Saab

Inicio Tags Museu

Tag: Museu

“Nighthawk Landing”: Revelado processo de preparação do F-117 que será exposto em biblioteca presidencial

2
O Lockheed F-117A Nighthawk “Unexpected Guest” pronto para exibição.

A Lockheed Martin e a Fundação e Instituto Presidencial Ronald Reagan se uniram para colocar em exibição estática permanente um F-117 Nighthawk, apelidado de “Unexpected Guest”. A aeronave passou por um processo de preparação pela Skunk Works, chamado de “Operação Nighthawk Landing”, divulgado em vídeo pela Lockheed Martin.

Anúncios

Jato furtivo F-117 Nighthawk ficará exposto em biblioteca presidencial nos EUA

0
Uma das secretas e emblemáticas aeronaves F-117A Nighthawk ficará exposta na Biblioteca Reagan na Califórnia.

Um caça furtivo restaurado F-117A Nighthawk, uma das aeronaves mais emblemáticas da história da Força Aérea dos EUA, estará em breve em exibição permanente na Biblioteca e Museu Presidencial Ronald Reagan, em Simi Valley, Califórnia.

Acidente com a B-17G Fortaleza Voadora “Nine-O-Nine” nos EUA

1
Aeronave B-17G da Collings Foundation. (Foto: Getty Images)

Pelo menos cinco pessoas morreram no acidente com um bombardeiro B-17G Flying Fortress da Collings Foundation ocorrido hoje (02/10) no Bradley International Airport, em Windsor Locks, Connectitut.

Rússia recolocará em voo um Tu-2 da Segunda Guerra Mundial que está em museu dos EUA

4
Bombardeiro Tu-2 “Bat” visto no War Eagles Museum. (Foto: B25B17 / Flickr)

A Rússia planeja adquirir um bombardeiro da Segunda Guerra Mundial, o Tu-2 “Bat”, localizado em um museu dos Estados Unidos, reconstruir a aeronave e colocar ele de volta ao voo.

IMAGENS: Jato supersônico Tu-144 ganha nova vida como monumento na Rússia

6
O Tupolev Tu-144LL sendo levado por transporte rodoviário para o local onde será transformado em monumento em Zhukovsky, próximo de Moscou. (Foto: Mikhail Gribovsky)

Na entrada da cidade de Zhukovsky, perto de Moscou, uma aeronave Tu-144 será instalada como monumento. O serviço de imprensa do Ministério dos Transportes e Infraestrutura Rodoviária da Região de Moscou divulgou as imagens do processo de transporte da aeronave para o local onde ficará exposta.

VÍDEO: Boeing 747 mais antigo em serviço é doado para museu no Arizona

2
O Boeing 747-100, o mais antigo que estava em serviço, realizou seu último voo neste dia 15 de novembro. (Foto: GE Aviation)

A primeira aeronave plataforma de testes de voo Boeing 747 da GE Aviation fez seu voo final hoje, desde o local da Operação de Teste de Voo de Victorville, Califórnia, até o Pima Air and Space Museum em Tucson, Arizona. A aeronave doada se juntará a mais de 350 aeronaves históricas no museu que é um dos maiores museus de aviação e espaço não-governamentais do mundo.

Aeronave Atlantic chega em grande estilo em museu na Itália

0

Uma aeronave aposentada Breguet Atlantic da Força Aérea Italiana foi transportada por um Erickson S-64F Skycrane até um museu em Lago di Bracciano. (Foto: AMI)

A transferência de uma aeronave desativada Atlantic da Força Aérea Italiana (AMI – Aeronautica Militare Italiana), desde Pratica di Mare para o Museu da AMI junto ao lago Bracciano, foi realizada em colaboração com o Corpo de Bombeiros Nacional da Itália (Corpo Nazionale dei Vigili del Fuoco) graças a um helicóptero de transporte especial S-64F Skycrane.

Antes de ir para um museu, aeronave Convair 340 cai na África do Sul

3
Decolagem do Convair 340 em Pretoria, momentos antes do acidente.

O avião antigo Convair 340 (C-131D Samaritan) “ZS-BRV”, construído em 1954, que seria transportado para o museu aéreo Aviodrome, na Holanda, desde o aeroporto Wonderboom, em Pretória, África do Sul, caiu ontem (10/07) durante a decolagem, em um terreno acidentado a cerca de 5 km ao leste do aeroporto sul africano. No acidente morreu uma pessoa e cerca de 20 ficaram feridas, disseram os serviços de emergência.

Bombardeiro B-17F “Memphis Belle” é colocado em exposição no Museu da USAF

1
O Boeing B-17F “Memphis Belle” após a abertura da exposição no Museu Nacional da Força Aérea dos EUA, junto a Base Aérea de Wright-Patterson, Ohio. (Foto: National Air Force Museum)

Um dos símbolos mais reconhecidos da Segunda Guerra Mundial, o bombardeiro B-17F “Memphis Belle” (Boeing B-17F-10-BO Flying Fortress, S/N 41-24485) foi chamado para o serviço exatamente 75 anos depois que sua tripulação terminou sua última missão na guerra contra a Alemanha nazista no dia 17 de maio de 1943. Os planos exigiram que a aeronave fosse colocada em exposição pública permanente na Galeria da Segunda Guerra Mundial do Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos, junto a Base Aérea de Wright-Patterson, Ohio, desde o dia 17 de maio de 2018.

Museo del Aire – Honduras. Raridades na América Central

3
O DC-3 nas cores da companhia aérea TACA, repousa no gramado do Museu del Aire, em Honduras, com um C-46 Commando visto atrás. (Foto: Rafael Venzon / Cavok)

Fundado em 2000 e aberto ao público em 2002, o Museo del Aire de Honduras, está localizado no histórico aeroporto de Toncontín, na capital hondurenha, Tegucigalpa. São 25 aviões que estão expostos em um espaço vizinho à Base Aérea Hernán Acosta Mejía. Acompanhe a visita com o Cavok.

Área do Campo de Marte será parque municipal e receberá novo museu aeroespacial

4
Área na parte inferior da imagem acima, do aeroporto do Campo de Marte, será transformada em parque municipal e vai abrigar um novo museu aeroespacial.

De acordo com o jornal Estadão, o Ministério da Defesa e a Prefeitura de São Paulo chegaram em um acordo no dia 21 de julho para transformar parte do Campo de Marte em um parque municipal, que poderá no futuro abrigar também um museu aeroespacial.

IMAGENS: Bruce Dickinson, do Iron Maiden, voa no bombardeiro Lancaster

4
O vocalista da banda de heavy metal Iron Maiden, Bruce Dickinson, junto ao bombardeiro Lancaster no Canadá.

Bruce Dickinson subiu ao palco diante de milhares de fãs gritando em um show de Toronto lotado no último sábado à noite, mas o intrépido líder do Iron Maiden estava voando sobre Hamilton no premiado bombardeiro Lancaster do Canadian Warplane Heritage Museum antes de chegar ao palco.

John Travolta doa seu Boeing 707 para um museu na Austrália

0
O Boeing 707-138B (N707JT) de John Travolta, fotografado em 2008 no AirVenture em Oshkosh, WI. (Foto: Fernando Valduga)

O ator de Hollywood John Travolta anunciou no sábado (27) que está pendurando seu uniforme de comandante da Qantas e doando seu Boeing 707 pessoal (N707JT) para um museu australiano, que o restaurará. Travolta disse que planeja entregar pessoalmente o Boeing para a Sociedade de Restauração de Aeronaves Históricas (HARS) em Illawara, Novo Gales do Sul após alguma manutenção na aeronave.

RÚSSIA: um drone capturou imagens do Museu Central da Força Aérea, em Monino

16

qkcun3hee2gs2uuxdfvn

O Museu Central da Força Aérea Russa, em Monino, é localizado aproximadamente a 38 km de Moscou e está ao longo da auto-estrada Gorky, numa área coberta por florestas.

Bombardeiro B-29 “FIFI” volta a voar após reparos no motor número 2

9
O bombardeiro Boeing B-29 FIFI realizou seu primeiro voo após reparos nos motores em Midland.
O bombardeiro Boeing B-29 FIFI realizou seu primeiro voo após reparos nos motores em Midland.

O famoso bombardeiro Boeing B-29 Superfortress “FIFI” da Commemorative Air Force (CAF)  – o único exemplar restante em voo do avião no mundo – voltou a voar no dia 13 de janeiro, quando voou para sua base em Addison, Texas. A tripulação chegou em Midland, Texas, e realizou com sucesso um voo de manutenção, seguido por um voo de uma hora e meia do translado. Esse foi o primeiro voo da superfortaleza voadora FIFI desde outubro de 2012.

Os problemas com o motor número dois do B-29 manteve a aeronave no solo por questões de segurança durante o AIRSHO 2012 realizado em Midland. O B-29 está equipado com quatro motores radiais, que são necessários para voar o pesado avião. Foi determinado que o motor número dois precisaria de grandes reparos e, portanto, a aeronave ficou sem voar. Durante três meses, as equipes de manutenção trabalharam incansavelmente para reparar o motor e colocar esse avião histórico em voo novamente, o mais rápido possível.

“É toda a diferença do mundo ver a B-29 voar em vez de ver uma aeronave num museu”, disse Preston McPhail, o filho de 70 anos de um ex-mecânico da B-29 “FIFI”. “Você pode sentir o cheiro do escape dos motores.”

E para as crianças de hoje, a FIFI traz uma lição de história para toda vida.

“É difícil não chorar, é realmente emocionante. Estou feliz que esses caras estão mantendo o B-29 voando”, disse Melanie Skinner, que trouxe sua sobrinha de 8 anos para ver o B-29 em Lexington, Kentucky. Skinner passou a dizer “Minha sobrinha é uma criança do milênio. Para ela, a Segunda Guerra Mundial é uma história antiga. Por ser capaz de tocar, sentir, ouvir, essa é a grande parte da história.”

Uma campanha de arrecadação de fundos foi lançada em novembro, com o objetivo de angariar US$ 200.000 para reparar o motor e comprar um substituto. Atualmente, a campanha arrecadou pouco mais de US$ 105.000 para colocar a FIFI novamente em voo, mas ainda é necessário encontrar mais US$ 95.000 para comprar um 5° motor, um de reserva, que irá garantir o funcionamento contínuo e futuro do voo.

Para mais informações sobre como doar para compra do motor para a B-29 “FIFI”, visite www.keepFIFIflying.org.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Último bombardeiro B-29 em condições de voo tem problema num dos motores e CAF lança campanha para arrecadar dinheiro

2
A “Super Fortaleza Voadora” B-29 FiFi durante apresentação no AirVenture 2011. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Durante o último voo da atual temporada de shows aéreos, a única aeronave B-29 Superfortress em condições de voo no mundo, a FIFI, teve um problema no motor. A tripulação do avião retornou com segurança para o chão, mas logo foi determinado que o motor número dois da FIFI precisaria de grandes reparos. Em resposta, a Commemorative Air Force (CAF) lançou uma grande campanha de arrecadação de fundos que visa levantar dinheiro para manter em voo um dos mais famosos bombardeiros da Segunda Guerra Mundial.

Precisando de quase US$ 10 mil e 100 horas de voluntariado para cada hora de vôo, manter o FIFI voando não é tarefa fácil. E o custo para reparos no motor número dois, e a compra de um motor novo vai chegar a US$ 250.000. O objetivo da campanha “Keep FIFI Flying” (Mantenha a FIFI Voando) é levantar esses fundos, garantindo uma operação de voo contínua e futura.

“O número de veteranos da Segunda Guerra Mundial está diminuindo a cada dia”, disse Niels Agather, Comandante do Esquadrão de B-29 da CAF, que opera a aeronave. “Nossa missão é preservar o legado vivo da grande geração e temos a intenção de fazer todo o possível para preservar a sua história de sacrifício e honra.”

A FIFI é uma peça itinerante da história militar. O avião voa para shows aéreos e excursões em todo os EUA demonstrando a jovens e idosos as paisagens, os cheiros e sons da história. Essas experiências pessoais perpetuam o espírito com que estes aviões foram levados em defesa dos EUA – em homenagem a coragem, o sacrifício e o legado da maior geração.

“Mas o vôo contínuo da FIFI está em risco”, continuou Agather. “Nós precisamos de sua ajuda, cada um fazendo um pouco, para continuar a espalhar a mensagem.”

Para mais informações sobre a campanha, visite www.KeepFifiFlying.com.

Em 1957, um pequeno grupo de ex-pilotos dos serviços militares dos EUA se reuniram e com seu dinheiro compraram um P-51 Mustang, começando o que agora é chamado da Commemorative Air Force (CAF). Com a adição de um par de F8F Bearcats, a CAF tornou-se os fundadores do Movimento Warbird, um esforço para preservar e honrar a história militar dos EUA com o grito de guerra “Keep ‘Em Flying!” Agora, 55 anos depois, a CAF é a mairo organização de Warbird, operando 156 aviões antigos em Honra da Aviação Militar norte americano. Sendo um associação de ensino sem fins lucrativos, a CAF tem mais de 9.000 membros e sua frota de aviões históricos está distribuída em 73 unidades localizadas em 27 estados norte americana para os cuidados e operação.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Wings, Wheels and Tracks – American Airpower Museum, Farmingdale/NY (EUA)

1
As aeronaves da Segunda Guerra Mundial P-47 (em primeiro plano), P-40 e F4U, vistas juntas na frente do hangar do American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

No final do verão nos EUA, ocorre nos EUA o final de semana do Dia do Trabalho, ou Labor Day. Tradicionalmente a cada ano, o American Airpower Museum, localizado junto ao Aeroporto Republic (KFRG), em Farmingdale, realiza o show aéreo junto no mesmo final de semana. Entre os dias 31 de agosto e de setembro, o show aéreo reuniu várias aeronaves militares da Segunda Guerra Mundial e de outras eras da aviação, os famosos warbirds. Confira aqui conosco como foi o Wings, Wheels and Tracks, como foi chamado o show deste ano.

Vista geral do pátio do American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O público podia assistir aos shows aéreos junto das aeronaves do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Algumas das aeronaves em voo do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O museu preparou grandes novidades para o público presente este ano. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Como ocorre em diversos shows aéreos nos EUA, a realização das apresentações contou com a presença de voluntários que colaboraram de várias maneiras. O público presente pode acompanhar as apresentações de aviões de combate de várias gerações e ainda visitar o museu, que conta com um acervo bem diversificado. Uma das apresentações mais aguardadas do ano, o jato Messerschmitt Me 262 Schwalbe “White 1” da Collings Foundation infelizmente não pode comparecer devido a um problema mecânico que impossibilitou o voo para Farmingdale.

A aeronave Boeing B-17G Flying Fortress “Nine-O-Nine” da Collings Foundation. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O bombardeiro B-24J Liberator “Witchcraft” da Collings Foundation. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do TP-51C “Betty Jane” da Collings Foundation no momento que chegava para o pouso. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Era possível realizar voos pagos no B-17 (acima) e no B-24. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Mas a Collings Foundation, que retornou depois de ficar fora do evento por quatro anos, trouxe a Boeing B-17G Flying Fortress “Nine-O-Nine”, o Consolidated B-24J Liberator “Witchcraft” e o N.A. TP-51C Mustang “Betty Jane”, aeronaves que voaram para Farmingdale na sexta-feira, logo após se apresentarem num show aéreo na Estação Naval de Wildwood, em Cape May, Nova Jersey. Durante o final de semana do American Airpower Museum eles levavam pessoas em passeios pagos. Era possível voar numa B-17 ou no B-24 com uma pequena “contribuição” de US$ 425. Para voar no Mustang, o valor ficava em US$ 2.200.

Um Douglas A-1E Skyraider da Collings Foundation, com uma bela pintura da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Skyraider somente voou no domingo, com um veterano da Guerra do Vietnã a bordo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do A-1E mostrando a abertura da cabine para os tripulantes. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A fundação ainda levou para o show o seu Douglas A-1E Skyraider, com um esplêndido esquema de cores da Marinha dos EUA. Mas infelizmente um vazamento de óleo do motor, no caminho para o museu, fez com que ele ficasse apenas no solo até o domingo, quando então realizou um voo com um veterano do Vietnã para homenagear todos os veteranos. Uma aeronave que estava prevista e também não compareceu foi um Grumman TBM Avenger da Collings Foundation.

O Douglas C-47 Dakota realizou diversos voos durante todo final de semana do evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-47 taxiando próximo ao hangar do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um grupo de entusiastas voaram no C-47 fardados com uniformes da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O B-25 Mitchell “Miss Hap” que fez vários voos durante o evento no museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A maioria das aeronaves do museu participaram do programa de vôo. No sábado, o Douglas C-47 Dakota subiu três vezes, sempre pilotado por Jim Vocell, tendo os tripulantes vestidos com uniformes Airborne Troopers da Segunda Guerra Mundial, para uma “missão para a Normandia”, como parte do programa do museu para reviver a história da aviação. Jim Vocell também voou com o N.A. B-25 Mitchell “Miss Hap” várias vezes ao longo de todo final de semana.

O Curtiss P-40 Warhawk “The Jacky C.”, com a famosa marca de “boca de tubarão”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-47 Thunderbolt “Jacky’s Revenge”, que foi construído no mesmo hangar onde hoje se encontra o American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Uma formação em voo com um B-25 acompanhado por um P-40 e um P-47. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-40 e o Corsair, dois grandes aviões de combate da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Dan Dameo voou com o Curtiss P-40 Warhawk do museu, para o deleite do público presente. A estrela do show, como de costume, foi o poderoso Republic P-47D Thunderbolt, com o seu poderoso rugido do motor radial Pratt & Whitney R-2800 através dos céus do Aeroporto Republic, onde ele era fabricado há mais de 70 anos atrás. Um Vought F4U-5L Corsair também do museu permaneceu na exposição estática.

Vários T-6 voaram no evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
As caudas dos T-6 alinhadas no pátio do Aeroporto Repúblic. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O L-39 Albatross foi o único jato que se apresentou no final de semana. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O belo biplano WACO. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
No final da tarde o museu realizou um desfile com seus veículos militares. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Houveram também voos com aeronaves N.A. T-6 Texan, Aero L-39 Albatross e o biplano Waco, todos do museu, que também levou para pista sua coleção de veículos blindados e tanques, por isso o nome do evento de “Wings, Wheels and Tracks”.

O EA-6B Prowler que o museu recebeu em outubro de 2011. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um F-111A exposto na área externa do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um jato executivo Phenom 100 da Embraer. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Na área de exposição estática, era possível ainda ver um Grumman EA-6B Prowler doado pela Marinha dos EUA em outubro de 2011 e, e outras aeronaves do museu, como o General Dynamics F-111A “66-0012”, um T-33 e um Cessna 310 (designado U-3A). Uma surpresa foi ver na área estática um Phenom 100 da Embraer.

O nosso amigo e incansável colaborador Ricardo von Puttkammer com seu equipamento básico para registro das ótimas imagens.

[nggallery id=25]

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Domingo Aéreo no MUSAL – Campo dos Afonsos (RJ)/Brasil

4
Demonstração de infiltração com rapel de um helicóptero H-34 Super Puma do Esquadrão Puma, sediado na Base Aérea dos Afonsos. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

No dia 21 de outubro, o Museu Aeroespacial (Musal) promoveu o tradicional Domingo Aéreo, especialmente significativo este ano em que a Base Aérea do Campo dos Afonsos completa 100 anos de ligação com a aviação. Um eficiente esquema de divulgação garantiu a presença maciça do público, estimada em 54.000 pessoas. Acompanhe aqui no Cavok Brasil os melhores momentos de uma tarde de aviação num local reservado para preservar a história da aviação brasileira.

Mais de 54 mil pessoas compareceram no Domingo Aéreo no Musal. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)
A Base Aérea do Campo dos Afonsos comemorou este ano seu centenário. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)
Demonstração acrobática com um Bellanca Super Decathlon. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Passagem baixa de um AMX A-1B do 1°/16° GAV. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Passagem de um caça F-5EM do Esquadrão Senta a Púa. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

As atrações aéreas incluíram acrobacias com três Bellanca Super Decathlon pilotados pelos Cmte. Ferrari, Bazaya e Marcos Geraldi. A aviação militar esteve representada por passagens do A-1B “FAB-5651” do 1°/16°GAV e do F-5EM “FAB-4867” do 1°GAVCA, além de demonstrações de busca e salvamento feito pelo helicóptero H-34 “FAB-8733” do 3°/8°GAV Esquadrão Puma, sediado nos Afonsos

Demonstração do helicóptero H-34 Super Puma. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Acionamento do Republic P-47D Thunderbolt “B4”. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Membros do Grupo de Pesquisa Histórica Dogs of War, de São Paulo, com trajes típicos da Segunda Guerra Mundial posam para foto junto ao P-47D. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
A Esquadrilha da Fumaça inicia sua demonstração. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Para cruzamento, Fumaça…Já! (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

No pátio estático, o público pode visitar o C-130 “FAB-2476” do 1°GTT Esquadrão Gordo, o helicóptero UH-14 “N-7074” do HU-2 da Marinha do Brasil, e ainda ver o venerável P-47D “B-4”, que brindou o público com o acionamento do motor. O MUSAL ainda colocou no pátio externo o caça F-104S Starfighter e o AT-26 Xavante. Infelizmente, a demonstração de salto de paraquedistas precisou ser cancelada.

As manobras da Esquadrilha da Fumaça empolgaram o público presente nos Afonsos. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Como normalmente ocorre, no final da demonstração os pilotos da Esquadrilha da Fumaça vão até o público para receber o carinho e distribuir autógrafos. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)

No final da tarde, quando o público praticamente lotava o pátio da base, as sete aeronaves T-27 Tucano do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), a Esquadrilha da Fumaça, levantaram voo para mais uma de suas apreciadas apresentações. O público vibrava com as manobras, aplaudia a cada passagem e depois pode receber o carinho dos pilotos que distribuiram posters e autógrafos para os visitantes do Domingo Aéreo.

[nggallery id=21]

O Museu Aeroespacial é um local que não pode deixar de ser visitado por quem ama a aviação, e o Domingo Aéreo no Musal sempre leva um grande número de pessoas para o Campo dos Afonsos. Apesar das condições não muito favoráveis para foto no final da tarde, o Cavok Brasil agradece mais uma vez nosso colaborador Mauro Lins de Barros pelo relato do evento que encantou o público carioca durante a semana do Dia do Aviador, e ao colaborador Ricardo Pereira que cedeu algumas de suas imagens para divulgarmos aqui.

Enhanced by Zemanta

VÍDEOS: Entrega de um C-160 Transall alemão para um museu quase vira um grande acidente

4

Uma aeronave de transporte militar C-160 Transall, que havia sido retirada de operação da Força Aérea Alemã, e seria entregue para um museu, tocou no solo metros antes da pista, e por pouco não acertou um grupo de spotters que estava aguardando na cabeceira da pista para registrar o último voo do avião. Veja a seguir o vídeo da chegada “desastrosa” do C-160 alemão no aeródromo de Ballenstedt, que possui a estrada um pouco mais elevada que passa próximo a cabeceira da pista, o que pode ter confundido a percepção do piloto no momento do pouso.

O C-160 Transall, matrícula 50+07 da Força Aérea Alemã (Luftwaffe), que havia decolado da Base Aérea de Penzig, tocou no solo às 10:59 hora local no Aeroporto Ballenstedt-Quedlinburg (EDCB) no dia 16 de outubro, mas o toque ocorreu numa estrada que passa no lado de fora do aeroporto, um pouco mais elevada e próximo da cabeceira. A aeronave tocou na estrada, onde estavam os spotters, e subiu novamente para então tocar na pista curta do aeródromo. Apesar do susto, os militares alemães disseram que não haverá uma investigação para determinar o que ocorreu, já que nada foi danificado e ninguém ficou ferido.

Momento que o C-160 toca na estrada próxima a cabeceira do aeródromo. (Foto: CHRIS WOHLFELD)

A aeronave Transall foi entregue ao Museu da Aviação em Wernigerode, e vai se juntar a 50 outras aeronaves em exposição no museu. Cerca de 1.000 pessoas compareceram no aeródromo para acompanhar o pouso da aeronave.

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Thunder Over Michigan – Belleville/EUA

6
Quatro caças North American P-51 Mustangs durante a realização do Thunder Over Michigan, que este ano teve como tema “Mustang Mania”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Em 2012, o show aéreo Thunder Over Michigan foi realizada nos dias 4 e 5 de agosto no aeroporto de Willow Run, em Belleville (Ypsilanti), Michigan, e contou com a presença de um impressionante número de warbirds, incluindo 13 aviões de caça P-51 Mustang, a Super Fortaleza Voadora B-29 “FiFi” e o jato “particular” Sea Harrier de Art Nalls, que chegou a 100 voos durante o final de semana. Uma outra atração para o público foi a encenação de um combate da Segunda Guerra Mundial, com diversos tanques e blindados da época.

A imagem acima representa bastante o tema 2012 do Thunder Over Michigan: Mustang Mania. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Uma “pin-up” posa em frente do P-51D Mustang “Gentleman Jim”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Vista geral do aeroporto em Belleville, local do Thunder Over Michigan. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O evento contou com uma encenação de um combate da Segunda Guerra Mundial, incluindo soldados e blindados da época. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Cada edição do Thunder Over Michigan conta com um tema, e a 14ª edição em 2012 foi o “Mustang Mania“, com mais de 20 Mustangs previsto para estarem presentes no show. Treze compareceram, e realizaram diversos voos, em formação e também em demonstrações solo, inclusive na simulação de apoio aéreo as tropas americanas que encenaram um combate no solo com as forças alemãs, uma das maiores simulações da Segunda Guerra Mundial realizado para o público nos EUA.

Os dois aviões P-47 Thunderbolts que realizaram uma simulação de apoio aéreo aproximado durante o Thunder Over Michigan 2012. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-51 “Moonbeam McSwine” de Vlado Lenoch durante sua demonstração solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Boeing PT-18 Stearman. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Michael Kennedy e seu BT-13 Valiant “Grace”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Vários T-6s estiveram presentes no evento e voaram em formação com um BT-13. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo junto com o campo de batalha da Segunda Guerra Mundial pela manhã contou com o “apoio aéreo aproximado” de duas aeronaves P-47D Thunderbolts, o “Wicked Wabbit” e o “Hun Hunter XVI”, ambos do Museu da Aviação do Tennessee, que fizeram várias passagens baixas durante a reconstituição. Eles foram seguidos por Vlado Lenoch que fez sua apresentação solo no P-51 “Moonbeam McSwine”. O treinamento de voo na Segunda Guerra Mundial foi representado pelos dois PT-17 Stearmans e um PT-19. Michael Kennedy deu uma bela atuação com seu BT-13 Valiant “Grace”, e no vôo em formação com os T-6 Texan estiveram presentes seis aviões T-6 e um BT-13.

O helicóptero HH-65C Dolphin da Guarda Costeira dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe da Super Fortaleza Voadora B-29 “FiFi”, da Commemorative Air Force (CAF). (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Belo ângulo de foto da B-29 “FiFi” no solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O caça F-86 Sabre “Smokey” fez uma bela apresentação nos dois dias do evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A Marinha dos EUA compareceu no evento com um MH-60S Knighthawk. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Em seguida um helicóptero HH-65C Dolphin da Estação Aérea da Guarda Costeira de Detroit fez uma breve apresentação, pois teve um problema mecânico e precisou realizar um pouso de emergência. Subiu ao céu então a B-29 “FiFi”, que fez várias passagens enquanto o Hino Nacional dos EUA era tocado. Em seguida foi a vez do jato F-86F Sabre “Smokey” da Warbird Heritage Foundation voar, com o piloto Paul Wood no controle. Assim que o Sabre pousou, um helicóptero MH-60S Knighthawk do HSC-28 “Dragon Whales”, baseado na Estação Naval de Norfolk, fez sua bela apresentação.

Vários caças Mustangs realizaram passagens baixas, como o P-51B “Old Crow”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A formação do “homem perdido” foi realizada com quatro Mustangs. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Mustang e um Corsair realizam uma passagem baixa sobre a pista. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um dos três B-25 Mitchell presentes no evento, o B-25J “Georgie’s Gal”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A única B-17 presente no evento foi a “Yankee Lady”, do Yankee Air Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Lockheed P-38L Lightning “Ruff Suff”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

No meio da tarde mais uma vez o campo de batalha foi a oportunidade de ver os caças P-51 Mustangs voarem baixo, em alta velocidade, sobre a batalha demonstrando uma missão de apoio aéreo próximo. Em seguida, onze aviões P-51 voaram em formação, e depois quatro dos caças realizaram a “missing man formation”. As aeronaves Mustangs foram a entrada da apresentação da Segunda Guerra Mundial, que trouxe de volta os dois P-47Ds, junto com um F4U-5N Corsair, o P-38L “Ruff Suff”, a B-17G “Yankee Lady” e todos os três B-25s, incluindo o B-25J “Georgie’s Gal”, o B-25J “Briefing Time” e o B-25D “Yankee Warrior”.

Art Nalls comemorou 100 voos com seu Sea Harrier FA2 particular. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Art Nalls a bordo do seu Sea Harrier particular. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Durante a apresentação Art Nalls demonstrou a capacidade de pouso e decolagem vertical do Sea Harrier. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O último ato do show aéreo foi a demonstração do Sea Harrier FA2 de Art Nalls, que durante o show aéreo chegou a marca de 100 voos de demonstração (matéria pode ser acessada aqui). O único Sea Harrier particular no mundo recebeu um especial adesivo na cauda para lembrar do feito.

Um caça F/A-18F Super Hornet do VFA-213 da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Chegada do F-5E Tiger II do VFC-13 “Saints” da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A USAF compareceu com um T-6 Texan II. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um AT-11 Kansan. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um belo DC-8 de carga da National. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Outras aeronaves mais recentes e também da ativa nos serviços armados dos EUA se apresentaram, como da Marinha dos EUA, que compareceu com dois F-18E e um F-18F Super Hornets, dois F/A-18C Hornets do VFA-113 “Stingers” e um F-5E Tiger do VFC-13 “Saints”, um avião de treinamento T-6A Texan II do esquadrão “Billy Goats” da USAF, três T-34 Mentor, dois jatos L-39 civis, e aeronaves comerciais como um cargueiro DC-8, um antigo DC-9 e jatos executivos. Dentre os aviões da Segunda Guerra Mundial, estavam presentes também dois AT-11 Kansan e vários T-6s, quatro aeronaves Harvards, dois BT-13s, um N3N Yellow Peril, além do C-47D “Yankee Doodle Dandy”. A maioria dessas aeronaves voou no show durante o fim de semana. Haviam também vários blindados da Segunda Guerra Mundial e carros em exposição, incluindo os carros Mustang, de acordo com o tema do evento.

A pin-up em frente ao A-36 Apache “Baby Carmen”, um Mustang usado para ataque ao solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um piloto devidamente trajado em frente ao P-47 Thunderbolt. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um B-52D do museu localizado junto ao aeroporto. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um PT-19 taxia perto de destroços de um avião usado na simulação dos combates da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foi possível também fotografar modelos que posavam em frente as aeronaves, vestidos a caráter como se fossem da década de 1940. Todos valor arrecadado com a venda de ingressos e passes foi destinado para o Yankee Air Museum localizado junto ao aeroporto, que ficou bastante danificado num incêndio em 2004. Dentre as aeronaves do museu estão um B-52D, um caça F-101 Voodoo, um F-84 Thunderstreak, um F-4C Phantom II e um bombardeiro B-24, além da B-17 “Yankee Lady” que realizava voos de passeio durante o final de semana.

[nggallery id=17]

As caudas dos P-51 Mustangs presentes no evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A lista dos 13 aviões P-51 Mustangs presentes no Thunder Over Michigan 2012:

  • P-51B “Old Crow”
  • P-51C “Red Tail”
  • P-51D “Moonbean McSwine”
  • P-51D “Charlotte’s Chariot II”
  • P-51D “Baby Duck”
  • P-51D “Gunfighter”
  • P-51D “Misbavin”
  • P-51D “Red Nose”
  • P-51D “The Brat III”
  • P-51D “Big Beautiful Doll”
  • P-51D “Gentleman Jim”
  • P-51D “Old Crow”
  • A-36 Apache “Baby Carmen” (versão de ataque do P-51)

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,241FãsCurtir
340Inscritos+1
6,367SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,540InscritosInscrever
Anúncios