Saab

Inicio Tags Nova Zelândia

Tag: Nova Zelândia

EUA aprovam venda de aeronaves de transporte C-130J para Nova Zelândia

4
A Nova Zelândia planeja adquirir cinco aeronaves de transporte C-130J Hercules. (Imagem ilustrativa)

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a possível venda de cinco aeronaves de transporte Lockheed Martin C-130J Hercules para a Nova Zelândia por um custo estimado de US$ 1,4 bilhão, anunciou a Agência de Cooperação em Segurança de Defesa (DSCA) na quarta-feira.

Anúncios

Cingapura abandona planos de implantar caças F-15SG na Nova Zelândia para treinamento

33
Planos para treinar pilotos de caças F-15SG na Nova Zelândia foram abandonados. (Imagem ilustrativa)

Cingapura abandonou planos de abrir um centro de treinamento de pilotos na Nova Zelândia, com o Ministério da Defesa (MINDEF) anunciando no dia 7 de janeiro que ambas as nações concluíram mutuamente que a proposta não seguirá adiante.

Nova Zelândia confirma compra de quatro aeronaves P-8A Poseidon

9
Nova Zelândia confirmou a compra de 4 aeronaves P-8A Poseidon.

O governo da Nova Zelândia concordou em comprar quatro aeronaves de patrulha marítima Boeing P-8A Poseidon do governo dos Estados Unidos.

Nova Zelândia mais próxima de adquirir aeronaves Boeing P-8 Poseidon

9
A Nova Zelândia pretende adquirir 4 novas aeronaves P-8A Poseidon. (Foto: U.S. Navy / Erik Hildebrandt)

O ministro da Defesa da Nova Zelândia, Ron Mark, está um passo mais perto de fazer a maior aquisição em defesa do país nos últimos anos, quando levará sua proposta para o Comitê de Administração e Despesa do Governo para comprar até quatro aviões de patrulha marítima Boeing P-8A Poseidon dos Estados Unidos.

Exercício da RSAF na Nova Zelândia foi interrompido por crise de combustível

5
Falta de combustível interrompe um exercício da RSAF na Nova Zelândia. (Foto: Stuff – Imagem ilustrativa)

Um exercício de treinamento de um mês de duração da Força Aérea da República de Singapura (RSAF) foi temporariamente interrompido por uma crise de combustível em Auckland, Nova Zelândia.

DSCA aprova venda de aviões P-8 Poseidon para a Nova Zelândia

1
Boeing P-8A Poseidon. (Imagem ilustrativa)

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a possível venda de quatro aeronaves de patrulha marítima Boeing P-8A Poseidon para a Nova Zelândia.

Frota de helicópteros NH90 da Nova Zelândia enfrenta restrições de voo

5
Frota de helicópteros NH90 da Nova Zelândia enfrenta restrições de voo. (Foto: RNZAF)

A frota de helicópteros de transporte militar NH90 da Nova Zelândia não pode voar sobre o mar, montanhas, ou até mesmo cidades devido à restrições de voo.

Japão está tentando vender aviões Kawasaki P-1 e C-2 à Nova Zelândia

9
Kawasaki C-2.

O Japão está em negociações com a Nova Zelândia para exportar seus aviões Kawasaki P-1 e C-2, com a esperança de vencer a concorrência dos EUA e da Europa para marcar seu primeiro contrato militar em larga escala.

Japão desdobra Kawasaki P-1 para Nova Zelândia

8
Aeronaves de patrulha Kawasaki P-1 taxiando na Nova Zelândia.
Aeronaves de patrulha Kawasaki P-1 taxiando na Nova Zelândia.

A Força Marítima Japonesa desdobrou suas aeronaves de patrulha marítima Kawasaki P1 para a Nova Zelândia.

KC-390 para a Nova Zelândia?

19

KC-390 em Gavião Peixoto, São Paulo, Foto – Sgt Batista, Força Aérea Brasileira (3)

A Embraer respondeu a um recente pedido de informação (RFI) da Nova Zelândia para uma Capacidade de Mobilidade Aérea Futura (FAMC), com uma oferta para cinco aeronaves de transporte multi-missão KC-390.

Helicóptero Seasprite da Força Aérea da Nova Zelândia realiza primeira missão embarcada

2
O helicóptero SH-2G(I) Seasprite da Real Força Aérea da Nova Zelândia durante sua primeira operação na semana passada. (Foto: RNZAF)
O helicóptero SH-2G(I) Seasprite da Real Força Aérea da Nova Zelândia durante sua primeira operação na semana passada, entregando suprimento nas Ilhas Kermadec. (Foto: RNZAF)

Um dos helicópteros Seasprite recentemente adquiridos pela Real Força Aérea da Nova Zelândia (RNZAF) realizou a sua primeira missão operacional com um navio de patrulha marítima, transportando pessoal do governo, cães e suprimentos para as Ilhas Kermadec.

Nova Zelândia vai modernizar seus aviões P-3 Orion

4
A Real Força Aérea da Nova Zelândia vai modernizar suas seis aeronaves P-3K2 Orion. (Foto: Forças de Defesa da Nova Zelândia)
A Real Força Aérea da Nova Zelândia vai modernizar suas seis aeronaves P-3K2 Orion. (Foto: Forças de Defesa da Nova Zelândia)

O ministro da Defesa da Nova Zelândia Gerry Brownlee informou hoje a assinatura de um contrato para modernizar as seis aeronaves de patrulha marítima P-3K2 Orion da Real Força Aérea da Nova Zelândia. O contrato está avaliado em US$ 26,2 milhões e o serviço será realizado pela norte americana Boeing.

RNZAF aposenta o CT-4E

23
CT-4E Airtrainer (Imagem: recreationalpilots.com.au)
CT-4E Airtrainer (Imagem: recreationalpilots.com.au)

A Real Força Aérea da Nova Zelândia (RNZAF – Royal New Zealand Air Force) retirou de serviço o treinador CT-4E. O avião será substituído pelo Beechcraft T-6C Texan II.

Nova Zelândia vai de Beechcraft T-6C

17

T-6A_Texan_IIA Nova Zelândia e a Beechcraft assinaram um contrato para substituir a aeronave Beech King Air por novas aeronaves de treinamento T-6.

IMAGEM: Air New Zealand adesiva um Boeing 777-300ER para promover o filme The Hobbit

6
O Boeing 777-300ER da Air New Zealand com a publicidade do filme The Hobbit. (Foto: Air New Zealand)

Um Boeing 777-300ER da Air New Zealand recebeu uma publicidade estampada na fuselagem para divulgação do filme The Hobbit: An Unexpected Journey. A aeronave fez uma escala no Aeroporto de Heathrow, em Londres, a caminho de Los Angeles e depois seguindo para Auckland, voltando então para Londres no dia 25 de novembro 2012. O avião fou utilizado para levar os atores e equipe ao longo do percurso para assistir a estréia do filme na Nova Zelândia, local usado pela equipa para grande parte das filmagens do novo filme do diretor Peter Jackson, o mesmo da Trilogia do Senhor dos Anéis.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Air New Zealand recebe seu primeiro ATR 72-600

0
O primeiro ATR 72-600 da Air New Zealand durante voo sobre Paris. (Foto: ATR)

A Air New Zealand recebeu hoje o seu primeiro avião ATR 72-600, que foi pintado todo numa chamativa cor preta, como parte do apoio da companhia aérea para o time nacional de rugby da Nova Zelândia, o “All Blacks“. A companhia aérea e a ATR anunciaram em outubro de 2011 um contrato para sete ATR 72-600 de 68 lugares, além de opções para outras cinco aeronaves, num acordo no valor de mais avaliado em US$ 270 milhões.

A entrega deste primeiro ATR 72-600 a Air New Zealand foi testemunhado pelo ex-jogador de rúgbi do All Blacks, Luke McAllister. As entregas dos sete ATR 72-600 do pedido firme deverão ser concluídas em 2016. Este primeiro ATR 72-600, configurado com 68 assentos, está programada para entrar em serviço no início de novembro, com um primeiro voo entre Christchurch e Wellington.

A nova aeronave apresenta o novo interior da cabine Armonia, com capacidade melhorada e maiores compartimentos internos de bagagens. A Air New Zealand tem atualmente uma frota de 11 aeronaves ATR 72-500 em serviço com sua subsidiária Mount Cook. A chegada da nova frota de ATR 72-600s vai elevar a frota de ATR da Mount Cook e vai permitir que a companhia possa expandir ainda mais suas operações domésticas com novos destinos e frequências. A companhia aérea também irá otimizar a oferta de assentos em mercados selecionados, substituindo tipos menores de aeronaves na sua rede regional.

A Air New Zealand vem operando aeronaves ATR por quase 20 anos desde o lançamento de seu primeiro ATR – um ATR 72-200 – em 1994. O CEO da Air New Zealand, Rob Fyfe, disse que o ATR 72-600 foi um marco significativo no compromisso contínuo da companhia para o crescimento de seus negócios chaves domésticos. “O pedido do ATR 72-600 potencialmente dobra o tamanho da frota de ATR da Air New Zealand e vai colocar dois milhões adicionais de assentos no mercado regional”, disse Fyfe.

A gerente geral da companhia aérea subsidiária da Air New Zealand, a Mount Cook, Sarah Williamson, disse: “A primeira nova aeronave entrará na frota da Mount Cook em meados de Novembro e ao longo do tempo essas novas adições à frota vão permitir que a companhia possa expandir ainda mais suas operações domésticas com o aumento da capacidade, frequência extra e para atender novos destinos.”

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Força Aérea da Nova Zelândia recebe mais dois helicópteros NH90

5
Uma aeronave de transporte An-124-100 da Volga-Dnepr foi usada para levar os dois helicópteros NH90, que chegaram em Ohakea no dia 1° de outubro. (Foto: Força Aérea da Nova Zelândia)

A Força Aérea de Nova Zelândia recebeu esta semana mais dois helicópteros NH90 que chegaram na Base de Ohakea, em Manawatu. Uma vez introduzidos em serviço, os helicópteros NH90 vão melhorar muito a capacidade da Força Aérea da Noza Zelândia de conduzir as operações militares, em situações de catástrofe, de busca e salvamento e outras com o uso de helicópteros.

“A Força Aérea da Nova Zelândia está passando por uma renovação completa de sua frota operacional, com a introdução de novas e atualizadas aeronaves, apoiadas por novos dispositivos avançados de formação. Os helicópteros NH90 são uma parte muito importante do nosso programa de atualização”, disse o vice-chefe da Força Aérea, o Air Commodore Kevin Short.

“Uma vez operacional, os NH90s estarão fornecendo apoio à Marinha Real da Nova Zelândia, ao Exército da Nova Zelândia e outros órgãos do Governo.”

Os helicópteros NH90 são fabricados pela empresa europeia NATO Helicopter Industries (NHI). No total, oito helicópteros NH-90 foram comprados. Os dois primeiros helicópteros chegaram a Nova Zelândia em dezembro de 2011, e os restantes quatro helicópteros vão ser progressivamente entregues até o final de 2013.

O vice-secretário de Defesa Des Ashton reconheceu os esforços da NHI de entregar a segunda parcela de helicópteros.

Todos os NH90s passarão por um programa de introdução rigoroso antes de entrar em serviço, garantindo que as suas capacidades sejam maximizadas enquanto a frota esteja progressivamente disponível para as operações militares. As tripulações aéreas e terrestres também realizaram programas de treinamento extensivo.

Os NH90s irão substituir os helicópteros Iroquois que estão em uso há mais de 40 anos.

Enhanced by Zemanta

Draken International compra oito jatos Douglas A-4K Skyhawks ex-Real Força Aérea Noza Zelândia

9
A Draken International adquiriu oito jato A-4K que eram da Real Força Aérea da Nova Zelândia. (Foto: Draken)

A empresa privada Draken Internacional assinou um acordo com o governo da Nova Zelândia para comprar os oito (8) McDonnell Douglas A-4K Skyhawk, bem como diversos outros equipamentos e acessórios. Esta operação bem-sucedida marca o fim de um grande capítulo na história da aviação Nova Zelândia e o início de uma grande base para Draken Internacional.

A Draken International já opera com jatos A-4L Skyhawk. (Foto: Draken)

A Draken, reconhecendo a crescente demanda da indústria de segurança privada, pretende operar as aeronaves em apoio as iniciativas de treinamento do Departamento de Defesa. A aeronave traz recursos exclusivos para a indústria de Contratos de Serviços Aéreos (CAS), com recursos como um radar APG-66, Heads-Up Display, HOTAS, Multi-Function Display e o bus 1553 padrão da OTAN.

A Draken também vai operar até 6 sistemas de reabastecimento em voo nos A-4, permitindo que a frota Draken possa fornecer trenamento de reabastecimento aéreo ou de apoio às outras aeronaves de sua frota equipadas com sonda. Dadas essas capacidades, os aviões serão capazes de proporcionar uma formação mais realista e um ambiente de simulação de ameaça para uma variedade de papéis, incluindo o combate ar-ar, ar-solo, busca, “Red-Air” JTAC/CAS, reabastecimento aéreo e outras missões conjuntas que exigem a mais recente tecnologia nas aeronaves.

O painel dos jatos A-4K permite um avanço nas capacidades de treinamento da Draken International.

O CEO da Draken Internacional Jared Isaacman afirma: “Essas aeronaves representam a evolução final e mais capaz da plataforma A-4 Skyhawk. Estamos todos muito confiantes na capacidade de apoio de longo prazo, nas capacidades de aviônicos e nas eficiências econômicas que essas aeronaves trarão para o Departamento de Defesa e para indústria global contratante de defesa.”

Além dos Douglas A-4K Skyhawk, a transação inclui mais de 20 motores de reposição, e um extenso inventário de peças sobressalentes, publicações, equipamentos de suporte de vida e aviônicos suficientes para suportar a frota pelas próximas décadas. Também estão incluídos os dois simuladores de vôo para treinamento de cabine e familiarização do sistema de ataque/navegação.

A Draken já recebeu a aprovação necessária do Departamento de Estado dos EUA e espera ter as aeronaves operacionais no primeiro trimestre de 2013.

A Draken International é uma fornecedora de contratos de serviços aéreos baseada no Aeroporto Regional Linder Lakeland, em Lakeland, Florida. A prestação de serviços aéreos estabelece um novo padrão no apoio de tarefas de adversários aéreos, treinamento de vôo, na simulação de ameaças, suporte de guerra eletrônica, reabastecimento aéreo, buscas, testes, bem como outras missões exclusivamente adequadas à sua frota de aeronaves, que conta com jatos A-4, MB339, MiG-21, L-39C, e outras aeronaves. O site da empresa pode ser acessado aqui.

Kaman confirma negociações de helicópteros SH-2G(I) Super Seasprite com a Nova Zelândia

5
A Kaman está ofercendo a mais nova versão de seu helicóptero de guerra marítima Super Seasprite. (Foto: Kaman)

A Kaman Corporation confirmou nessa quinta-feira que o Departamento de Estado dos EUA concedeu a autorização que permite que a empresa possa negociar uma possível venda de helicópteros SH-2G (I) Super Seasprite ao Governo da Nova Zelândia. A potencial venda inclui 11 helicópteros SH-2G (I), um simulador de vôo com movimento completo, ajuda de treinamento, inventário de peças sobressalentes, publicações e apoio desde a introdução no serviço e durante a vida operacional das aeronaves.

Membros do governo da Nova Zelândia vem trabalhando desde o ano passado para determinar a maneira mais eficaz de satisfazer as suas necessidades futuras de helicóptero marítimas e o Gabinete recentemente se dirigiu às autoridades de defesa para se envolver nas discussões com a Kaman.

O Kaman SH-2G (I) Super Seasprite é a última versão do helicóptero multi-missão marítimo e potencialmente deve substituir a existente frota no país de helicópteros SH-2G. Esses helicópteros melhoram significativamente as capacidades de asas rrotativas da Nova Zelândia com um desempenho excepcional e baixos custos operacionais. A Kaman continua a apoiar o objetivo do Ministério de estender a capacidade do helicóptero naval até 2025.

Tal como indicado no seu Plano de Capacidade de Defesa, essa capacidade seria para cumprir um papel vital nacional na prestação de alcance estendido, vigilância aérea e para fornecer uma capacidade de armas para as fragatas Anzac. Essas aeronaves também são capazes de operar a partir de navios de patrulha de alto mar, e do navios multimissão quando necessário.

As negociações sobre o programa potencial entre o Governo da Nova Zelândia e a Kaman está em processo e permanece confidencial. Nenhuma decisão de investimento foi feito pela Nova Zelândia, e neste momento a Kaman continua a trabalhar com outros potenciais clientes para a venda da aeronave.

Real Força Aérea da Nova Zelândia recebe seu primeiro helicóptero NH90

0
O primeiro helicóptero NH90 da Real Força Aérea da Nova Zelândia, chega na Base Aérea de Wellington, no dia 9 de março. (Foto: RNZAF)

O Ministro de Defesa da Nova Zelândia (RNZAF), Jonathan Coleman, recebeu oficialmente o primeiro helicóptero médio multimissão NH90 para a Real Força Aérea da Nova Zelândia, num evento realizado em Wellington, no dia 9 de março.

Os helicópteros NH90 serão os mais avançados e capazes helicópteros que a Força Aérea já teve “, disse ele. “Eles vão melhorar consideravelmente a capacidade da Força de Defesa da Nova Zelândia (NZDF) para conduzir operações militares, contra-terrorismo, socorro a desastres, busca e salvamento, entre outras. Este marco demonstra que estamos cumprindo o plano estabelecido no Livro Branco de Defesa. Como as forças de defesa em todo o mundo, estamos repriorizando nossos recursos para fornecer uma capacidade atualizada para a Força de Defesa no século 21. O NH90 é um excelente exemplo do processo de modernização até agora.”

No total, oito helicópteros NH90s foram adquiridos para operações, com uma adicional adquirida para peças. Os dois primeiros desses novos helicópteros estão prontos para o treinamento. Eles irão, eventualmente, substituir a frota de 12 helicópteros Iroquois, que têm sido utilizados há mais de 40 anos.

Cavok nas redes sociais

62,400FãsCurtir
340Inscritos+1
6,426SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios