Tags Post com a tag "Harbin"

Tag: Harbin

VÍDEO E IMAGENS: Helicóptero armado chinês Z-19E realiza voo inaugural

18
O helicóptero armado chinês Z-19E realizou hoje seu primeiro voo junto a fábrica da Harbin, no nordeste da China.

O helicóptero armado Z-19E, desenvolvido pela China, fez seu primeiro voo nessa quinta-feira em Harbin, na província de Heilongjiang, nordeste da China.

Anúncios

Camboja vai adquirir 12 helicópteros chineses Harbin Z-9

7
O Camboja vai adquirir 12 helicópteros utilitários Z-9 fabricados na China. (Foto: Chan Ting-Kwan)
O Camboja vai adquirir 12 helicópteros utilitários Z-9 fabricados na China. (Foto: Chan Ting-Kwan)

O Camboja vai usar parte de um empréstimo de US$ 195 milhões que recebeu da China no final de 2012 para comprar 12 helicópteros militares chineses Z-9, conforme disse o Ministro de Defesa do país, Tea Banh, mas não informou os valores envolvidos na compra dos helicópteros.

O helicóptero Z-9 é uma versão modificada do modelo francês Eurocopter AS365 Dauphin, fabricado sob licença na China pela Harbin Aircraft Manufacturing Corporation. No Camboja, as aeronaves devem ser usadas ??principalmente em missões humanitárias.

Os helicópteros foram anteriormente exportados para uma série de outros países, incluindo Mali, que recentemente está envolvido numa luta armada na parte norte do país.

Este é o mais recente acordo para sublinhar a estreita aliança de Pequim com o Camboja que além dos helicópteros, a China já forneceu ao Camboja gratuitamente 250 veículos, incluindo jipes, caminhões e ambulâncias, para o exército cambojano em 2010.

O helicóptero Zhi-9 pode levar até 9 passageiros, ou 1.900 kk internamente ou 1.600 kg de carga útil pendurada. Pode voar numa velocidade de cruzeiro de 260 km/h e tem um alcance de 1.000km com tanque interno.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Marinha da Venezuela vai adquirir helicópteros anti-submarino da China

8
Dois helicópteros Harbin Z-9C em operação com a marinha chinesa.

O comandante da Marinha da Venezuela, General Almirante Diego Molero Bellavia, anunciou que oito helicópteros anti-submarino fabricados na China serão adquiridos para equipar os navios de patrulha Classe Guaiqueri – Avante 2400 e Classe Guaicamacuto – Avante 1400, construído pela Navantia, como um complemento ao sistema de ataque e defesa desses navios recém-adquiridos.

Embora não especifique o modelo do helicóptero selecionado, dado a natureza das embarcações, é quase certo que se trata da versão Harbin Z-9 C/D, fabricado pela Harbin Manufacturing Corporation.

Originalmente, a Marinha pretendia adquirir a variante naval do helicóptero multinacional europeu NH90, mas devido ao embargo imposto pelos EUA, este foi preterido a favor da opção chinesa.

O primeiro Z-9 voou em 1981, foi construído na China com componentes fornecidos pela Aerospatiale, mas no início de 1990, a Z-9B foi construído com cerca de 70% de componentes chineses.

Harbin (ASW) Z-9 C/D

A versão mais recente Harbin Z-9D.

A versão naval foi introduzido na década de 1990 e é conhecido como Z-9C. Pode operar missões de resgate, guerra anti-superfície e anti-submarino. Para tal, está equipado com um radar de busca de supefície, radar sonar, sonoboias e detector de anomalia magnética ou MAD.

Ele tem dois pontos fixos para armas como os torpedos ET52, sendo estes uma cópia chinesa do Whitehead italiano A244/S utilizado pela Marinha venezuelana.

A última versão deste helicóptero naval, o Z-9D, está habilitado para transportar mísseis anti-navio TL-10, que é equivalente ao MM-15TT/AS-15TT desenvolvido pela França.

Fonte: FAV-Club / Infodefensa, via Plano Brasil

IMAGENS: China demonstra helicóptero de ataque Z-9WZ para imprensa visando transparência

29
A China abriu as portas da sua base em Tongzhou para demonstrar aos jornalistas internacionais o helicóptero de reconhecimento armado Z-9WZ.

A China exibiu um de seus novos helicópteros de ataque para a imprensa estrangeira na última terça-feira, na base de Tongzhou, nos arredores de Pequim, numa tentantiva de responder às preocupações sobre o seu crescente poder militar em meio a movimentos cada vez mais agressivas para afirmar sua soberania sobre o Mar da China Meridional.

A China organiza excursões anuais nas suas bases militares para tentar amenizar essas preocupações e responder a críticas sobre uma falta de transparência, mas as autoridades se recusaram a responder a quaisquer questões controversas.

O helicóptero de reconhecimento armado Harbin Z-9WZ é fabricado sob licença da Eurocopter na China. (Foto: REUTERS/Jason Lee)

Os militares habitualmente secretos permitiram uma boa inspeção e fotografias dos helicópteros de reconhecimento armado Z-9WZ que transportam uma variedade de armas. Eles também expuseram toda a gama de armamento disponível para o modelo, juntamente com os cockpits dos Z-9WZs e os capacetes de suas tripulações.

Enquanto o Ministério da Defesa anunciou no fim de semana que vai criar uma guarnição militar formal para o Mar da China Meridional, os oficiais que acompanharam os repórteres na base de Tongzhou, no extremo leste de Pequim, evitaram comentar o assunto.

Na base junto ao 4° Regimento de Helicópteros, o exército chinês possui 12 helicópteros do modelo Z-9WZ.

“Nosso objetivo militar é proteger a paz. Os exercícios de treinamento que realizamos são normais e de acordo com o que sempre fazemos”, disse Zhang Zhilin, o comandante do 4° Regimento de Helicópteros da Aviação do Exército.

A China luta junto as Filipinas, Vietnã, Brunei e Malásia sobre o Mar da China Meridional, especialmente sobre as principais rotas marítimas pensadas para proteger as ricas reservas de energia.

Perguntado sobre se ele e seus militares poderiam ou iriam implantar um destacamento no Mar da China Meridional, Zhang respondeu simplesmente: “Nossas implantações são decididas pelos mais altos líderes.”

O helicóptero Z-9WZ foi exposto na base juntamente com seu armamento disponível, incluíndo canhões, foguetes e mísseis guiados. (Foto: Andy Wong / AP)

O Z-9WZ é “o primeiro tipo de helicóptero de reconhecimento armado” para ser destacado pelo exército chinês, disse o regimento. A declaração parece negligenciar a versão anterior armada da série Z-9, a qual cerca de 80 unidades designadas Z-9W supostamente foram construídas a partir de 1987.

O Z-9, com base no Dauphin Eurocopter, foi construído desde 1981 na fábrica de Harbin, que agora faz parte do Avicopter. A versão Z-9WZ é o desenvolvimento mais recente chinês do tipo e foi anteriormente relatado como o Z-9G. “WZ” presumivelmente significa wuzhuang, que significa “armado”.

A unidade da base, 4° Regimento de Helicópteros, tem 12 Z-9WZs entre um total de 30 aeronaves. Opera os helicópteros de ataque Harbin Z-9, uma versão licenciada de construção do Eurocopter Dauphin II, bem como mais velhos helicópteros de transporte russos Mil Mi-17 e Mi-171, aviões de transporte Y-7 e Y-8 (versões chinesas do An-24), e também leva seus astronautas para base quando eles retornam para a Terra.

A China abriu sua base a jornalista para mostrar que não tem roubado tecnologia norte americana e vem desenvolvendo seus produtos com tecnologia chinesa.

O programa do helicóptero chinês foi manchete no mês passado, quando a United Technologies Corp disse que havia vendido programas para China, que ajudaram a desenvolver o seu primeiro helicóptero de ataque moderno, o Z-10 (ou WZ-10) que não estava presente na base.

Os especialistas ocidentais dizem que o Z-10, sendo o primeiro entregue ao exército de Libertação Popular da China em 2009, está se tornando um dos helicópteros de combate mais modernos e capazes do mundo.

Zhang disse que não tinha conhecimento do caso, no entanto admitiu que gostaria de um hardware mais avançado. Ele também disse que grande parte do treinamento é feito em simuladores, e os pilotos e equipamentos são bem preparados para voarem sob quaiquer condições meteorológicas, de dia ou noite. O regimento possui cerca de 1.000 militares, sendo quase metade de pilotos.

“É claro que esperamos que nosso ambiente de trabalho torna-se cada vez melhor”, disse ele. “É como dirigir um carro, como a diferença entre dirigir um jipe e um carro muito melhor.”

A China tem anunciado as suas ambições militares de longo prazo demonstrando seus novos equipamentos, incluindo o seu primeiro vôo de teste de um avião de caça furtiva no início de 2011 e o lançamento de um porta-aviões em agosto.

A China está aumentando os gastos militares em 11,2 por cento este ano, elevando os gastos oficiais do Exército de Libertação Popular para 670,3 bilhões de yuans (US$ 100 bilhões) para 2012, após um aumento de 12,7 por cento no ano passado e uma seqüência quase ininterrupta de dois dígitos de aumentos através de duas décadas.

Os jornalistas puderam ver uma demonstração do exército chinês com o helicóptero de combate Z-9WZ. (Foto: REUTERS/Jason Lee)

O orçamento público de Pequim é amplamente considerado por especialistas estrangeiros como subestimado em relação ao seu gasto real em modernização militar. Países estrangeiros, incluindo os EUA pediram que a China seja mais aberto sobre suas capacidades de defesa. Embora os oficiais chineses dizem que estão tentando aumentar a transparência, permitindo que atividades como essas com jornalistas estrangeiros..

“Você realmente acha que nós não somos transparentes? Na verdade nós somos extremamente transparentes”, disse o porta-voz do Ministério de Defesa Geng Yansheng, varrendo para longe tais observações. “Esta é a quinta vez que organizamos um tour pela base e vamos continuar fazendo isso.”

Fonte: Reuters e Aviation Week – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Parlamento boliviano aprova compra de 6 helicópteros chineses H425

13
O governo da Bolívia aprovou a compra de seis helicópteros chineses Harbin H425. (Foto: BJ)

A Câmara dos Deputados da Bolívia aprovou um contrato com o banco chinês Eximbank por US$ 109 milhões para a compra de seis helicópteros Harbin H425 para a Força Aérea do país, informou nesta sexta-feira o escritório de imprensa parlamentar. Os H425 podem ser usados tanto em operações militares quanto civis e começarão a chegar à Bolívia em meados de 2014.

A oposição criticou o custo do projeto e que a compra tenha sido feita sem licitação prévia à empresa China National Aero-Technology Import and Export Corporation.

“É verdade, não foi uma compra estabelecida nas normas básicas, mas existe uma documentação que respalda esse procedimento”, declarou a ministra de Planejamento, Viviana Caro, segundo um comunicado da Câmara.

A deputada conservadora Norma Piérola disse que uma consulta a empresas especializadas em venda de helicópteros mostrou uma grande diferença de preços, principalmente em relação à indústria brasileira, na qual cada um custa cerca de US$ 3 milhões, em vez dos quase US$ 10 milhões que serão pagos à China.

A ministra respondeu que foram comparados preços na Índia, Rússia e China, que a melhor oferta foi a aprovada e que o helicóptero brasileiro de US$ 3 milhões tem tamanho diferente e menor capacidade de carga.

Fonte: Terra, via Plano Brasil

Camboja pretende adquirir 6 helicópteros Z-9 da China

5
O helicóptero de ataque Harbin Z-9 fabricado sob licença na China.

O Camboja acaba de firmar memorando para adquirir um lote inicial de (seis) helicópteros, Z-9 da China National Aero Technology Import & Export Corporation (CATIC), ao custo de 195 milhões de dolares. Especula-se que o modelo adquirido seria do tipo Z-9EC – cópia fabricada sob licença na china do AS 365N Dauphin pela Harbin Aircraft Manufacturing Corporation.

O Z-9 é um helicóptero de quatro toneladas, capaz de carregar cargas de até duas toneladas. China construiu mais de 200 da Z-9s e muitos foram armados (com canhões de 23 milímetros, torpedos, mísseis antitanque e mísseis terra-ar e ar-ar. O Z-9 ASW pode carregar até quatro mísseis antinavio TL-10.

O helicóptero Z-9 fabricado na China é utilizado hoje por Mianmar, China, Tailândia.

Fonte: Phnom Penh Post, via Hangar do Vinna

Cavok nas redes sociais

61,608FãsCurtir
340Inscritos+1
6,256SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,300InscritosInscrever
Anúncios