Saab

Inicio Tags Flanker

Tag: Flanker

Força Aérea do Cazaquistão recebe mais dois caças Su-30SM

3
Dois novos caças Su-30SM chegaram no Cazaquistão, elevando o número de caças do tipo para seis. (Foto: Yestay Manasbayev / Russian Planes)
Dois novos caças Su-30SM chegaram no Cazaquistão, elevando o número de caças do tipo para seis. (Foto: Yestay Manasbayev / Russian Planes)

A Força de Defesa Aérea do Cazaquistão (KADF) recebeu, na base da aviação em Taldykorganos, mais dois caças de combate Sukhoi Su-30SM Flanker C. Além disso, dois helicópteros utilitários Mi-17 devem ser entregues nos próximos dias. O Cazaquistão já havia recebido quatro unidades do Su-30SM da Rússia, em abril de 2015.

Anúncios

VÍDEO: Apresentação do Sukhoi Su-30SM na KADEX 2016

3
O caça Sukhoi Su-30SM da Força Aérea do Cazaquistão, durante demonstração na KADEX 2016. (Foto: Vox Populi)
O caça Sukhoi Su-30SM da Força Aérea do Cazaquistão, durante demonstração na KADEX 2016. (Foto: Vox Populi)

Ocorreu até este domingo no Cazaquistão a 4ª Exposição Internacional de Armas e Equipamento Militar KADEX. A Força Aérea do Cazaquistão demonstrou várias de suas aeronaves militares, inclusive o caça de fabricação russa Sukhoi Su-30SM adquirido em 2015.

Estariam os chineses clonando o Su-34, assim como já fizeram com o Su-27, Su-30 e Su-33?

48
Nova aeronave de combate chinesa (estilo Su-34)
A nova aeronave de combate chinesa é nitidamente inspirada no bombardeiro tático russo Sukhoi Su-34

A imprensa chinesa publicou uma imagem referente a uma nova aeronave de combate desenvolvida por seu Complexo militarindustrial e que teria realizado primeiro voo no dia 27 de outubro.

Angola vai receber 12 caças Sukhoi Su-30K modernizados até 2016

12
Angola vai contar com 12 caças Su-30K modernizados.
Angola vai contar com 12 caças Su-30K modernizados.

Angola receberá 12 modernizados caças Su-30K até o final do ano de 2016. Isto foi relatado no dia 18 de Junho pela agência de notícias russa TASS, através do representante da 558ª fábrica de reparação de aeronaves bielo-russa, que executa a modernização dessas aeronaves.

IMAGENS: Esquadrão de Demonstração Aérea ‘Russian Falcons’ inicia apresentações com as aeronaves Su-30SM

27

0_100b3e_e8473f9e_XXL

Em um evento realizado no dia 27/10, na cidade de Krasnoyarsk (oeste da Sibéria), o grupo de acrobacias aéreas ‘Russian Falcons” surpreendeu o público presente com a apresentação de sua mais nova aeronave de demonstração aérea, o caça Sukhoi Su-30SM.

Mais 12 caças Su-30MK2 para o Vietnã

5
Um dos 20 caças Su-30MK2 da Força Aérea do Vietnã.
Um dos 20 caças Su-30MK2 da Força Aérea do Vietnã.

A agência de notícias russa Interfax-AVN, no dia 20 de agosto, citou fontes diplomáticas que afirmam que a Rússia concluiu um contrato para a venda ao Vietnã de 12 caças Sukhoi Su-30MK2 avaliados em US$ 600 milhões.

Uganda começa a receber segundo lote de seis caças Su-30MK2

29
A Força Aérea de Uganda começou a receber o segundo lote de seis caças Su-30MK2.
A Força Aérea de Uganda começou a receber o segundo lote de seis caças Su-30MK2.

A publicação The Observer disse no início do mês que Uganda “recebeu adicionais caças”, relatado no início de maio durante a entrega no aeroporto de Entebbe dos dois primeiros caças multi-funções russos Su-30MK2 do segundo contrato de Uganda para a compra de seis de tais aeronaves. Supostamente se trata da entrega dos dois primeiros caças deste novo contrato.

Indonésia pretende adquirir até 16 caças Sukhoi adicionais

1
A Indonésia pretende adquirir um novo esquadrão de caças Sukhoi da Rússia. (Foto: Australia MoD)
A Indonésia pretende adquirir um novo esquadrão de caças Sukhoi da Rússia. (Foto: Australia MoD)

A Indonésia planeja comprar uma dúzia adicional de caças russos Sukhoi e internamente feitos, navios de patrulha equipados com mísseis como parte de uma campanha de cinco anos, avaliada em 15 bilhões, para modernizar suas forças armadas, disseram as autoridades de defesa nesta quarta-feira.

A maior economia do Sudeste Asiático aumentou significativamente seu orçamento de defesa desde 2010, quando os militares buscaram reforçar a sua capacidade de proteger as rotas marítimas, portos e fronteiras marítimas.

A Indonésia está também cautelosa por ter ficado para trás, já que China, Cingapura, Vietnã, Tailândia e outros países asiáticos impulsionaram seus gastos com defesa.

O ministro da Defesa Purnomo Yusgiantoro disse que a Indonésia queria comprar um esquadrão completo dos caças Sukhoi Su-30 e os barcos de patrulha.

Ele também advertiu aos delegados numa conferência militar que rapidamente aumentar os orçamentos militares e fortalecer as capacidades de defesa na região poderia semear a desconfiança e aumentar a rivalidade.

“Se isso não for acompanhado por uma maior transparência, que melhora a confiança, poderíamos correr o risco de uma corrida armamentista que impacta negativamente na paz e estabilidade”, disse ele.

Outra autoridade militar indonésia disse que o plano era para comprar até 16 caças russos Sukhoi adicionais, 17 navios de patrulha, três fragatas leves e um número não revelado de tanques e mísseis.

A Indonésia também planeja atualizar um esquadrão de caças F-16 fabricados nos EUA. A Indonésia já tem mais de 10 jatos Sukhoi Su-27/Su-30.

Em outubro passado, o Ministério da Defesa disse que decidiu comprar 130 tanques Leopard 2 da Rheinmetall AG, da Alemanha, no valor total de US$ 280 milhões.

A Indonésia, uma vasta nação de ilhas com parte das principais rotas marítimas e 54.700 km (34,000 milhas) de costa, também ordenou três submarinos da Coreia do Sul para expandir sua frota para cinco.

Os gastos de defesa em 2012 foi de 7,54 bilhões de dólares, um aumento de 30 por cento a partir de 2011. Espera-se que suba para 8 bilhões em 2013.

Fonte: Reuters – Tradução: Cavok

 

Enhanced by Zemanta

Rússia confirma venda de mais seis caças Su-30MK2 para Indonésia

19
Um caça Sukhoi Su-30MK2 da Força Aérea da Indonésia. (Foto: Ministério de Defesa da Indonésia)
Um caça Sukhoi Su-30MK2 da Força Aérea da Indonésia. (Foto: Ministério de Defesa da Indonésia)

A Indonésia adquiriu da Rússia um lote adicional de seis caças Sukhoi Su-30MK2. A informação foi dada pelo Diretor Geral da empresa estatal de exportação de armas Rosoboronexport, Anatoly Isaikin. De acordo com a agência de notícias Interfax, o contrato também prevê o fornecimento de motores das aeronaves e equipamentos técnicos relacionados. Outros detalhes do negócio não foram passados por Isaikin.

Os planos da Indonésia, que já está possui em operação 10 caças Sukhoi (Su-27 e Su-30MK2), para comprar mais seis aeronaves desse tipo foi divulgado em setembro de 2010. Para financiar esta compra, o banco russo Vnesheconombank (VEB) forneceu a quantia necessária através de um empréstimo de US$ 400 milhões. A compra está avaliada em US$ 470 milhões.

O ministro da Defesa indonésio Purnomo Yusgiantoro anunciou anteriormente que Jacarta planeja comprar 180 jatos de combate da Rússia da marca Sukhoi nos próximos 20 anos, que serão destinados para formar 10 esquadrões.

No entanto, em agosto de 2012, o Secretário-Geral do Ministério da Defesa da Indonésia Erris Herrianto disse que o país não tinha mais a intenção de comprar caças russos. A principal razão de tal decisão teria sido a adequação atual do parque de aeronaves táticas, bem como a falta do orçamento de defesa, que é apenas o suficiente para a renovação das aeronaves de transporte militar. A Indonésia nessa época pretendia adquirir mais caças F-16 usados dos EUA.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

IMAGENS: Mais três caças Sukhoi Su-35S para Força Aérea da Rússia

26
Um dos três novos caças Su-35S fotografados no aeroporto de Shagol no dia 8 de fevereiro de 2013. (Foto: PhotoIlius / Ilius)
Um dos três novos caças Su-35S fotografados no aeroporto de Shagol no dia 8 de fevereiro de 2013. (Foto: PhotoIlius / Ilius)

Três novos caças multi-função Sukhoi Su-35S Flanker para Força Aérea da Rússia foram fotografados no dia 8 de fevereiro de 2013 durante uma escala no aeroporto Shagol (Chelyabinsk), quando realizavam um voo de translado entre a planta de aviação de Komsomolsk-on-Amur para o 929° Centro Estatal de Testes de Voo (GLIC) de Akhtubinsk.

IMG_9000

IMG_8983

Durante o voo as três aeronaves Su-35S foram acompanhadas por uma aeronave de apoio Il-76.
Durante o voo as três aeronaves Su-35S foram acompanhadas por uma aeronave de apoio Il-76. (Foto: PhotoIlius / Ilius)

Essas três novas aeronaves Su-35S fazem parte de um lote de seis aeronaves desse tipo que foram fabricadas pela Associação de Produção de Aeronaves de Komsomolsk-on-Amur (KnAAPO) para Força Aérea da Rússia no dia 28 de dezembro de 2012.

Os três caças em Shagol fazem parte de um lote de 6 caças prontos no final de 2012. (Foto: PhotoIlius / Ilius)
Os três caças em Shagol fazem parte de um lote de 6 caças prontos no final de 2012. (Foto: PhotoIlius / Ilius)

Os três primeiros caças Su-35S do referido lote de seis aviões voaram de Komsomolsk-on-Amur com uma escala em Shagol nos dias 27-28 janeiro de 2013, e tinham a numeração “Vermelho 06”, “Vermelho 07” e “Vermelho 08”. As três aeronaves do dia 8 de fevereiro em Shagol, são os Su-35S com os números “Vermelho 09”, “Vermelho 11” e “Vermelho 12”.

IMG_8998

Os caças Su-35S estavam seguindo para base aérea de .  (Foto: PhotoIlius / Ilius)
Os caças Su-35S estavam seguindo para base aérea de Akhtubinsk. (Foto: PhotoIlius / Ilius)

Os caças Su-35S estão sendo fabricadas sob um contrato de agosto de 2009 com o Ministério da Defesa da Rússia para construção de 48 jatos de combate do tipo. As duas primeiras aeronaves construídas pela KnAAPO para este contrato (números de série 1.1 e 1.2 e os números na fuselagem correspondentes “Vermelho 01” e “Vermelho 02”) foram entregues pela Sukhoi ao Ministério da Defesa russo no final de 2011, e os dois seguintes (números de série 1.3 e 1.4 e os números laterais correspondente “Vermelho 03” e “Vermelho 04”) entregues no início de 2012. As quatro primeiras aeronaves de 2012 também foram utilizadas para os testes oficiais com a Força Aérea da Rússia em Akhtubinsk.

Com informações do amigo Rustam, direto da Rússia.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea da Rússia terá que buscar em breve uma alternativa para suas aeronaves de treinamento Su-27UB

10
Cerca de 30 aeronaves Sukhoi Su-27UB estão foram de voo na Rússia.
Cerca de 30 aeronaves Sukhoi Su-27UB estão foram de voo na Rússia.

Os principais Comandos das Forças Aéreas da Rússia prepararam um relatório sobre o estado da aviação no país em 2012, conforme cita o jornal Izvestia. De acordo com os militares russos, os recursos de treinamento e combate Su-27UB estão quase esgotados. Dessas aeronaves, 30 das 70 aeronaves disponíveis estão fora de voo, e as restantes 40 aeronaves são usadas com 90 por cento da capacidade. Até o final de 2013, os caças Su-27UB não vão mais conseguir realizar os voos de treinamento para 2014.

Cerca de 70% dos pilotos russos realizam o treinamento exatamente nos jatos bipostos Su-27UB. De acordo com um dos autores do relatório do Centro Nacional, um quarto das 30 aeronaves de treinamento Su-27UB chegaram no fim da sua vida, e não tem como voltar a voar – com as asas e fuselagem dos aviões rachadas ou deformadas. Mais dez aeronaves que estão em voo, em breve serão retiradas de voo pelo mesmo motivo.

Várias aeronaves Su-27UB estão totalmente fora de voo no aeroporto Tsentralnaya Uglovaya. (Foto: Alexey VVO / RussianPlanes)
Várias aeronaves Su-27UB estão totalmente fora de voo no aeroporto Tsentralnaya Uglovaya. (Foto: Alexey VVO / RussianPlanes)

Em 2009, o Ministério de Defesa da Rússia tentou regularizar a situação, ordenando a compra de caças bipostos Su-30SM, mas com as primeiras unidades sendo implantadas em combate, e não nas tarefas de treinamento. No momento, os militares russos também receberam atualizados Su-27SM3. No total, a Força Aérea da Rússia recebeu 55 aeronaves, a maioria das quais foram atualizadas a partir dos Su-27. No entanto, estas aeronaves – monopostas, não se destinam a formação de voo.

Num longo prazo, para as unidades de combate serão fornecidas versões bipostas do Su-35, mas que ainda está em desenvolvimento, e o momento exato de sua entrada em operação não é conhecido. O atual programa estadual de armamentos russo envolve a atualização da frota da Força Aérea da Rússia em pelo menos 70 por cento até 2020. Durante este tempo, os militares vão receber mais de mil novos e atualizados aviões.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Ministério da Defesa da Rússia investe na compra de novos caças Su-35

17
A Força Aérea da Rússia já recebeu unidades do novo caça Su-35S. (Foto: KNAAPO)
A Força Aérea da Rússia já recebeu oito unidades do novo caça Su-35S. (Foto: KNAAPO)

Enquanto o avião de quinta geração T-50 está em testes, a Força Aérea Russa investe na compra de uma grande quantidade de aviões de caça pesados Su-35. Em recente comunicado, o Ministério da Defesa russo afirmou que a Força Aérea Russa (Força Aérea Russa) receberá 12 aviões de caça multimissão Su-35 em 2013.

Em 2011, a empresa de aeronáutica Sukhoi entregou dois Su-35 à Força Aérea Russa –em 2012, outros seis foram entregues.

Até 2020, a Força Aérea Russa pretende comprar cerca de 90 caças Su-35, disse o porta-voz da Força Aérea Russa, Vladímir Drik. Ao todo, a Força Aérea Russa tem um contrato com a empresa Sukhoi para a compra de 244 aeronaves (caças e bombardeiros táticos) desde 2008.

O Su-35, ou Flanker-E+ na classificação da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), é um avião de caça multimissão de geração 4++, um conceito convencional, indicando apenas que o avião tem uma performance próxima da do caça de quinta geração e atende a quase todos os requisitos básicos do mesmo, com a única exceção de não utilizar a tecnologia stealth.

O primeiro protótipo do Su-35 foi montado no verão de 2007 e apresentado no Salão Internacional de Aeronáutica e Espaço MAKS-2007. Em 2008, começaram os testes.

No Salão MAKS-2009, a Sukhoi fechou com o Ministério da Defesa o maior contrato de entrega de aviões das últimas décadas, segundo o qual 48 Su-35s devem ser entregues à Força Aérea Russa entre 2012 e 2015. Um contrato semelhante pode ser feito para o período de 2015 a 2020.

Em julho de 2010, a Sukhoi anunciou ter concluído seu programa de testes do Su-35, que confirmaram as características declaradas da aeronave, inclusive sua supermanobrabilidade, e estar pronta para entregá-lo à Força Aérea Russa para os testes finais em cenários que repliquem diferentes situações de combate.

Especificações

O caça Sukhoi Su-35 é considerado de geração 4++. (Foto: Sukhoi)
O caça Sukhoi Su-35 é considerado de geração 4++. (Foto: Sukhoi)

A aeronave possui uma célula projetada para 6.000 horas de voo (ante 2.500 e 4.000 horas nos modelos anteriores), um radar de matriz ativa faseada capaz de detectar grandes alvos aéreos, como aviões AWACS ou bombardeiros B-52, a uma distância de até 400 km e um detector infravermelho de 80 km de alcance que ainda é capaz de detectar alvos terrestres e guiar bombas áreas.

“O Su-35S é uma versão atualizada do Su-27SM3, que deve substituir o famoso avião de caça Su-27 e suas modificações”, disse Vladímir Drik.

“Até 2020, a Força Aérea Russa planeja comprar cerca de 90 Su-35.”

Levando a bordo equipamento e armamento moderno e sofisticado, o Su-35S é muito fácil de pilotar.

“Os pilotos não terão dificuldades em se adaptar ao Su-35, mas precisarão de conhecimentos e competências adicionais para lidar com ele”, disse o piloto de provas Serguei Bogdan.

No mercado externo, o Su-35 vai enfrentar uma forte concorrência por parte dos caças americanos F-15 e F-16, os europeus Rafale, Eurofighter e Gripen e o novo avião americano de quinta geração F-35.

Já no mercado interno, vai competir com o avião de quinta geração T-50, projetado para servir de contrapeso para o famoso F-22 dos EUA.

Bógdan considera o Su-35 um grande êxito da indústria aeronáutica nacional no campo da aviação militar. Na sua opinião, a “direção do avião é leve, ele é obediente e enérgico na manobra e muito confiável e seguro em voos executados com o uso do controle de vetor de empuxo”.

Fonte: Andrei Lvov / Gazeta Russa

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea da Rússia deve concluir testes oficiais com o Sukhoi Su-35S em 2015

11
Seis aeronaves Su-35S já foram entregues para o Ministério de Defesa da Rússia, onde estão realizando os testes oficiais do Estado. (Foto: KNAAPO)
Seis aeronaves Su-35S já foram entregues para o Ministério de Defesa da Rússia, onde estão realizando os testes oficiais do Estado. (Foto: KNAAPO)

Os testes conjuntos oficiais do Su-35S com a Força Aérea da Rússia estarão concluídos em 2015, disse a Interfax, com referência a uma fonte do complexo militar-industrial. No final de 2012, a primeira fase de testes estatais foi concluída e como resultados foi emitido um relatório preliminar sobre as características de voo do Su-35S então em conformidade, dando à companhia Sukhoi o direito de fornecer os caças de combate para Força Aérea Russa.

Atualmente, a participação do estado nos testes está exigindo o uso de quatro aeronaves. No total, o programa prevê a aplicação de teste do Su-35S em mais de mil voos. A segunda fase dos testes oficiais, de acordo com a agência fonte, vai verificar a aeronave com novas armas e sistemas de proteção. A grande quantidade de teste deve-se a um grande número de novos sistemas e equipamentos utilizados no Su-35S.

No início dos testes de voo, o Su-35 foi capaz de chegar a velocidade em relação ao solo de 1,4 mil quilômetros por hora, e em altitude de 2,5 mil quilômetros por hora. A aeronave atingiu um teto de 19.000 metros, e faixa de detecção do radar no modo “ar-ar” foi de mais de 400 km. A autonomia de voo do Su-35 é de 3,4 mil quilômetros, e o raio de combate de 1.600 km. A aeronave está armada com canhão de 30 milímetros e tem 12 pontos duros para mísseis e bombas com peso de até oito toneladas.

No final de dezembro de 2012 o, Ministério da Defesa russo recebeu a primeira série de seis caças Su-35S, que devem chegar ao local de implantação nos próximos dias. De acordo com a ordem de Defesa do Estado para 2013, a Sukhoi deve entregar ao Ministério de Defesa da Rússia 12 caças Su-35S. Como parte do contrato com o serviço militar em 2009, até 2015 serão entregues 48 novas aeronaves. Em 2015 deve ser assinado um contrato para mais 48 caças Su-35S.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Banco russo financia compra de 6 caças Su-30MK2 pela Indonésia

45
Um caça Su-30MK da Força Aérea da Indonésia (TNI-AU) taxia durante o Exercício Pitch Black 2012, na Austrália. (Foto: Australia MoD)
Um caça Su-30MK da Força Aérea da Indonésia (TNI-AU) taxia durante o Exercício Pitch Black 2012, na Austrália. (Foto: Australia MoD)

O banco russo Vnesheconombank (VEB) concedeu um empréstimo à Indonésia de US$ 399,5 milhões dólares para financiar a compra de seis caças russos Sukhoi Su-30MK2 e materiais de apoio.

O crédito será concedido por um período de sete anos, quando após a agência russa de exportação de armas, Rosoboronexport, irá fornecer as aeronaves.

Este é o segundo empréstimo fornecido pelo banco VEB para o Ministério das Finanças da Indonésia ao longo dos últimos dois anos. É o resultado de um programa lançado pelo Ministério das Finanças da Indonésia há mais de um ano para financiar a compra de aviões de caça, que foi fechado recentemente.

A Indonésia já possui 10 caças Su-27 e Su-30, mas quer pelo menos 16 dessas aeronaves modernas. A seis aeronaves fazem parte do plano da Indonésia de completar um primeiro esquadrão de caças Su-30MK Flanker. Os caças embora tenham um valor elevado de aquisição, tem um custo baixo de operação.

A Indonésia pretendia substituir todos seus caças norte americanos – 10 jatos F-16 e 16 caças F-5 – mas os políticos indonésios tiveram que se contentar com menos aeronaves de caça da Rússia e agora vão modernizar seus F-16. Além da modernização dos 10 F-16A/B, a Indonésia também encomendou 24 caças F-16C/Ds usados, que também serão modernizados. O plano inicial da Indonésia era para adquirir 180 caças Flankers.

A compra de aeronaves Sukhoi Su-27 e Su-30 é para poder se igualar aos atuais MiG-29 e F-18 da Malásia, e os futuros F-35 da Austrália.

A aeronave Su-30MK2 entrou em serviço no final dos anos 1990, e foi operada por primeiro na Força Aérea da Índia, que adquiriu inicialmente 50 aeronaves. Está também em serviço na China e na Malásia.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Caça russo Sukhoi Su-35S avança para o mercado chinês

15
A China vai encomendar 24 caças Su-35S da Rússia. (Foto: Denis Apalkov)
A China vai encomendar 24 caças Su-35S da Rússia. (Foto: Denis Apalkov)

O vice-diretor do Serviço Federal de Cooperação Militar russo, Viatcheslav Dzirkaln, considerou muito boas as perspectivas de entrada para o mercado chinês do caça polivalente russo Su-35. Segundo acrescentou, o uso desse avião moderno poderá vir a lançar uma excelente base para o início da colaboração frutífera entre os dois países no domínio técnico-militar.

Pelo contrato russo-chines vigente, a Rússia se compromete a fornecer à China um lote de 24 caças Su-35S. O respectivo acordo resultou das conversações bilaterais difíceis que duraram vários anos. Inicialmente, estava prevista a venda de uma parcela de 48 caças do tipo, enquanto que a China insistia para que lhe fossem vendidos apenas alguns aviões do modelo.

Claro que Pequim manifestou interesse, sobretudo, pelos motores 117C sem perder de vista algumas modificações introduzidas em relação aos conhecidos caças Su-27. O exame do propulsor permitiria que a China tomasse uma decisão definitiva quanto à sua aquisição para seus aviões militares da 5ª geração. Algumas inovações teriam sido aplicadas em mais recentes modificações de aviões J-11B.

Como é evidente, a Rússia se mostrou interessada na venda de um lote considerável. As conversações culminaram com uma solução consensual: uma parcela de 24 aviões faz parte importante para a realização do programa de produção dos Su-35S. O Ministério de Defesa da Rússia fez uma encomenda para a compra centralizada de 48 caças do tipo. Assim sendo, um contrato com a China alargará o portfólio de encomendas em 150%.

Ao mesmo tempo, vários peritos russos não encaram com bons olhos a eventual exportação de 24 caças, receando que a China, pagando uma importância relativamente pequena por este lote, tenha acesso aos modernos aviões procedendo à produção de aeronaves semelhantes como foi o caso dos Su-27SK.

É óbvio que a produção de cópias implicaria numa série de dificuldades maiores em relação aos Su-27SK e Su-33 de uso naval. Na etapa det desintegração da URSS, o Su-27 era um dos principais caças em serviço com as forças aéreas soviéticas. Muitos regimentos aéreos ficaram no antigo espaço soviético. Por ali ficaram ainda oficinas de manutenção técnica com a respectiva documentação e especialistas. A Ucrânia teve acesso aos numerosos materiais e a um modelo do Su-33 que, em 2005, teria sido comprado pela China.

Na Rússia, os caças Su-27 foram postos em serviço em várias unidades da Força Aérea que, na década de 90 do século passado, nem sempre estava em condições de fazer a manutenção técnica. A maior parte de documentos necessários foi adquirida pela China nos marcos de um contrato de licenciamento para a sua produção em Shenyang.

Isto significa que, na altura em que a Rússia procurava fechar o acesso da China para as tecnologias de produção de alguns agregados do Su-27, não era difícil encontrar nos países da CEI tanto materiais, como especialistas e modelos para a realização de novas provas com estes equipamentos.

A exploração do Su-35, sem análogos no antigo espaço soviético, estará sob uma supervisão especial. Apesar da semelhança visível com o Su-27, os sistemas fundamentais do Su-35 e seus componentes são diferentes. Por isso, as tentativas de copiá-lo poderão levar muitos anos, sendo essa uma perspectiva inaceitável para a China.

Todavia, a experiência do uso deste avião sofisticado poderá marcar o início da colaboração frutífera. O primeiro lote de Su-27SK/UBK, vendido à China em 1992, também era composto de 26 caças que, contudo, passaram a assinalar uma nova época da cooperação militar russo-chinesa.

Fonte: Voz da Rússia

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Sukhoi entrega os seis primeiros caças Su-35S de série para Força Aérea da Rússia

17
Um dos novos caças Su-35S entregues para Força Aérea da Rússia. (Foto: Sukhoi)
Um dos novos caças Su-35S entregues para Força Aérea da Rússia. (Foto: Sukhoi)

A Sukhoi entregou no dia 28 de dezembro os seis primeiros caças multifuncionais Su-35S de produção em série para o Ministério da Defesa da Rússia. O ato de entrega oficial foi assinado na unidade da Sukhoi da Associação de Produção de Aeronave de Komsomolsk-on-Amur (KnAAPO). Assim, a empresa Sukhoi cumpriu totalmente a encomenda estatal de defesa em 2012 para esse tipo de aeronave. Os caças vão voar para uma base aérea da Força Aérea da Rússia num futuro próximo.

A notícia de que os primeiros seis Su-35S seriam entregues para os militares até o final de 2012 foi divulgada em março desse ano. O coronel russo Vladimir Drik disse que os aviões terminaram os testes no centro de avaliação de Akhtubinsky.

Em agosto de 2009, o Ministério da Defesa russo concluiu o contrato com a Sukhoi para o fornecimento de 48 dos novos caças. A entrega deve estar concluída até o final de 2015, após a qual o departamento militar poderá fechar outro acordo para o fornecimento de um lote adicional de 48 caças Su-35S.

O Su-35S é um caça super manobrável completamente atualizado e de geração 4++. Ele emprega tecnologias da 5ª geração, que garantem a sua superioridade sobre caças de classe semelhante. As características especiais da aeronave incluem um novo conjunto de aviônicos baseado em sistema digital, informações de controle dos sistemas integrados de bordo, novo radar com antena de matriz faseada com um maior alcance de detecção aérea e podendo rastrear e engajar um número maior de alvos simultaneamente, além de novos e aprimorados motores com empuxo vetorial.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

VÍDEO: Irkut entrega os dois primeiros caças Su-30SM para Força Aérea da Rússia

9
Os dois primeiros caças Su-30SM foram entregues hoje para Força Aérea da Rússia.

O primeiro lote de avançados caças russos multi-função Su-30SM foi entregue ao Centro Estatal de Testes de Voo localizado em Akhtubinsk (região de Astrakhan), conforme reportagem da agência russa RIA Novosti, com referência ao representante oficial da Força Aérea no Ministério da Defesa, das Forças Aérea, Coronel Vladimir Deryabin. Veja a seguir um vídeo da entrega.

“Os dois jatos realizaram um vôo desde Irkutsk para Akhtubinsk, com escalas em Novosibirsk e Chelyabinsk”, disse Deryabin.

Segundo ele, a aquisição de avançados caças bipostos super-manobráveis Su-30SM vão melhorar significativamente a força de combate das forças aéreas russas. “As capacidades técnicas do jato ajudam a aumentar a qualidade da formação de pilotos, o que é especialmente importante tendo em vista o aumento do valor de compra da próxima geração de aeronaves. De acordo com os contratos assinados, as forças aéreas russas irão adquirir cerca de 30 novas caças multimissão”, explicou Deryabin.

O caça Su-30SM é membro da família Su-30MK. Os especialistas do Sukhoi Design Bureau adaptaram o jato de acordo com os requisitos das forças aéreas russas na área do radar, de comunicação, rádio e sistemas de identificação, assento ejetor e alguns sistemas de apoio.

O contrato de entrega de 30 caças Su-30SM até 2015 foi assinado pelo Ministério da Defesa da Rússia e pela Irkut Corporation em março 2012.

Colaborou com a dica do vídeo o amigo Rustam, direto da Rússia.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea da Índia vai modernizar 80 caças Su-30MKI para o padrão Super Sukhoi

10
A Força Aérea da Índia vai modernizar 80 caças Su-30MKI, do primeiro lote recebido da Rússia, para o padrão Super Sukhoi.

A Força Aérea da Índia desenvolveu um plano para a modernização de 80 caças multimissão Su-30MKI que estão na ativa para o padrão avançado “Super Sukhoi“. As aeronaves atualizadas serão capazes de utilizar novos mísseis de longo alcance de 300 km, informou a imprensa local citando o Ministério de Defesa do país.

De acordo com o portal de notícias ZeeNews, os caças Su-30MKI da Força Aérea da Índia vieram em quatro etapas, começando com 1996. Na primeira etapa, 80 caças Su-30MKI foram recebidos da Rússia, e a modernização desse lote está previsto para os próximos três a quatro anos. A modernização fornecerá para as aeronaves um radar com uma antena de matriz ativa (AESA) e os mais recentes aviônicos. No entanto, a principal melhoria será a atualização para que os Su-30MKI possam operar com mísseis stand-off de alcance de 300km, para os quais o Ministério de Defesa da Índia já enviou aos fornecedores de todo mundo os pedidos de informações. Estes mísseis a bordo do caça serão complementares aos mísseis ar-solo de cruzeiro supersônico Brahmos, com alcance de 290 km, que vão equipar cerca de 50 jatos de combate Su-30MKI indianos.

Atualmente em serviço com a Força Aérea Indiana estão 6 esquadrões que totalizam 170 jatos Su-30MKI. No total, a frota vai voar perto de 100 mil horas até o final de 2020. A Índia pretende comprar da Rússia mais 130 caças deste tipo. Se implementados, o número de tais aviões indianos Su-30MKI será aumentado para 272. Até o final de 2012, durante um visita do primeiro-ministro russo Vladimir Putin na Índia, deve ser assinado um contrato para o fornecimento de 42 caças adicionais, que serão fabricados sob licença nas instalações da Hindustan Aeronautics Limited (HAL).

A HAL vai trabalhar com a ajuda da Rússia no projeto que deverá custar cerca US$ 200 milhões para a atualização dos Su-30MKIs. Os primeiros Su-30MKI foram entregues no final de década de 90, e cerca de 150 estão em operação na Índia.

Até à data, os caças Su-30 tornaram-se um símbolo de qualidade das aeronaves russas. De acordo com especialistas estrangeiros, o mesmo símbolo pode ser visto nos Mi-17 das últimas entregas. Como testemunhado anteriormente numa pesquisa da revista britânica Flight International, 59% de seus membros preferiram o Su-30MKI, 37% escolheram o caça de quinta geração norte americano F-22 e 4% o F-15.

A Sukhoi já assinou contratos mundiais com previsão de entrega de cerca de 330 jatos Su-30, com mais de 230 aviões deste tipo já entregues aos clientes. Nos últimos anos, as vendas do Su-30MKI representaram boa parte das exportações militares russas, e é um excelente resultado para a fabricante de caças Irkut Corporation.

A Força Aérea da Índia também está atualizando duas das principais frotas de aeronaves de seu acervo, que são 60 caças MiG-29 e 50 aviões Mirage 2000.

Com informações do amigo Rustam, da Rússia

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Rússia teria concordado em vender 24 caças Su-35 para China

18
A China tem interesse nos caças russos Sukhoi Su-35. (Foto: Sukhoi)

A Rosoboronexport e o Ministério da Defesa teriam dito que concordaram em fornecer para China 24 caças russos Sukhoi Su-35, disse na terça-feira, dia 20 de novembro, o jornal “Vedomosti”, citando uma fonte próxima à liderança do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar (FSMTC), e gerente da empresa que produz peças das aeronaves.

Segundo o jornal, mais negociação dos termos de entrega poderão ocorrer durante a visita do Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, para a China no final de novembro. O próprio contrato pode ser assinado no próximo ano ou em 2014. As entregas também podem começar depois de 2015. O custo estimado do contrato será de aproximadamente 1,5 bilhão de dólares. Representantes da Rosoboronexport e da empresa Sukhoi não confirmaram a informação do Vedomosti.

Em março de 2012, a fonte do Kommersant, junto ao complexo militar-industrial russo (MIC) argumentou que a Rússia havia convencido a China a comprar 48 aeronaves. Mais tarde, foi relatado que um acordo bilateral sobre a quantidade de entregas das aeronaves havia falhado.

A China, por sua vez, tem buscado adquirir da Rússia apenas quatro caças Su-35. Mas o lado de vendas da Rússia tem dito que essa quantidade é inútil, em parte por causa de temores de que a China irá copiar os caças. Em 2004, Pequim tinha violado um acordo com Moscou sobre a produção sob licença de 200 caças Su-27. Com a liberação de apenas 105 aviões, a China passou a construir seus clones – os caças J-11.

Embora o número de venda de 24 caças para China não seja suficiente para coibir uma cópia chinesa nos próximos anos, o valor da transação indica que a Rússia estaria oferecendo uma versão básica da aeronave multimissão, dificultando um pouco mais o trabalho de engenharia reversa dos chineses.

O caça multi-missão Su-35 é uma modernização profunda do Su-27 e pertence a uma geração 4++. O avião tem uma velocidade máxima de até 2,5 mil quilômetros por hora e possui um alcance de 3.400 quilômetros. O raio de combate do Su-35 atinge 1.600 km. O caça Su-35 possui um canhão de 30 mm, além de mísseis e bombas de diversos tipos que podem ser montados em 12 pontos fixos.

A Força Aérea da Rússia deve receber 48 caças Su-35 até 2015. A Sukhoi esteve presente no Zhuhai Air Show na China realizado no começo do mês, e em 2014 está previsto a ida do caça Su-35 para demonstração no evento.

Com informações do amigo Rustam, direto da Rússia

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

China retoma negociações com a Rússia para compra de caças Su-35

21
A Rússia já declarou que somente venderá os caças Su-35 para China se o pedido for substancial em valor. (Foto: Sukhoi)

A China retomou as negociações com a Rússia sobre a compra de caças multifunção Sukhoi Su-35 de “geração 4++”. Embora Moscou e Pequim estivessem discutindo um acordo há mais de dois anos, a China suspendeu o processo por vários meses após detalhes sobre as negociações aparecerem na mídia russa.

Uma grande delegação russa se reuniu com representantes chineses na véspera do Zhuhai Air Show na China para fazer uma apresentação adicional sobre o Su-35. O presidente da United Aircraft, Mikhail Pogosyan e o comandante da Força Aérea da Rússia General Viktor Bondarev estiveram entre os membros da delegação russa.

Comentando sobre a retomada do processo de negociação do Su-35, um membro do alto escalão da delegação russa disse que o progresso está relativamente lento, já que a próxima geração de projetos de combate chineses levou Pequim a procurar maneiras de comprar uma quantidade dos melhores caças russos para preencher a lacuna.

Hoje, o Su-35 é o mais avançado caça pesado multimissão russo disponível para vendas de exportação. O mais recente PAK-FA (T-50) não é considerado suficientemente maduro para ser oferecido a China. A Rússia está trabalhando com a Índia no personalizado FGFA, mas este é um programa de co-desenvolvimento – um arranjo não disponível para a China.

Moscou está pronto para vender a China uma quantidade de caças Su-35 desde que Pequim coloque uma ordem de valor, “não apenas um par de espécimes para engenharia reversa”, disse um membro da delegação russa. Em particular, a Rússia está pronta para vender à China um número substancial de radares de terceira geração NIIP Irbis com antenas de varredura eletrônica passiva e motores NPO Saturn 117S como parte de uma aspiração para compra dos Su-35.

Fonte: Flightglobal – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,328FãsCurtir
340Inscritos+1
6,376SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,560InscritosInscrever
Anúncios