Saab

Inicio Tags Mali

Tag: Mali

Acidente com dois helicópteros militares franceses no Mali

5
Um helicóptero EC665 Tigre e um NH90 do Exército Francês, em foto meramente ilustrativa.

Uma colisão no ar entre dois helicópteros do Exército Francês matou 13 soldados franceses que lutavam contra militantes no Mali, na noite de segunda-feira.

Anúncios

Gazelle do Exército Francês atingido em combate no Mali

1
Helicóptero Gazelle do Exército Francês em manobra militar no Mali.

Um helicóptero Gazelle do Exército Francês foi forçado a fazer um pouso de emergência após ser baleado durante as operações de combate em Mali, em 14 de junho.

Bélgica considera desdobrar helicópteros NH90 para Mali

0
A Bélgica pode desdobrar helicópteros de transporte NH90 para Mali. (Foto: Carlos Menendez – Imagem ilustrativa)

A Bélgica está considerando contribuir com a Missão de Estabilização Integrada Multidimensional das Nações Unidas no Mali (MINUSMA) com seus helicópteros NH90, disse o Ministério da Defesa do país (MoD).

Helicóptero Tiger que caiu no Mali se desintegrou no ar

7
O helicóptero Airbus Tiger que caiu no Mali se desintegrou no ar. (Foto: Airbus – imagem ilustrativa)

Um helicóptero Airbus Tiger alemão que caiu enquanto voava uma missão de paz no Mali se desintegrou durante o vôo, perdendo o seu rotor, de acordo com um relatório do Ministério da Defesa do país.

Alemanha defende o desempenho dos helicópteros Tiger em Mali

0
Apesar do recente acidente, o governo alemão defende o desempenho dos seus helicópteros Tiger em Mali. (Foto: Marcus Schlaf – Imagem ilustrativa)

O Ministério da Defesa da Alemanha defendeu na quinta-feira o desempenho de seus helicópteros de ataque Airbus Tiger como parte de uma missão de paz da ONU em Mali, em meio a indícios de que o recente acidente fatal de uma aeronave foi devido a fatores técnicos.

Acidente com helicóptero Airbus Tiger alemão no Mali

4
Um helicóptero de ataque Airbus Tiger alemão caiu no Mali, matando os dois membros da tripulação. (Imagem ilustrativa)

Um helicóptero de ataque Airbus Tiger alemão designado para a missão de paz da ONU no Mali caiu na quarta-feira no deserto do país da África Ocidental, matando os dois membros da tripulação, disseram os militares alemães.

Alemanha está disposta a enviar helicópteros para Mali

18
Eurocopter Tiger UTH Alemão.
Eurocopter Tiger UTH Alemão.

O Ministério da Defesa alemão anunciou no dia 1 de novembro que vai contribuir com helicópteros para a missão em Mali de estabilização da região, preenchendo a lacuna que será deixada pela retirada das Forças Holandesas no início de 2017.

O Ministério de Defesa disse que a Alemanha enviou uma carta ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, informando-o de sua disposição para substituir os helicópteros holandeses em 2017.

No início deste ano, o governo holandês informou as Nações Unidas de sua intenção de retirar seus quatro helicópteros de ataque AH-64D e três helicópteros de transporte CH-47D que foram desdobrados para Mali, tendo mais de dois anos de operações contínuas.

Durante uma coletiva de imprensa realizada no dia 2 de novembro, o porta-voz do Ministério da Defesa, Michael Henjes, disse que a Alemanha está pronta para fornecer helicópteros para evacuação médica e apoio aéreo, sujeitos à aprovação parlamentar. Michael disse que não poderia dizer neste momento quantos helicópteros e pessoal estariam envolvidos em tal operação.

Fonte: Janes

Airbus vai operar drone Heron 1 das Forças Armadas Alemãs também no Mali

0
Uma aeronave não tripulada Heron 1 da Luftwaffe sendo rebocada na Base Aérea de Mahatz, no Afeganistão. (Foto: Ministério de Defesa da Alemanha)
Uma aeronave não tripulada Heron 1 da Luftwaffe sendo rebocada na Base Aérea de Mahatz, no Afeganistão. (Foto: Ministério de Defesa da Alemanha)

A Agência de Aquisição de Defesa Alemã (BAAInBw) e a Airbus Defence and Space assinaram um contrato de prestação de drones de vigilância Heron 1 para apoiar a missão das Forças Armadas da Alemanha (Bundeswehr) no Mali.

Embraer anuncia venda de seis unidades do Super Tucano para Mali

8
SUPER TUCANO 6
Embraer EMB 314 / A-29 Super Tucano (Foto: Embraer Defesa & Segurança)

Paris, França, 15 de junho de 2015 – A Embraer Defesa & Segurança e o Ministério da Defesa e Veteranos da República de Mali firmaram, hoje, um contrato para a aquisição de seis aviões turboélice de ataque leve e treinamento avançado A-29 Super Tucano no Paris Air Show.

Acidente com Alphajet da Força Aérea da Nigéria no Mali

3
A NAF havia deslocada duas aeronaves para o esforço frances no Mali. (Foto: Kenneth Iwelumo / Global Aviation Images)
A NAF havia deslocada duas aeronaves para o esforço frances no Mali. (Foto: Kenneth Iwelumo / Global Aviation Images)

Segundo informações divulgadas pela Reuters, um avião de combate nigeriano que participava de ações militares no Mali contra militantes islâmicos ligados a Al Qaeda, caiu na região do Níger Ocidental, matando seus dois tripulantes, conforme dados dos funcionários do Níger e da Nigéria, em nota desta segunda-feira, 6 e maio.

Nigéria envia aeronaves de combate F-7 e Alpha Jets para operação no Mali

6
Duas aeronaves Alpha Jets e um G222 foram destacados pela Nigéria para a Operação Serval no Mali. (Foto: Kenneth Iwelumo / Global Aviation Images)
Duas aeronaves Alpha Jets e um G222 foram destacados pela Nigéria para a Operação Serval no Mali. (Foto: Kenneth Iwelumo / Global Aviation Images)

A Força Aérea Nigeriana tornou-se a primeira nação, além da França, a enviar aeronaves de combate para o Mali, com a implantação de aeronaves Alpha Jets e dos supersônicos F-7N Airguard. As aeronaves vão participar da luta contra forças rebeldes extremistas no norte do Mali.

Os caças F-7N e os jatos Alpha Jets (conhecidos como ‘Dudu Bird’ na Nigéria) receberam a autorização para operação de combate pelo Chefe da Aeronáutica, o Marechal do Ar Alex Badeh, e decolaram do Aeroporto Internacional Nnamdi Azikiwe, em Abuja.

Um caça F-7Ni da Força Aérea da Nigéria.
Um caça F-7Ni da Força Aérea da Nigéria.

O comandante do componente aéreo, Marechal do Ar Tayo Oguntoyinbo, liderou a equipe das aeronaves Alpha Jet (matrículas NAF 455 e NAF 452) que voou para Niamey, na República de Níger, onde as aeronaves ficarão baseada durante as operações no Mali.

A Nigéria, além das aeronaves C-130 Hercules que vão permanecer no transporte de tropas, também enviou um avião de transporte G222, e nesse domingo deve enviar seus helicópteros de ataque Mi-35.

Junto com as aeronaves, a Nigéria está enviando 900 soldados, e grande parte desse contingente já foi levado nas aeronaves C-130 e G222.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




 

Enhanced by Zemanta

Estados Unidos e outras nações enviam aeronaves de apoio para Operação Serval no Mali

21
Uma aeronave de transporte militar C-17 Globemaster III da Real Força Aérea britânica (RAF) é carregada na Base Aérea francesa de Evreux. (Foto: EMA / Armée de L'Air)
Uma aeronave de transporte militar C-17 Globemaster III da Real Força Aérea britânica (RAF) é carregada na Base Aérea francesa de Evreux. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

Enquanto as forças militares francesas intensificam a luta contra os rebeldes extremistas no Mali, os EUA confirmaram nessa sexta-feira que estão enviando aeronaves militares para apoiar a missão francesa na Operação Serval. Além dos EUA, vários outros membros da OTAN e nações africanas estão enviando aeronaves e tropas para Operação Serval.

O Canadá enviou um C-17 para Evreux, de onde partem os voos com equipamentos e tropas francesas para o Mali. (Foto: EMA / Armée de L'Air)
O Canadá enviou um C-17 para Evreux, de onde partem os voos com equipamentos e tropas francesas para o Mali. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

O Departamento de Defesa dos EUA não confirmou a quantidade de aeronaves envolvidas, dizendo apenas que dentre as aeronaves estarão aviões de transporte e reabastecimento aéreo KC-130 Hercules que estão baseados em Sigonella, Itália, e aviões de transporte estratégico C-17 e C-5 de diversas bases no EUA. Todos aviões norte americanos vão ser usados para transporte de tropas e equipamentos militares a partir de bases aéreas francesas.

O Ministério de Defesa da França tem fretado aeronaves de transporte An-124 para transporte de equipamentos pesados.
O Ministério de Defesa da França tem fretado aeronaves de transporte An-124 para transporte de equipamentos pesados.

Os militares dos Estados Unidos ainda não confirmaram o uso de aeronaves não tripuladas para vigilância, mas existem relatos que os norte americanos já estariam fornecendo suporte de comunicação e de transporte aos militares franceses.

Grande parte das aeronaves da OTAN tem partido da França para as missões de transporte no Mali. Na foto acima, um C-17 pousa no Aeroporto de Bamako, enquanto ao fundo um An-124 taxia. (Fot: EMA / Armée de L'Air)
Grande parte das aeronaves da OTAN tem partido da França para as missões de transporte no Mali. Na foto acima, um C-17 pousa no Aeroporto de Bamako, enquanto ao fundo um An-124 taxia. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

O secretário de Defesa dos EUA Leon Panetta disse que o país vai continuar fornecendo apoio logístico e de inteligência para o esforço militar no Mali, mas enfatizou que a extensão do apoio seria limitada, dizendo que o Departamento de Defesa dos EUA eliminou a possibilidade de inserção de tropas no conflito.

O Canadá enviou um CC-177 Globemaster III para Operação Serval.
O Canadá enviou um CC-177 Globemaster III para Operação Serval.

Além dos Estados Unidos, o Canadá enviou para França no dia 16 de janeiro a primeira aeronave CC-177 Globemaster III, que está operando a partir da Base Aérea 125 de Istres-Le Tubé, em Istres, França. O CC-177 canadense levou para Bamako, capital do Mali, o Grupo de Helicópteros Aero-mòvel do Exército da França, além de 900 baterias.

A Nigéria enviou uma aeronave C-130 Hercules e cerca de 100 soldados.
A Nigéria enviou uma aeronave C-130 Hercules e cerca de 100 soldados.

No dia 17, chegaram ao Mali as primeiras unidades de apoio de nações africanas. A Nigéria foi a primeira nação africana a enviar um contingente militar, com a unidade da força aérea Enugu, composta de uma aeronave C-130 Hercules e cerca de 100 soldados, que está levando carga e soldados para Bamako. O Togo também enviou cerca de 150 soldados para região do conflito.

A aeronave C-17 Globemaster III da RAF no Aeroporto de Bamako, capital do Mali.
A aeronave C-17 Globemaster III da RAF no Aeroporto de Bamako, capital do Mali.

Já estão participando da Operação Serval as seguintes nações estrangeiras: Reino Unido, com duas aeronaves C-17 Globemaster III operando a partir da Base Aérea 105 d’Evreux; Bélgica e Dinamarca com aeronaves Lockheed Martin C-130H/Js Hercules; e C160 Transalls da Alemanha. A Bélgica também concordou no envio de dois helicópteros AgustaWestland AW109s para tarefas de evacuação médica.

Tropas francesas embarcam numa aeronave de transporte A310 da Força Aérea Francesa. (Foto: EMA / Armée de L'Air)
Tropas francesas embarcam numa aeronave de transporte A310 da Força Aérea Francesa. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

Nessa sexta-feira, o Ministro de Defesa da Espanha Pedro Morenes disse que seu país está enviando para o Mali uma aeronave C-130H Hercules e uma equipe de 50 instrutores para treinar os militares das nações africanas.

Três caças Mirage 2000D da Força Aérea Francesa se aproximam de um C135FR para receber combustível em voo sobre o Chade. (Foto: EMA / Armée de L'Air)
Três caças Mirage 2000D da Força Aérea Francesa se aproximam de um C135FR para receber combustível em voo sobre o Chade. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

Os aviões de combate franceses Rafale, Mirage 2000D e Mirage F1CR estão realizando cerca de 10 surtidas diárias a partir do aeroporto de N’Djamena, no Chade, mas com apoio disponível no aeroporto de Bamako. O Exército Francês está também usando vários helicópteros Eurocopter SA330 Puma a partir do aeroporto de Bamako para funções de transporte. A França está também enviando suas tropas para Bamako com o apoio de aeronaves Airbus A310 e A340 do Esquadrão de Transporte Esterel.

Um jato Mirage F1CR preparado para uma missão de reconhecimento tático sobre o Mali. (Foto: EMA / Armée de L'Air)
Um jato Mirage F1CR preparado para uma missão de reconhecimento tático sobre o Mali. (Foto: EMA / Armée de L’Air)

Até à data, a Operação Serval já mobiliza 2.700 soldados, incluindo 1.800 presentes no teatro de operações. Paris lançou sua operação militar no dia 11 de janeiro, no apoio ao governo de Mali, e de acordo com as resoluções 2056 e 2085 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!

 

Enhanced by Zemanta

OPERAÇÃO SERVAL: Detalhes da missão dos caças Rafales franceses no Mali

23
Um caça Rafale decola do aeroporto em N’Djamena, no Chade, durante a Operação Serval. (Foto: EMA / Armée de L'air)
Um caça Rafale decola do aeroporto em N’Djamena, no Chade, durante a Operação Serval. (Foto: EMA / Armée de L’air)

De acordo com o Estado Maior da Força Aérea da França, foram necessárias apenas 48 horas de preparativos para primeira missão de ataque dos caças Rafale no Mali. O ataque ocorreu no começo da manhã de domingo, em alvos islamistas no norte do Mali.

serval21lib6g

Os quatro caças Rafales vistos na Base Aérea de Saint-Dizier. (Foto: Armée de L'Air)
Os quatro caças Rafales vistos na Base Aérea de Saint-Dizier. (Foto: Armée de L’Air)

O Chefe do Estado Maior da Força Aérea, Denis Mercier, disse que desde o começo das missões do Rafale na Operação Serval, já foram destruídos um campo de treinamento, equipamentos de armazenamento e edifícios de logística do grupo islâmico Mujao em Gao e Taoussa. Foram usados quatro caças Rafale dos esquadrões EC 1/7 “Provence” e 2/30 “Normandie-Niémen”.

serval30wkbzw

serval26cnxpd

serval23goza1

serval31rqlv2

serval321ax9s

Preparativos antes da partida em Saint-Dizier dos quatro caças Dassault Rafale. (Foto: Armée de L'Air)
Preparativos antes da partida em Saint-Dizier dos quatro caças Dassault Rafale. (Foto: Armée de L’Air)

De acordo com a publicação francesa Lalsace, a Força Aérea Francesa alertou ainda na sexta-feira, dia 11, todos esquadrões de caças Rafale, incluindo nos Emirados Árabes Unidos, Mont-de-Marsan (Landes) e Saint-Dizier (Haute-Marne). A confirmação do ataque veio na noite do mesmo dia, quando foi decidido que os caças partiriam de Saint-Dizier. Ainda antes da meia-noite, foi confirmado o tipo de ataque. O sábado foi dedicado para equipar e armar os quatro Rafales na Base 113 de Saint-Dizier. Além disso, dois outros aviões chegaram a partir de Mont-de-Marsan, enviados para compensar um possível problema técnico no esquadrão de Saint-Dizier. No início da tarde, os quatro primeiros objetivos foram apresentados para os pilotos, que trabalharam com a estratégia da missão a partir de imagens obtidas por uma aeronave de observação Breguet Atlantique 2, e do sistema de satélite Plêiades. Os pilotos então estudaram os seus planos de rota, escolha de armas, etc, e por volta das 18 horas a partida foi confirmada. Pouco antes da partida, por volta das 22:30, dois novos alvos foram definidos, fazendo com que os Rafales voassem até às 7:30 da manhã.

serval34wly8m

serval36vgxq2

serval3532xcl

A chegada dos caças Rafale no Aeroporto de N'Dejane, no Chade, após ataques as forças islamistas no Mali. (Foto: Armée de l'Air)
A chegada dos caças Rafale no Aeroporto de N’Djamena, no Chade, após ataques as forças islamistas no Mali. (Foto: Armée de l’Air)

A missão total durou 9 horas e 35 minutos. Cinco reabastecimento em voo foram fornecidos pelos C-135FR durante toda a missão, que terminou no aeroporto de N’Djamena, no Chade. Os ataques a Gao foram rápidos e sucessivos com duas aeronaves. Em Taoussa, a estratégia foi diferente: um ataque compacto com quatro aviões.

serval42onz7m

serval38m4yq9

Os caças dispararam 21 armas guiadas de precisão em alvos no norte do Mali.  (Foto: Armée de l'Air)
Os caças dispararam 21 armas guiadas de precisão em alvos no norte do Mali. (Foto: Armée de l’Air)

Toda missão foi acompanhada em tempo real pela equipe do Comando Operacional da Força Aérea, em Paris e pelo pessoal de Operações Aéreas Nacionais de Lyon.

Nas últimas 24 horas, a Força Aérea Francesa realizou 8 missões contra 12 alvos localizados próximo a Diabali, que receberam o apoio de aeronaves C-135FR. Os caças Rafale receberam informações de jatos de reconhecimento Mirage F1CR.

serval69gtucn

Os caças Rafale continuam realizando missões de ataque contra alvos jihadistas.  (Foto: Armée de l'Air)
Os caças Rafale continuam realizando missões de ataque contra alvos jihadistas. (Foto: Armée de l’Air)

A Força Aérea da França possui até o momento na Operação Serval dois Mirage F1CRs, seis Mirage 2000Ds, quatro Rafales, três C-135FRs, um C-130, um C-160 e diversos helicópteros Cougar, Gazelles e Tigers.

O Reino Unido já enviou dois aviões de transporte C-17 usados para levar equipamentos e tropas para o Mali. A Dinamarca vai fornecer um C-130 Hercules e o Canadá já enviou um CC-177. A Bélgica deve enviar mais um C-130. Os EUA até o momento não confirmaram envio de drones ou aviões de apoio.

Colaborou o amigo Justin Case. Obrigado 😉

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




 

Enhanced by Zemanta

VÍDEO E IMAGENS: Aeronaves C-17 da RAF são destacadas para missão francesa no Mali

8
A segunda aeronave C-17 Globemaster III do Esquadrão 99 da RAF partiu de Brize Norton no final da tarde do dia 14, em apoio a missão francesa no Mali. (Foto: UK MoD / RAF)
A segunda aeronave C-17 Globemaster III do Esquadrão 99 da RAF partiu de Brize Norton no final da tarde do dia 14, em apoio a missão francesa no Mali. (Foto: UK MoD / RAF)

Conforme informado anteriormente, a Real Força Aérea do Reino Unido (RAF) enviou duas de suas aeronaves de transporte militar C-17 Globemaster III para a França, como parte do apoio logístico britânico para as operações militares francesas no Mali. Veja a seguir o momento que a segunda aeronave C-17 da RAF partia da Base da RAF de Brize Norton, Reino Unido.

Uma das aeronaves atrasou um pouco sua decolagem, após um pequeno problema técnico no momento que taxiava na Base da RAF de Brize Norton, em Oxfordshire, antes de seguir para França, mas decolou normalmente no final da tarde do dia 14.

Momento que a segunda aeronave C-17 da RAF chegava na França, para ser carregada com material de apoio para ofensiva no Mali, enquanto um An-124 fretado pelos franceses inicia táxi para decolagem com material militar de apoio. (Foto: AP / Michel Euler)
Momento que a segunda aeronave C-17 da RAF chegava na França, para ser carregada com material de apoio para ofensiva no Mali, enquanto um An-124 fretado pelos franceses inicia táxi para decolagem com material militar de apoio. (Foto: AP / Michel Euler)

Na França, as duas aeronaves C-17 (ZZ175 e ZZ176) já foram carregadas com veículos blindados e outros equipamentos militares na Base Aérea de Evreux-Fauville, em Paris, na França, antes de embarcar num vôo para a capital do Mali, Bamako.

A RAF vai usar suas aeronaves C-17 apenas no transporte de equipamentos militares no apoio aos franceses no Mali. (Foto: (AP / Michel Euler)
A RAF vai usar suas aeronaves C-17 apenas no transporte de equipamentos militares no apoio aos franceses no Mali. (Foto: (AP / Michel Euler)

A implantação das aeronaves britânicas segue o compromisso do Ministério de Defesa do Reino Unido em apoiar a luta militar francesa contra os rebeldes e organizações extremistas no norte do Mali, a pedido direto do Governo francês.

As aeronaves não vão participar de todas as missões de combate, e estão programadas para serem usadas apenas no transporte rápido de tropas estrangeiras e equipamentos para o país no Oeste Africano.

As duas aeronaves C-17 do Esquadrão 99 da RAF vão permanecer operando a partir da Base de Evraux, a 90 km de Paris. (Foto: Reuters / Andrew Winning)
As duas aeronaves C-17 do Esquadrão 99 da RAF vão permanecer operando a partir da Base de Evraux, a 90 km de Paris. (Foto: Reuters / Andrew Winning)

O comandante do Esquadrão de Transporte 99 da RAF, o Wing Commander Stu Lindsell, disse que a primeira aeronave partiu dentro de 24 horas após o início do planejamento da contingência. Os britânicos disseram que vão operar na região a partir de bases da França.

As duas aeronaves C-17 vão levar equipamentos militares para os franceses estacionados em Mali. (Foto: Reuters/Andrew Winning)
As duas aeronaves C-17 vão levar equipamentos militares para os franceses estacionados em Mali. (Foto: Reuters/Andrew Winning)

O comandante do Esquadrão de Treinamento de Voo 99, tenente David Blakemore disse: “O fato de uma outra nação chegar ao Reino Unido para pedir a sua capacidade de transporte é uma prova da reputação do C-17 forjada ao longo da última década.”

serval5868u1j

Um veículo militar francês é embarcado num C-17 da RAF, antes de seguir para África. (Foto: Reuters/Andrew Winning)
Um veículo militar francês é embarcado num C-17 da RAF, antes de seguir para África. (Foto: Reuters/Andrew Winning)

Enquanto isso, o Ministério da Defesa do Reino Unido também confirmou seu compromisso de apoiar a missão de treinamento da União Europeia no Mali, que vai manter uma implantação de 500 soldados europeus, incluindo 200 instrutores e 300 funcionários para proteção da força no país no Oeste Africano, já para o próximo mês.

Um veículo militar francês já dentro do compartimento de carga do C-17 da RAF. (Foto: Reuters/Andrew Winning)
Um veículo militar francês já dentro do compartimento de carga do C-17 da RAF. (Foto: Reuters/Andrew Winning)

Alimentado por quatro motores Pratt & Whitney F117-PW-100, o C-17 Globemaster III é um avião de transporte militar tático destinada a realizar o transporte aéreo estratégico rápido de tropas e cargas para bases operacionais principais ou bases operacionais avançadas em todo o mundo.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

VÍDEO: Rafales na Operação Serval em Mali

47

No vídeo acima é possível ver os quatro caças franceses Rafale que decolaram da Base Aérea 113 Saint dizier e atacaram alvos próximos e na cidade de Goa, no extremo norte do Mali, e procederam depois dos ataques noturnos para o Tchade, no dia 13 de janeiro.

Os quatro caças Rafale no momento que taxiavam na Base Aérea de , em N'J, no Tchade, após ataques a alvos islamistas no Mali. (Foto: Nicolas-Nelson Richard / AFP)
Os quatro caças Rafale no momento que taxiavam na Base Aérea de Kossei, em N’Djamena, no Tchade, após ataques a alvos islamistas no Mali. (Foto: Nicolas-Nelson Richard / AFP)

Os caças Rafales estavam levando cada um seis bombas GBU-49 de 500 libras Enhanced Paveway II GPS/INS ou seis AASM (armamento modular ar-solo) juntamente com o pod Damocles, além de três tanques de combustível externo 2.000 litros. Pelo vídeo pode-se supor que 21 bombas foram lançadas durante o ataque francês com os jatos Rafale, já que uma das aeronaves estava com um lançador ainda completo com AASM.

Um dos caças Rafale sendo preparado em Saint Dizier para missão na África. (Foto: Sirpa Air)
Um dos caças Rafale sendo preparado em Saint Dizier para missão na África. (Foto: Sirpa Air)

As mais modernas aeronaves de caça da Força Aérea Francesa foram implementadas na Operação Serval na noite do dia 13, quando a ofensiva militar francesa entrava no terceiro dia no Mali. Durante o ataque elas cruzaram o espaço aéreo argelino com REVOS de aeronaves KC-135, após o governo francês receber a autorização do governo da Argélia no começo do dia 13. Os Rafales vão permanecer destacadas na Base Aérea de Kossei, em N’Djamena, enquanto a ofensiva continuar.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

França inicia ataques com seus caças Rafale em Mali

41
Os quatro caças Dassault Rafale da Força Aérea Francesa na Base Aérea 113 em Saint Dizier, prontos para partir na missão sobre Mali. (Foto: Armée de L'Air)
Os quatro caças Dassault Rafale da Força Aérea Francesa na Base Aérea 113 em Saint Dizier, prontos para partir na missão sobre Mali. (Foto: Armée de L’Air)

A Força Aérea Francesa utilizou nesse domingo quatro caças Rafale para bombardear um reduto rebelde islamita em Gao, no norte de Mali. Os caças estavam desde o dia 11 em prontidão na Base Aérea de Saint Dizier, e foram apoiadas em voo por aeronaves KC-135.

O ataque em Gao, a maior cidade controlada por uma aliança de grupos islamistas, marca a estreia dos caças Rafale no conflito, que até então estava vendo a utilização de outras plataformas aéreas de combate, como caças Mirage 2000D e Mirage F1.

Um Rafale sendo armado em Saint Dizier antes de partir para Mali.
Um Rafale sendo armado em Saint Dizier antes de partir para Mali.

Os Rafales partiram da França para atacar campos de treinamento de rebeldes, depósitos estratégicos e infraestrutura em Gao, com o objetivo de enfraquecer e impedir o retorno dos rebeldes.

De acordo com a Reuters, a França está decidida a terminar com o domínio islamista do norte de Mali, que muitos temem que possa se transformar numa base de ataques contra o Ocidente, ligada à Al-Qaeda no Iêmen, na Somália e na África do Norte.

O ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian, disse que a intervenção francesa, iniciada na sexta-feira, impediu que o avanço dos rebeldes chegasse a Bamaco. Ele enfatizou que os ataques aéreos vão continuar.

Até o momento, a França já conta com 550 soldados no Mali para a Operação Serval, distribuídos entre as cidades de Bamaco e Mopti, no norte do país.

Um C-17 da RAF chegou nesse domingo na França, e vai partir no dia 14 para Mali, levando tropas e equipamentos. (Foto: UK MoD)
Um C-17 da RAF chegou nesse domingo na França, e vai partir no dia 14 para Mali, levando tropas e equipamentos. (Foto: UK MoD)

A Grã-Bretanha está fornecendo “apoio logístico” de transporte de tropas e equipamentos estrangeiros para o Mali em meio a esforços por parte da França para deter um avanço dos rebeldes islamitas. Um avião de transporte C-17 Globemaster III da Real Força Aérea britânica (RAF) chegou na França, e vai voar para o Mali na segunda-feira. Uma segunda aeronave C-17 da RAF chega à França no dia 14 de janeiro, e deve seguir para o teatro de operações dentro de alguns dias. Até o momento a ajuda do Reino Unido é somente com ativos aéreos de apoio.

Os Estados Unidos também avalia a possibilidade de contribuir com os franceses no Mali, com a AFP informando que o Pentágono prevê a utilização de aeronaves espiãs, sistemas aéreos não tripulados para vigilância e aeronaves de reabastecimento aéreo, além de outras plataformas que já estão realizando operações na África e que poderiam ser deslocadas para a área de conflito caso a França solicite ajuda.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

VÍDEO E IMAGENS: França inicia ofensiva militar no Mali

54
Um caça Dassault Mirage 2000D inicia taxi para uma missão na noite do dia 11 de janeiro. (Foto: Armée de L'Air)
Um caça Dassault Mirage 2000D inicia taxi para uma missão na noite do dia 11 de janeiro. (Foto: Armée de L’Air)

No dia 11 de janeiro de 2013, a pedido das autoridades do Mali e da ONU (Orgnaização das Nações Unidas), a França lançou uma operação militar em apoio as forças armadas do Mali, chamada de Serval. Ela tem como objetivo colocar um fim abrupto no progresso de grupos jihadistas no sul do Mali e oferecer segurança aos 5.000 cidadãos franceses no país. A Força Aérea Francesa divulgou um vídeo do início das operações, que pode ser visto a seguir.

A operação Serval iniciou na noite entre os dias 11 e 12 de janeiro, e contou com os caças Mirage 2000D do grupo Epervier, que realizaram ataques no norte do Mali. As aeronaves estão partindo de N’Djamena, no Tchade, e recebendo apoio de reabastecimento aéreo de dois aviões C-135.

Helicópteros Gazelle do Exército Francês foram usados para atacar posições no solo dos jihadistas. (Foto: Armée de Terre)
Helicópteros Gazelle do Exército Francês foram usados para atacar posições no solo dos jihadistas. (Foto: Armée de Terre)

No dia 12, a França iniciou os ataques na África com os helicópteros Gazelle do 4° Regimento de Helicópteros das Forças Especiais (RHFS), armados com mísseis HOT e canhões de 20 mm, que conseguiram destruir quatro veículos. Um piloto de um dos helicópteros Gazelle foi atingido e levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Opération SHIKRA, préparation et armement des Mirage 2000

As aeronaves Mirage 2000D sendo preparadas para as missões no Mali. (Fotos: Armée de L'Air)
As aeronaves Mirage 2000D sendo preparadas para as missões no Mali. (Fotos: Armée de L’Air)

A França também enviou centenas de tropas na linha da frente, bem como para fixar a capital. Em apenas 24 horas, as forças francesas conseguiram dispersar os islamitas de Konna, a cidade que os islamistas vinham tomando no início da semana.

serval4qzo90

serval5g2pob

Uma tripulação de um Mirage 2000D se prepara para partir na Base Aérea no Tchade. (Fotos: Armée de L'Air)
Uma tripulação de um Mirage 2000D se prepara para partir na Base Aérea no Tchade. (Fotos: Armée de L’Air)

A Força Aérea francesa já está no terceiro dia das operações, utilizando aeronaves Mirage 2000D para atacar as posições dos islamistas.

serval17ery5

serval6pho8q

A Força Aérea da França está usando várias aeronaves nas missões sobre o Mali. (Foto: Armée de L'Air)
A Força Aérea da França está usando várias aeronaves nas missões sobre o Mali. (Foto: Armée de L’Air)

Até o momento, estão participando das ações no Mali seis aeronaves Mirage 2000D, dois Mirage F1CR, um Atlantique 2, três aviões de reabastecimento aéreo KC-135, além de aeronaves de apoio C-130 Hercules e C-160 Transall, e mais várias unidades de helicópteros Gazelle e Cougar. A França já deixou de prontidão caças Rafale, do esquadrão Normandie Niemen, e helicópteros de ataque Tiger em bases de países vizinhos numa eventual necessidade.

O ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian, declarou ontem num discurso aos militares, que os ataques continuarão até que os islamitas abandonem as cidades no centro do país, ocupadas na semana passada.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

61,779FãsCurtir
340Inscritos+1
6,287SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,380InscritosInscrever
Anúncios