Saab

Inicio Tags OA-X

Tag: OA-X

USAF acelera entrada em combate da nova aeronave de ataque leve

14
O Embraer EMB 314 (A-29) Super Tucanovoa sobre White Sands Missile Range, próximo da Base Aérea de Holloman, Novo México. (Foto: U.S. Air Force / Ethan D. Wagner)

A Força Aérea dos EUA (USAF) entrou na próxima fase no desenvolvimento de uma nova aeronave de ataque leve (OA-X) pronta para o combate e projetada para manobrar perto do solo, apoiar operações de combate terrestres e operar de perto com aliados dos EUA em um cenário de guerra irregular. O serviço agora está entrando na fase de propostas para sua nova aeronave, projetada para levar a um contrato de produção até o próximo ano.

Anúncios

OA-X: USAF emite rascunho de proposta de aquisição para aeronaves de ataque leve

3
Sierra Nevada / Embraer A-29 Super Tucano.

A Força Aérea dos EUA compartilhou um rascunho da solicitação de proposta (RfP) para a aeronave de ataque leve com a Sierra Nevada / Embraer e a Textron Aviation após a conclusão da segunda fase do Experimento de Aeronaves de Ataque Leve (OA-X).

FARNBOROUGH: Visando o OA-X, Aero e IAI apresentam o F/A-259 Striker

6
Concepção artística do F/A-259 Striker com algumas capacidades de interceptação que a Israeli Aerospace concordou em desenvolver em conjunto com a Aero Vodochody. (Foto: Aero)

A Aero, maior fabricante de aeronaves tcheca, e a Israel Aerospace Industries, líder mundial em tecnologias de sistemas de defesa, lançaram oficialmente no Farnborough Air Show uma nova versão da aeronave de combate leve econômica e comprovada em combate. O F/A-259 Striker é uma aeronave multifuncional para suporte aéreo aproximado, operações de contra-insurgência e patrulhamento de fronteiras com capacidade de interceptação.

USAF cancela experimento OA-X, mas quer comprar uma aeronave de ataque leve

5
A USAF cancelou o experimento OA-X, mas ainda pretende adquirir uma aeronave de ataque leve. (Foto: Built for the Mission / Sierra Nevada Corp.)

A Força Aérea dos EUA (USAF) anunciou oficialmente hoje que o experimento de aeronaves de ataque leve (OA-X) foi cancelado, mas que uma avaliação para compra das aeronaves pela USAF ainda será feita. A decisão foi tomada dias após a morte de um piloto da Marinha dos EUA durante a queda de uma aeronave Sierra Nevada/Embraer A-29B Super Tucano na área de White Sands, Novo México, no dia 22 de junho.

Marinha dos EUA divulga identidade do piloto que morreu na queda do A-29 Super Tucano

6
O A-29 Super Tucano é preparado para um voo na Base Aérea de Holloman, NM.

Na manhã deste domingo (24/06), a Marinha dos EUA divulgou a identidade do piloto que acabou falecendo no acidente ocorrido na sexta-feira com uma aeronave turboélice A-29 Super Tucano, durante voo de avaliação no experimento da USAF chamado de OA-X.

Aero Vodochody e IAI oferecem renovado L-159 para necessidade OA-X da USAF

11
Jatos L-159 durante decolagem. (Foto: Aero)

A fabricante aeronáutica checa Aero Vodochody e a nova parceira Israel Aerospace Industries (IAI), de maneira tardia, decidiu entrar na concorrência para seleção do Programa de Apoio Aéreo Aproximado OA-X da Força Aérea dos EUA, com uma versão avançada do jato L-159 que, segundo os parceiros, teria as entregas começando em 2020.

EUA também querem aeronaves de ataque leve para seus fuzileiros navais

10
Um Embraer A-29 (EMB-314) Super Tucano voa sobre White Sands Missile Range. (Foto: U.S. Air Force / Ethan D. Wagner)

O Comitê de Serviços Armados do Senado (SASC) norte americano reservou milhões para aeronaves de ataque leve, mas desta vez não apenas para a Força Aérea dos EUA.

USAF considera acelerar compra das aeronaves OA-X para 2019

10
Aeronave Embraer / Sierra Nevada A-29 Super Tucano, durante testes na Base Aérea de Holloman, NM.

A secretária da Força Aérea dos EUA, Heather Wilson, pode pedir ao Congresso que reajuste os fundos para o programa de aeronaves de ataque leve este ano, um movimento que aceleraria a compra do avião pelo departamento em um ano, em 2019.

Aeronaves de ataque leve superam as expectativas de oficiais da USAF

4
A aeronave Embraer/Sierra Nevada A-29 Super Tucano durante demonstração na Base Aérea de Holloman, Novo México.

O Experimento de Aeronave de Ataque Leve (Light Attack Experiment) que aconteceu em agosto na Base da Força Aérea de Holloman, no deserto do Novo México, “superou minhas mais loucas expectativas de sucesso”, disse o oficial de projeto junto ao Comando de Combate Aéreo da Força Aérea dos EUA (USAF), o Coronel Mike Pietrucha, “e eu normalmente não sou uma fonte de empolgação”.

USAF se prepara para mandar dois aviões de ataque leve para testes em combate

10

Um Embraer A-29 (EMB-314) Super Tucano voa sobre White Sands Missile Range. (Foto: U.S. Air Force / Ethan D. Wagner)

A Força Aérea dos Estados Unidos está avançando com os preparativos para levar duas aeronaves turboélices de ataque leve à disposição para lutar contra terroristas no próximo ano, incluindo o A-29 Super Tucano da Embraer.

OA-X: Um novo modo da USAF negociar

4
O A-29 Super Tucano da Embraer e Sierra Nevada durante avaliação na Base Aérea de Holloman, Novo México. (Foto: U.S. Air Force / Ethan D. Wagner)

No dia 8 de março de 2017, o chefe da Força Aérea dos EUA, o general David L. Goldfein, emitiu um memorando afirmando que o Escritório de Planejamento de Desenvolvimento Estratégico e Avaliação (SDPE – Strategic Development Planning and Experimentation) da Força Aérea dos EUA, na Base Aérea de Wright-Patterson, lideraria uma campanha direcionada à capacidade de ataque leve da USAF. Apenas cinco meses depois, o escritório SDPE, juntamente com representantes do Comando de Combate Aéreo (ACC), do Comando de Materiais da Força Aérea, do Comando de Operações Especiais da Força Aérea (AFSOC) e do Comando de Treinamento Aéreo (AETC) estão no solo e nos céus sobre a Base da Força Aérea de Holloman, no Novo México, realizando a avaliação das aeronaves de ataque leve.

OA-X: Após demonstrações nos EUA aeronaves serão testadas em combate no Oriente Médio

8
O Embraer EMB 314 Super Tucano (A-29) durante participação no experimento OA-X na Base Aérea de Holloman, Novo México. (Foto: U.S. Air Force / Ethan D. Wagner)

Este mês, três equipes da indústria fornecerão quatro diferentes aeronaves de ataque leve aos pilotos da Força Aérea dos EUA para uma série de demonstrações de voo para testar quão bem as aeronaves podem atacar alvos no solo enquanto operam em ambientes quentes e desérticos. Aqueles que demonstrarem sua capacidade vão avançar até a próxima fase do experimento: uma demonstração de combate no Oriente Médio.

Scorpion para a Arábia Saudita?

1
Poderia o Scorpion ser vendido à Arábia Saudita? (Foto: Textron Aviation)

A Arábia Saudita está considerando adquirir aviões de ataque leve Textron AirLand Scorpion, com discussões iniciais em andamento.

OA-X: Sierra Nevada inicia treinamento de pilotos da USAF no A-29

21
Pilotos da USAF iniciaram o treinamento de voo na aeronave A-29 Super Tucano, que será avaliada na Base Aérea de Holloman, Novo México. (Foto: USAF)

A Sierra Nevada Corporation (SNC) está começando a treinar os pilotos da Força Aérea dos EUA (USAF) no A-29 Super Tucano, que participarão da próxima avaliação de aeronaves de ataque leve / observação OA-X junto a USAF.

Embraer e SNC intensificam campanha do A-29 Super Tucano para o programa OA-X

6
Em recente imagem divulgada pela Embraer, o A-29 Super Tucano aparece com novo padrão de camuflagem, no momento que inicia a fase de avaliação das aeronaves do programa OA-X da USAF. (Foto: Embraer)

A Sierra Nevada Corp e a Embraer estão promovendo o pedigree americano do A-29 Super Tucano antes de uma demonstração de voo que poderia abrir caminho para uma competição com a Textron baseada em Wichita, Kansas, de vendas potenciais para a Força Aérea dos EUA (USAF).

Comitê do Senado dos EUA aprova US$1,2 bi para USAF iniciar avaliação OA-X

1
A Embraer participará do OA-X da USAF com o A-29 Super Tucano, em parceria com a Sierra Nevada. (Foto: Embraer)

Se a Força Aérea dos Estados Unidos determinar que precisa de uma aeronave de ataque leve OA-X neste trimestre, ela encontrará forte apoio no Comitê de Serviços Armados do Senado (SASC), que já autorizou US$ 1,2 bilhão para começar a comprar os novos aviões.

USAF convida aeronaves AT-6 e Scorpion para competir com o A-29 na avaliação OA-X

4
O jato Scorpion e o turboélice AT-6 participarão da avaliação na competição OA-X da USAF.

A Textron Aviation confirmou que a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) convidou os aviões AT-6 Wolverine e Scorpion para competirem juntamente com o turboélice Sierra Nevada/Embraer A-29 Super Tucano em uma demonstração de capacidade de apoio aéreo em agosto, chamado de Light Attack Experiment.

Sierra Nevada e Embraer participarão de avaliação no programa OA-X da USAF com o A-29 Super Tucano

9
A aeronave A-29 Super Tucano será avaliada pela USAF no programa de aeronave de ataque leve OA-X. (Foto: Neil Dunridge / SNC)

A Embraer, em conjunto com seu parceiro Sierra Nevada Corporation, foi convidada a participar da Avaliação de Capacidade de Plataformas de Ataque Leve da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF). A Embraer e a SNC participarão da avaliação, conhecida como OA-X, com o A-29 Super Tucano, único avião de apoio aéreo tático (LAS) do mundo a obter um Certificado de Tipo Militar da USAF. A avaliação OA-X começa em julho, na Base Aérea de Holloman, no Novo México (EUA).

Textron vai oferecer o Scorpion e AT-6 para o programa OA-X da USAF

0
A Textron vai oferecer à USAF o Scorpion e AT-6.(Foto: Textron Aviation)

A Textron Aviation está promovendo tanto o jato Scorpion quanto o beechcraft AT-6 para a Força Aérea dos EUA para seu programa de demonstração de ataque leve OA-X.

USAF convida formalmente a indústria para o programa OA-X

15
A aeronave A-29 Super Tucano, que deve ser uma das aeronaves avaliadas pela USAF para o programa OA-X. (Foto: Sgt. Manfrim / Agência Força Aérea)

No dia 17 de março, a Força Aérea dos EUA lançou na indústria um “convite para participar” de uma nova avaliação de aeronaves de ataque, chamada de “OA-X”. Segundo relatos de membros do serviço, têm se falado especificamente sobre um requisito para aquisição de 200 a 300 aeronaves OA-X dentro de um ano a partir de agora, disparado inicialmente pela necessidade de compensar o pessimismo em torno da retirada de operação do A-10C Thunderbolt II.

Cavok nas redes sociais

62,328FãsCurtir
340Inscritos+1
6,376SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,560InscritosInscrever
Anúncios