Tags Post com a tag "Militar"

Tag: Militar

As aeronaves E-3F Sentry da França serão modernizadas pela Boeing

0
Boeing E-3F Sentry, da Força Aérea da França

O Departamento de  Defesa dos Estados Unidos entregou para Boeing um contrato de US$324 milhões para modernização das aeronaves E-3F Sentry AWACS (Airborne Warning and Control System) da frota da Força Aérea da França.

No dia 26 de setembro de 2008, a Agência de Cooperação de Segurança da Defesa dos EUA informou o Congresso de que o programa de modernização para o padrão Block 40/45 das aeronaves AWACS poderia ser efetuado no futuro, incluindo modificações no sistema de contramedidas eletrônicas, uma melhoria no sistema radar e nos sistemas de identificação “friend or foe” (IFF), numa estimativa de um custo de cerca de US$400 milhões. A Armée de l’Air (Força Aérea da França) opera atualmente quatro aeronaves E-3F com o Escadron de Détection et de Commandement Aéroporté (EDCA) 00.036 na base aérea de Avord, operando em conjunto com aeronaves E-2C Hawkeye.

Fonte: Boeing – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Anúncios

Aeronave de treinamento T-34 Mentor, da U.S. Navy, caiu no Lago Pontchartrain, em New Orleans

0
Beech T-34 Mentor da U.S. Navy

Um piloto foi resgatado e outro está desaparecido após uma aeronave de treinamento Beech T-34 Mentor da U.S. Navy cair no Lago Pontchartrain na tarde de domingo, dia 24, informaram os oficiais da U.S. Coast Guard.

A Guarda Costeira dos EUA disse que um controlador de tráfego aéreo do Aeroporto Lakefront de New Orleans perdeu contato com a aeronave com dois tripulantes às 18:40 horário local, quando o monomotor de treinamento estava chegando para o pouso, informou o oficial Thomas Blue.

A equipe de resgate da Guarda Costeira de New Orleans começou as buscas durante a noite, para procurar pelo piloto que está desaparecido, com várias lanchas e um helicóptero, numa área de uma milha de raio na água.

Não foram passadas maiores informações sobre o acidente.

Fonte: NOLA.com – Tradução: Cavok

Aeronave com laser embarcado consegue engajar pela primeira vez um míssil em voo

0
Boeing 747ABL (Airborne Laser)

O Boeing 747ABL (Airborne Laser) conseguiu engajar um alvo em movimento no dia 10 de janeiro de 2010. O alvo engajado foi um míssil que estava em voo, sendo o objetivo do teste somente o engajamento, sem a destruição do alvo, conforme reportado pela Agência de Mísseis de Defesa dos EUA.

O engajamento do míssil alvo, chamado Missile Alternative Range Target Instrument (MARTI), “demonstrou a total funcionalidade do sistema de laser embarcado (ABL) para encontrar, rastrear, e engajar um alvo em movimento” disse a agência.

A agência lançou o MARTI a partir da ilha de San Nicolas, na Naval Air Warfare Center-Weapons Division Sea Range, na costa central da Califórnia. A agência programou o primeiro abatimento letal com o laser de um míssil balístico para o final de 2010.

Um vídeo pode ser visto aqui: www.mda.mil/global/videos/abl/marti_jan10.wmv

Fonte: MDA – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Caça Eurofighter da RAF passa a metros de um planador durante um voo

1
Eurofighter Typhoon da RAF

Um caça Eurofighter Typhoon da Royal Air Force, a Força Aérea do Reino Unido, chegou a poucos metros de um planador e conseguiu evitar uma colisão aérea a 7.000 pés, cerca de 3.300 metros de altitude. de acordo com um relatório oficial.

O acidente foi evitado graças a uma rápida ação do piloto do caça, que durante uma subida vertical, passou raspando nas asas do planador.

O piloto do planador somente notou a presença do caça quando esse aproximava-se ao lado e o piloto começou a ouvir o barulho das turbinas do Eurofighter Typhoon.

Mas o piloto do planador não teve tempo de agir e pode apenas observar o caça passar ao seu lado, bem próximo, e depois seguir em frente.

O dramático evento ocorreu no dia 2 de julho de 2009 quando as duas aeronaves passavam sobre Milfield, próximo a Wooler, em Northumberland, às 15:55 horário local.

O Clube de Voo a Vela de Borders Gliding Club está localizado nas proximidades, mas um porta voz do clube disse que não existem registros do incidente.

No entanto, num relatório oficial compilado pela UK Airprox Board (UKAB), criada para aumentar a segurança de voo, o quase acidente foi categorizado como um incidente Classe A – o mais perigoso do tipo.

O relatório diz: “O planador escutou o barulho do caça no seu lado direito e quando o piloto virou para olhar, ele viu uma grande asa em delta do caça a poucos milhares de pés abaixo. Ele continuava a vir por baixo direto na minha direção. A aeronave continuava a subir como que na vertical. Ele então olhou para a frente e considerou que ação ele deveria tomar, mas como ele não tinha certeza do que o planador estava fazendo e por causa da sua baixa velocidade, ele não tomou nenhuma atitude. A aeronave passou bem próxima na direita do canopi do planador, com a parte de cima virada para ele. Ele avaliou o risco como sendo muito alto e relatou o incidente direto ao inspetor.”

O caça bimotor Eurofighter Typhoon passou a cerca de 50 metros do planador quando os dois estavam a cerca de 7.000 pés.

Voando a cerca de 45kts, ou cerca de 100 km/h, o piloto do planador foi incapaz de manobrar e pode apenas torcer para que o caça não o abalroasse.

Mas o caça simplesmente apontou em direção ao céu na vertical e passou ao lado do planador antes de acelerar novamente.

O relatório informa: “O instrutor de planadores informou que seis ou sete planadores estavam voando na região no momento do incidente. Os planadores estavam em térmicas entre 2.500 pés e 9.000 pés, e pelo menos quatro eram similares ao planador envolvido.”

O relatório disse que melhorou as comunicações entre os pilotos de caças e as operações de planadores para evitar novos incidentes.

Ele ainda disse: “O piloto do Typhoon provavelmente não esperava ver um planador à 7.000 pés.

Fonte: The Sunday Sun – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Eurofighter lidera corrida para mega compra de aeronaves para Índia, segundo embaixador indiano na Itália

3
Eurofighter armado com quatro bombas Paveway

O caça Eurofighter Typhoon está “liderando a corrida” para vencer o contrato MRCA (Multi-Role Combat Aircraft) do governo da Índia, que pretende adquirir 126 caças, avaliados em cerca de US$10,4 bilhões, segundo o embaixador indiano, na Itália informou na sexta-feira, dia 22.

Eurofighter Typhoon

“Nós reduzimos para uma lista de quatro a cinco países, e agora começaremos os processos de avaliações e testes. O Eurofighter é um desses escolhidos, o qual a Itália está envolvida, e está liderando a corrida,” disse o embaixador Arif Shahid Khan a agência de notícias Reuters após um encontro com o Primeiro Ministro da Itália Silvio Berlusconi.

Em janeiro de 2010, a EADS ofereceu incluir turbinas com empuxo vetorado (TVN) através dos motoresEJ200 do Typhoon para Índia. Os motores com empuxo vetorados aumentarão as capacidades operacionais, e reduzirão o consumo de combustível em mais de 5%, além de aumentar a potência em voo supersônico de cruzeiro em 7%.

Turbina EJ200 do Typhoon com empuxo vetorado.

Estão na competição para aquisição de 126 aeronaves médias de combate multimissão (MRCA) os países: os Estados Unidos, e as fabricantes Boeing (F/A-18E/F Super Hornet) e a Lockheed Martin (F-16IN Super Falcon), a França, com a fabricante Dassault (Rafale), a Rússia, com a fabricante Mikoyan (MiG-35 Fulcrum-F), a Suécia, com a fabricante Saab (Gripen NG IN) e o caça Eurofighter Typhoon Tranche 3, produzido por um consórcio europeu das companias EADS, BAE Systems e Alenia Aeronautica.

Especialistas das indústria de defesa não aguardam uma decisão imediata. Uma fonte da Eurofighter informou que os voos de testes estão em andamento e devem ser finalizados no mês de abril, e uma decisão deverá vir na sequência, mas oficiais da Índia afirmam que a decisão deverá ocorrer em 2010 (veja qui no Cavok).

As aeronaves estão sendo colocadas num rigoroso processo de avaliação nas cidades de Bangalore, Jaisalmer e Leh. As aeronaves serão submatidos a testes em condições úmidas em Bangalore. Os testes em áreas de deserto serão conduzidos nas cidades de Jaisalmer e Rajasthan, e as avaliações de altas altitudes e regiões montanhosas serão conduzidas na cidade de Leh, em Ladakh.

As avaliações dos caças em voo foram iniciadas em agosto de 2009 em Bangalore. No final de outubro de 2009, a Força Aérea da Índia havia finalizadas as avaliações dos caças F/A-18E/F, F-16IN, Rafale, e MiG-35.

O embaixador da Índia também disse que o Presidente da Alemanha Horst Koehler deverá visitar a Índia no início de fevereiro para assinar um acordo nas áreas de defesa, segurança e tecnologia.

A Índia é um dos maiores importadores de armas do mundo, e o governo planeja investir mais de US$30 bilhões na defesa, entre melhorias e novas aquisições, nos próximos cinco anos, com o objetivo de controlar as ameaças dos países que fazem fronteira, o paquistão e a China.

Fonte: Reuters e Eurofighter – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

OTAN envia aviões para operação anti-terrorismo no Mediterrâneo

0
Um Boeing E-3A da OTAN, com a pintura comemorativa de 50 anos da Organização do Tratado do Atlântico Norte, sendo acompanhado por um caça CF-18 do Canadá. (Foto: Mike Reyno / Skytech Images)

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) anunciou hoje o envio de dois aviões-radares Boeing E-3A AWACS para a operação anti-terrorista “Active Endeavour”, que se realiza no leste do Mediterrâneo desde os atentados de 11 de Setembro de 2001 contra os Estados Unidos.

A operação evoluiu desde 2001 numa missão de vigilância baseada na coleta e análise de informação sobre o tráfego marítimo, com a participação de unidades navais e aéreas da Aliança.

Os aviões AWACS (Alerta Aérea Antecipado e Controle do Espaço Aéreo) apoiarão com os seus meios eletrônicos de detecção as operações de vigilância marítima e as ações contra a pirataria e o contrabando na área, afirmou, em comunicado, o comando da OTAN para a Europa.

As aeronaves procedem da base aérea de Geilenkirchen, Alemanha, e permanecerão na base de Trapani, Itália, durante as duas semanas de tarefas.

Fonte: Diário Digital (Portugal)

Índia analisa adquirir o Boeing KC-767

0
Boeing KC-767, na imagem reabastecendo uma aeronave F-15 Eagle, durante um voo de testes.

A Índia solicitou a empresa norte americana Boeing informações técnicas sobre a aeronave de reabastecimento aéreo KC-767, após o Ministério da Fazenda da Índia ter cancelado o pedido de seis aeronaves Airbus A330 MRTT no mês passado (veja aqui no Cavok).

A requisição seria para seis aeronaves KC-767 avaliadas em cerca de US$1,5 bilhão, com os militares indianos informando a imprensa local que eles “necessitam urgente de mais aeronaves para reabastecimento aéreo” e que eles pretendem “aceleram o processo de aquisição dessas aeronaves”.

O Boeing KC-767 está atualmente em serviço no Japão, com a quarta aeronave recentemente entregue (veja aqui no Cavok), e deve entrar em serviço com a Itália ainda esse ano, após atrasos no desenvolvimento da aeronave.

Cavok nas redes sociais

60,444FãsCurtir
340Inscritos+1
5,895SeguidoresSeguir
9,047SeguidoresSeguir
1,871InscritosInscrever
Anúncios
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.