Saab

fiqueemcasa

Inicio Tags Eads

Tag: eads

A Airbus pretende vender 210 aeronaves A400M para os Estados Unidos

0
Airbus A400M (Foto: Airbus Military)

Depois de acompanhar a saída junto da parceira de negócios Northrop Grumman do programa KC-X, do novo reabastecedor aéreo da USAF, a EADS agora direciona sua força de vendas na aeronave de transporte militar A400M para o mercado norte americano, conforme divulgou a agência de notícias Associated Press.

Falando para jornalistas em Paris nessa segunda-feira, dia 15, o chefe da Airbus Military, Domingo Urena, disse que a companhia espera, nos próximos 30 anos, vender cerca de 500 aeronaves Airbus A400M para países fora das nações que fazem parte do projeto de desenvolvimento do novo avião de transporte militar da Airbus, e que acredita que os EUA comprarão cerca de 210 unidades.

“Para nós, os Estados Unidos é um país chave,” ele disse, também sugerindo que uma aliança com a Northrop Grumman poderia acontecer novamente. “Está claro que no mercado dos EUA, se você tiver um parceiro no país, nos dá a chance de entrar no mercado,” ele adicionou.

Urena não divulgou o valor de mercado do A400M, mas disse apenas que o valor de venda será “competitivo”.

Todavia, está difícil enxergar de onde a demanda pelo A400M poderia vir – o Departamento de Defesa finalizou um pedido para aeronaves Boeing C-17A e pretende manter a maioria de sua frota de Lockheed C-5 Galaxy em condições operacionais nos próximos anos através das modernizações para C-5M ‘Super Galaxy’, sem mencionar na potencias encomendas de novos Lockheed Martin C-130J Hercules.

O site Cavok já havia divulgado aqui uma sugestão da EADS (Airbus) de oferecer as aeronaves A400M para a USAF, que conseguiria adquirir 118 unidades do avião europeu apenas com a economia gerada com a retirada de aeronaves antigas C-130 e C-5 que possuem um custo operacional elevado.

Anúncios

Northrop Grumman desiste de competir no KC-X da USAF

0
Concepção artística da aeronave KC-30 (Airbus A330), da Northrop Grumman / EADS.

A Boeing, que recentemente apresentou uma nova proposta para o KC-X (conforme divulgado aqui no Cavok na semana passada), parece que não precisará se preocupar, pois hoje o CEO da Northrop Grumman Corporation, Wes Bush, liberou um comunicado sobre o programa para nova aeronave de reabastecimento aéreo da U.S. Air Force, avaliado em mais de US$ 35 bilhões, confirmando que a parceria Northrop Grumman /EADS e sua aeronave KC-30 (Airbus A330) está fora da concorrência.

“Após uma compreensiva análise da Requisição para Propostas (RfP) do Departamento de Defesa, a Northrop Grumman decidiu que não enviará sua proposta para o programa KC-X. Nós chegamos a essa conclusão baseado na estrutura da fonte da metodologia de seleção definida pela RfP, a qual claramente favorece o reabastecedor menor da Boeing e não oferece reconhecimento adqueado do valor e das capacidades adicionais de uma aeronave reabastecedora maior, indo ao encontro de qualquer oportunidade para nós competirmos.

O processo de escolha do no reabastecedor aéreo da Força Aérea dos Estados Unidos vem se arrastando por anos, com a Boeing vencendo um primeiro processo de escolha e com a Northrop Grumman, em parceria com o grupo europeu EADS, vencendo a segunda competição para o KC-X com sua aeronave reabastecedora baseada no Airbus A330. Após uma nova revisão do programa, a decisão em favor da Airbus foi revogada e uma nova competição foi iniciada, mas com a terceira RfP visivelmente beneficiando a aeronave da Boeing.

Comparativo dos tamanhos entre o atual KC-135, o KC-767 (Boeing) e o KC-30 (Airbus).

A decisão da EADS de não participar da competição deixou o Pentágono numa situação ruim. O Presidente Barack Obama tem sido um defensor na promoção da concorrência com contratos governamentais, especialmente aqueles com um valor tão elevado como o programa KC-X. O Pentágono será forçado a escolher a opção da Boeing som existir concorrência.

“Reconhecemos que nossa decisão cria um provável resultado de único fornecedor para a Boeing. Apelamos ao Departamento para manter em mente as conclusões econômicas da rodada antes da licitação, uma vez que toma medidas para proteger o contribuinte quando da definição do único contratado”, disse Bush em um comunicado.

A USAF deverá pagar “muito menos” por aeronave do que os US$184 milhões por cada unidade que seria pago pra cada um dos primeiros 68 aviões da Northrop da oferta de 2008.

EADS entrega o 100º helicóptero UH-72A Lakota para o U.S. Army

0
O 100º helicóptero UH-72A Lakota entregue para o U.S. Army, em Columbus, Mississippi. (Foto: EADS NA)

A EADS North America entregou ontem, dia 4, o 100º Helicóptero Utilitário Leve UH-72A Lakota LUH para o Exército dos EUA (US Army), marcando uma significativa etapa no programa que poderá entregar 345 aeronaves. A entrega foi na fábrica da EADS NA em Columbus, Mississippi.

O U.S. Army planeja adquirir 345 Lakota até 2016, mas até o momento o U.S. Army encomendou 182 helicópteros Lakota, com a Marinha dos EUA (U.S. Navy) comprando outras cinco unidades da versão H-72A. Os helicópteros são produzidos pela unidade de fabricação da American Eurocopter, em Columbus, Mississippi, onde a média de produção está entre três e quatro helicópteros por mês.

As aeronaves entregues até o momento para o U.S. Army estão sendo usadas em missões que incluem evacuação médica (MEDEVAC), busca e salvamento (SAR), combate ao narcotráfico, transporte VIP e apoio – com a frota em serviço de UH-72A passando a marca de 25.000 horas de voo e até a data com uma taxa de confiabilidade de mais de 90%. Os cinco H-72A da Marinha dos EUA são utilizados pela Escola de Pilotos de Testes Navais dos EUA na Estação Naval de Patuxent River, Maryland, para treinamento dos pilotos de testes militares dos EUA e dos países aliados.

O 100º helicópteros Lakota será deslocado para Alemanha com o Centro de Prontidão Multinacional Conjunto do U.S Army, tornando-se parte do Centro de Treinamento de Combate da unidade. Lá ele será usado para treinamento dos pilotos em combate e transportará equipamentos tais como o Sistema Múltiplo Integrado de Engajamento Laser (MILES), os Módulos de Inteligentes de Troca de Informações a Bordo (SMODIM), e um gerenciamento de dados eletrônicos.

Helicópteros UH-72A Lakota trazem aumento da capacidade de socorro às vítimas no Haiti

0
EADS UH-72A Lakota, do U.S. Army

As capacidades dos helicópteros UH-72A Lakota nos esforços humanitários estão sendo demonstrados com os helicópteros multi-missão no apoio as operações de ajuda as vítimas do terremoto do dia 12 de janeiro no Haiti.

Os Helicópteros Utilitários Leves (LUH) forma destacados da Guarda Aérea Nacional de Porto Rico para a vizinha República Dominicana – onde estão sendo utilizados para transportar pessoas, cargas e suprimentos como parte da força internacional de ajuda humanitária.

A Guarda Aérea Nacional de Porto Rico recebeu dois helicópteros Lakota em maio de 2009, equipados para aviação geral e missões de apoio. Sendo operados pela unidade do Destacamento B/1-114AV, estes helicópteros representam as primeiras unidades dos UH-72A baseados fora do continente norte americano.

Fonte: U.S. Air National Guard – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

IMAGEM: Força Aérea da República Tcheca recebeu sua primeira aeronave CASA C-295M de transporte tático

0
Primeiro CASA C-295M da Força Aérea da República Tcheca, visto no Aeroporto da capital Praga.

O Componente Aéreo das Forças Conjuntas da Repúblic Tcheca recebeu na segunda-feira, dia 11, a primeira de quatro aeronaves CASA C-295M de transporte tático que será sediada na Base Aérea de Prague-Kbely. A aeronave partiu da Espanha no domingo, dia 10.

As quatro aeronaves foram encomendadas em 2009 e serão todas entregues até o final do ano, para o Esquadrão Especial & Transporte 242, baseado em Prague-Kbely. Em abril está prevista a chegada da segunda aeronave, quando a Força Aérea pretende colocar em operação as aeronaves.

Essas aeronaves devem substituir cinco aeronaves antigas Antonov An-26 ‘Curl’ fabricadas na Rússia, que foram adquiridas em 1970, e que devem chegar no final da vida útil no início de 2011.

Os militares da República Tcheca querem usar as novas aeronaves da CASA para missões dentro do país e em missões internacionais, incluindo situações de emergências humanitárias.

O Ministério da Defesa da República Tcheca quer que uma das aeronaves CASA C-295M seja adquirida em troca de cinco jatos de treinamento de combate L-159 que estão sobrando na Força Aérea do país. A Espanha usaria essas aeronaves para treinamento de combate de seus pilotos.

A aeronave C-295M tem capacidade de transportar mais de 69 soldados ou 49 paraquedistas com equipamentos. Possui um alcance de mais de 5.500 km.

Fonte: EADS CASA – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

EADS fixa 31 de janeiro como data final das negociações sobre o programa A400M

0
Airbus A400M, logo após a chegada de seu primeiro voo em Sevilha, na Espanha. (Foto: Airbus)

Conforme antecipado pelo Cavok na semana passada, o presidente de EADS, Louis Gallois, disse nesta terça-feira que a EADS fixou o dia 31 de janeiro como prazo final para as negociações com os Governos europeus envolvidos no desenvolvimento do programa do avião de transporte militar A400M.

Conforme o presidente do EADS, o consórcio não pode viver com a incerteza financeira imposta pelo programa, e que “está custando de 100 milhões e 150 milhões de euros mensais”.

EADS negocia atualmente com os Governos de sete países europeus, Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Turquia, Bélgica e Luxemburgo, a reorganização do programa.

Inicialmente, o programa contava com um custo de 20 bilhões de euros (US$ 29 bilhões), mas o desenvolvimento reajustou a quantia em 5 bilhões (US$ 7,2 bilhões).

Gallois reiterou que EADS está disposto a negociar com os Governos dos países envolvidos no projeto, mas acrescentou “o envio desta mensagem a todos eles, porque não podemos continuar antes do final de janeiro”.

O contrato para a construção do A400M foi assinado com os Governos europeus com base em um desenvolvimento de um avião comercial, “mas se trata de um avião militar de alta tecnologia, e isso aumentou seu preço, por isso que é preciso renegociar os custos”, explicou Gallois.

Conforme o julgamento do diretor, “foram cometidos erros a partir de ambas as partes”, por isso que “devemos compartilhá-los e buscar soluções entre todos”.

EADS acumula “perdas de 2,4 milhões de euros com o programa”, assinalou.

O projeto do avião A400M nasceu em 2003, após o acordo com sete países que se comprometeram em comprar 180 unidades: Alemanha (60 unidades), França (50), Espanha (27), Reino Unido (25), Turquia (10), Bélgica (7) e Luxemburgo (1).

Posteriormente a África do Sul (8) e a Malásia (4), depois dos atrasos de três anos, e o aumento do preço, o Governo sul-africano decidiu suspender a compra.

O A400M, que realizou o primeiro voo em 11 de dezembro em Sevilla, é dotado também de quatro motores TP400 que permitem autonomia entre 3.295 e 6.390 quilômetros.

O A400M vai permitir a Airbus Military competir com dois modelos similares como o Lockheed C130 Hercules e o Transall C-160.

Fonte: EFE

Quatro helicópteros UH-72A Lakota são entregues para Guarda Aérea Nacional do Exército dos EUA no Alabama

0
EADS UH-72A Lakota, do Exército dos Estados Unidos (Foto: Staff Sgt. Jon Soucy / U.S. Army)

Quatro helicópteros utiliários UH-72A Lakota LUH (Light Utility Helicopter) foram entregues pela EADS North America para a Guarda Aérea Nacional do Exército no Alabama, para a Unidade de Aviação de Apoio do Exército nº 2, no Aeroporto Internacional de Birmingham-Shuttlesworth, onde os dois primeiros helicópteros Lakota foram formalmente apresentados durante uma cerimônia na sexta-feira, dia 8.

Atribuídos ao Destacamento 1, Companhia C, 2º Batalhão, 151º Regimento de Aviação, os helicópteros UH-72A serão usados como comando, controle e reconhecimento aéreo nas operações de segurança nacional e substituirão os helicópteros OH-58 Kiowa que atualmente operam na unidade, além de serem as primeiras novas aeronaves que chegam diretamente para Guarda Nacional do Alabama depois de vários anos.

A EADS North America já entregou 93 helicópteros Lakota para o U.S. Army (Exército dos EUA) e cinco aeronaves para a U.S. Navy (Marinha dos EUA). As aeronaves do exército estão baseados em locações da ativa do Exército e da Guarda Nacional do Exército pelos Estados Unidos, além da base em Porto Rico. Novos destacamentos dos helicópteros UH-72A serão antecipados para as regiões do Pacífico, Europa e no Japão.

Um total de 345 helicópteros Lakota estão sendo aguardados para serem adquirirdos até 2015 para as operações do Exército e pela Guarda Nacional em missões que vão desde a segurança nacional e combate ao narcotráfico até voos de apoio geral, logístico e para evacuações médica.

Em novembro de 2009, a EADS North America entregou cinco helicópteros da versão H-72A para U.S. Navy (ver artigo aqui no Cavok), que o utiliza como treinamento dos pilotos militares dos EUA e dos países aliados.

Adicional aos helicópteros H-72A e UH-72A que estão em produção, a EADS North America está oferecendo a versão Armed Scout 645 para o requerimento de novos helicópteros de escolta aérea armada do U.S. Army.

Fonte: EADS North America – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

EADS recebe mais um pedido de 45 helicópteros UH-72A para o U.S. Army

0

Eurocopter UH-72A 'Lakota', do U.S. Army
Eurocopter UH-72A 'Lakota', do U.S. Army

EADS North America, uma unidade da EADS Europa, recebeu um contrato de US$247,2 milhões do U.S. Army para 45 helicópteros utilitários leves UH-72A ‘Lakotas’, mais todos equipamentos associados, informou o Departamento de Defesa na quinta-feira, dia 03.

A EADS entregou o primeiro helicóptero do tipo para o exército dos EUA três anos atrás, como parte do programa que poderá adquirir cerca de 352 unidades num valor de mais de US$ 2 bilhões, o qual deverá seguir até 2016.

UH-72A 'Lakota'

Até o momento já foram encomendados 173 helicópteros UH-72A, 85 desses já entregues até setembro de 2009.

As entregas dos 45 helicópteros UH-72A ‘Lakota’ deverão ocorrer até 30 de junho de 2011.

Fonte: EADS North America – Tradução e Texto: Cavok

Será que a Boeing ganhou a competição KC-X?

1
Concepção artística do KC-45 reabastecendo um B-2.
Concepção artística do KC-45 reabastecendo um B-2.

A Northrop Grumman informou o Pentágono, no dia 1º de dezembro, que não vai mais participar da oferta para a troca dos aviões reabastecedores da USAF no atual requerimento existente, chamado KC-X, a não ser que a RfT (Request for Proposal) seja alterada.

Na carta do dia 1° de dezembro para o Dr. Ashton Carter,o chefe de aquisições para o Pentágono, o Presidente e Chefe de Operações da Northrop Grumman, Wes Bush, disse que não acredita que o departamento de defesa publique uma segunda proposta para o KC-X e isso significa que a Northrop Grumman estaria fora da competição.

A EADS informou que estará apoiando as decisões da empresa parceira Northrop Grumman.

Bush adicionou que o DoD (Department of Defence) mostrou uma “clara preferência” por uma aeronave menor que a oferta do KC-45 da Northrop Grumman – o qual é baseado na aeronave comercial Airbus A330 – “com limitada capacidade multitarefa”, e que a “imposição” desses “pontos contratuais e há os encargos financeiros para companhia que nós simplesmente não podemos aceitar”.

A Northrop Grumman/EADS está competindo contra a Boeing – que compete com uma versão reabastecedora do 767 – para ganhar um contrato de US$ 35 bilhões na competição KC-X para construção de 179 novos aviões para reabastecimento aéreo, que substituirão os atuais KC-135, baseados nos 707.

A competição foi relançada no final de setembro, após o resultado de um protesto feito pela Boeing em fevereiro de 2008, que teria dado como vencedor da competição a Northrop Grumman/EADS. Relançaram a proposta, mas dessa vez com várias alterações beneficiando a aeronave 100% norte americana.

Fonte: Jane’s – Adaptação do texto e tradução: Cavok

Eurocopter entrega dois helicópteros EC-155 na China

0
Eurocopter EC155
Eurocopter EC155
Momento da entrega do EC155 para COHC.
Momento da entrega do EC155 para COHC.

A Eurocopter entregou os primeiros dois helicópteros EC-155B1 Dauphin para a Citic Off-shore Helicopter (COHC) em Shenzhen, na China. A entrega é parte de um contrato assinado em outubro de 2008 para um total de dez helicópteros do tipo. A cerimônia de recebimento contou com a presença do Gerente Geral da COHC, Tang Wanyuan, o CEO da Eurocpoter China, Bruno Boulnois, o Consul Geral da França, Jean Raphael Peytregnet, e o representante dos negócios da França para o Sul da China, Alain Berder.

Os oito helicópteros remanescentes deverão ser entregues entre 2010 e 2013. Esses EC-155 irão aumentar a frota da COHC a qual já possui 21 helicópteros da marca Eurocopter, principalmente dos modelos Super Puma e Dauphin. A COHC é um dos maiores operadores de helicópteros civis da China, bem como uma das maiores companhias de gás e petróleo da Ásia. Os novos helicópteros serão usados para missões de transporte off-shore no país.

Desde que o modelo de helicóptero EC-155 Dauphin chegou no mercado em 2001, estabeleceu-se no mercado de petróleo e gás. Até o final de 2008, mais de 130 aeronaves Dauphin estão em operação no segmento offshore.

Fonte: EADS China – Tradução: Cavok

EADS testa a bomba JDAM Laser em caças Tornado da Luftwaffe

0
Tornado da Luftwaffe sendo modificado para uso da JDAM Laser
Tornado da Luftwaffe sendo modificado para uso da JDAM Laser

Como parte do programa de eficiência em combate, a EADS Military Air Systems tem testado as últimas versões de bombas guiadas a laser nos caças tornado da Luftwaffe, a Força Aérea da Alemanha.

Em uma campanha de testes sobre o Mar do Norte, foram verificados o comportamento aerodinâmico da bomba Boeing GBU-54/ B  (JDAM Laser) instalado sob a aeronave e o comportamento dela no momento da desconecção. Foram feitos três testes de sucesso do lançamento da JDAM Laser a partir do Tornado.

A Military Air Systems (MAS), recebeu em 2008 do Instituto Federal de Defesa, Tecnologia e Aquisições (BWB), o contrato para a adaptação das JDAM Laser para o caças Tornados da Força Aérea Alemã. A Luftwaffe é o primeiro cliente de exportação para estas bombas guiadas modernas da Boeing. As armas também estão sendo preparadas para utilização nos caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea da Alemanha.

A Laser Joint Direct Attack Munition (JDAM Laser) é um novo desenvolvimento da Boeing e combina uma bomba convencional guiada por GPS com um sensor laser. Isso torna possível identificar e atacar alvos diretamente, ou em combinação com um designador laser, incluindo alvos móveis, em qualquer condição de tempo.

Fonte: EADS Military Systems – Tradução: Cavok

Instalação de torre de sensores é validada para os UH-72A Lakota

0
UH-72A Lakota com a torre de sensores instalada sob o helicóptero
UH-72A Lakota com a torre de sensores instalada sob o helicóptero

Foram completados os testes com a torre de sensores eletro-ópticos/infravermelhos para os helicópteros UH-72A Lakota que serão operados com a Guarda Nacional do Exército dos EUA (U.S. Army National Guard) em missões de Segurança e Suporte Aéreo (S&S).

A instalação da torre L3 Wescam MX-15, montada na frente do helicóptero, centralizado sob a fuselagem, foi validada durante voos de testes com um EC145 – o helicóptero no qual a EADS North America se baseou para o desenvolver o UH-72A.

A finalização desses testes marcam um importante passo na integração da Guarda Nacional do Exército com os pacotes de equipamento multi-missões. A U.S. Army National Guard será a maior operadora dos UH-72A Lakotas, recebendo as aeronaves configuradas para as missões S&S, bem como para uso de evacuações médicas e transporte multi-missão.

Fonte: Shepard – Tradução: Cavok

FOTO: A400M inicia os testes de táxi

0

Airbus A400M efetua seu primeiro táxi, em Sevilha, na Espanha
Airbus A400M efetua seu primeiro táxi, em Sevilha, na Espanha

Os motores do A400M já estão checados e agora inicia-se os testes de táxi, reduzindo o número de verificações antes do avião de transporte da divisão militar da Airbus poder efetuar seu primeiro voo.

O A400M, desde ontem, dia 23, está efetuando as preparações no solo de Sevilha, Espanha, onde aeronave começou os testes de taxiamento, após dar a partida de seus motores sem necesidade de APU (Auxiliary Power Unit). Nesse primeiro teste de táxi, o A400M atingiu a velocidade de 20 kts (cerca de 37 km/h).

A equipe de teste também verificou os freios e o sistema de controle no solo (steering) durante os 90 minutos de ensaios, de acordo com a Airbus Military. O táxi reverso, quando a aeronave move-se para trás somente com a força de seus motores, também está na agenda. Durante esse ensaio de ontem, a aeronave completou uma giro de 180º no táxi.

Ainda deverão ser testados as velocidades baixas e altas de taxiamento, bem como o teste de decolagem abortada.

A EADS ainda promete que a aeronave voará em 2009. O progresso alcançado nos testes do solo sugerem que não existem barreiras à vista, devendo portanto ser cumprida essa promessa.

Fonte: Airbus Military, com texto da Equipe Cavok

Eurofighter: 200ª aeronave entregue para Luftwaffe

0
Entrega do 200º Eurofighter Typhoon para Luftwaffe
Entrega do 200º Eurofighter Typhoon para Luftwaffe

O 200º Eurofighter Typhoon produzido pelas quatro empresas do consórcio europeu, foi entregue pela EADS Deutschland para a Luftwaffe (Força Aérea Alemã) hoje, dia 24, durante uma cerimônia realizada em Manching, perto de Munique, na Alemanha. Essa marca torna o Eurofighter Typhoon único caça multi-role de nova geração a alcançar o número de 200 aviões em serviço.

Os caças Typhoon – produzidos pela EADS Deutschland, EADS CASA, BAE Systems e Alenia Aeronautica – estão atualmente em serviço em doze unidades aéreas em seis forças aéreas, e substituiram 11 modelos de aeronaves. Até a presente data, a frota de caças Typhoon voou mais de 70.000 horas de voo no total, com uma média de avaliabilidade operacional e desempenho acima da média dos outros caças de mesma geração.

O Eurofighter Typhoon é a escolha das forças aéreas do Reino Unido, da Alemanha, da Itália, da Espanha, da Arábia Saudita e da Áustria, as quais juntas já encomendaram 707 aeronaves.

Recentemente, quatro aeronaves Typhoon da Royal Air Force quebraram um recorde, quando efetuaram um voo de 18 horas de duração, ao se deslocarem para as Ilhas Falklands, sobrevoando o Oceano Atlântico Sul, para operar na função de Quick Reaction Alert (QRA), substituindo caças Tornado F3 que antes eram operados na base. Missões operacionais similares são feitas pela: Luftwaffe, nas missões de policiamente aéreo da OTAN, sobre os países bálticos; pela Força Aérea da Italia, que tem a missão de policiar os céus sobre a Albânia e da Força Aérea da Áustria – que recentemente recebeu todos seus 15 caças Typhoon – que manteve a segurança do espaço aéreo durante um evento dos Ministros de Defesa da OTAN na Eslováquia.

O programa Eurofighter Typhoon é o maior negócio de colaboração industrial feito na Europa. A confirmação do programa pelas quatro nações participantes na produção, mantém o emprego de mais de 100.000 trabalhadores entre as 400 diferentes companhias, além de aumentar significativamente as finanças dos países do consórcio.

Fonte: EADS Germany

EADS North America entrega o primeiro H-72A de treinamento para U.S. Navy

0

EADS H-72A, da U.S. Navy
EADS H-72A, da U.S. Navy

O novo helicóptero H-72A é baseado na mesma plataforma do helicóptero utilitário leve do Exército dos Estados Unidos (U.S. Army), o UH-72A Lakota.

A EADS North America entregou o primeiro de cinco helicópteros de treinamento H-72A para Marinha dos Estados Unidos (U.S. Navy) ontem, dia 12, deixando mais um marco na produção de helicópteros multi-tarefa para os serviços militares dos EUA.

A frota de H-72A será baseada na Escola de Pilotos de Teste (U.S. Naval Test Pilot School), na Base Aérea Naval de Patuxent River, Maryland, onde será usado para treinamento de pilotos militares dos Estados Unidos e de países aliados. O H-72A compartilha a mesma estrutura e é fabricado na mesma linha de produção do helicóptero utilitário leve do Exército dos Estados Unidos (U.S. Army), o UH-72A Lakota — ambos produzidos na EADS North America, no Mississippi, a subsidiária americana da Eurocopter.

“Esse não é apenas o primeiro H-72A que nós construímos para Marinha dos EUA – é o primeiro helicóptero produzido especialmente para a missão de treinamento para as forças armadas dos EUA,” disse o Chefe de Operações da EADS North America, Dave Oliver. “A expansão das missões do UH-72A/H-72A demonstraram a adaptabilidade da aeronave num amplo espectro de cenários operacionais. Nós certamente estamos com orgulho da nova geração de pilotos em teste que serão treinados em  versões de helicópteros confiáveis e versáteis.”

Os helicópteros H-72As da Marinha receberam vários equipamentos específicos adicionais para as missões de treinamento dos pilotos – incluindo as portas da cabine que podem ser removidas no ar para aliviar peso, gravadores de vozes e de dados (Flight Data Recorder), um rotor principal com novo kit e um sistema de aviso de tráfego aéreo. Todos os cinco H-72As serão pintados no padrão branco e laranja de alta visibilidade, da Naval Test Pilot School.

Derivados do helicóptero EC145 da Eurocopter, os H-72A da Marinha e os UH-72A do Exército são os mais confiáveis e versáteis helicópteros na sua classe. Eles são equipados com um moderno painel de conceito glass cockpit, e seus sistemas de rotores leves proveem uma segurança, acesso e espaço para manutenção sem paralelos.

O U.S. Army planeja adquirir 345 helicópteros UH-72A até 2016, adicional aos cinco H-72A que estão sendo adquiridos para a U.S. Navy.

Adicional a essa produção de H-72A e UH-72A, a EADS North America está oferecendo uma versão Armed Scout 645 para um requerimento do Exército dos Estados Unidos.

Fonte: EADS North America

Airbus A-330 MRTT reabastece em voo caça F/A-18 da Espanha

0
A330 MRTT reabastecendo um F/A-18 da Espanha
A330 MRTT reabastecendo um F/A-18 da Espanha

O novo Airbus A330 MRTT testou a mangueira de reabastecimento com o novo sistema Cobham 905e. Durante a operação foi utilizado como receptor um F/A-18A+ da Força Aérea Espanhola.

Durante o vôo, foram realizados um total de seis contatos com transferência de mais de 4.000 kg de combustível. Este sistema de reabastecimento aéreo é um desenvolvimento do 907E, que já está com as forças aéreas canadenses e alemãs onde utilizam o MRTT A310. Através  um duto de 27 metros, podem ser entregues até 1.600 l/min. O controle é feito pelo operador de reabastecimento em seu console atrás do cockpit.

Os testes são necessários para o programa da nova Aeronave Reabastecedora Estratégica do Reino Unido (FSTA), o qual a RAF usará em seus A330, que fará aluguel de seus reabastecedores aéreos, na mangueira do sistema.

Fonte: EADS

África do Sul cancela pedido de 8 aeronaves de transporte A400M

0
A400M da EADS
A400M da EADS

A nova aeronave de transporte A400M da EADS teve seu primeiro cancelamento de pedidos, desde que o programa começou a enfrentar dificuldades no desenvolvimento, com a África do Sul cancelando o pedido de 8 unidades.

Confirmado em 5  de novembro, a decisão da África do Sul chega após as entregas do produto da divisão militar da Airbus estarem três anos atrasados frente ao cronograma.

O governo da África do Sul disse que a decisão foi tomada durante um encontro na Cidade do Cabo no dia 4 de novembro, e que essa ação foi tomada após intensiva análise dos problemas que poderiam ocorrer por esse atraso nas entregas.

Fonte: Aviation Week

Cavok nas redes sociais

62,515FãsCurtir
340Inscritos+1
6,523SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios