Tags Post com a tag "NASA"

Tag: NASA

VÍDEO CLÁSSICO: NASA e FAA testam acidente aéreo com um Boeing 707

0

Esse vídeo clássico abaixo não é para ser visto por quem tem medo de voar. O vídeo, filmado em 1984, mostra um acidente aéreo com um Boeing 707 controlado remotamente. Existem vários ângulos do teste, com os comentários do que aconteceu. O objetivo principal era de pesquisar a proteção dos materiais e a redução do fogo causado durante a queda.

O Boeing 707 remotamente controlado foi jogado contra o solo no meio do deserto, nas redondezas da base aérea de Edwards, na Califórnia.

Anúncios

Atlantis será lançada hoje para ISS. Assista aqui o lançamento

0
Atlantis preparada para o lançamento hoje, no Cabo Canaveral
Atlantis preparada para o lançamento hoje, no Cabo Canaveral

A Atlantis pode ser vista na base de lançamento 39a do Kennedy Space Center, da NASA, logo após ser preparada, no domingo, dia 15 de novembro de 2009, no Cabo Canaveral, Flórida. A Atlantis está programada para ser lançada hoje, dia 16, às 2:28pm horário local (17:28 horário de Brasília) na missão STS-129 para a International Space Station (ISS).

As condições meteorológicas são favoráveis em torno do Centro Espacial Kennedy, no sul da Flórida. Às 7h começou o abastecimento dos dois compartimentos no tanque exterior, de 14 andares de altura, com oxigênio e hidrogênio líquidos, os combustíveis do motor propulsor que levará a Atlantis em sua 31ª missão.

Ontem à tarde, foram armazenadas as bagagens pessoais dos seis astronautas, liderados por Charles Hobaugh. O piloto será Barry Wilmore, enquanto que o restante da tripulação é formado pelos especialistas para missão Robert Satcher, Mike Foreman, Randy Bresnik e Leland Melvin. Na volta um assento adicional acomodará o retorno à Terra de Nicole Scott, que permaneceu como engenheira de voo na ISS.

Este será o último lançamento das naves espaciais da NASA este ano e o penúltimo da Atlantis. Depois serão apenas mais 5 lançamentos:

• STS-130 Endeavour: montagem do módulo 3 e cúpula da ISS, no voo 20A. 04 de fevereiro de 2010
• STS-131 Discovery: Voo de montagem do múdulo Leonardo e logístico da ISS. 18 de março de 2010
• STS-132 Atlantis: voo 19A: Montagem do módulo 1 de mini pesquisas. Último voo previsto da Atlantis. 14 de maio de 2010
• STS-134 Endeavour: Voo de montagem dos módulos da ISS: ULF6, ELC 4, ROEU, Espectômetro Magnético Alpha. Último voo previsto da Endeavour. 29 de julho de 2010
• STS-133 Discovery: Voo para montagem dos módulos da ISS: ULF5, MPLM Leonardo, (que será definitivamente acoplado), ELC 3. Último voo previsto da Discovery. Final do programa de voo das Space Shuttle. 16 de setembro de 2010.

Fonte e Foto: NASA

Primeiro Global Hawk da NASA retoma os testes de voo

0
Global Hawk, da NASA
Global Hawk, da NASA

A Northrop Grumman retornou, com atraso no cronograma, os voos com a aeronave rádio controlada RQ-4A Global Hawk (UAV), preparado para altas altitudes e longa permanência no ar, da NASA, no final de outubro, chegando ao final de um período de 5 meses de testes na preparação para as operações reais.

Conduzido pelo Centro de Pesquisas de Voo de Dryden, da NASA, na Base Aérea de Edwards, na California, o dia 23 de outubro pavimentou o caminho para uma série de seis voos de observação da Terra, que serão feitos sobre a região do Ártico e sobre o Pacífico no início de 2010.

Global Hawk, da NASA
Global Hawk, da NASA

A Northrop informou que a aeronave 872 – um dos dois exemplares do conceito avançado de demonstração feito sobre o modelo original do Global Hawk, cedido pela U.S. Air Force, e que foram transferidos para NASA em 2007 – ficou no ar por quase 4 horas, sendo o primeiro voo desde maio de 2003.

Atividades aéreas incluem verificações nos motores do UAV, sistemas de controles de voo e equipamentos de comunicação, disse a Northrop. A companhia inicialmente esperava voar com a aeronave em maio, mas enfrentou uma série de atrasos durante as finalizações dos trabalhos feitos no equipamento de controle terrestre.

O Global Hawk será usado para apoiar as atividades de testes atmosféricos conduzidos pela NASA e pela US National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) a partir do início de 2010, com os veículos aéreos primeiramente sendo equipados com 11 novos instrumentos científicos.

Adicional ao suporte das missões de observação da Terra feitas pela NASA, os Global Hawks modificados estarão disponíveis para possíveis atividades da Northrop, como integração avançada dos UAVs no espaço aéreo norte-americano.

Fonte: NASA

HISTÓRIA: Nave X-38 se desprende de um B-52 da NASA em 1999

0
Momento em que o X-38 se desprende da nave-mãe NB-52 da NASA
Momento em que o X-38 se desprende da nave-mãe NB-52 da NASA

Na imagem acima, um dos três X-38 lifting bodies da NASA, demonstrador de tecnologia para Aeronaves para Retorno das Tripulações, e que voou no Centro de Pesquisa de Voo de Dryden, na Base Aérea de Edwards, na Califórnia, a exatos 10 anos atrás, e que acaba de receber uma “nova casa” no coração da América.

Nessa imagem feita durante os testes de voos em 1999, o veículo de pesquisa X-38 se desprende de uma nave-mãe NB-52, e foi captada no momento que o lifting body se desprendia do suporte na asa do NB-52. Mais de 30 anos atrás, a mesma aeronave B-52 lançava os primeiros modelos de aeronaves lifting bodies testados pela NASA e pela Força Aérea dos EUA (os Lifting Bodies eram uma espécie de aeronave, praticamente sem asas, usada para trazer as tripulações de volta para Terra no caso de emergências) no local que agora é chamado Dryden Flight Research Center e o Air Force Flight Test Center. Algumas das aeronaves dos primeiros voos a 30 anos atrás foram: Northrop HL-10 (1966), M2-F2 (1968), M2-F3 (1970), Martin-Marietta X-24 (1970).

O X-38 usava a mesma configuração externa do X-24A,incluindo uma bolha na parte de cima da fuselagem onde no X-24A havia um cockpit,embora o X-38 não o tivesse. Isso foi feito para ser possível usar ao máximo todos os dados de teste do X-24A. Uma diferença chave no X-38 era que ele não pousava sobre rodas numa pista. Ao invéz disso,o X-38 liberava um páraquedas retangular próximo ao solo e flutuava até o pouso. Esse método foi escolhido porque a NASA aprendera em seus anos de pesquisa com os lifting bodies que eles possuíam características de pouso inseguras.

O lifting body X-38 foi transferido na semana passada, no dia 28 de outubro, para o Johnson Space Center da NASA, em Houston, Texas, mais precisamente para o Strategic Air and Space Museum, localizado na Interstate 80 na saída de Ashland, Nebraska, cerca de 20 milhas sudeste de Omaha. O X-38 foi adicionado em um dos museus que possui uma das coleções de artefatos espaciais e outros veículos históricos que mais cresce nos Estados Unidos.

A mudança do segundo X-38 construído para o museu serve como uma conexão para lembrar que os veículos era lançados através do famoso B-52B “008”. O bombardeiro B-52 serviu como espinha dorsal do Comando Aéreo Estratégico da USAF durante a história do Comando.

Um pouco antes de ser cancelado, o programa do X-38 serviu de tecnologia para desenvolver a proposta de veículos que poderiam retornar para Terra, com mais de 7 membros da tripulação da Estação Espacial Internacional, em caso de emergência. Essas aeronaves poderiam ser transportadas para Estação Espacial no compartimento de carga dos Ônibus Espaciais e conectadas a Estação através de portas de acesso. Se ocorresse alguma emergência que forçasse a tripulação da ISS (International Space Station) deixar a estação, o X-38 poderia se desprender e retornar para Terra como as Space Shuttle, mas com a diferença que ele usaria uma espécie de paraquedas na aproximação e para pousar.

Fonte: NASA (Rudnei obrigado pela dica!)

Anúncios