Saab

Inicio Tags Mil

Tag: Mil

IMAGENS: Primeiro Mi-28NM é fotografado em Moscou

17

A primeira foto da nova versão do Night Hunter, o Mi-28NM, visto na unidade da Mil em Moscou. (Foto: Alexei / RussianPlanes)
A primeira foto da nova versão do Night Hunter, o Mi-28NM, visto na unidade da Mil em Moscou. (Foto: Alexei / RussianPlanes)
A última variante do helicóptero de ataque Mi-28 “Night Hunter” – o Mi-28NM – foi fotografado pela primeira vez na Fábrica de Helicópteros Mil, em Moscou.

Anúncios

Rússia negocia venda de helicópteros Mi-35 para o Paquistão

7
Helicóptero de combate Mi-35M. (Foto: ITAR-TASS/Tina Shaposhnikova )
Helicóptero de combate Mi-35M. (Foto: ITAR-TASS/Tina Shaposhnikova )

A Rússia enviou ao Paquistão um rascunho de contrato para entrega de quatro helicópteros de combate Mil Mi-35M Hind E, disse uma fonte do sistema russo de cooperação militar e técnica.

IMAGENS: Mi-26, o maior helicóptero do mundo!

43

Mil Mi-26

O helicóptero foi desenhado por Marat Tishchenko, o projetista favorito de Mikhail Mil, e o primeiro protótipo voou em 14 de dezembro de 1977. Os primeiros equipamentos de série foram entregues aos militares soviéticos em 1983.

Helicóptero russo Mil Mi-24 celebra 40 anos em 2013

0
O helicóptero Mi-35M da FAB, designado AH-2 Sabre. (Foto: Juliano Damásio / Airfln)
O helicóptero Mi-35M da FAB, designado AH-2 Sabre. (Foto: Juliano Damásio / Airfln)

Este ano marca o 40º aniversário de produção do helicóptero Mi-24 (designado Hind pela OTAN) , o primeiro helicóptero russo fabricado propositadamente para combate, na fábrica de helicópteros de Rostov, hoje chamado Rosvertol, uma empresa da Russian Helicopters. O projeto do Mi-24, um helicóptero de ataque e transporte foi tão bem sucedido que as versões ainda estão em uso hoje: cerca de 1.500 helicópteros Mi-24s servem com as forças armadas de 60 países.

Em 1978, o piloto de teste de helicóptero e Herói da União Soviética Gurgen Karapetyan definiu o recorde mundial de velocidade em voo com helicóptero de 368,4 kmh em um Mi-24. Para os helicópteros de fabricação russa, este recorde ainda permanece.

Um helicóptero Mi-24P. (Foto: Russian Helicopters)
Um helicóptero Mi-24P. (Foto: Russian Helicopters)

O Mi-24 foi usado como modelo para o desenvolvimento do Mi-35M, que entrou em produção na Rosvertol em 2005. Além de ter uma capacidade de voo e manobrabilidade substancialmente superiores ao seu antecessor, o Mi-35M pode voar missões de combate numa série de regiões e climas, como ambientes de alta temperatura e de alta altitude. O Mi-35M está em demanda em todo o mundo, particularmente na Rússia e outros países da CEI. Um novo mercado é a América do Sul, onde os países também começaram a incorporar esta única máquina militar em suas frotas, como no Brasil que adquiriu 12 helicópteros designados AH-2 Sabre junto a Força Aérea Brasileira.

O Mi-35M está equipado com avançadas armas de alta precisão, e pode ser usado de dia e noite para destruir alvos blindados ou para prestar apoio aéreo para as operações terrestres. Ele pode ser configurado como versão de ataque terrestre, evacuação médica ou helicóptero de transporte, tornando-se não apenas eficaz, mas também de grande valor, já que pode substituir uma série de diferentes aeronaves de asas rotativas.

A mais recente versão do helicóptero é o Mi-35M. (Foto: Russian Helicopters)
A mais recente versão do helicóptero é o Mi-35M. (Foto: Russian Helicopters)

Uma das principais vantagens do Mi-35M é a sua capacidade de combate. Ele vem com um avançado equipamento de navegação e telas coloridas multifuncionais, sistemas de vigilância e de designação que incluem imagens térmicas e canal de televisão, um telêmetro a laser e um localizador. Isso não só reduz as exigências que enfrentam a tripulação, mas também permite que armas guiadas e não guiadas do helicóptero possam ser usadas a qualquer momento. O helicóptero também é capaz de decolar e pousar em áreas despreparadas e mal equipadas.

O Mi-35M multimissão, desenvolvido com base no Mi-24, é único em sua classe. A Russian Helicopters está legitimamente orgulhosa de sua realização no desenvolvimento desta aeronave, que se tornou um marco para a fabricação de helicópteros em todo o mundo.

Enhanced by Zemanta

Rostvertol inicia montagem do primeiro helicóptero Mi-28UB

0
A Rostvertol iniciou a montagem final do primeiro helicóptero de treinamento de combate Mi-28UB.
A Rostvertol iniciou a montagem final do primeiro helicóptero de treinamento de combate Mi-28UB.

A empresa Rostvertol baseada em Rostov começou a montagem do primeiro helicóptero de treinamento de combate Mi-28UB, conforme informou a agência de notícias ITAR-TASS, com referência ao CEO da Rostvertol, Boris Slusar.

“Nós juntamos a cabine com a fuselagem do primeiro helicóptero do tipo montado em Rostov, o qual será testado este ano”, disse ele. Esses helicópteros são fabricados de acordo com um pedido colocado pelo Ministério de Defesa da Rússia. Segundo o CEO, os helicópteros estão em demanda: as escolas de vôo precisam de tais helicópteros a fim de treinar jovens pilotos. “É um helicóptero de combate capaz de executar todas as funções de um avião de ataque. Além disso, é adequado para a formação dos estudantes de escolas de voo militares”, observou Boris Slusar.

Conforme relatado pela divisão de marketing da empresa, o Mi-28UB foi derivado do helicóptero de combate Mi-28N Night Hunter. Os helicópteros acima referidos foram desenvolvidos pela fabricante Mil Moscow Helicopter.

Boris Slusar disse que a Rostvertol cumpriu todas as obrigações com os clientes (em primeiro lugar, o Ministério da Defesa) no ano passado. “O faturamento da empresa vai aumentar em 15-17% em 2013 em comparação a 2012. A taxa de crescimento da produção da empresa em 2012 foi de 50% em relação a 2011. Cerca de 15-20% da produção da Rostvertol foi para fabricar aeronaves exportadas”, observou o CEO. Ele também acrescentou que as negociações sobre as entregas de ??helicópteros de transporte pesados Mi-26T2 para um país estrangeiros estão em andamento.

Atualmente, a empresa é capaz de fabricar 10 helicópteros Mi-28N por ano. No futuro, a Rostvertol pretende alcançar uma taxa de 20 Mi-28Ns por ano.

 

Enhanced by Zemanta

Peru avalia compra de 24 novos helicópteros de transporte militar Mi-17Sh ou AS-332C1

3
Um helicóptero Mi-17 do Exército Peruano.
Um helicóptero Mi-17 do Exército Peruano.

O Ministério da Defesa do Peru avalia a compra de até 24 helicópteros militares de transporte. Os principais candidatos a oferta são a empresa russa Mil Moscow Helicopter Plant JS com o helicóptero Mi-171SH e a Eurocopter com o modelo AS-332C1.

Segundo a agência Infodefensa, uma delegação russa visitou o Peru na semana passada para discutir a venda e posterior entrega dos Mi-171SH.

A segunda alternativa é a compra de helicópteros AS-332C1 Super Puma da empresa Eurocopter. O Peru iniciou a avaliação dos helicópteros AS-332C1 Super Puma, após a visita em novembro de 2012 do ministro da Defesa do Peru a França.

De acordo com os analistas peruanos, a decisão da proposta russa é a mais provável. As principais vantagens conhecidas são o baixo custo, simplicidade de operação, grande capacidade, infra-estrutura e serviço de apoio local para os helicópteros da marca Mil.

Atualmente, uma avaliação das propostas dos dois candidatos foi finalizada por uma comissão especial. Espera-se que um contrato seja assinado em março ou abril.

Conforme relatado no final de 2012, o Comando das Forças Armadas do Peru enviou um pedido para a compra de 18 novos helicópteros. Além disso, o número de aquisição prevista de máquinas aumentou para 24 unidades. A maioria será utilizada para apoiar as operações militares contra as forças rebeldes nos vales do Apurimac, Ene e Mantaro.

O valor potencial do contrato está estimado em US$ 360 milhões. Supõe-se que os primeiros seis helicópteros serão entregues ao cliente no prazo de 9 meses após a assinatura do acordo. De acordo com informações não oficiais, o programa de compensação que acompanha o contrato poderá incluir a criação de uma empresa no Peru para manter e reparar os helicópteros Mil e os motores da série TV3-117.

Os helicópteros farão parte do Grupo Aéreo 3 da 1ª Brigada de Aviação do Exército e do Comando de Aviação Naval (COMAVINAV).

Anteriormente, em julho de 2010, o Peru adquiriu oito helicópteros russos, num valor total de US$ 107,9 milhões. A entrega de seis helicópteros de transporte militar Mi-171SH e dois helicópteros de ataque Mi-35P foi concluída em outubro de 2011. Destes, três Mi-171SH e dois Mi-35P ingressaram na Força Aérea, e três Mi-171SH foram para o Exército do Peru.

Com informações do amigo Rustam, direto da Rússia.

Enhanced by Zemanta

Unidade de forças especiais da Rússia vai receber novo modelo do helicóptero Mi-8 a partir de 2013

6
O novo helicóptero de combate russo para as forças especiais será baseado no Mi-8AMTSh. (Foto: Vlad Perminoff)
O novo helicóptero de combate russo para as forças especiais será baseado no Mi-8AMTSh. (Foto: Vlad Perminoff)

O Ministério da Defesa russo preparou os termos de referência para o desenvolvimento do Mi-8 com novos sistemas de navegação e de ataque, informou o jornal “Izvestia”, citando uma fonte do complexo militar-industrial. As forças especiais russas devem receber um novo helicóptero a partir de 2013. A montagem do novo helicóptero já começou na fábrica da aviação de Ulan-Ude.

A documentação de projeto para o novo Mi-8 já foi preparada, e começaram a entregar os equipamentos para os contratantes. Como base para o novo helicóptero de ataque será usado o helicóptero de assalto Mi-8AMTSh com o nariz mais afinado, onde na versão normal do equipamento está instalado o radar. Os novos sistemas de navegação e de ataque ainda não foram definidos, e serão escolhidos após os testes oficiais com o estado.

O complexo inclui uma estação de busca com canais de calor e TV, bem como radar de acompanhamento do terreno. Dados de todos os sistemas dos sensores serão exibidos em telas separadas para ambos os pilotos. No novo Mi-8 também está instalado um sistema adicional infravermelho e um telêmetro a laser. Ele será responsável pelo sistema de designação laser e pontaria.

Além disso, o helicóptero vai possuir um sistema de navegação baseado na rede de satélites GLONASS e um holofote TSL-1600 com iluminação infravermelha para dispositivos de visão noturna. Este holofote é capaz de trabalhar com luz comum. O TSL-1600 é projetado para iluminar o campo de batalha e o espaço aéreo em condições de tempo ruim. Todos os novos equipamentos devem ser compatíveis com óculos de visão noturna.

Originalmente, os novos Mi-8 das forças especiais seriam armados com mísseis guiados anti-tanques, mas mais tarde os militares recusaram a solicitação. Os fabricantes convenceram o Ministério da Defesa russo que os mísseis serão instalados com toda preparação e fiação para uso futuro. Como resultado, o helicóptero será armado com foguetes e metralhadoras na porta e na rampa.

O concurso para a criação de um novo helicóptero de ataque para o centro de forças especiais foi iniciado no final de 2012. Presumivelmente, as forças especiais não receberão mais do que 10-15 novos helicópteros.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Força Aérea da Rússia recebe as últimas aeronaves previstas para 2012

23
O último helicóptero Mi-26T entregue para o Distrito Militar do Oeste da Rússia. (Foto: Sergey Ablogin / Russianplanes)
O último helicóptero Mi-26T entregue para o Distrito Militar do Leste da Rússia. (Foto: Sergey Ablogin / Russianplanes)

O Distrito Militar do Leste da Força Aérea da Rússia recebeu todas as aeronaves de uma encomenda feita pelo Ministério de Defesa para 2012. Na sexta-feira, dia 21 de dezembro, informou a agência RIA Novosti, com referência ao porta-voz do distrito, o coronel Alexander Gordeev.

Um dos últimos helicópteros Mi-8AMTSh "Terminator" entregue para o Exército russo em 2012. (Foto: Vyacheslav Babaevskiy / Russianplanes)
Um dos últimos helicópteros Mi-8AMTSh “Terminator” entregue para o Ministério de Defesa da Rússia em 2012. (Foto: Vyacheslav Babaevskiy / Russianplanes)

Segundo a fonte, a última entrega em 2012, numa base aérea em Khabarovsk, foi de dois novos helicópteros pesados ??multiuso Mi-26. No início de dezembro, o distrito militar do leste recebeu seis helicópteros de transporte/ataque Mi-8AMTSh “Terminator”, vindos da planta de aviação de Ulan-Ude.

Além disso, em 2012, a base aérea do distrito militar do leste recebeu 10 polivalentes caças Su-30 e jatos de ataque Su-25SM, e mais de 30 helicópteros Ka-52, Mi-8AMTSh e Mi-26.

No total, no programa estadual de armamentos para 2011-2020, a Força Aérea da Rússia vai receber mais de mil tipos diferentes de helicópteros.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Russian Technologies e Odebrecht Defesa e Tecnologia fecham acordo para montagem de helicópteros Mi-171 no Brasil

74
Dois helicópteros Mil Mi-171Sh, modelos que serão fabricados no Brasil.
Dois helicópteros Mil Mi-171Sh, modelos que serão fabricados no Brasil.

A Russian Technologies State Corporation (Rússia) e a Odebrecht Defesa e Technologia (Brasil) assinaram um memorando de cooperação técnica no dia 14 de dezembro de 2012. A cooperação está focada no desenvolvimento conjunto e no estabelecimento de uma jointventure para a produção de helicópteros, armas de defesa aérea, veículos navais, etc.

A delegação da Odebrecht (controladora da Odebrecht Defesa e Technologia), visitou Moscou entre 15-18 outubro 2012. Durante as negociações, importantes acordos foram alcançados na área da criação da joint venture no Brasil para a montagem dos helicópteros de fabricação russa (antes de tudo, isso se refere a helicópteros da Família Mi-171), na criação de um centro de serviços para helicópteros Mi-35M e desenvolvimento de um sistema integrado de defesa aérea “Thor” para as forças armadas brasileiras.

Após os resultados da negociação com a Rosoboronexport, a Russian Helicopters e a Odebrecht Defesa e Technologia assinaram um memorando de entendimento entre três partes. A Odebrecht afirmou que ela está pronta para discutir o estabelecimento da aliança tecnológica estratégica com a Russian Technologies.

A cooperação pode assumir uma transferência de tecnologia, estabelecimento de joint ventures, a celebração de subcontratos e outros acordos. O grupo de trabalho conjunto está sendo criado para a coordenação da cooperação.

“O Brasil é nosso parceiro de longa data. Por exemplo, as forças aéreas brasileiras estão operando helicópteros de ataque fabricação russa Mi-35M. Outro lote desses veículos foi entregue ao cliente em agosto”, disse o Vice-Diretor Geral da Rosoboronexport, Dmitry Shugaev. “A assinatura deste memorando vai nos ajudar a chegar a um novo nível, iniciar o desenvolvimento conjunto e produção de veículos militares e civis”.

A cooperação técnico-militar entre Rússia-Brasil está sendo realizada de acordo com um programa intergovernamental assinado em novembro de 2008. O valor total de armas e equipamentos militares entregue no Brasil a partir deste momento é cerca de US$ 306,7 milhões.

Dica dos amigos Rustam, da Rússia, e Jakson. Obrigado 😉

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Rússia nega que tenha perdido competições na Índia

20
O helicóptero russo de transporte pesado Mil Mi-26T2 Halo. (Foto: Grigory Sisso / RIA Novosti)

A exportadora de armas estatal da Rússia Rosoboronexport negou nessa quarta-feira as reportagens da imprensa mundial de que dizem que os russos teriam perdido as competições para entrega de helicópteros de transporte pesado e de reabastecedores aéreos para a Força Aérea indiana.

“A Rosoboronexport nega as especulações da imprensa sobre a derrota da Rússia em ambos os concursos já que estas reportagens são falsas”, disse a empresa num comunicado.

“Os resultados dessas propostas não foram anunciados, e qualquer prematura especulação sobre o assunto induz erradamente o público e profissionais, tanto na Rússia como na Índia”, disse o comunicado.

As reportagens divulgadas na Índia e na Rússia, inclusive aqui e aqui no Cavok indicam que o modernizado helicóptero de carga pesada da Rússia Mi-26T2 Halo teria perdido para o Boeing CH-47F Chinook, enquanto o avião-tanque Il-78MK-90 perdeu para o Airbus A330 MRTT.

Os meios de comunicação indianos citaram a eficácia do custo e do serviço pós-venda como principais fatores que inclinaram a balança a favor das aeronaves dos EUA e da Europa, respectivamente.

A Índia já possui aeronaves de reabastecimento aéreo Il-78. (Foto: IAF)

A Rosoboronexport insiste, porém, que as aeronaves russas merecem ganhar as propostas, já que “elas não apenas possuem características únicas, mas também satisfazem todas as exigências indianas, incluindo numa elevada eficácia de custo.”

A posição tradicionalmente forte da Rússia no mercado de armas indiano foi recentemente prejudicada por uma concorrência feroz com as empresas norte-americanas e europeias e em falhas para cumprir vários contratos.

No ano passado, os exportadores de armas russas sofreram duas derrotas dolorosas em propostas indianos. A Rússia não ganhou o contrato para fornecer 22 helicópteros de ataque para Índia, que preferiu o modelo norte americano AH-64D Apache ao invés do russo Mi-28N.

Durante o programa de Aviões de Combate Médio Multimissão (MMRCA) anunciado pela Força Aérea da Índia para substituir os antigos MiG-21, o russo MiG-35 não chegou sequer às finais, onde o caça Eurofighter Typhoon perdeu um contrato avaliado em pelo menos US$ 10 bilhões para o jato de combate francês Dassault Rafale.

Fonte: RIA Novosti – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Construção de helicópteros na Rússia: planos e realidade

15
Um helicóptero de ataque Ka-52 Alligator produzido pela Kamov. (Foto: Russian Helicopters)

O parque de helicópteros da Força Aérea Russa continua a ser renovado em ritmo acelerado. Ao mesmo tempo, a variedade produtiva não tem muitas máquinas importantes. Será que os produtores são capazes de completar operativamente essa falta?

Os ritmos de produção de helicópteros para a Força Aérea Russa aumentam a cada dia. O número de novas máquinas prontas para ação torna-se aceitável. Só nos últimos três anos, a Força Aérea recebeu cerca de 260 helicópteros de diferentes tipos. Só no quadro dos contratos em vigor, o Ministério da Defesa receberá mais de 500 máquinas. Para 2020, a indústria deve fornecer ao departamento militar mais de 1.200 helicópteros, renovando o parque em 80 por cento.

Atualmente, a gama produtiva inclui principalmente helicópteros de transporte e polifuncionais Mi-8 em várias modificações e helicópteros de combate Mi-28, Ka-52 e Mi-35M. O último modelo é uma profunda modernização do veterano Mi-24. Em menores quantidades são comprados helicópteros leves de treino e de transporte de tipo Ansat e Ka-226, assim como helicópteros superpesados Mi-26. O Ministério da Defesa recebe ainda um pequeno número de helicópteros desenvolvidos pelo Gabinete de Projeção Kamov, destinados para a aviação naval.

Enquanto para substituir helicópteros de combate a aposta foi feita em máquinas promissoras (as compras de helicópteros Mi-35 são relativamente pequenas pelo volume, tendo essas máquinas por objetivo facilitar a passagem para Mi-28), a seleção de helicópteros de transporte é mais tradicional. Os médios Mi-8 e os pesados Mi-26 serão substituídos por médios Mi-8 e pesados Mi-26, mas numa versão seriamente renovada com novos motores e equipamentos. Destaque-se que a indústria não desenvolveu por enquanto modelos cardinalmente novos, capazes de substituir estes tipos de helicópteros. É desconhecido o volume exato de compras planificadas de Mi-8 e Mi-26. Segundo os dados disponíveis, serão 500 unidades para a primeira máquina e 35-40 para a segunda.

A insuficiente variedade de modelos já piorou a imagem do ramo russo de construção de helicópteros na Índia, em que o Mi-8 perdeu a licitação para o helicóptero americano Chinook. As possibilidades dessa máquina superpesada foram consideradas pelo cliente, mas os produtores russos não têm por enquanto helicópteros convenientes da classe “média-pesada” fabricados em série.

Entretanto, não se pode dizer que os produtores são incapazes, a princípio, de apresentar um novo modelo de máquina média de transporte. Podemos destacar, no mínimo, o helicóptero Mi-38 que atualmente está a ser testado. Por suas caraterísticas, esta máquina se aproxima de perto do helicóptero europeu EH-101 Merlin, que é utilizado frequentemente com fins militares. É conhecido que o Ministério da Defesa está disposto a discutir as compras de helicópteros Mi-38 após a máquina concluir os testes em 2013-2014. Uma centena de tais helicópteros seria um elo ideal entre os Mi-8 de média classe e os pesados Mi-26.

O mockup do novo helicóptero utilitário médio Ka-62. (Foto: Russian Helicopters)

Por outro lado, a variedade da produção poderia ser reforçada por helicópteros Ka-62, capazes de preencher a lacuna entre os Mi-8 e as máquinas ligeiras de tipo Ansat. Com gabaritos menores em comparação com helicópteros utilizados na Marinha Russa e desenvolvidos à base do K-27, o K-26 poderia substituir estes helicópteros na aviação naval sem perdas de capacidade combativa graças aos equipamentos e motores de nova geração.

O alargamento da gama de produção é necessário, inclusive, para ampliar a oferta no mercado de helicópteros civil. Caso contrário, é pouco provável se desenvolver estavelmente no ramo, porque já é impossível manter a produção do material bélico à conta da subida constante dos preços.

Fonte: Voz da Rússia / Ilya Kramnik

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Iraque cancela compras militares da Rússia

22
Dentro do pacote estav incluído os helicópteros de ataque Mi-28N.

O governo do Iraque informou neste sábado que cancelou um acordo de 4,2 bilhões de dólares para comprar aviões militares, helicópteros e mísseis da Rússia, citando uma possível corrupção no contrato.

Em uma troca confusa, o anúncio feito pelo gabinete do primeiro-ministro, Nuri al-Maliki, foi imediatamente desmentido pelo ministro da Defesa, que negou as acusações de corrupção, alegando que os negócios ainda eram válidos.

Equipamentos militares dos Estados Unidos continuam sendo fundamentais para as forças armadas do Iraque, mas analistas de segurança disseram que o acordo russo havia aparecido para abrir um caminho para Maliki para resistir à pressão dos EUA para diversificar seus fornecedores de armas.

O acordo russo foi fechado assim que Washington advertiu o líder xiita iraquiano para frear vôos transportando armas iranianas através do espaço aéreo iraquiano para ajudar o presidente sírio, Bashar al-Assad, em sua luta contra uma revolta lá.

O conselheiro de mídia de Maliki, Ali al-Moussawi, disse que a decisão de renegociar os acordos foi tomada depois de o primeiro-ministro ser informado sobre irregularidades no contrato.

“Nossa necessidade de armas ainda está de pé e vamos renegociar novos contratos”, disse Moussawi. “Esta é uma medida de precaução por causa de suspeitas de corrupção.”

Mas o ministro da Defesa, Sadoon al-Dulaimi, que negociou com os russos, rejeitou as acusações de corrupção. “Nenhum contrato foi assinado. Estas foram apenas ofertas técnicas e financeiras”, disse ele a repórteres em Bagdá.

Fonte: Reuters, via Estadão

Dica do amigo Symon. Obrigado 😉

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Aviação do Exército da Rússia terá em operação 20 helicópteros Mi-35M até o início de 2013

7
Um dos novos helicópteros Mi-35M entregues ao Exército da Rússia.

O Distrito Militar do Sul do Exército da Rússia deverá ter em operação cerca de 20 novos helicópteros de combate Mi-35M até o final de 2012, ou no máximo início de 2013, disse a jornalistas na quarta-feira o chefe do serviço de imprensa do distrito, o coronel Igor Gorbulev.

Em agosto, Gorbulev disse que a frota de helicópteros do distrito será complementada até o final do ano por seis Mi-35M, enquanto outros quatro exemplares já estavam sendo testados para envio ao distrito ainda este mês.

“Como parte da encomenda do Ministério de Defesa do Estado para o exército, a Base Aérea de Rostov deverá receber até o final do ano mais algumas aeronaves Mi-35M, possuindo no início de 2013 cerca de 20 unidades do tipo em operação com o distrito Sul,” disse Gorbulev.

O Mi-35M é uma versão atualizada do Mi-24 e é projetado para destruir veículos blindados e inimigos, dando apoio de fogo as forças terrestres e também transportando tropas e cargas, e realizando evacuação médica.

O Mi-35M é equipado com sistema de visão noturna de vigilância, de imagem térmica, que pode detectar e reconhecer objetos em qualquer momento a uma distância de vários quilômetros. O helicóptero também possui um moderno sistema de navegação por satélite, integrado com o computador de bordo. De acordo com o distrito Sul, é possível acelerar o cálculo da rota de voo e apresentar os dados de voo na tela do comandante duas vezes mais rápido que nas versões anteriores.

Com informações do amigo Rustam, direto da Rússia.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Ministério da Defesa do Peru pretende comprar 20 novos helicópteros de combate

12
Um dos atuais helicópteros de ataque Mil Mi-35M da Força Aérea do Peru. (Foto: Erik Rostov / Russian Planes)

O Ministro da Defesa do Peru, Pedro Kateriano Belido anunciou que seu departamento precisa adquirir mais 20 helicópteros, e já enviou um pedido ao governo. O tipo escolhido e o país de origem dos helicópteros não foi informado, mas sabe-se que os helicópteros vão servir nos vales dos rios Apurimac, Ene e Mantaro, realizando missões militares para combater o terrorismo e o tráfico de drogas, amplamente comercializadas na região, devido ao recente aumento do grupo extremista Sendero Luminoso.

“Queremos aumentar a segurança na área, e a compra de novos helicópteros poderia nos ajudar muito”, disse Pedro Kateriano. A fim de controlar as áreas dos vales dos três rios, o Ministério da Defesa do Peru está planejando a compra de novos helicópteros, além de continuar o programa para a modernização dos existentes helicópteros em serviço que foram anteriormente adquiridos.

Apesar do fato do ministro da defesa não divulgar os modelos de helicópteros a ser adquiridos, presume-se que sejam modelos russos Mi-17 (produzidos em Ulan Ude) e Mi-35M. Esses helicópteros já são utilizados pelas forças armadas peruanas. Em 2010, o Peru assinou um contrato com a Rússia para compra de seis helicópteros Mi-171SH modificados e dois Mi-35P. Como parte da execução do contrato, os helicópteros foram entregues para Peru em 2011, antes da abertura da exposição internacional de defesa e tecnologia SITDEF Peru 2011, em Lima.

A eventual compra do país sul-americano de helicópteros de fabricação russa é a continuação lógica do intenso desenvolvimento na última década da cooperação técnico-militar entre os dois países implementada em 1972. Agora, a Rússia também prevê a criação de centros de tecnologia no Peru para reparar os helicópteros da família Mil (o acordo foi assinado em 2008, quando o presidente russo Dmitry Medvedev visitou o seu homólogo peruano Alan Garcia).

Atualmente, o comando militar peruano está considerando a compra de sistemas russos de radares, armas leves, e simuladores de treinamento para os militares, que são projetados para reduzir os custos para a formação de especialistas militares.

Colaborou com o texto o amigo Rustam Bogaudinov, direto da Rússia.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo.

Desde já meu muito obrigado a todos.
Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Boeing Chinook vence a competição de helicópteros de transporte pesado da Força Aérea da Índia

38
O Boeing CH-47F Chinook teria ficado com a melhor proposta comercial na competição indiana, com as propostas abertas no final de setembro. (Foto: Boeing)

Os EUA estão preparados para fechar mais um mega-acordo de defesa com a Índia, com o icônico helicóptero de transporte pesado Boeing CH-47F Chinook saindo como a opção mais barata do que o seu forte concorrente russo Mi-26T2.

Fontes do Ministério da Defesa disseram que o lance comercial para o Chinook com dois rotores, que participou nas ações recentes no Iraque e no Afeganistão, emergiu como o “L-1 (lance menor)” em comparação com o Mi-26 depois que ambos os enormes helicópteros passaram pelos extensos testes de campo realizados por técnicos da Força Aérea Indiana (IAF).

“O presente contrato é para 15 unidades desses helicópteros multimissão. O lance do Chinook foi menor tanto em termos de custo de aquisição inicial direta, bem como custo de ciclo de vida. A comissão de negociação do contrato agora irá finalizar o negócio para o Chinook”, disse uma fonte .

Conhecido por seus poderosos rotores contra-rotativos em tandem, os Chinooks estão sendo operados por cerca de 20 países para assalto, transporte pesado, movimento de tropas, apoio logístico, até para resgate em combate e operações especiais. Capaz de ser reabastecido em voo para alcance estendido, um Chinook pode transportar 55 soldados prontos para o combate ou mais de 11.100 kg de suprimentos logísticos ou peso.

Esta é a segunda vez que os helicópteros americanos têm superado – técnica e comercialmente – os seus homólogos russos nos últimos meses. Como noticiado anteriormente, a Índia está se preparando para encomendar 22 helicópteros de ataque Apache por cerca de US$ 1,4 bilhão.

O helicóptero Boeing AH-64D Apache Longbow Block III cumpriu todos os requisitos qualitativos da aeronáutica (ASQR), mas o seu concorrente russo Mil Mi-28N Havoc da fabricante Moscow Helicopter não tinha conseguido passar em alguns testes durante a avaliação em campo realizada pela IAF.

No geral, as forças armadas indianas estão visando encomendar 900 helicópteros na próxima década, incluindo 440 unidades utilitárias leves e de observação, 90 para a tarefa multimissão naval, 65 decombate leve, 22 de ataque pesado, 139 de transporte médio e 15 de transporte pesado, entre outros. Vários destes projetos de aquisição e de produção estão ainda passando pelo longo processo de aquisição.

Os EUA estão cada vez mais fechando pacotes de venda de armamentos para o lucrativo mercado de defesa indiano, tendo já marcado vendas militares no valor de mais de US$ 8 bilhões nos últimos anos. Estes incluem o contrato de US$ 4.1 bilhões para 10 aeronaves de transporte aéreo estratégico C-17 Globemaster III, US$ 2,1 bilhões para oito aeronaves de patrulha marítima P-8I e 962 milhões de dólares por seis C-130J Super Hercules. As negociações também estão sendo finalizadas para a aquisição de mais seis C-130J, assim como mais quatro aeronaves P-8I.

Os EUA estavam incomodados por seus caças F-16 e F/A-18 terem perdidos para o francês Rafale no programa MMRCA de quase US$ 20 bilhões que prevê o fornecimento de 126 jatos de combate médio para IAF, que está em fase de negociações comerciais finais.

Fonte: The Times of India – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo.

Desde já meu muito obrigado a todos.
Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Força Aérea do Peru recebe seus quatro helicópteros de combate Mi-25 modernizados na Rússia

34
Os helicópteros Mi-25 foram modernizados na Rússia e enviados para o Peru no final de setembro. (Foto: Andina)

Quatro helicópteros de combate Mi-25, modernizados na Rússia, já estão no Peru e vão ser colocados em operação na luta contra o crime aliado ao tráfico de drogas na área montanhosa do Valle de los Rios Apurimac e Mantaro (VRAEM), anunciou o ministro da Defesa peruano Peter Cateriano.

Os helicópteros, que foram registrados pelo Cavok Brasil antes do embarque na Rússia, e que tem um bom desempenho em áreas como a de complexa geografia dos Andes e na selva peruana, em novembro vão entrar em combate, e vão se juntar aos 10 helicópteros atualmente em operação com a Força Aérea do Peru.

As aeronaves foram montadas por técnicos russos que está presentes na Base Aérea de La Joya, na região sul de Arequipa, onde também realizaram testes de voo no preparo para envio a região de VRAEM, composta de florestas e de altas montanhas do centro do país, local onde existe grande concentração de plantações de folhas de coca.

O custo de modernização dos helicópteros teve um custo de US$ 20 milhões, e o governo peruano estuda a aquisição de mais 20 helicópteros do mesmo tipo, numa transação que será feita entre governos. Essa compra aguarda uma avaliação de necessidade que está sendo feita pela Força Aérea Peruana.

A Força Aérea do Peru também disse que precisa de helicópteros com capacidade para sobrevoar a Cordilheira dos Andes, já que nem todos os aviões reúnem as condições necessárias para atravessar as montanhas e chegar à floresta.

O ministro da defesa também disse que o governo está analisando a compra de aeronaves de transporte, mas a necessidade imediata são os helicópteros para combate ao narcotráfico na região de VRAEM. Segundo Cateriano, os Mi-25 estão com completa blindagem que permite uma operação de combate mais segura para os tripulantes.

Fonte: El Comércio – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Dica do amigo Raul Pereira dos Santos. Obrigado 😉

Enhanced by Zemanta

Iraque confirma a compra de 30 helicópteros de ataque Mi-28 e sistemas de defesa aérea da Rússia

56
O Iraque fechou um acordo com a Rússia para compra de 30 helicópteros de ataque Mil Mi-28N, além de sistemas móveis de defesa aérea. (Foto: Russian Helicopters)

Foi confirmado hoje a transação de armas entre a Rússia e o Iraque, avaliada em cerca de US$ 4,2 bilhões, incluindo helicópteros de ataque Mi-28N e sistemas móveis de defesa aérea, num acordo que já estaria definido em segredo desde o começo do ano. O acordo é o maior já realizado pela Rússia desde 2006.

Nessa terça-feira, um documento emitido sobre a reunião entre o primeiro-ministro iraquiano Nouri al-Maliki, com o seu homólogo russo, Dmitry Medvedev, confirmou que os acordos foram definidos nos meses de abril, julho e agosto, conforme disse o ministro interino da Defesa do Iraque.

Segundo o documento, Moscou fornecerá 30 helicópteros de ataque Mil Mi-28NE com capacidade de voo noturno e em qualquer condição atmosférica, e 50 sistemas de defesa aérea Pantsir-S1 com mísseis de curto alcance.

Não foram divulgados os prazos de entrega, mas o negócio confirma o interesse de Bagdá de não ficar totalmente dependente dos EUA, país o qual já vendeu caças F-16 para o Iraque.

Colaborou com a notícia o amigo Rustam, direto da Rússia. Obrigado 😉

Enhanced by Zemanta

IMAGENS: Mais quatro helicópteros Mi-25 são modernizados para Força Aérea do Peru

20
O helicóptero Mi-25D (número de cauda FAP-650) sendo rebocado pela estrada depois de ser modernizado em Chita, na Rússia. Este é um dos sete helicópteros do tipo que o Peru comprou da Nicarágua em 1992. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

No dia 20 de setembro de 2012, quatro helicópteros Mil Mi-25D modernizados para Força Aérea do Peru (FAP) foram flagrados numa rodovia logo após passarem pela última reforma e atualização na Unidade de Reparação de Aeronaves 810 em Chita, na Rússia. Nas imagens a seguir, os helicópteros que receberam um novo padrão de camuflagem, foram transportados por estrada desde a fábrica até o aeroporto de Chita (CADA), onde foram carregados num avião de transporte An-124-100 da companhia aérea Volga-Dnepr, que vai levar os Mi-25 de volta para o Peru.

Os quatro helicópteros foram levados entre a unidade de suporte de aeronaves 810 em Chita até o aeroporto, para serem embarcados num An-124. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)
Devido a velocidade reduzida na estrada, o trânsito ficou um pouco complicado, mas controlado com a ajuda da polícia local. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

O Peru recebeu 24 helicópteros de combate Mi-25D da antiga União Soviética (designação de exportação Mi-24D), sob um contrato em 1982 para dois lotes de 12 unidades cada. O primeiro foi entregue em 1983 e o segundo em 1985. Em 1992, sete exemplares de helicópteros Mi-25 (incluindo uma para uso de peças) foi adquirido a partir da presença de peruanos na Nicarágua.

Os helicópteros apresentam um padrão de camuflagem novo, e diferente dos modelos Mi-35 recentemente entregues ao Peru. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

O helicóptero Mi-25D (FAP-648), também é um dos exemplares adquiridos da Nicarágua em 1992. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

Os Mi-25s entraram em serviço na FAP em 1983, com o Esquadrão 211, parte do Segundo Grupo Aéreo da Força Aérea peruana na Base Aérea de Guillermo del Castillo Protzel, em Vitória, província de Arequipa, no sul do Peru. Durante o período de operação, a Força Aérea do Peru perdeu três helicópteros Mi-25 em acidentes e um helicópteros (número de cauda FAP-646) foi abatido por forças da defesa aérea equatoriana no dia 07 de fevereiro de 1995, durante o conflito em Cenepa. Em 2010, o Esquadrão 211 possuia somente 16 helicópteros Mi-25, dos quais apenas alguns estavam em condição de vôo.

A polícia deu toda assistência no transporte dos helicópteros até o aeroporto da cidade. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

Em 2010, o Peru assinou um contrato com a Rosoboronexport para uma revisão e reforma de seis helicópteros Mi-25. Os dois primeiros Mi-25, junto com dois helicópteros Mi-17, foram enviados pela Força Aérea do Peru para Chita, a bordo de aviões An-124-100, em maio de 2011, e após reparos enviados de volta para o cliente no dia 30 janeiro de 2012. No dia 5 de fevereiro de 2012, mais um lote de quatro helicópteros Mi-25 peruanos foi enviado para Chita, com os trabalhos concluídos em setembro de 2012.

Os quatro helicópteros já no aeroporto, antes de serem embarcados num An-124 da Volga-Dnepr. (Foto: Rustam Bougadinov / Cavok)

Os quatro helicópteros que estão sendo enviados de volta para o Peru são os número de cauda FAP-648, FAP-650 (ambos ex-Nicarágua) e os FAP-697 e FAP-698 (ambos adquiridos pelo Peru da URSS em 1985).

Texto: Rustam, direto da Rússia – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Enhanced by Zemanta

Iraque próximo de fechar acordo para compra de caças MiG-29 e helicópteros Mi-28 da Rússia

21
Dentre a compra de armamentos da Rússia, o Iraque pretende adquirir os helicópteros Mil Mi-28NE. (Foto: RIA Novosti)

O Iraque pretende adquirir novos armamentos da Rússia, incluindo aviões de combate e helicópteros, avaliados em US$ 5 bilhões, conforme reportagem do site Vzglyad.ru, se referindo a agência de notícias iraquiana Shafaq. A informação foi confirmada por fontes russas.

De acordo com a imprensa russa, o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, deve visitar Moscou, em outubro e está previsto a assinatura de vários grandes contratos de fornecimento de armamento russo e equipamentos de combate no valor total de quase US$ 5 bilhões. Segundo fontes iraquianas, “os contratos militares incluem o fornecimento de aviões Sukhoi e MiG, helicópteros russos Mil, e outros veículos”, conforme reportagem do blog bmpd.

A fonte do blog russo confirmou a informação, observando que o primeiro pacote de contratos com a Rosoboronexport terá um valor total de US$ 4,3 bilhões.

O Iraque também estaria adquirindo caças MiG-29M2.

De acordo com informações do blog, está prevista a assinatura de um contrato para entrega de caças ?iG-29?/?2, veículos blindados, sistemas de defesa aérea (em especial 42 sistemas de armas Pantsir-S1), 30 helicópteros de combate Mi-28NE, tornando o Iraque o primeiro cliente internacional do Mi-28NE caso o pedido seja confirmado. Presumivelmente, o primeiro pacote vai incluir os equipamentos Pantsir-S1 e Mi-28NE.

Fonte: Russian Aviation – Tradução: Cavok

Dica do amigo Rustam, direto da Rússia. Obrigado 😉

Enhanced by Zemanta

Acidente com helicóptero Mi-35 no Daguestão mata quatro pessoas

2
A queda de um helicóptero Mi-35 na República do Daguestão causou a morte de quatro militares. (Foto: Erik Rostov)

A queda de um helicóptero de combate Mil Mi-35 no Daguestão, de acordo com dados divulgados, causou a morte de quatro pessoas, conforme relato da Interfax no sábado, dia 8 de setembro. As informações são das forças de segurança Distrito Federal do Cáucaso do Norte.

Segundo uma fonte, três membros da tripulação – “o comandante, piloto e um operador” – mais um representante do Comando Aéreo Unificado da Rússia estavam a bordo do helicóptero acidentado. Seus corpos foram encontrados no local do acidente.

Anteriormente o Ministério da Defesa russo, proprietário do helicóptero, relatou que a bordo do acidentado Mi-35 estava uma tripulação de três pessoas.

O helicóptero bateu numa montanha no distrito Botlikh, no Daguestão, durante um voo de translado. Não foi informado se o helicóptero estava armado pois o Mi-35 ficou totalmente destruído pelo fogo.

Uma investigação está sendo liderada pelo Distrito Federal do Cáucaso do Norte.

Texto: Rustam, direto da Rússia – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,204FãsCurtir
340Inscritos+1
6,363SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,500InscritosInscrever
Anúncios