão HU-2, o Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior.

Os dois helicópteros militares são enquadrados pela lente da câmera do Capitão Espozel do Esquadrão HU-2 da Marinha. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Durante as duas semanas de operações aéreas da Cruzex, as aeronaves dos dois esquadrões ficaram baseadas em Campina Grande, “com  a tarefa de executar operações de resgate em combate (CSAR)”, conforme explica o Capitão Espozel.

Essa foi a primeira vez que uma aeronave da Marinha Brasileira participa da Cruzex. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Nota do Editor: O Capitão Espozel está “desembarcando” do HU2 para cursar o Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores na Escola de Guerra Naval, no Rio de Janeiro. Deixamos aqui em público o respeito e admiração pelo excelente trabalho realizado a frente do HU-2 e desejamos ao amigo Espozel muito sucesso nessa nova etapa profissional. Obrigado pela atenção e pela sempre colaboração com nosso site!

Vídeo final da operação CRUZEX V

6

Após duas semanas de muitas decolagens, diversas operações militares, muitos registros e a presença de um grande número de aeronaves e membros das forças militares do Brasil, França, EUA, Chile, Uruguai e Argentina, a Cruzex V chegou ao fim. A organização do evento divulgou uma bela coletânea de momentos desses 15 dias de muita movimentação na Base Aérea de Natal. Nós não terminamos ainda. Temos muitas imagens para colocar no ar, e nesse final de semana divulgaremos mais images dos bastidores da maior operação militar da América do Sul. Por isso continuem acompanhando nossa cobertura que trouxe em tempo real tudo que estava ocorrendo no nordeste do Brasil

IMAGENS: Voo no KC-135 da USAF durante REVO de caças F-16 na Cruzex

14
Três caças F-16C da Força Aérea dos EUA (USAF) voam na ala do KC-135 no qual o Cavok Brasil esteve a bordo durante a Cruzex V. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

As operações aéreas da Cruzex V terminaram nessa quinta-feira, dia 18, e mais uma vez o Cavok Brasil participou de uma missão de rebastecimento em voo, dessa vez a bordo de uma aeronave KC-135 da U.S. Air Force, a Força Aérea dos EUA. Nosso colaborador Wagner Damasio, que já havia voado com o KC-137 da FAB, pode conferir e comparar as duas aeronaves tanque utilizadas na operação militar.

Na Base Aérea do Recife (BARF) estavam três aeronaves KC-135 da USAF, uma das quais foi utilizada na missão dessa quinta-feira.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
Interior do KC-135 da U.S. Air Force.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Como ocorreu em todos dias de operação, o pessoal do CECOMSAER foi muito atencioso, que sempre de forma muito receptiva conseguia encaixar nossa equipe nos voos previstos nos dias de operações aéreas da Cruzex V. O briefing foi realizado perto do meio-dia no terminal de passageiros da Base Aérea de Recife, uma hora antes da decolagem que estava prevista para as 13 horas e que foi pontualmente cumprida.

Uma aeronave de transporte C-130 Hercules da Força Aérea Brasileira chega trazendo material de apoio para Cruzex.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
A aeronaves C-105 Amazonas também participou como aeronave de apoio na Cruzex V.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
A FAB destacou uma aeronave AEW&C Embraer R-99 para participar da Cruzex V.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Antes de partir, foi possível registrar no solo a movimentação das aeronaves que estavam baseadas no Recife. Destaque para as três aeronaves de reabastecimento aéreo KC-135 da USAF, dando a impressão de estar numa base norte-americana. A partir da BARF partiam também os voos das aeronaves radar R-99, e de transporte Hercules e Amazonas da FAB.

Os caças F-16C da USAF foram os primeiros a chegar para reabastecer no KC-135.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
Os caças F-16C da USAF levaram cerca de 20 minutos para finalizar o procedimento de REVO.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
Após reabastecimento a aeronave F-16 ia para o lado oposto do KC-135, e mantinha a posição na ala. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Já dentro da aeronave KC-135 da USAF, podemos notar as diferenças com a aeronave KC-137 da FAB. A mais significativa diferença é o modo de reabastecimento, que na aeronave norte americana é feito através da mangueira (boom) localizada na traseira da aeronave e operada a partir de uma cabine localizada embaixo do profundor do KC. Toda operação é comandada dessa pequena cabine de onde o oficial pode ver a aeronave durante o REVO.

Enquanto uma aeronave era reabastecida, as outras aguardavam voando em ala com o KC-135.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
Durante o voo foram reabastecidos cinco caças F-16, três da USAF e dois da FACh.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)
Toda operação de REVO é comandada pelo operador da mangueira, que trabalha na traseira da aeronave KC-135.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Durante os primeiros 4o minutos de voo tivemos a chance de conversar com a divertida tripulação da aeronave, e também conhecer mais sobre os sistemas do KC-135. As explicações foram passadas através do Engenheiro de Voo que também era o “boom operator” e chefe de cabine, tendo portanto apenas três tripulantes a bordo.

Os pilotos norte americanos possuem extrema facilidade com a operação de REVO nos KC-135.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

As primeiras aeronaves a chegar para reabastecer foram os três caças F-16C da USAF, que voaram em ala, no lado direito do avião tanque, que foi reabastecendo um de cada vez, diferentemente do REVO efetuado pelo KC-137 da FAB que efetua a transferência de combustível em dois caças simultaneamente. Após reabastecer, a aeronave seguia para o outro lado do KC e mantinha a mesma posição de ala.

Os pilotos da Força Aérea do Chile ainda estão em fase de adaptação com a operação de reabastecimento em voo com caças F-16 nos KC-135.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Interessante notar que os pilotos dos caças norte americanos efetuaram o procedimento em muito menos tempo que os pilotos dos F-16 do Chile, que chegaram para reabastecer logo após terminar a operação com os F-16 da USAF. Os pilotos chilenos são relativamentes novos com a operação dos caças F-16 – recebidos em 2007 – e efetuam uma operação de REVO mais lenta e conservadora.

A simpática tripulação do KC-135 da USAF durante o voo realizado nessa quarta-feira.(Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Depois de reabastecer os dois caças F-16 da FACh, a missão foi “aproveitar o voo, conversar e rir com a tripulação norte americana e também com o sub-comandante da BARF que acompanhava o voo. A descontração era salutar e um reflexo do sucesso da operação Cruzex que chegava ao fim. Diferentemente do que muita gente possa imaginar, os tripulantes norte americanos foram muito receptivos, riram, conversaram e até contaram piadas.

O pouso final ocorreu às 16:30, horário local, no Aeroporto Internacional dos Guararapes, Recife. No dia 19 de novembro, começam os procedimentos de partida das aeronaves participantes, após encerramento oficial da maior operação militar da América do Sul.

Aproveitamos para deixar aqui os parabéns a todos integrantes da operação e também à toda equipe do CECOMSAER pela dedicação, empenho e profissionalismo com que trataram a todos da imprensa, que não foram poucos. Deixa aqui em público o muito obrigado de toda equipe do Cavok à Tenente Fábia que mais uma vez atendeu nossa equipe de forma exemplar e com extrema competência.

Cavok nas redes sociais

62,402FãsCurtir
340Inscritos+1
6,425SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios