Tags Post com a tag "embraer"

Tag: embraer

Embraer entrega 100º jato Phenom 100

0
O 100° jato Embraer Phenom 100. (Foto: Embraer)

A Embraer entregou na última sexta-feira o 100º jato Phenom 100 à JetSuite, empresa norte-americana de fretamento de jatos executivos. A aeronave comemorativa é a sexta entregue à este cliente.

“A entrega do 100º jato Phenom 100 em pouco mais de um ano após a sua
certificação representa uma importante conquista para a Embraer”, disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Executiva. “Estamos muito felizes em ter entregado este avião comemorativo para a JetSuite e contribuir para seu negócio inovador e em expansão.”

Alex Wilcox (E), CEO da JetSuite, e Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Executiva, durante entrega do 100º jato Phenom 100. (Foto: Embraer)

“A JetSuite está honrada em receber esta aeronave especial da Embraer. Estamos satisfeitos com nossa parceria e gratos pelo suporte da Embraer e pelo confiável e revolucionário jato que eles produziram”, disse Alex Wilcox, CEO da JetSuite Air. “Nossos novos jatos Phenom 100 proporcionam vôos
muito mais agradáveis que as aeronaves de nossos competidores – mais antigas e menos eficientes –, e freqüentemente pela metade do custo. Nossos clientes partilham de nosso entusiasmo pelo Phenom. Após voar pela primeira vez, passam a requisitá-lo sempre.”

O Phenom 100 foi certificado em dezembro de 2008 e tornou-se o jato mais rápido da sua categoria. Com um nível de conforto sem paralelo, o jato possui a cabine de comando mais moderna do mercado e um projeto de cabine diferenciado. Outro diferencial competitivo é o lavatório traseiro. O alcance de 2.182 km (1.178 milhas náuticas), incluindo reservas de combustível NBAA IFR, possibilita ao Phenom 100 voar sem escalas de Nova York para Miami, nos Estados Unidos; de Londres para Roma, na Europa; ou de Brisbane para Melbourne, na Austrália. A aeronave voa em mais de dez países e já acumulou mais de 7 mil horas de vôo.

A JetSuite Air atua na região oeste dos Estados Unidos com uma frota de aeronaves Phenom 100 novas e tem a frota mais jovem do mercado. Fundada por um experiente grupo de empreendedores do segmento de companhias aéreas, incluindo vários fundadores da JetBlue, a JetSuite Air prioriza serviço e segurança e conta com os mais novos aviões, operados por alguns dos mais experientes pilotos do mundo e que acumulam uma média superior a 8 mil horas de vôo.

Os maiores mercados da JetSuite são a grande Los Angeles e Orange County e a região da Baía de São Francisco, no Estado da Califórnia; Las Vegas, em Nevada; e Phoenix/Scottsdale, no Arizona. A empresa oferece vôos sem escalas, ou com uma parada, para praticamente todos as regiões a oeste do Mississipi. Mais detalhes estão disponíveis em www.jetsuite.com.

Anúncios

Embraer estuda lançamento de avião maior que o Embraer 195

0
Atualmente a maior aeronave da Embraer é o Embraer 195.

A Embraer estuda o desenvolvimento de uma nova aeronave que passaria a ser a maior já produzida pela empresa. Chamado dentro da fábrica de 195-X, o jato seria uma versão alongada do modelo 195, topo da linha de aviões comerciais da Embraer, com 122 assentos.

O vice-presidente-executivo para o mercado de aviação comercial da Embraer, Mauro Kern, confirmou a informação. Segundo ele, o jato, se for produzido, vai atender aos clientes a partir de 2015 ou 2016.

“A Embraer está continuamente avaliando novas tecnologias e possibilidades de novos produtos. E temos algumas frentes de estudo hoje olhando para o futuro, que visam o mercado para a segunda metade desta década. Dentre esses estudos, um avião um pouquinho maior do que o 195 é um deles”, afirmou o executivo.

Kern negou, no entanto, que a empresa tenha pretensão de concorrer com a gigante norte-americana Boeing e com a francesa Airbus, que produzem aviões com cerca de 150 assentos ou mais.

“Não se trata de termos um plano para enfrentar diretamente a Boeing e a Airbus. Não é isso. É simplesmente aumentar a nossa competitividade com a família de produtos que nós já temos”, disse Kern.

A canadense Bombardier, principal concorrente da Embraer, deve começar a entregar dentro de três anos as primeiras encomendas feitas para a sua nova família de jatos, chamada de C-Series. Os dois modelos oferecidos (CS100 e CS300) têm capacidade para acomodar entre 100 e 145 assentos.

Um executivo da Embraer disse, com a condição de que seu nome não fosse revelado, que a empresa está de olho no mercado de substituição de aeronaves antigas na faixa de até 150 assentos. Entre os modelos que se encaixam nessa categoria estão os da família MD-80.

Segundo esse executivo, a Embraer mantém conversações com diversas empresas aéreas que operam aviões um pouco maiores que o 195, entre elas United Airlines, American Airlines e Lufthansa. Essas conversas têm o objetivo de identificar que tamanho de avião pode interessar a essas empresas e o potencial de vendas de uma versão maior do que o modelo 195.

Em 2009, a Embraer entregou 244 aeronaves, marca recorde na história da companhia.

Em 2008, a fabricante brasileira havia entregue 204.

Fonte: Agência Folha

Embraer participa do Singapure Airshow 2010

0
Embraer Legacy 600

A Embraer participará do Singapore Airshow 2010, que será realizado no Centro de Exposições Changi, de 2 a 7 de fevereiro, em Singapura. Presente há dez anos na Ásia Pacífico, a Embraer ocupará o chalé CD51 e promoverá toda a linha de produtos para os segmentos de aviação comercial, executiva e de defesa. Os jatos executivos Legacy 600 e Phenom 100 estarão na exposição estática, bem como os modelos em tamanho real do Legacy 500 – pela primeira vez na Ásia – e do Phenom 300.

Embraer Phenom 100

A Embraer realizará uma coletiva de imprensa direcionada ao mercado de aviação executiva na segunda-feira, dia 1º de fevereiro, às 14 horas, na Sala de Conferências 4.

A presença da Empresa na Ásia Pacífico cresceu de forma constante desde que o Bandeirante – o primeiro avião comercial da Embraer – começou a voar na região em 1978. Hoje, mais de 45 E-Jets – família de jatos com capacidade de 70 a 122 assentos – estão em operação, com uma decolagem a cada quatro minutos. Em 2009, estas aeronaves transportaram cerca de 5 milhões de passageiros para 105 destinos e registraram mais de 100 mil horas de vôo na região, que continua sendo um mercado muito importante para a Embraer. Além da venda de aeronaves
comerciais, executivas e de defesa, a Empresa nomeou centros de serviços autorizados para oferecer manutenção, reparo e revisão geral (Maintenance, Repair and Overhaul – MRO).

A sede da Embraer na Ásia Pacífico comemora dez anos em Singapura. Entretanto, as aeronaves da Empresa operam na região há mais de 30 anos, desde a introdução do Em 2007, a Embraer estabeleceu um centro de treinamento de primeira linha e um centro regional de distribuição de peças em Singapura. A Empresa conta também com representantes para apoio às operações em campo e escritórios locais em toda a região, totalizando um

Dentre os clientes da Embraer na Ásia Pacífico, podemos citar a Air North, Skippers Aviation, Network Aviation, Regional Pacific Airlines, Aerolink e Virgin Blue (a maior operadora de E-Jets da Embraer na região), na Austrália; Air Rarotonga, nas Ilhas Cook; Southwest Air, em Papua-Nova Guiné; Premiair, na Indonésia; Mandarin Airlines, em
Taiwan; Paramount Airways, na Índia; JAL e Fuji Dream Airlines, no Japão; e Royal Thai Navy e Royal Thai Army (Marinha e Exército tailandeses).

Fonte: Embraer

A Royal Air Force está interessada em comprar Super Tucanos

0
Super Tucano da Embraer

De acordo com o TimesOnline, a Força Aérea Real Britânica (RAF) está sendo pressionada para cortar vários bilhões de libras esterlinas previstos para compra de caças a jato e para optar por aviões a hélice, que são mais baratos, como parte de um importante processo de revisão das compras de defesa. A sugestão foi feita pelo General David Richards, iniciando um debate entre o Exército e seus pares nas outras duas forças.

O Comandante em Chefe Richards crê que o Super Tucano oferece uma alternativa eficiente em termos de custos, frente aos caças a jato como o Eurofighter Typhoon, (criado durante a Guerra Fria) e que podem vir a ser usados nas operações de contrainsurgencia no Afeganistão. O Super Tucano lembra os aviões usados na Segunda Guerra Mundial, e custa cerca de 5 milhões de libras, uma fração das 60 milhões de libras que custa cada F-35 Joint Strike Fighter (que foram encomendados para os novos porta-aviões Marinha Real) ou os 67 milhões de libras que custa apenas um Typhoon. Após as próximas eleições gerais no Reino Unido, se espera uma revisão da Estratégia de Defesa que recomendará que o orçamento de cada serviço seja recortado em 20%.

O general Richards argumenta que, no futuro, as guerras high-tech entre estados serão substituídas por operações de contrainsurgencia, o que possibilitará grandes economias no caso que o governo esteja preparado para sacrificar navios e tanques e usar material mais leve e barato porém tecnicamente avançado. Para alguns analistas da defesa aérea, o Super Tucano oferece uma plataforma de custos efetivos onde também se pode agregar equipamento de alta tecnologia e munições. A Marinha dos Estados Unidos também está avaliando o Super Tucano, após seu desempenho impressionante na Colômbia, que os usa contra os rebeldes das FARC.

O [Super] Tucano de dois assentos pode decolar desde pistas simples e sobrevoar o campo de batalha durante seis horas sem precisar reabastecer de combustível, mais não pode ser reabastecido no ar. Ele pode carregar 1.5 toneladas sob as asas e usa só 500 libras esterlinas de combustível por hora. Comparativamente, uma hora de vôo no Eurofighter Typhoon custa quase 85,000 libras esterlinas. A versão de treinamento [o Tucano original] está em serviço na RAF.

Fonte: Times Online – Tradução: Marcelo MacKinnon/Plano Brasil

IMAGENS: Chegaram os primeiros aviões Super Tucano para a Fuerza Aérea Ecuatoriana

0
Embraer Super Tucano da Força Aérea do Equador, logo após a chegada a Base Aérea de Manta.

Neste domingo, dia 24, chegaram a Base Aérea de Manta, na Província de Manabí, no oeste do Equador, os primeiros aviões Super Tucanos adquiridos da empresa brasileira EMBRAER.

Os dois aviões que chegaram foram recepcionados pelos caminhões dos bombeiros da base.

O Presidente do Equador, Rafael Correa, havia anunciado no sábado a chegada dos primeiros aviões Super Tucanos brasileiros, e informou que seis deles estariam num aeroporto da província de Sucumbíos, fronteira da Colômbia.

Na segunda-feira passada, o comandante da Fuerza Aérea Ecuatoriana (FAE), Rodrigo Bohórquez, lembrou que o plano de compra com o Brasil inclui a aquisição de 24 aeronaves.

Militares da Força Aérea do Equador tiveram a oportunidade de conhecer de perto as novas aeronaves.

Ao referir-se ao uso que será feito dos aviões, assinalou que antes a FAE tinha aviões A-37 e Strikemaster, e “os Tucanos os substituirão no treinamento de nosso pessoal na aviação subsônica de combate”.

Sobre os aviões novos, ele disse que a Embraer fornecerá equipamentos. “Mas existe a probabilidade que nós, no futuro, começarmos a fabricar e fazer partes e peças, o que antes não podíamos fazer com outros contratos”, disse.

Nessa sexta-feira a Força Aérea da Indonésia escolheu o Super Tucano como nova aeronave de apoio aéreo aproximado, substituindo antigas aeronaves OV-1o Bronco. Veja matéria aqui no Cavok.

Fonte: EFE

Indonésia pretende adquirir 16 aviões Super Tucano da Embraer

0
Embraer Super Tucano que venceu a concorrência para venda de 16 aeronaves para a Indonésia.

Em primeira mão no Brasil, divulgamos a informação de que a Indonésia planeja adquirir um esquadrão de 16 aeronaves Super Tucano fabricados pela Embraer para modernizar sua frota, informou um press release divulgado hoje, dia 24. O Chefe da Força Aérea da Indonésia, o Marechal Imam Sufaat disse que os 16 aviões Super Tucanos serão usado para substituir as antigas aeronaves turbo-hélices OV-10 Bronco, as quais estão em serviço por mais de três décadas.

As aeronaves Super Tucano estavam participando de uma concorrência para substituir as aeronaves Bronco, conforme divulgado aqui no Cavok. Agora a Indonésia confirma a escolha da aeronave brasileira, adicionando mais 16 aeronaves Super Tucano a sua Força Aérea. “A compra dessas aeronaves é parte do nosso esforço em melhorar os nossos sistemas de armas da Força Aérea,” disse o Marechal durante a cerimônia de formação de cadetes na Academia da Força Aérea da Indonésia em Yogyakarta.

Aeronaves OV-10 Bronco da Indonésia

Ele não informou o valor do negócio ou o prazo para finalização da compra, mas disse que as aeronaves da Embraer são as mais adequadas e acessíveis para substituir as aeronaves Bronco atualmente usadas.

“Nós fizemos a proposta de aquisição junto ao governo com a esperança que eles concedam os fundos para essa compra,” ele adicionou.

Sufaat também espera que mais três caças Sukhoi Su-27 adquiridos da Rússia em 2007 cheguem esse ano, para se juntarem aos outros sete aviões já entregues.

A frota também é composta de caças F-16 Fighting Falcon, fabricados nos EUA, dois esquadrões de caças F-5 Tiger e dois esquadrões de jatos de treinamento BAe Hawk, de origem britânica.

Um membro do gabinete do Ministério da Defesa, Djoko Suyanto, também falou que a Indonésia está buscando novos desenvolvimentos em sistemas de armas junto a China, pretendendo criar uma cooperação bilateral com uma indústria aeroespacial chinesa.

A Indonésia mudou seu local de aquisição de armas depois que os Estados Unidos embargaram a venda de armas para Jakarta no início da década de noventa. Atualmente a Indonésia adquire armas dos países do leste europeu, China e América Latina.

Fonte: Jakarta Post – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Embraer assina acordo preliminar com a Gulf Air

0
Embraer 170 nas cores da Gulf Air

A Embraer e a Gulf Air assinaram hoje, no Show Aéreo Internacional do Barein, um acordo preliminar para que a empresa aérea comece a voar dois jatos EMBRAER 170 por meio de leasing operacional.

“Estamos muito honrados pela escolha desta renomada empresa aérea da região do Golfo Pérsico, no ano do seu 60º aniversário”, disse José Luis Molina, Diretor da Embraer para a Europa, Oriente Médio e África – Aviação Comercial. “Buscamos agora concluir o contrato final e ter nossos E-Jets como uma ferramenta-chave nos planos de crescimento da Gulf Air.”

Ambos os jatos EMBRAER 170 – configurados em duas classes de serviço, com sete assentos na executiva e 60 na econômica – poderão ser entregues no primeiro trimestre de 2010. As aeronaves serão equipadas com um moderno sistema de entretenimento In-Flight Entertainment (IFE) para máxima comodidade na cabine.

“Com mais este importante passo da Gulf Air em seu novo posicionamento estratégico, tenho a grande satisfação de assinar este importante acordo hoje no primeiro Show Aéreo Internacional do Reino do Bahrein”, disse Samer Majali, CEO da Gulf Air. “Estamos introduzindo um novo conceito no transporte regional. A reestruturação e expansão das nossas redes regional e internacional e da nossa frota reforçarão nosso posicionamento como a empresa com o maior número de conexões do Oriente Médio por meio do Aeroporto de Bahrein. E para realizar este feito, necessitamos de aeronaves que sejam flexíveis e possam atender a estas demandas.”

A Gulf Air foi fundada em 1950 e é uma das mais antigas empresas aéreas do Oriente Médio. A companhia aérea nacional do Reino do Bahrein pertence à Bahrain Mumtalakat Holdings Company e seus objetivos originais não foram alterados – um compromisso com a mais moderna tecnologia de aviação e alinhada à tradicional hospitalidade árabe.

A empresa aérea oferece a seus clientes a vantagem única da maior rede do Oriente Médio com vôos sem escalas, oferecendo também conexões sem igual para outros destinos. A atual rede Europa, Oriente Médio e África da Gulf Air se estende da Europa até a Asia, atendendo a mais de 40 cidades em todo o mundo, com uma frota superior a 30 aviões. A empresa dispõe de acordos de compartilhamento de vôos (code-share) com 15 companhias aéreas de todo o mundo, oferecendo diversas opções de vôos que podem ser reservados diretamente com a Gulf Air.

Fonte: Embraer

Cavok nas redes sociais

60,410FãsCurtir
340Inscritos+1
5,873SeguidoresSeguir
9,047SeguidoresSeguir
1,864InscritosInscrever
Anúncios
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.