Tags Post com a tag "Gulfstream"

Tag: Gulfstream

Gulfstream informa que a quarta aeronave G650 foi incluída no programa de teste de voo

0
Quatro aeronaves G650 da Gulfstream estão participando dos testes em voo. (Foto: Gulfstream)

A Gulfstream informou que a quarta aeronave G650 foi incluída no programa de testes em voo, com o primeiro voo da aeronave 6004 sendo realizado no dia 6 de junho. É notável por ter sido a primeira aeronave de produção e será totalmente equipada com o interior até o final do mês de setembro, após a qual será utilizada para avaliar os sistema de cabine da aeronave.

O programa de teste de voo do G650 envolve uma estimativa de 1.800 horas de voo e tarefas específicas para cada uma das aeronaves de teste. Até o momento 240 horas de voo já foram feitas com as três primeiras aeronaves e a próxima, a 6005, está com o departamento de Teste de Voo para finalização e participará dos testes de redução da separação vertical mínima.

Anúncios

Gulfstream adiciona uma terceira aeronave G650 no programa de testes em voo

0
O terceiro protótipo do Gulfstream G650, no momento que decolava pela primeira vez na pista do aeroporto em Savannah, Georgia, local de fabricação do jato na Gulfstream. (Foto: Gulfstream)

A Gulfstream introduziu em voo uma terceira aeronave de teste do seu jato executivo G650 para fins de certificação, a qual será utilizada para medir as cargas aerodinâmicas e testar os aviônicos Plane View e o sistema de proteção contra gelo no jato de ultra-longo alcance. O conjunto de aviônicos PlaneView é baseado no conjunto de aviônicos integrados Primus Epic da Honeywell.

A Gulfstream informou que a aeronave T3 (s/n 6003) já registrou 10 horas de voo até o dia 3 de junho. O programa oficial de testes em voo do G650 começou no dia 25 de novembro de 2009. Até o dia 2 de junho, todas as três aeronaves de teste completaram 75 voos e mais de 210 horas de voo de testes.

A aeronave de teste T1 (s/n 6001) continua a executar os testes de expansão do envelope, enquanto a aeronave T2 (s/n 6002) está focada na funcionalidade dos sistemas, incluindo controles e hidráulico. A quarta aeronave, designada P1 (primeira aeronave de produção), era esperada para voar pela primeira vez no final do mês de maio.

A aeronave P1 receberá um interior completo na unidade da Gulfstream em Savannah, antes de retornar para a linha de voo para testar os sistemas da cabine e do interior. A aeronave P2, a quinta aeronave no programa de certificação, será usada primeiramente para testar a redução na separação vertical.

Em maio, a Gulfstream atingiu uma velocidade máxima de cruzeiro de Mach 0,925 com a aeronave T1, aumentando a confiança que o G650, quando certificado como especificação, será a aeronave executiva de produção mais veloz do mundo. Atualmente a Cessna detém o título com a aeronave Citation X e a velocidade de Mach 0,92.

Gulstream G650 bate recorde de velocidade

3
O Gulfstream G650, o jato executivo mais veloz do mundo. (Foto: Gulfstream)

O jato Gulfstream G650 atingiu a velocidade de MACH 0,925 (aproximadamente 1.100 km/h) durante um voo de teste a 12,9 mil m de altura no Estado da Georgia, nos Estados Unidos, tornando-se o meio de transporte aéreo mais rápido do mundo, segundo informou a fabricante Gulfstream. A título de comparação, o modelo Lineage 1000, da Embraer, alcança até MACH 0,82.

A empresa disse em 2008 que o modelo alcançaria a velocidade recorde, e desde então vem fazendo testes para garantir o desempenho da aeronave, que deve receber certificado de segurança do órgão regulador de aviação após completar 1.800 horas de voos teste. Até abril, dois dos cinco aviões utilizados na avaliação tinham completado 140 horas. A fabricante prevê que o G650 comece a operar oficialmente no mercado em 2012.

Segundo a Gulfstream, o jato faz o percurso mais longo no menor tempo entre as aeronaves da categoria. Contando com um motor Rolls-Royce BR 725, o G650 consegue percorrer 12.964 km à velocidade constante de MACH 0,85.

Fonte: Gulfstream

IMAGEM: Gulfstream G150 pousa no Aeroporto London City

0
O novo Gulfstream G150 durante o primeiro pouso no Aeroporto London City. (Foto: Gulfstream)

O novo jato executivo mid-size G150 da Gulfstream começou a operar no Aeroporto London City após recente aprovação do Departamento de Controle e Operação do aeroporto para pousos e decolagens.

Uma aeronave para operar desde o London City deve ser capaz de efetuar uma aproximação num ângulo (5,5º) e capaz de utilizar a pista curta do aeroporto, de apenas 1.320 metros (4.327 pés) para pouso e 1.200 metros (3.937 pés) para decolagem, além de respeitar os padrões de ruído exigidos no aeroporto.

Força Aérea de Israel coloca em operação novo esquadrão de vigilância com aeronaves G550 modificadas

0
A aeronave Gulfstream G550 Eitan AEW da Força Aérea de Israel.

Um novo esquadrão de vigilância aérea da Força Aérea de Israel (IAF) irá operar um frota de jatos Gulfstream G550 modificados e terá como base a Base Aérea de Nevatim.

As novas aeronaves Eitan farão parte do esquadrão Nachshon recém criado por Israel.

O esquadrão Nachshon operará as aeronaves Eitam AEW e Shavit ELINT, ambas modificadas a partir de jats executivos Gulfstream G550.

A aeronave Eitam é equipada com um conjunto de multisensores EL/W-2085, o qual inclui quatro radares conformais que operam nas faixas L e S, medidas de apoio eletrônico e de comunicação, e inteligência em comunicação.

Ela também inclui as capacidades normais de uma plataforma ELINT (Inteligência Eletrônica), e equipamento de identificação amigo/inimigo (IFF).

As informações de vigilância recebidas a partir do conjunto de sensores do Eitam são cruzados e continuamente relacionados na procura de alvos específicos através de uma cobertura radar de 360°.

O Eitam utiliza quatro antenas ativas eletrônicamente, montadas na sua fuselagem, que permitem uma ampla área de cobertura e foco instantâneo nos alvos de interesse selecionados.

O Eitam pode voar acima de 41.000 pés com uma autonomia de nove horas.

A outra aeronave que fará parte do esquadrão é a Shavit ELINT.

A aeronave ELINT Shavit transporta também um sistema de auto-defesa (chaff & flares).

Recentemente essas duas aeronaves estiveram envolvidas num incidente sobre o espaço aéreo da Hungria.

Voa o segundo Gulfstream G250

0
O segundo protótipo do Gulfstream G250, prefixo 4X-WSM (S/N 2020). (Foto: IAI)

A Gulfstream Aerospace anunciou que a segunda aeronave Gulfstream G250 completou seu primeiro voo. A nova aeronave executiva de mid-size G250 é fabricada em conjunto entre a General Dynamics, proprietária da marca Gulfstream, e a Israel Aerospace Industries (IAI) de Tel Aviv, Israel.

Nos controles da aeronaves estava o chefe dos pilotos de teste da IAI Ronen Shapira. O segundo jato G250 (S/N 2002) decolou do Aeroporto Internacional de Ben Gurion, em Tel Aviv, no dia 24 de março, voando por 1 hora e 57 minutos, onde atingiu a altitude de 20.000 pés (6.096 m) e uma velocidade de 195 kts.

A primeira aeronave de teste do G250 (S/N 2001) já atingou a marca de 70 horas de voo desde seu primeiro voo em dezembro, e já alcançou a velocidade e altitude máxima certificada de Mach 0,85 e 45.000 pés (13.720 m).

O plano de testes de voo e certificação do G250 envolve três aeronaves e um estimativa de 1.300 horas de testes. Cada aeronave está sendo usada para uma específica série de testes, com a S/N 2001 focada no desempenho de voo e manobrabilidade, a S/N 2002 nos aviônicos e a S/N 2003 na funcionalidade e confiabilidade dos sistemas. As avaliações na estrutura da fuselagem e um novo pacote de aviônicos PlaneView TM 250 está em andamento, com os testes de fadiga estrutural devendo começar no final desse ano.

O segundo Gulfstream G650 voa pela primeira vez

0
O primeiro voo do segundo protótipo do Gulfstream G650. (Foto: Gulfstream)

A segunda aeronave de testes do Gulfstream 650 – designada T2 (N652GD) – efetuou seu primeiro voo entre Savannah e o Aeroporto Internacional Hilton Head no dia 25 de fevereiro com os pilotos Gary Freeman e Scott Buethe no comando da aeronave. A aeronave alcançou uma altitude de 37.000 pés e uma velocidade de Mach 0,80, durante um voo de 2 horas e 33 minutos de duração, que retornou para Savannah após o final do voo.

Durante o primeiro voo da segunda aeronave de testes, ela foi acompanhada em voo pela aeronave T1, e ambas foram rastreadas pela telemetria simultaneamente em tempo real pela equipe na unidade da Gulfstream.

Esse é a segunda de cinco aeronaves de voo de testes que serão usadas durante o programa de certificação e ela será responsável pelas testagens dos sistemas da aeronave durante as 1.800 horas de voo durante a campanha de testes. A aeronave T1 será encarregada de avaliar o desempenho e os controles de voo.

A primeira aeronave T1 ( N650GA), já atingiu a marca de mais de 43 horas de voo em 18 voos desde o dia que voou pela primeira vez em 25 de novembro (veja aqui no Cavok).

A primeira aeronave de testes (T1), a qual voou por aproximadamente seis horas durante o voo com a aeronave T2 no dia 25, atingiu a velocidade máxima de Mach 0,90 e uma altitude de 47.000 pés (14.326 m). Os pilotos de teste estão progressivamente abrindo o envelope de voo em conjunto com a fuselagem de teste de carga estrutural no solo designada S6.

A aeronave T3, quando se juntar ao programa de voos de testes, focará a testagem dos aviônicos do G650, enquanto a P1 e P2 – aeronaves padrão de produção – avaliarão os sistemas de cabine e os mínimos de separação vertical reduzido (RVSM), respectivamente.

Espera-se que o G650 receba a certificação da Federal Aviation Administration (FAA) e da European Aviation Safety Agency (EASA) em 2011, e na sequência a primeira entrega em 2012.

Fonte: Gulfstream – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Cavok nas redes sociais

61,078FãsCurtir
340Inscritos+1
6,128SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,160InscritosInscrever
Anúncios