Saab

Inicio Tags Shows aereos

Tag: shows aereos

ESPECIAL: Show Aéreo do 65º Aniversário da Força Aérea de Portugal

2
Jatos Alphajets da Força Aérea Portuguesa durante demonstração em voo no show aéreo que comemorou os 65 anos da FAP, em Castelo Branco. (Foto: Filipe Barros / Cavok)

A Força Aérea Portuguesa (FAP) comemora este ano o seu 65º aniversário, e um belo show aéreo foi realizado no dia 2 de julho na cidade de Castelo Branco com o tema “65 Anos a Servir Portugal e os Portugueses”. O Festival Aéreo organizado pela FAP permitiu que os moradores do interior de Portugal tivessem a oportunidade de ver de perto os meios e homens que zelam pelo espaço aéreo português. Um dos destaques ficou por conta do KC-390 da Embraer, que fez uma aparição mais que especial em solo português.

Anúncios

Saiba como foi o Miramar Air Show 2016, a “Fightertown” pelas lentes do Cavok

6
O Esquadrão de Demonstração Aérea da Marinha dos EUA, os Blue Angels, com suas aeronaves F/A-18 Hornets, um dos destaques do Miramar Air Show 2016, na California. (Foto: Bernardo Malfitano Cavok)
O Esquadrão de Demonstração Aérea da Marinha dos EUA, os Blue Angels, com suas aeronaves F/A-18 Hornets, um dos destaques do Miramar Air Show 2016, na California. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)

Localizada na fronteira com o México, no canto mais tropical da Califórnia, San Diego é conhecida como “America’s Finest City”. Estivemos na bela cidade no Sul da California para acompanhar mais um importante show aéreo, o Miramar Air Show 2016. Saiba tudo o que aconteceu pelas lentes do Cavok, na base mundialmente conhecida como “Fightertown”.

SHOW AÉREO: Abbotsford Airshow 2016, Canadá

4

A equipe de demonstração das Forças Armadas do Canadá, os Snowbirds, uma apresentação sempre muito aguardada pelo público canadense. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)
A equipe de demonstração das Forças Armadas do Canadá, os Snowbirds, uma apresentação sempre muito aguardada pelo público canadense. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)
Desde 1962, o tradicional Abbotsford Airshow reúne no Canadá o que há de mais interessante na indústria aeronáutica. O evento, que esse ano foi do dia 12 ao dia 14 de agosto, incluiu caças supersônicos, enormes aviões cargueiros, biplanos históricos, paraquedistas, helicópteros modernos, jatos comerciais, monomotores de todos os tipos, hidroaviões, aeronaves militares usadas para patrulha ou treinamento… e, é claro, equipes de demonstração aérea realizando incríveis acrobacias.

AIRVENTURE: Resultados de mais um sucesso de show aéreo

1
O Esquadrão de Demonstração Aérea das Forças Armadas Canadense, os Snowbirds, realizaram uma belíssima apresentação no AirVenture 2016. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
O Esquadrão de Demonstração Aérea das Forças Armadas Canadense, os Snowbirds, realizaram uma belíssima apresentação no AirVenture 2016. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

O AirVenture 2016 terminou no último dia de julho, e como todo anos anteriores, foi um sucesso, onde foram celebrados diversos aniversários de fabricantes, aeronaves icônicas e feitos da aviação. Foram mais de 563 mil pessoas e 10 mil aeronaves que passaram pelo solo do Wittman Regional Airport em Oshkosh, com aeronaves comparecendo pela primeira vez no maior espetáculo de aviação do mundo.

NHONHO AIR SHOW: Coreia do Norte organiza seu primeiro Show Aéreo

64

Coreia do Norte organiza seu primeiro Show Aéreo

A República Popular Democrática da Coreia, ou simplesmente Coreia do Norte, um dos países mais repressivos e paranoicos em todo mundo, está organizando seu primeiro Show Aéreo. O Wonsan Air Festival será realizado de 24 a 26 de setembro no Aeroporto Internacional de Kalma, na cidade portuária de Wonsan, e contará com a exibição de aeronaves civis e militares em operação no país.

AirVenture 2015 | Oshkosh, WI (EUA) – Parte 1

18
O Airbus A350XWB decola para sua apresentação no AirVenture 2015. (Foto: Fernando Valduga / Cavok Brasil)
O Airbus A350XWB decola para sua apresentação no AirVenture 2015. (Foto: Fernando Valduga / Cavok Brasil)

A pacata cidade de Oshkosh, situada ao norte de Milwaukee, no estado de Wisconsin, celebrou mais uma vez o tradicional AirVenture, a convenção anual da EAA (Experimental Aircraft Association), entre os dias 21 e 26 de julho. Este ano, as mais modernas aeronaves militares e civis, como o F-35, F-22 e A350 estiveram presentes na cidade à beira do belíssimo lago Winnebago, e contrastaram com as mais emblemáticas aeronaves de combate do mundo, como as três fortalezas voadoras da Boeing: B-17, B-29 e pela primeira vez na exposição estática o B-52. O Cavok Brasil esteve presente, e vai apresentar em capítulos o que de mais importante ocorreu no céu e no solo da meca da aviação experimental.

SHOW AÉREO: Abbotsford Airshow 2013 – Canadá

1
A principal atração do Abbotsford Airhsow 2013, os Snowbirds. (Foto: Bernanrdo Malfitano / Cavok)
A principal atração do Abbotsford Airhsow 2013, os Snowbirds. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)

abbotsfordairshow2013_logoUma vez por ano, o aeroporto de Abbotsford – há 70km de Vancouver – sedia o maior airshow do Canadá. Em 2013, entre os dias 9 e 11 de agosto, o evento reuniu diversas aeronaves de várias gerações – biplanos, caças modernos, helicópteros, grandes aviões cargueiros, e pequenos aviões acrobáticos. Acompanhe aqui no Cavok Brasil mais uma cobertura exclusiva de um dos maiores shows aéreos do mundo.

SHOW AÉREO: Aviation Nation 2012 – Base Aérea de Nellis, Nevada (EUA)

9
O show aéreo Aviation Nation na Base Aérea de Nellis contou com a presença de várias aeronaves militares, incluindo o F-22 Raptor. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O show aéreo Aviation Nation na Base Aérea de Nellis contou com a presença de várias aeronaves militares, incluindo o F-22 Raptor. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A Base Aérea de Nellis, em Nevada, realizou nos dias 10 e 11 de novembro o seu tradicional show aéreo Aviation Nation, ocorrido juntamente ao final de semana do Dia dos Veteranos. O evento celebrou 71 anos do poder aéreo em Las Vegas, e foi palco das melhores apresentações de aeronaves militares da USAF, incluindo a última apresentação do ano do F-22 Raptor e também do esquadrão de demonstração Thunderbirds, para um público estimado em mais de 100 mil pessoas nos dois dias.

O evento foi realizado no Dia do Veterano nos EUA.
O evento foi realizado no Dia do Veterano nos EUA.
Mais de 100 mil pessoas compareceram no Aviation Nation 2012 em Nellis. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Mais de 100 mil pessoas compareceram no Aviation Nation 2012 em Nellis. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A Base Aérea de Nellis está localizada na cidade de Las Vegas, que pode ser vista ao fundo.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A Base Aérea de Nellis está localizada na cidade de Las Vegas, que pode ser vista ao fundo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Como no início do ano o Comando de Combate Aéreo (ACC) cortou a verba para maioria das equipes de demonstração da USAF, Nellis foi o local para poder ver os principais jatos de combate dos EUA demonstrando todas suas capacidades, incluindo passagens com lançamentos de flares. De brinde, ainda foi possível ver apresentações de aeronaves militares antigas e de aviões acrobáticos civis.

Um paraquedista da equipe Wings of Blue da Academia da Força Aérea dos EUA.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um paraquedista da equipe Wings of Blue da Academia da Força Aérea dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G5941_edited-1

D85G4419_edited-1

548890_10151164530923422_795281003_n

D85G5763_edited-1

Na encenação da Guerra da Coreia, participaram aeronaves F-86, Yak-9, P-51D e F8F Bearcat.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Na encenação da Guerra da Coreia, participaram aeronaves F-86, Yak-9, P-51D e F8F Bearcat. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Greg Colyer a bordo do T-33 "Ace Maker".  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Greg Colyer a bordo do T-33 “Ace Maker”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo começou na metade da manhã com a equipe de paraquedistas Wings of Blue da Academia da Força Aérea dos EUA, quando os membros da equipe desceram com as bandeiras das forças armadas e a bandeira dos EUA. As apresentações em voo começaram com uma reencenação da batalha aérea da Guerra da Coréia, com um AT-6, dois Mustangs, um Bearcat, um Yak-9 e um jato T-33, que realizavam várias passagens baixas, acompanhadas de pirotecnia ao lado da pista. Após a encenação, Greg “Wired” Colyer realizou sua demonstração acrobática com o T-33 Shooting Star “Ace Maker”.

Os "Desert Rats" e seus Nanchangs CJ-6.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os “Desert Rats” e seus Nanchangs CJ-6. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

486349_10151165808783422_1985001072_n

Clay Lace demonstrou toda habilidade com um Learjet.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Clay Lace demonstrou toda habilidade com um Learjet. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Chuck Coleman e seu Extra 300L.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Chuck Coleman e seu Extra 300L. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

F25A3651_edited-1

148429_10151163210543422_1080463321_n

Os F-86 Sabre da equipe Horsemen.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os F-86 Sabre da equipe Horsemen. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Os “Desert Rats” então fizeram várias manobras com seus quatro Nanchang CJ-6s, realizando diversas formações durante as passagens. Clay Lace fez um belo show com seu Learjet e Chuck Coleman finalizou a parte de acrobacias com seu Extra 300. A equipe Horsemen subiu então ao céu com suas aeronaves. Tendo iniciado suas performances há mais de 10 anos com apenas um P-51 Mustang, e hoje conta com outras aeronaves como F8F Bearcats, F4U Corsairs, e P-38 Lightnings. Logo após, três jatos F-86 Sabres voaram em formação fechada numa série de loopings e tounneaus. Steve Hinton liderou a formação, com Dan Friedkin e Ed Shipley nas alas.

O C-130 Hercules da Guarda Aérea do Missouri. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-130 Hercules da Guarda Aérea do Missouri. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G4625_edited-1

F25A3943_edited-1

F25A3928_edited-1

Demonstração do poderoso bombardeiro B-1B Lancer da Base Aérea de Dyess. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração do poderoso bombardeiro B-1B Lancer da Base Aérea de Dyess. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A passagem final do B-1 com a explosão. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A passagem final do B-1 com a explosão. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foi então a vez das apresentações militares, que começou com um C-130 Hercules da Guarda Aérea Nacional do Missouri que lançou paraquedistas do esquadrão 820º Rapid Engineer Deployable Heavy Operational Repair Squadron Engineers (RED HORSE), que fornece uma capacidade aérea móvel de construção e reparação, que esteve também presente com o equipamento terrestre na exposição estática. Na sequência, um bombardeiro B-1B Lancer da Base Aérea de Dyess então decolou e realizou várias passagens que demonstram a sua asa de geometria variável, finalizando com um voo rasante de alta velocidade acompanhado de uma parede de fogo explodindo no solo.

F25A4092_edited-1

F25A3763_edited-1

F25A4066_edited-1

D85G6618_edited-1

D85G4500_edited-1

530819_10151164532013422_1255381254_n

 

305581_10151164532028422_935276073_n

230044_10151164534178422_208383659_n

69439_10151165808863422_967508803_n

Simulação de combate com caças F-15C Eagle e F-16C com padrão de camuflagem "Aggressor".  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Simulação de combate com caças F-15C/D Eagle e F-16C com padrão de camuflagem “Aggressor”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Logo após o pouso do B-1, dois F-16 com camuflagem “Aggressor”, da Base Aérea de Eielson, Alaska, realizaram um ataque simulado na base, e para “deter o inimigo”, dois F-15C Eagles imediatamente foram acionados e decolaram com pós-combustão para interceptar os dois F-16. Numa das passagens, um F-15C fez uma curva rápida e lançou flares como contramedidas, numa demonstração de combate ar-ar. As aeronaves F-16 e F-15 fazem parte da 57ª Ala de Caça, parte do Centro de Guerra da USAF, sediado na Base Aérea de Nellis, “Casa do Piloto de Caça”.

D85G7466

D85G6693_edited-1

D85G6673_edited-1

550711_10151164531583422_2104946396_n

553917_10151164531853422_1998547401_n

536627_10151163209988422_89483510_n

404998_10151163210093422_1270253599_n

394042_10151163209448422_1873428968_n

Demonstração da capacidade de ataque da Força Aérea dos EUA, com caças F-15E, F-16C e os aviões A-10.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração da capacidade de ataque da Força Aérea dos EUA, com caças F-15E, F-16C e os aviões A-10. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração do helicóptero CSAR HH-60 Pave Hawk da USAF.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração do helicóptero CSAR HH-60 Pave Hawk da USAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Uma demonstração igualmente impressionante foi a de capacidade de ataque de pares de jatos de ataque A-10 Thunderbolt, F-16C Fighting Falcons e F-15E Strike Eagles. As aeronaves realizaram várias passagens, carregados com bombas e mísseis, e com ajuda de pirotecnia, foi possível simular os ataques das aeronaves da USAF. Juntamente com as demonstrações de ataque, um helicóptero HH-60 Pave Hawk demonstrou a capacidade de Busca e Resgate em Combat (CSAR). Após todas aeronaves de caça e o helicóptero passarem na frente do público, elas pousaram dando lugar ao caça mais avançado da USAF, o caça F-22 da equipe F-22A Raptor Tactical Demonstration.

D85G6952_edited-1

D85G6878_edited-1

D85G6836_edited-1

603895_10151164535138422_1846152711_n

550797_10151164535313422_1350207899_n

547059_10151164532108422_1098350205_n

535534_10151164532438422_719952643_n

A sempre impressionante apresentação do F-22A Raptor da USAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A sempre impressionante apresentação do F-22A Raptor da USAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

542712_10151163210243422_264235729_n

O Major "Schadow" recebe o banho de água de sua esposa e filhos.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Major Henry “Schadow” Schantz recebe o banho de água de sua esposa e filhos. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G8139

O Heritage Flight com o F-22 Raptor, dois F-86 Sabre e um P-51D Mustang.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Heritage Flight com o F-22 Raptor, dois F-86 Sabre e um P-51D Mustang. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo da Base Aérea de Nellis foi o último para o Major Henry “Schadow” Schantz como piloto de demonstração do F-22 Raptor. A aeronave permaneceu quase que toda apresentação com o pós-combustor acionado, incluindo nas manobras mais lentas. O major “Schadow” aproveitou o show em Nellis para demonstrar toda capacidade de manobra do F-22, realizando uma apresentação impressionante. Logo após sua demonstração, ele entrou em formação com o P-51D Mustang “Wee Willy II” e dois dos F-86 Sabres para o Heritage Flight. Após encerrar o voo no domingo, o Major Schantz recebeu um banho d’água por sua esposa e filhos, e um banho de espumante por seus companheiros de equipe.

23878_10151163209698422_1068639997_n

67855_10151163209713422_1598287484_n

485136_10151165809118422_913023617_n

546863_10151165809053422_1293671346_n

D85G8345

D85G8585

A última apresentação dos Thunderbirds na temporada 2012.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A última apresentação dos Thunderbirds na temporada 2012. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foi a vez do último show do dia, e também a última apresentação da temporada 2012 dos Thunderbirds com seus F-16. O voo no final da tarde foi um cenário perfeito para a despedida do esquadrão dos pilotos de demonstração #2 Capitão Ryan Riley, #4 Major Nicholas Holmes e #5 Major JR Williams. Com o sol se pondo, os caças F-16 pousaram e marcaram a última cobertura de um show aéreo pelo Cavok.

IMG_4796

IMG_3219

F25A2981

15083_10151164532533422_925111937_n

D85G4278

533881_10151164535863422_1099914577_n

Algumas das aeronaves presentes na exposição estática em Nellis, incluindo os helicópteros britãnicos Lynx e Merlin.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Algumas das aeronaves presentes na exposição estática em Nellis, incluindo os helicópteros britãnicos Lynx e Merlin. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Mais de 100 aeronaves estavam na área estática, incluindo as aeronaves da força aérea C-5 Galaxy (Guarda Aérea Nacional da Virginia), KC-10 Extender da Base Aérea de Travis, KC-135 Stratotanker da Base Aérea Conjunta de Andrews, RC-135 Rivet Joint da Base Aérea de Offutt, C-130J Hercules da Base Aérea de Little Rock, E-3 Sentry AWACS da Base Aérea de Tinker, C-17 Globemaster III da Base Aérea Conjunta de Lewis-McChord, B-52H Stratofortress da Base Aérea de Minot, B-1B Lancer da Base Aérea de Dyess, QF-4E Phantom II da Base Aérea de Holloman. A Marinha dos EUA levou um E-6B Mercury TACAMO e a Guarda Costeira compareceu com um helicóptero MH-60T Jayhawk, e também foi possível ver helicópteros Westland Lynx do exército real britânico e AW101 Merlin da Real Força Aérea britânica (RAF).

182500_10151164535818422_1593779966_n
Um jato A-4L Skyhawk usado para treinamento Agressor em Nellis. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

10511_10151163209818422_2012896245_n

216288_10151163209898422_1389135525_n

Várias aeronaves de esquadrões em Nellis também foram expostas para o público.  (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Várias aeronaves de esquadrões em Nellis também foram expostas para o público. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Dentre as aeronaves da Base Aérea de Nellis, estavam expostas estavam as aeronaves não tripuladas MQ-1 Predator e MQ-9 Reaper, helicópteros HH-60 Pave Hawk, aeronaves de combate F-15E Strike Eagle, A-10C Thunderbolt II, F-15C Eagle, F-16C Fighting Falcon e F-22A Raptor, além de outras aeronaves do inventário da USAF como os treinadores T-1A Jayhawk, T-6A Texan II, T-41 Mescalero e T-53A. A empresa civil Draken International estava presente e dois jatos A-4L Skyhawk usados como aeronaves agressoras estavam posicionados em hangaretes.

[nggallery id=30]

D85G7799Com essa postagem, encerramos as atividades em 2013. Obrigado pela companhia de todos nesse ano. Um ótimo 2013 para todos.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Blue Angels Homecoming Air Show – Pensacola NAS, Florida (EUA)

4
A festa serviu para dar receber de volta para casa o esquadrão Blue Angels da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A festa na Estação Naval de Pesacola serviu para receber de volta para casa o esquadrão Blue Angels da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A equipe de demonstração da Marinha dos EUA, os Blue Angels, realizaram sua demonstração final da temporada 2012, num show aéreo nos dias 3 e 4 de novembro, na Estaçao Naval de Pensacola, na Flórida. Depois de 69 shows desde março, eles retornaram para sua sede, antes de partir para a Estação Naval de El Centro nos meses de inverno, onde eles vão se preparar para a temporada de 2013. Este foi também a última apresentação para o líder do esquadrão, o capitão Greg McWherter que voa o F-18 Hornet número 1. Durante o final de semana do show aéreo, no Museu da Aviação Naval foi realizada a Cerimônia de Troca de Comando dos Blue Angels, e agora o esquadrão tem o comandante Thomas Frosch como novo líder.

Os treinadores da Marinha dos EUA visto no pátio da Pensacola NAS. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os treinadores da Marinha dos EUA visto no pátio da Pensacola NAS. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Roger Buis e seu helicóptero Scheizer SC-300 "Otto". (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Roger Buis e seu helicóptero Schweizer 300C “Otto”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Boeing PT-17 Stearman. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Boeing Stearman. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Diferentemente da maioria dos outros shows aéreos, este foi realizado na sexta-feira e sábado. Durante os dois dias, mais de 170 mil pessoas estiveram presente. O show começou com um desfile de aeronaves de treinamento. A Marinha dos EUA voou com suas aeronaves T-6A, T-39 e T-45. A Força Aérea (USAF) demonstrou em voo o jato T-1A e turboélice T-6A. Em seguida, veio “Otto”, um helicóptero Schweizer 300C pilotado por Roger Buis, numa apresentação muito apreciada tanto por jovens como por mais velhos. Representando uma antiga época da Marinha dos EUA, dois Boeing Stearmans, um PT-17 e um N2S voaram em formação.

Bill Leaf com seu T-6 prateado. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Bill Leaf com seu T-6 prateado. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Jan Colmer e seu Extra 300L. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Jan Colmer e seu Extra 300L. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
John Klatt e seu MXS com as cores da Guarda Aérea Nacional do Exército. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
John Klatt e seu MXS com as cores da Guarda Aérea Nacional do Exército. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G0665

Mike Rambo com o demonstrador do Hawker Beechcraft T-6C. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Mike Rambo com o demonstrador do Hawker Beechcraft T-6C. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Bill Leff, com mais de 20.000 horas no ar, voou com seu T-6, deixando rastros de fumaça branca no céu azul. Jan Collmer voando seu Extra 300L, fez uma apresentação impecável como demonstrada em Midland, Texas, no CAF Airsho. O tenente-coronel John Klatt subiu aos céus na sua aeronave MXS com as cores da Guarda Nacional do Exército. Mike Rambo voou o demonstrador do Beechcraft T-6C. A aeronaves Hawker Beechcraft T-6 Texan II está voando atualmente com a Força Aérea e Marinha dos EUA, e as forças aéreas de Israel, Grécia e Iraque. É também o principal treinador para o programa de treinamento de vôo da OTAN no Canadá.

A bandeira nacional dos EUA desce com um paraquedista da equipe Emerald Coast, na abertura do show aéreo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A bandeira nacional dos EUA desce com um paraquedista da equipe Emerald Coast, na abertura do show aéreo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Breitling CAP232 que circulou a bandeira durante a entoação do hino nacional norte americano. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Breitling CAP232 que circulou a bandeira durante a entoação do hino nacional norte americano. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G4158

D85G0954

Apresentação do caça Boeing F/A-18F Super Hornet da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Apresentação do caça Boeing F/A-18F Super Hornet da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foi então aberto oficialmente o show aéreo com o tradicional salto de paraquedas com a bandeira dos EUA e o hino nacional norte americano. Um membro da Emerald Coast Skydiving Team saltou com a bandeira, enquanto David Martin circulou o paraquedistas com seu Breitling CAP 232. A Marinha voou então com o Boeing F-18F Super Hornet. A Força Aérea dos EUA na sequência realizou seu Heritage Flight, com Lee Lauderback no TF-51D Mustang “Crazy Horse 2” e um F-16C.

O Heritage Flight da USAF com o F-16C e o TF-51D Mustang "Crazy Horse 2". (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Heritage Flight da USAF com o F-16C e o TF-51D Mustang “Crazy Horse 2”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração do F-16C da Força Aérea dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração do F-16C da Força Aérea dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem do TF-51D "Crazy Horse 2". (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem do TF-51D “Crazy Horse 2”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-130 da Guarda Aérea Nacional de Rhode Island. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-130 da Guarda Aérea Nacional de Rhode Island. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do tiltrotor MV-22 Osprey. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do tiltrotor MV-22 Osprey. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A equipe de paraquedistas do Comando de Operações Especiais, os Black Daggers, saltaram de um C-130 da Guarda Aérea Nacional de Rhode Island. Os fuzileiros navais dos EUA voaram com um de seus MV-22 Osprey, seguido pela RV Team e depois pelo especialmente modificado helicóptero Red Bull BO-105 de Chuck Aaro.

Chuck Aaron e seu BO-105 durante um voo acrobático. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Chuck Aaron e seu BO-105 durante um voo acrobático. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G1888

O C-130T Hercules "Fat Albert" abriu o show dos Blue Angels. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-130T Hercules “Fat Albert” abriu o show dos Blue Angels. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

D85G2374

A apresentação final dos Blue Angels na temporada 2012. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A apresentação final dos Blue Angels na temporada 2012. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O ato final do show foi a apresentação dos Blue Angels, com a rotina de demonstração do C-130T “Fat Albert” pouco antes dos F-18 dos Blue Angels, que agora iniciam a temporada de 2013 no dia 16 de março, na Estação Naval de El Centro.

O F/A-18F antes de iniciar sua apresentação. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O F/A-18F antes de iniciar sua apresentação. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

[nggallery id=29]

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Commemorative Air Force AirSho – Midland, Texas (EUA)

7
Sem dúvida as principais atrações do Commemorative Air Force AirSho 2012 realizado em Midland, Texas, foram os pássaros de guerra, ou warbirds, como o B-17G “Sentimental Journey” pertencente a frota da CAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O 49º show aéreo da Commemorative Air Force (CAF) foi realizado na sede da CAF, junto ao Midland International Airport, entre Odessa e Midland, no Texas, no final de semana dos dias 13 e 14 de outubro de 2012. Considerado um dos melhores shows de warbirds do mundo, o CAF Airsho (assim mesmo, sem o “w”) teve a contribuição da meteorologia, e com céu azul as imagens ficaram excelentes. Fundada em 1957, com a compra de um P-51 Mustang, a Commemorative Air Force atualmente tem mais de 9.000 membros e opera 156 aeronaves distribuídas pelas 73 unidades em 27 estados norte americanos. Acompanhe aqui conosco mais uma cobertura completa de um evento aeronáutico.

Um B-25J e um PBJ-1J taxiam na pista do Midland International Airport. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do P-51D “Double Trouble Two” durante apresentação no CAF AirSho. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O veterano Jan Collemer e seu Extra 300L. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Jarod Flohr no seu segundo show aéreo com o Extra 300L. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Julie Clark no show noturno com seu T-34 Mentor. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Vamos então ao show aéreo, que abriu com um experiente piloto de mais de 20 anos de apresentações pelos EUA, Jan Collemer, de Dallas, Texas, que fez uma bela demonstração acrobática com seu Extra 300L. Um novato no circuito de show aéreo, Jarod Flohr, de Stanton, no Oeste do Texas, também voou um Extra 300L. Este foi o seu segundo show aéreo e ele fez bonito perto de casa. A renomada Julia Clark demonstrou em voo toda a suavidade nas manobras com seu T-34 mentor nos dois dias, incluindo no show noturno no sábado.

O ônibus escolar Indy Boys School Jet com motor J79 de um caça Phantom II, nas apresentações de dia e de noite. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Matt Younkin e seu Beech 18. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Matt Younkin também se apresentou a noite, com o Beech especialmente iluminado. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Uma das atrações que chamou muito a atenção do público não voou, não literalmente. Um ônibus escolar equipado com um motor J-79 de um caça F-4 Phantom, o Indy Boys School Jet “voou” na pista, e atingiu velocidades acima de 300 mph, praticamente iluminado a pista na apresentação noturna, e enchendo de fumaça na apresentação durante o dia. Matt Younkin como sempre perfeito com seu Beech 18 vermelho e preto, nas apresentações de dia e de noite.

A principal atração do CAF AirSho foram os warbirds, como caças e os bombardeiros da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Quatro caças P-51D se apresentaram no evento em Midland. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O raro Bell P-63 Kingcobra da CAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A B-17G “Sentimental Journey” entrando para mais uma passagem. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe da passagem baixa da B-29 “FiFi”, numa das últimas apresentações em voo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A principal atração em Midland com certeza foi a revoada de warbirds, vários deles, tanto no ar como em terra. Foram quatro caças P-51s voando durante o show. Um raro P-63 Kingcobra também voou. Dentre os bombardeiros era possível ver dois B-25s (o B-25J “Yellow Rose” e o PBJ-1J “Devil Dog””, um B-17G “Sentimental Journey” e a poderosa Super Fortaleza Voadora B-29 “FiFi”.

A equipe Aeroshell Aerobatic com seus T-6 Texans, durante as apresentações de dia e de noite. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A equipe Tora! Tora! Tora! encenou o ataque a Pearl Harbor ocorrido no dia 7 de dezembro de 1941. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem baixa de um Corsair com uma explosão simulada ao fundo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem de um Helldiver e um Avenger. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A bordo do Beech UC-61. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A Equipe Aerobatic Aeroshell voou com seus AT-6 Texans durante os principais shows durante o dia e na noite de sábado. A equipe Tora, Tora, Tora recriou o ataque a Pearl Harbor, numa demonstração completa com fumaça, fogo e explosões. A aviação naval dos EUA foi representada por um FG-1D Corsair, um SB2C Helldiver e um TBM Avenger. Na categoria treinadores houve apresentações de T-6, T-28, PT-19 e TP-26, entre outros. Alguns dos aviões de ligação que voaram foram os norte-americanos L-17A, Stinson S105 e UC-61.

A única aeronave a jato presente no evento, o A-10 Thunderbolt II do A-10 East Team da Base Aérea de Moody, Georgia. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-51D “Gunfighter” acompanhou o A-10 no Heritage Flight. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O único avião a jato no evento foi o A-10 Thunderbolt II da equipe de demonstração A-10 East, da Base Aérea de Moody, Georgia, que depois de sua demonstração solo realizou o Heritage Flight com o P-51D “Gunfighter”.

O término do show foi com a passagem em formação da B-29 com três caças P-51D. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Belas pin-ups estiveram distribuindo autógrafos para o Calendário 2013 da CAF. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A B-25J “Yellow Rose” vista durante a noite no Midland Airport. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O A-10, visto de frente, durante a noite. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo foi finalizado com uma formação de vôo de um B-29 e três caças P-51s Mustang (Double Trouble Two, Red Nose, Boo Man Choo). As fotos numa resolução maior podem ser vistas na nossa fanpage do Facebook. Nao deixe de visitar e “curtir”. E votem nas fotos que mais gostarem na galeria abaixo.

[nggallery id=28]

Nota do Editor: Mais uma vez o agradecimento especial ao amigo Ricardo von Puttkammer pelo envio do relato e das belas imagens de mais um show aéreo nos EUA.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: San Francisco Fleet Week – San Francisco Bay, California (EUA)

6
A equipe de demonstração aérea da Marinha dos EUA, os Blue Angels, fecharam os dois dias de apresentações em San Francisco. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

No final de semana dos dias 6 e 7 de outubro, a cidade de San Francisco, na California, realizou o show aéreo San Francisco Fleet Week. Além do evento que contou com a presença de diversas aeronaves da Marinha dos EUA, a cidade da costa oeste dos Estados Unidos recebeu várias outras atrações, incluindo a America ‘s Cup Races World Series.

O San Francisco Fleet Week tem o centro da cidade atrás do público, e a ponte Golden Gate e Alcatraz na frente do público, sempre um ótimo cenário para as fotos das aeronaves. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Além do desfile tradicional de navios de guerra que entram na baía de San Francisco, passando sob aponte Golden Gate, o Fleet Week sempre destaca as apresentações aéreas, nosso real interesse, que misturam aeronaves civis e militares, entre jatos de combate, biplanos de acrobacia, grandes aviões de passageiros e incluisive o esquadrão de demonstração da Marinha dos EUA, os Blue Angels. A apresentação de voo ocorreu sobre a baía, com a Golden Gate servindo de fundo para as fotos. O evento possui apenas demonstrações aéreas, sem aeronaves na exposição estática.

As apresentações das aeronaves ocorriam sobre a baía de San Francisco, próximo à famosa ponte Golden Gate. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Além do final de semana, na sexta-feira que antecede o evento, um grande número de aeronaves utilizam o espaço para os treinos, e por isso muito aproveitam para fotografar os aviões num dia adicional. A área da baía de San Francisco seguidamente fecha com nevoeiros, e esse fator meteorológico acaba atrapalhando um pouco o evento.

Uma supresa no sábado foi a passagem do bombardeiro B-2 “Spirit of Georgia” que veio da Base Aérea de Whiteman, NM. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um V-22 Osprey do VMM-166 “SeaElk” do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Dois AV-8B Harrier II do VMA-311 “Tomcats”, do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo começou com uma simulada operação de busca e salvamento da Guarda Costeira dos EUA (U.S. Coast Guard), que descia um mergulhador de resgate na água com um helicóptero MH-65C Dolphin em voo pairado, que depois realizava uma passagem e voltava para resgatar o mergulhador. No sábado, após a apresentação da Guarda Costeira, um bombardeiro B-2 Spirit (Spirit of Georgia), vindo de uma missão de treinamento da Base Aérea de Whiteman, fez três passagens sobre a baía. Em seguida foi a vez da apresentação do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (U.S. Marine Corps) que trouxe um tiltrotor MV-22 Osprey do VMM-166 “SeaElk“, sediados na MCAS Miramar, e um par de jatos AV-8B Harriers do VMA-311 “Tomcats”, sediado na MCAS Yuma.

Mike Wiskus e seu Pitts S-1. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Greg “Wired” Colyer com o jato T-33 “Ace Maker”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Oracle Challenger III de Sean D. Tucker. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Dentre as apresentações de aviões acrobáticos, o show em San Francisco contou com Mike Wiskus, no Pitts S-1 vermelho da Lucas Oil, o canadense “Super Dave” Mathieson num Scheyden MX-2, Greg “Wired” Colyer no jato de treinamento T-33A Shooting Star “Ace Maker”, e o sempre impressionante e empolgante Sean D. Tucker no potente biplano Oracle Challenger III.

Os jatos L-39 pretos do Patriots Jet Team. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O CF-188 Hornet do CF-18 Demonstration Team das Forças Armadas Canadense. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O piloto “Paco” Gobeil encerrou a temporada 2012 de shows com a apresentação em San Francisco. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A equipe de demonstração civil Patriots Jet Team, cujos pilotos incluem veteranos dos esquadrões Thunderbirds, Blue Angels e Snowbirds, fez uma bela apresentação com seus seis jatos de treinamento L-39 pintados de preto, soltando fumaça vermelha, branca e azul no céu. Em seguida foi a vez do conhecido pelos brasileiros CF-188 Hornet do Canadian Demo Team, da Real Força Aérea Canadense. A apresentação em San Francisco marcou o final da temporada para a equipe, e o capitão “Paco” Gobeil realizou todas manobras previstas na sua demonstração, com diversas passagens em alta velocidade. A especial pintura do Hornet ficou realçada no seu azul sobre San Francisco.

Uma das passagens baixas do Boeing 747-400 da companhia aérea United. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Na sexta-feira a United fez passagens baixas com um Boeing 777-200. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A passagem do Boeing 727 da Fry’s Electronics foi nostálgico para os presentes. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A cidade de San Francisco contra com três aeroportos internacionais localizados na área da baía, e sendo assim, a companhia aérea United enviou um Boeing 747 para realizar uma série de passagens, incluindo uma com o trem de pouso baixado, em velocidade baixa, voando lentamente sobre o público quase na velocidade de aproximação. Na sexta-feira a United fez a mesma coisa com um Boeing 777. Outra aeronave comercial foi um trijato Boeing 727 da Fry’s Electronics que fez um sobrevôo nostálgico.

As incríveis manobras do Lockheed F-22A Raptor da Força Aérea dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Raptor retornou após sua apresentação para o Heritage Flight com um P-51 Mustang e um F-16C Fighting Falcon. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Uma das apresentações mais aguardadas foi a da Força Aérea dos EUA (U.S. Air Force) com o F-22 Raptor Tactical Demonstration, com o piloto Major Henry “Schadow” Schantz demonstrando todas capacidades de manobras aéreas do caça de quinta geração F-22 Raptor. A manobras foram como sempre impressionantes, ainda mais sob a água. Após terminar a demonstração, o F-22 se afastou da baía e retornou em formação com P-51D Mustang “Wee Willy II” e o F-16C Fighting Falcon da equipe de demonstração “Viper West” para o Heritage Flight, no padrão de três passagens e depois a separação com passagens solos das aeronaves.

O C-130T “Fat Albert” do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, a aeronave de apoio dos Blue Angels. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Fat Albert abriu a apresentação dos F-18 dos Blue Angels. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os caças F-18 Hornets são usados pelos Blue Angels, o esquadrão de demonstração da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

San Francisco foi escolhida como uma das cidades que recebeu a apresentação do querido C-130 “Fat Albert”, que com tripulantes do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA demonstrou as manobras de tirar o fôlego como a subida em grande ângulo de ataque e a descida em vertical, com diversas passagens baixas sobre a baía, incluindo uma sobre a Ilha de Alcatraz, vindo de frente para o público.

A apresentação dos Blue Angels é uma das mais impressionantes pelo arrojo e pela perícia dos pilotos. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um F/A-18E Super Hornet da Marinha dos EUA, vindo da NAS Lemoore também se apresentou no evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show nos dois dias foi finalizado com a apresentação dos caças F-18 Hornets dos Blue Angels da Marinha dos EUA, que realizaram passagens muito baixas sobre a água, levantando espuma d’água numa das passagens. Além dos Blue Angels, a Marinha dos EUA também se apresentou com um caça F/A-18E Super Hornet do VFA-122 “Flying Eagles”, sediado na NAS Lemoore.

[nggallery id=26]

Nota do Editor: Agradecemos ao amigo Ricardo von Puttkammer pelo envio das belas imagens de mais um sensacional show aéreo nos EUA.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: “Portões Abertos” em Recife leva milhares de pessoas a Base Aérea

1
Vista geral da Base Aérea de Recife no seu tradicional Portões Abertos. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

O forte calor de mais de 35º, aliado a um belo céu azul, pra muitos era a receita perfeita para lotar as praias do litoral pernambucano, porém neste Sábado(17) a praia ficou de lado pra muita gente. Enfim, depois de muitos anos sem um grande evento de “Portões Abertos” a BARF (Base Aérea do Recife) voltava a realizar um evento desse porte.

Panorâmica que mostra o público presente na Base Aérea de Recife. (Foto: Danilo França / Cavok)

Exposições estáticas, visitação a aeronaves, estandes variados, saltos de paraqueda, apresentação da Esquadrilha da Fumaça e voos panorâmicos, na expectativa de todas essas atrações mais de 20 mil pessoas circularam durante todo dia pela base aérea.

Durante todo o dia a fila pra entrar no C-130 foi grande. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

A programação teve início às 09:00 horas horário local, mas antes disso as pessoas já chegavam em bom número, muitos trazendo um quilo de alimento não perecível destinado a doação, cada pessoa que assim o fizesse concorreria a vários voos panorâmicos sobre o litoral norte de Pernambuco, a bordo do Embraer C-97 Brasília do 2º Esquadrão de Transporte Aéreo (2º ETA).

As diversas aeronaves da Força Aérea Brasileira que estiveram presentes no evento dos Portões Abertos da Base Aérea do Recife. (Fotos: Danilo França / Cavok)

Como toda boa festa nordestina, não poderia ficar sem forró, e durante toda a festa as atrações musicais dividiram as atenções com os paraquedistas que já realizavam saltos, com as aeronaves estáticas expostas e com estandes variados desde miniaturas de aeronaves até carros de luxo.

Durante todo o dia vários saltos foram executados.

Na exposição estáticas estavam as aeronaves A-1, F-5EM, um helicóptero Esquilo, dois C-130 Hercules, C-95B Bandeirante, C-97 Brasilia do 2° ETA, C-98 Caravan, o C-99, um  R-35A Learjet do 1°/6° GAV (Esquadrão Carcará), e o P-3AM Orion do Esquadrão Orungan.

Quando os números do sorteio do voo panorâmico eram anunciados, não era raro ver pessoas pulando, gritando e alguns até chorando, pois muitos nunca haviam tido a oportunidade de voar em suas vidas, e foi uma dessas histórias que acompanhamos.

Luis Carlos, de 33 anos é um recifense que nunca havia voado em sua vida, foi ao evento a pedido do filho Luis Henrique, de 8 anos. “Quando ouvi meu número pulei que parecia uma criança, quase não acreditei, era um sonho que eu queria realizar e ainda não tinha como, e agora a Força Aérea Brasileira me proporciona isso e junto com meu filho.”

Luis Carlos e seu filho junto com a tripulação do EMB-120 Brasília. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Durante o voo Luis Carlos e seu filho eram só alegria, desfrutando das belas paisagens que o voo a baixa altitude proporcionava. Ao final do voo ele definiu a experiência da seguinte maneira: “Gostei muito, estou emocionado, afinal eu vim para uma tarde de lazer e estou saindo daqui com um sonho realizado junto com meu filho”.

Felicidade total durante todo o voo. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)
O voo em baixa altitude proporcionou a vista de belas paisagens. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Às 02:00 horas horário local era hora de uma das atrações mais esperadas, o EDA acionava seus motores para aquela que deve ser a última apresentação em Recife usando os T-27 (serão substituidos pelos T-29, saiba mais). Ao contrário de outros anos, o eixo das manobras dessa vez não era a orla de boa viagem, mas sim a pista do movimentado Aeroporto dos Guararapes, o que exigiu dos organizadores uma ação conjunta com o controle de tráfego e companhias aéreas.

O eixo de manobras deste ano foi a pista principal do Aeroporto dos Guararapes. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)
O EDA executa a manobra conhecida como “DNA”. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)
O movimento comercial no Aeroporto dos Guararapes não foi afetado. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

Como de praxe, as manobras realizadas arrancaram aplausos do público, que permanecia firme mesmo com o intenso calor, alguns observaram de dentro dos hangares, aproveitando um pouco de sombra.

 

A Esquadrilha da Fumaça demonstrou toda perícia dos pilotos da FAB. (Fotos: Danilo França e Wagner Damasio / Cavok)

Ao fim do dia, o sorriso no rosto de cada oficial que participou da organização refletia aquilo que todos que passaram por ali sabiam, o evento foi um sucesso, O Comandante da BARF, Cel. Prata definiu da seguinte maneira “Fica o sentimento de alegria e dever cumprido, mesmo antes do final do evento as pessoas já nos paravam para nos dar os parabéns pelo evento, muitos já questionando quando será o próximo, pedindo que todo ano seja realizado. Nosso propósito era aproximar a comunidade e a Força Aérea e acho que conseguimos.”

O Tenente Coronel Esteves, o Fumaça #1, se despede do público em Recife, já que em dezembro ele deixa o Esquadrão de Demonstração Aérea, passando a função de líder para o Coronel Gobett. (Foto: Danilo França / Cavok)
Os pilotos e anjos da guarda da Esquadrilha da Fumaça junto ao Major Brigadeiro Pinto Machado, Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR). (Foto: Danilo França / Cavok)
Famílias inteiras visitaram a Base Aerea do Recife. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)
As crianças puderam ver de perto as aeronaves da FAB. (Foto: Wagner Damasio / Cavok)

[nggallery id=27]

Nota do Autor: A Equipe Cavok Brasil goostaria de agradecer toda equipe da Base Aérea do Recife, em especial ao Comandante da Base, o Coronel Prata e ao sub-comandante Coronel Marques, que deram as boas vindas logo na chegada e que disseram que acompanham as notícias diárias do Cavok.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Wings, Wheels and Tracks – American Airpower Museum, Farmingdale/NY (EUA)

1
As aeronaves da Segunda Guerra Mundial P-47 (em primeiro plano), P-40 e F4U, vistas juntas na frente do hangar do American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

No final do verão nos EUA, ocorre nos EUA o final de semana do Dia do Trabalho, ou Labor Day. Tradicionalmente a cada ano, o American Airpower Museum, localizado junto ao Aeroporto Republic (KFRG), em Farmingdale, realiza o show aéreo junto no mesmo final de semana. Entre os dias 31 de agosto e de setembro, o show aéreo reuniu várias aeronaves militares da Segunda Guerra Mundial e de outras eras da aviação, os famosos warbirds. Confira aqui conosco como foi o Wings, Wheels and Tracks, como foi chamado o show deste ano.

Vista geral do pátio do American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O público podia assistir aos shows aéreos junto das aeronaves do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Algumas das aeronaves em voo do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O museu preparou grandes novidades para o público presente este ano. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Como ocorre em diversos shows aéreos nos EUA, a realização das apresentações contou com a presença de voluntários que colaboraram de várias maneiras. O público presente pode acompanhar as apresentações de aviões de combate de várias gerações e ainda visitar o museu, que conta com um acervo bem diversificado. Uma das apresentações mais aguardadas do ano, o jato Messerschmitt Me 262 Schwalbe “White 1” da Collings Foundation infelizmente não pode comparecer devido a um problema mecânico que impossibilitou o voo para Farmingdale.

A aeronave Boeing B-17G Flying Fortress “Nine-O-Nine” da Collings Foundation. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O bombardeiro B-24J Liberator “Witchcraft” da Collings Foundation. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do TP-51C “Betty Jane” da Collings Foundation no momento que chegava para o pouso. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Era possível realizar voos pagos no B-17 (acima) e no B-24. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Mas a Collings Foundation, que retornou depois de ficar fora do evento por quatro anos, trouxe a Boeing B-17G Flying Fortress “Nine-O-Nine”, o Consolidated B-24J Liberator “Witchcraft” e o N.A. TP-51C Mustang “Betty Jane”, aeronaves que voaram para Farmingdale na sexta-feira, logo após se apresentarem num show aéreo na Estação Naval de Wildwood, em Cape May, Nova Jersey. Durante o final de semana do American Airpower Museum eles levavam pessoas em passeios pagos. Era possível voar numa B-17 ou no B-24 com uma pequena “contribuição” de US$ 425. Para voar no Mustang, o valor ficava em US$ 2.200.

Um Douglas A-1E Skyraider da Collings Foundation, com uma bela pintura da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Skyraider somente voou no domingo, com um veterano da Guerra do Vietnã a bordo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do A-1E mostrando a abertura da cabine para os tripulantes. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A fundação ainda levou para o show o seu Douglas A-1E Skyraider, com um esplêndido esquema de cores da Marinha dos EUA. Mas infelizmente um vazamento de óleo do motor, no caminho para o museu, fez com que ele ficasse apenas no solo até o domingo, quando então realizou um voo com um veterano do Vietnã para homenagear todos os veteranos. Uma aeronave que estava prevista e também não compareceu foi um Grumman TBM Avenger da Collings Foundation.

O Douglas C-47 Dakota realizou diversos voos durante todo final de semana do evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O C-47 taxiando próximo ao hangar do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um grupo de entusiastas voaram no C-47 fardados com uniformes da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O B-25 Mitchell “Miss Hap” que fez vários voos durante o evento no museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A maioria das aeronaves do museu participaram do programa de vôo. No sábado, o Douglas C-47 Dakota subiu três vezes, sempre pilotado por Jim Vocell, tendo os tripulantes vestidos com uniformes Airborne Troopers da Segunda Guerra Mundial, para uma “missão para a Normandia”, como parte do programa do museu para reviver a história da aviação. Jim Vocell também voou com o N.A. B-25 Mitchell “Miss Hap” várias vezes ao longo de todo final de semana.

O Curtiss P-40 Warhawk “The Jacky C.”, com a famosa marca de “boca de tubarão”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-47 Thunderbolt “Jacky’s Revenge”, que foi construído no mesmo hangar onde hoje se encontra o American Airpower Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Uma formação em voo com um B-25 acompanhado por um P-40 e um P-47. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-40 e o Corsair, dois grandes aviões de combate da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Dan Dameo voou com o Curtiss P-40 Warhawk do museu, para o deleite do público presente. A estrela do show, como de costume, foi o poderoso Republic P-47D Thunderbolt, com o seu poderoso rugido do motor radial Pratt & Whitney R-2800 através dos céus do Aeroporto Republic, onde ele era fabricado há mais de 70 anos atrás. Um Vought F4U-5L Corsair também do museu permaneceu na exposição estática.

Vários T-6 voaram no evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
As caudas dos T-6 alinhadas no pátio do Aeroporto Repúblic. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O L-39 Albatross foi o único jato que se apresentou no final de semana. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O belo biplano WACO. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
No final da tarde o museu realizou um desfile com seus veículos militares. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Houveram também voos com aeronaves N.A. T-6 Texan, Aero L-39 Albatross e o biplano Waco, todos do museu, que também levou para pista sua coleção de veículos blindados e tanques, por isso o nome do evento de “Wings, Wheels and Tracks”.

O EA-6B Prowler que o museu recebeu em outubro de 2011. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um F-111A exposto na área externa do museu. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um jato executivo Phenom 100 da Embraer. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Na área de exposição estática, era possível ainda ver um Grumman EA-6B Prowler doado pela Marinha dos EUA em outubro de 2011 e, e outras aeronaves do museu, como o General Dynamics F-111A “66-0012”, um T-33 e um Cessna 310 (designado U-3A). Uma surpresa foi ver na área estática um Phenom 100 da Embraer.

O nosso amigo e incansável colaborador Ricardo von Puttkammer com seu equipamento básico para registro das ótimas imagens.

[nggallery id=25]

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Thunder Over the Boardwalk – Atlantic City/NJ (EUA)

5
O Heritage Flight realizado com dois QF-4 Phantom II e um P-51D. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A cidade de Atlantic City, conhecida pelos seus grandiosos hotéis e cassinos, realizou no dia 17 de agosto um show aéreo para impulsionar o turismo local. Este ano, no 10° aniversário do evento, mais de 800 mil pessoas compareceram para ver o maior show aéreo à beira-mar da costa leste dos EUA, que começou às 11:00 e terminou às 16:30 hora local. Acompanhe aqui no Cavok Brasil mais uma cobertura de um show aéreo nos EUA.

Mais de 800 mil pessoas assisitiram ao vivo o show aéreo sobre o litoral de Atlantic City. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O dirigível Blue Cross abriu o show aéreo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os paraquedistas da equipe Golden Knights. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem em formação com quatro caças F-16C da Guarda Aérea Nacional de New Jersey. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O KC-135R Stratotanker da Guarda Aérea Nacional de New Jersey. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Os caças F-16C e o KC-135R simularam uma manobra de REVO durante uma das passagens. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A aeronave C-130J da Guarda Aérea Nacional de Delaware. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foram mais de 5 horas de demonstrações aéreas ininterruptas, com a abertura feita pelo dirigível Blue Cross. O Hino Nacional foi executado durante um salto da famosa equipe de paraquedistas do Exército dos EUA, os Golden Knights, que saltaram do Fokker C-31A de uma altitude de 12.000 pés, e logo na sequência teve a Golden Knights Mass Exit Show. Foi então que surgiu no horizonte as aeronaves da Guarda Aérea Nacional de Nova Jersey, que realizou passagens em formação com quatro caças F-16 da 177ª Ala de Caça e depois com a passagem de um KC-135R da 108ª Ala de Reabastecimento Aéreo. Na próxima demonstração, o Stratotanker estendeu sua sonda de reabastecimento para realizar uma passagem com dois F-16C voando próximo a ele para simular uma missão de reabastecimento aéreo. A Guarda Aérea Nacional de Delaware também compareceu ao evento com um C-130H da 166ª Ala de Transporte Aéreo.

Um helicóptero AgustaWestland AW139 da Polícia de New Jersey. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A Raiders Demonstration Team com aeronaves Nanchang CJ-6 e Yak-52. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Dois helicópteros MH-65D da Guarda Costeira dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A aeronave HC-130J da Guarda Costeira dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Demonstração de busca e salvamento com os helicópteros MH-65D da Guarda Costeira dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A Polícia do Estado de New Jersey fez várias passagens sobre a água com um helicóptero Sikorsky S-76 e um AW139. Então surgiu no céu a primeira equipe de demonstração do dia, que ficou a cargo da Raiders Demonstration Team, com dois aviões Yak-52 e dois Nanchang CJ-6. No final do dia eles voaram sua apresentação tradicional com seis aeronaves. A Guarda Costeira dos EUA se apresentou com dois helicópteros MH-65Ds Dolphins da Estação Aérea de Atlantic City e um HC-130J Hercules da Estação Aérea de Elizabeth City, Carolina do Norte, aeronaves essas que realizaram a demonstração de busca e salvamento.

A rara demonstração de dois Convair 580s da FAA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Demonstração de helicópteros de evacuação médica da cidade de Atlantic City. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do SH-60B Seahawk da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Uma visão rara em shows aéreos foi o sobrevôo de dois aviões Convair 580s do William J Hughes Tech Center da FAA. Três helicópteros Eurocopter para tarefas de evacuação médica fizeram passagens individuais sobre a praia, seguidos por um sobrevoo de um SH-60B Seahawk do esquadrão da Marinha dos EUA HSL-48 “Vipers”, baseado na Estação Naval de Mayport, Florida.

O AT-6 “Pamela Marie” de Andrew McKenna. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Jim Beasley Jr. e seu Spitfire Mk18. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Jim Beasley Jr. sobre novamente ao céu, nessa vez com o P-51D “Bald Eagle”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Heritage Flight com dois QF-4 Phantom II e o P-51D “Bald Eagle”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Passagem do jato QF-4 Phantom II. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe do QF-4 durante uma passagem com o trem de pouso baixado. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Logo em seguida Andrew McKenna se apresentou com seu AT-6 “Pamela Marie”. Jim Beasley Jr. voou seu Spitfire Mk18 e mais tarde voou novamente na demonstração solo P-51D Bald Eagle, completando sua demo com o Heritage Flight junto com dois jatos QF-4E Phantom do 82º Esquadrão de Alvos Aéreos da Base Aérea de Tyndall, na Flórida. Os QF-4Es também fizeram passagens individuais em alta velocidade com os pós-combustores acionados e na configuração “suja” de aproximação para pouso.

Um dos paraquedistas de resgate da Guarda Aérea Nacional de Nova York no momento que tocava a água. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um dos T-6 da equipe GEICO Skytypers. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A corrida entre o T-6 e o speedboat. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
As aeronaves T-6 do GEICO Skytypers. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A apresentação do T-6C Texan II com Andrew McKenna nos controles. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Os membros do 103° Esquadrão de Resgate da Guarda Aérea Nacional de Nova York saltaram de um C-130 para executar uma demonstração de pararesgate. Uma vez na água, e livre de seus páraquedas, eles nadaram até a costa. A equipe de demonstração Geico Skytypers também realizou uma apresentação em Atlantic City. Desta vez, eles também trouxeram um speedboat para uma corrida com um T-6. A Hawker Beechcraft voou com seu T-6C Texan II, pilotado por Andrew McKenna, numa demonstração projetada para mostrar as capacidades do novo treinador.

As aeronaves L-39 da equipe Black Diamond Jets. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O T-33 durante passagem solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A equipe Black Diamond Jet Team. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A passagem baixa e em alta velocidade de Dale “Snort” Snodgrass a bordo do T-33. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A passagem baixa surpresa de um B-1B Lancer da Base Aérea de Dyess. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A apresentação do Red Eagle Airsports Pitts. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Uma equipe muito aplaudida foi a Black Diamond Jet Team com três L-39s e um T-33. Este ano, Dale “Snort” Snodgrass executou sua incrível passagem em alta velocidade e a baixa altura com um T-33. Um sobrevoo de última hora, como surpresa, foi um B-1B da Base Aérea de Dyess, no Texas, que realizou uma passagem baixa sobre a praia. Ele foi seguido pela demonstração do Red Eagle Airsports Pitts.

A apresentação dos Thunderbirds precisou ser suspensa por 2 minutos pois uma das aeronaves F-16 havia atingido um pássaro durante uma das passagens. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A última demonstração do dia ficou a cargo dos Thunderbirds, que voaram com seus caças F-16. A apresentação teve que ser interrompida por 2 minutos, quando o F-16 #3 colidiu com aves.

[nggallery id=22]

NOTA DO EDITOR: A cidade de Atlantic City foi a primeira a ser atingida pela super tempestade Sandy. O show aéreo ocorreu em agosto, mas mesmo assim deixamos aqui a homenagem aos habitantes da bela cidade da costa leste dos EUA, que com certeza vão conseguir superar os problemas causados pelo vento e pela força da natureza. Agradecemos ao colaborador Ricardo von Puttkammer, que vive em Nova York e também sentiu a passagem do furacão Sandy, pelo relato do show aéreo e pelas belas fotos de mais um show aéreo realizado nos EUA.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo.






Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Domingo Aéreo no MUSAL – Campo dos Afonsos (RJ)/Brasil

4
Demonstração de infiltração com rapel de um helicóptero H-34 Super Puma do Esquadrão Puma, sediado na Base Aérea dos Afonsos. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

No dia 21 de outubro, o Museu Aeroespacial (Musal) promoveu o tradicional Domingo Aéreo, especialmente significativo este ano em que a Base Aérea do Campo dos Afonsos completa 100 anos de ligação com a aviação. Um eficiente esquema de divulgação garantiu a presença maciça do público, estimada em 54.000 pessoas. Acompanhe aqui no Cavok Brasil os melhores momentos de uma tarde de aviação num local reservado para preservar a história da aviação brasileira.

Mais de 54 mil pessoas compareceram no Domingo Aéreo no Musal. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)
A Base Aérea do Campo dos Afonsos comemorou este ano seu centenário. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)
Demonstração acrobática com um Bellanca Super Decathlon. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Passagem baixa de um AMX A-1B do 1°/16° GAV. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Passagem de um caça F-5EM do Esquadrão Senta a Púa. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

As atrações aéreas incluíram acrobacias com três Bellanca Super Decathlon pilotados pelos Cmte. Ferrari, Bazaya e Marcos Geraldi. A aviação militar esteve representada por passagens do A-1B “FAB-5651” do 1°/16°GAV e do F-5EM “FAB-4867” do 1°GAVCA, além de demonstrações de busca e salvamento feito pelo helicóptero H-34 “FAB-8733” do 3°/8°GAV Esquadrão Puma, sediado nos Afonsos

Demonstração do helicóptero H-34 Super Puma. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Acionamento do Republic P-47D Thunderbolt “B4”. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Membros do Grupo de Pesquisa Histórica Dogs of War, de São Paulo, com trajes típicos da Segunda Guerra Mundial posam para foto junto ao P-47D. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
A Esquadrilha da Fumaça inicia sua demonstração. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Para cruzamento, Fumaça…Já! (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

No pátio estático, o público pode visitar o C-130 “FAB-2476” do 1°GTT Esquadrão Gordo, o helicóptero UH-14 “N-7074” do HU-2 da Marinha do Brasil, e ainda ver o venerável P-47D “B-4”, que brindou o público com o acionamento do motor. O MUSAL ainda colocou no pátio externo o caça F-104S Starfighter e o AT-26 Xavante. Infelizmente, a demonstração de salto de paraquedistas precisou ser cancelada.

As manobras da Esquadrilha da Fumaça empolgaram o público presente nos Afonsos. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Como normalmente ocorre, no final da demonstração os pilotos da Esquadrilha da Fumaça vão até o público para receber o carinho e distribuir autógrafos. (Foto: Ricardo Pereira / Cavok)

No final da tarde, quando o público praticamente lotava o pátio da base, as sete aeronaves T-27 Tucano do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), a Esquadrilha da Fumaça, levantaram voo para mais uma de suas apreciadas apresentações. O público vibrava com as manobras, aplaudia a cada passagem e depois pode receber o carinho dos pilotos que distribuiram posters e autógrafos para os visitantes do Domingo Aéreo.

[nggallery id=21]

O Museu Aeroespacial é um local que não pode deixar de ser visitado por quem ama a aviação, e o Domingo Aéreo no Musal sempre leva um grande número de pessoas para o Campo dos Afonsos. Apesar das condições não muito favoráveis para foto no final da tarde, o Cavok Brasil agradece mais uma vez nosso colaborador Mauro Lins de Barros pelo relato do evento que encantou o público carioca durante a semana do Dia do Aviador, e ao colaborador Ricardo Pereira que cedeu algumas de suas imagens para divulgarmos aqui.

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Portões Abertos na Base Aérea de Florianópolis – Santa Catarina/Brasil

0
Os Portões Abertos da Base Aérea de Florianópolis contou em 2012 com a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)

No último dia 14, a Base Aérea de Florianópolis (BAFL) promoveu o tradicional “Portões Abertos“ e cerca de 35 mil pessoas compareceram no evento, que é aberto à comunidade e faz parte das comemorações alusivas à Semana da Asa. Realizada desde os anos 40, a Semana da Asa relembra o primeiro voo de Santos Dumont, realizado no dia 23 de outubro de 1906. Confira a seguir algumas fotos desse grande evento, que ocorreu na casa do Esquadrão Phoenix da Força Aérea Brasileira, que completou 30 anos este ano.

O principal hangar da Base Aérea de Florianópolis. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
A aeronave C-130H do Esquadrão Cascavel ocupou o pátio da base. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Vista do pátio de aeronaves com um P-95B sobrevoando a base. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Aeronaves particulares e de escolas de treinamento também compareceram ao evento na base. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Vista geral do pátio da Base Aérea de Florianópolis com uma aeronave P-95B Bandeirulha em primeiro plano. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
O evento em Florianópolis também contou com demonstração de paraquedismo. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)

A base aérea de Florianópolis expôs aos visitantes vários modelos de aeronaves como: Embraer P-95B Bandeirulha, Cessna C-98 Caravan, Embraer A-1, F-5 Tiger, T-27 Tucano, C-130 Hercules, Cessna C-95BM Bandeirante e helicópteros da Força Aérea e da Marinha Brasileira.

Uma aeronave AMX A-1B do Esquadrão Poker, da Base Aérea de Santa Maria. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
A aeronave F-5EM do Esquadrão Pampa, da Base Aérea de Canoas. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Aeronave de patrulha marítima P-3AM Orion do Esquadrão Orungam, da Base Aérea de Salvador. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Helicóptero H-34 Super Puma do Esquadrão Puma. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Aeronave de transporte C-97 Brasilia do 5° ETA sediado em Canoas. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)
Aeronave de transporte C-95BM Bandeirante do 5° ETA. (Foto: Lucas Tavares / Cavok)

Entre as atrações programadas e muito aguardadas estava a presença do Esquadrão do Esquadrão de Demonstração Aérea da Força Aérea Brasileira, popularmente conhecido como “Esquadrilha da Fumaça“. O evento também contou com a passagem baixa de aeronaves durante o dia, paraquedismo, apresentação da banda de música da Base Aérea de Florianópolis, entre outras atrações. Além disso, o evento contou com praça de alimentação, área de recreação para as crianças, entre outras atividades.

As sete aeronaves T-27 Tucano do Esquadrão de Demonstração Aérea como sempre encantaram o público com as manobras arrojadas. (Fotos: Lucas Tavares / Cavok)

Com a marca de 60 mil horas voadas, o Esquadrão Phoenix (2º/7º GAv), sediado na Base Aérea de Florianópolis (BAFL), completou 30 anos de existência. O Esquadrão é uma das quatro unidades aéreas da Aviação de Patrulha da Força Aérea Brasileira (FAB), e foi ativado oficialmente no dia 15 de fevereiro de 1982. As aeronaves Embraer P-95B Bandeirulha do Esquadrão Phoenix, equipadas com um moderno radar de busca de superfície, trabalham em cooperação operacional com a Marinha do Brasil, ajudando na localização de pessoas, aeronaves e embarcações em emergência no mar e fazendo a vigilância do Atlântico Sul contra embarcações que estejam poluindo ou pescando ilegalmente.

Agradecemos o apoio do amigo Lucas Tavares no relato do show aéreo e por ceder o uso das imagens ao Cavok Brasil.

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: EXPOAER 2012 – Base Aérea de Santa Maria (RS)/Brasil

0
Uma aeronave AMX A-1B do “Esquadrão Poker”, da Base Aérea de Santa Maria, decola para passagens durante a EXPOAER 2012. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

A Base Aérea de Santa Maria (BASM), localizada à cerca de 300 km ao oeste de Porto Alegre, abriu seus portões no dia 13 de outubro para mais a tradicional EXPOAER. O evento de 2012 contou com diversas aeronaves dos esquadrões da Força Aérea Brasileira (FAB), incluindo o P-3AM Orion do Esquadrão Orungam de Salvador. Cerca de 25 mil pessoas compareceram na base, que abriu ao público por volta das 9:30hs da manhã. O evento também comemorava o Dia das Crianças, e a Esquadrilha da Fumaça veio prestigiar as comemorações na base.

Uma aeronave RA-1A do Esquadrão Centauro taxia antes de decolar para uma missão de treinamento. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Detalhe do piloto do RA-1A do Esquadrão Centauro. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Decolagem do A-1B do Esquadrão Poker. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Chegada das aeronaves T-27 Tucano da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Passagem do P-3AM Orion do Esquadrão Orungam. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

Os principais esquadrões da base, o 1°/10° GAV “Esquadrão Poker” e o 3°/10° GAV “Esquadrão Centauro” realizaram diversas passagens com seus jatos AMX A-1/RA-1 durante o período da manhã, com várias saídas para treinamento. Grande parte do efetivos dos dois esquadrões está participando da Operação Ágata 6, que ocorre no estado de Mato Grosso. Ainda pela manhã, chegaram as oito aeronaves T-27 Tucano da Esquadrilha da Fumaça, que estavam no dia anterior na EXPOAER na Base Aérea de Canoas. O avião de patrulha P-3AM Orion também chegou ainda de manhã, e permaneceu na exposição estática durante todo dia, antes de partir para Florianópolis, que abriu seus portões ao público no dia seguinte.

Um helicóptero H-60L Black Hawk do Esquadrão Pantera. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Chegada de dois helicópteros H-60L Black Hawk. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
A aeronave C-98B Caravan pertencente ao 5° ETA. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Pouso do Embraer C-99 do Esquadrão Condor. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

O 5°/8° GAV “Esquadrão Pantera”, com seus helicópteros H-60L Black Hawks, realizou diversas demonstrações durante o início da tarde. As aeronaves de transporte C-95BM do 5° ETA, sediado na Base Aérea de Canoas, esteve presente e realizou alguns voos levando a bordo os paraquedistas, e o C-98 Caravan fez decolagens e pousos com pessoas que ganharam voos panorâmicos.

Caça Northrop F-5EM Tiger do Esquadrão Pampa. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Detalhe do C-130H do Esquadrão Cascavel com a antiga torre da base ao fundo. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Um helicóptero UH-12 da Marinha Brasileira. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Decolagem do helicóptero CH-34 Super Puma do Esquadrão Puma. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

Um caça F-5EM do 1°/14° GAV “Esquadrão Pampa”, da Base Aérea de Canoas, esteve presente na exposição estática e decolou no final da tarde no regresso para Canoas, realizando uma passagem sobre a base. Além disso estavam na exposição estática um C-130H Hercules do 2°/1° GTT “Esquadrão Cascavel”, um P-95B Bandeirulha do 2°/7° GAV “Esquadrão Phoenix” sediado em Florianópolis, e os helicópteros UH-12 da Marinha Brasileira e um CH-34 Super Puma do 3°/8° GAV “Esquadrão Puma” sediado no Rio de Janeiro, que realizou um voo no final do dia.

Decolagem da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
A aeronave T-27 Tucano da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Leandro Casella / Cavok)

As manobras da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

Mas o destaque e a apresentação mais aguardada pelo público presente foi a do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), a famosa Esquadrilha da Fumaça, que com sete aeronaves T-27 Tucano executou todas suas manobras com perícia e destreza, empolgando a todos. O céu azul contribuiu muito com os fotógrafos e também para que os pilotos mostrassem todas capacidades das aeronaves da Fumaça. A Esquadrilha da Fumaça recebeu recentemente seus dois primeiros Super Tucanos, que visam substituir os atuais T-27. Estima-se que na EXPOAER de 2013, a Fumaça já estará voando em apresentações com os novos aviões, mas ainda é muito cedo para afirmar, já que os pilotos e “anjos da guarda” do esquadrão ainda estão iniciando o processo de adequação e aprendizagem com os Super Tucanos.

Belíssima imagem de uma passagem baixa feita pelo Fumaça #1, o Coronel Esteves, líder do EDA. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Encerramento da apresentação do EDA. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)
Vista aérea da EXPOAER 2012 na Base Aérea de Santa Maria. (Foto: Luís André Werlang / Cavok)

O evento na Base Aérea de Santa Maria também teve apresentação de cães adestrados, praça de brinquedos, entre outras. Foram também arrecadados mais de 2 toneladas de alimentos não-perecíveis para serem doados a entidades assistenciais.

[nggallery id=20]

O Cavok Brasil agradece o amigo Luís André Ribas Werlang, editor do site Aviação Art, por ceder as belas imagens do evento em Santa Maria.

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: EXPOAER 2012 – Base Aérea de Canoas (RS)/Brasil

20
A Base Aérea de Canoas realizou o tradicional evento EXPOAER, e contou com a presença de aeronaves Mirage 2000C da Base Aérea de Anápolis. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

No dia 12 de outubro, a Base Aérea de Canoas (BACO) realizou o tradicional evento EXPOAER, quando a base abre seus portões para o público poder apreciar as apresentações aéreas das aeronaves militares da Força Aérea Brasileira. E este ano o evento contou com diversos aviões de outras bases, como o P-3AM Orion e os Mirage F2000C do 1° GDA.

A aeronave de patrulha marítima Lockheed P-3AM Orion do Esquadrão Orungam. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
O Lockheed C-130H Hercules do Esquadrão Cascavel, que esteve presente no evento em Canoas. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Dois caças Mirage 2000C (F-2000C) do Esquadrão Jaguar de Anápolis taxiam na Base Aérea de Canoas, acompanhados por um F-5EM do Esquadrão Pampa. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A EXPOAER 2012 teve início às 10hs, e logo na chegada era possível ver as aeronaves P-3AM Orion do 1°/7° GAV “Esquadrão Orungam” e o C-130 Hercules do 1°/2° GT Esquadrão Cascavel no pátio da base aérea. Mas este ano o evento contou com a participação de quatro caças Mirage 2000C do 1° GDA, da Base Aérea de Anápolis, que estavam em Canoas desde terça-feira para participar de um exercício com o Esquadrão Pampa, chamado de “Jagua-Pampa”.

Um caça Mirage 2000 do 1° GDA decola na Base Aérea de Canoas. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Passagem baixa de dois Mirage 2000C e um F-5EM no retorno de uma missão sobre a Lagoa dos Patos. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Caças partem para mais uma missão no exercício “Jagua-Pampa”. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Um F-5EM e um F-2000C da FAB realizam uma passagem na EXPOAER. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Por volta das 11hs, dois caças Mirage 2000 partiram juntamente com um F-5EM para uma missão sobre a Lagoa dos Patos. No retorno, cerca de 20 minutos depois, eles fizeram uma bela passagem em formação sobre a BACO. O voo foi seguido por mais duas surtidas com um mix entre caças F-5EM e Mirage 2000C, que sempre no retorno realizavam passagens sobre a base, empolgando o público presente.

A Esquadrilha da Fumaça decola pela manhã para demonstração em Porto Alegre. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
No retorno da apresentação em Porto Alegre, os pilotos da Fumaça fizeram passagens sobre a base. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Os T-27 Tucano da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A Esquadrilha da Fumaça, que compareceu na Base Aérea de Canoas para duas apresentações no dia, uma às 11 horas em Porto Alegre, sobre o Guaíba, para o Centenário do Colégio Militar da capital, e outra na Base Aérea de Canoas às 16hs, decolou de manhã, e no retorno da apresentação em Porto Alegre fez várias passagens sobre a base, dando um aperitivo da apresentação do final da tarde.

O C-95M Bandeirante taxia na base em Canoas com a Tenente Camila no assento esquerdo. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
A aeronave C-97 Brasilia realizou voos panorâmicos que foram sorteados ao público. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
O helicóptero H-60L Black Hawk do Esquadrão Pantera. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
A aeronave AEW E-99 do Esquadrão Guardião. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Durante o dia, houveram ainda apresentações com a aeronave modernizada C-95M Bandeirante do 5° ETA, voos panorâmicos com o C-97 Brasília, e paraquedismo. Um pouco antes da apresentação do EDA, o helicóptero H-60L Black Hawk do 5°/8° GAV Esquadrão Pantera decolou para passagens sobre a base, com o amigo Coronel Biasus a bordo para registro fotográfico aéreo do evento. No pátio também estavam presentes um avião de vigilância Embraer E-99 do 2°/6° GAV Esquadrão Guardião, um helicóptero HM-1 Pantera do Exército, um T-27 da Academia da Força Aérea, e um UH-12 Esquilo da Marinha Brasileira, um C-98B Caravan do 5° ETA, um P-95B Bandeirulha do 2°/7° GAV de Florianópolis, um C-90B King Air para serviço aeromédico da UniAir, além de diversas aeronaves de aeroclubes do estado.

No final da tarde as aeronaves da Esquadrilha da Fumaça partiram para sua apresentação na EXPOAER 2012. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Mesmo com forte ventos, os pilotos demonstraram sua perícia e controle dos Tucanos nas manobras. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
Um T-27 Tucano da Esquadrilha da Fumaça dá um rasante na Base Aérea de Canoas. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Foi então que o locutor da Esquadrilha da Fumaça, Capitão Franklin (Fumaça #7) anunciou que o EDA estava acionando para sua apresentação. As sete aeronaves T-27 partiram para talvez a última apresentação na EXPOAER com as aeronaves Tucano, já que o esquadrão começou a receber seus primeiros A-29 Super Tucano, e existe uma previsão que a Fumaça receba todas até o ano que vem. O processo ainda não está totalmente definido, já que muito trabalho ainda precisa ser feito para adaptação dos pilotos e mecânicos da Fumaça com as novas aeronaves.

Algumas manobras da Esquadrilha da Fumaça durante a Expoaer. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Até o final do ano devem chegar mais aeronaves biplaces e talvez algumas monoplaces. Durante o início de 2013 serão feitos os voos e uma total imersão do esquadrão nas novas aeronaves, que possuem novas características de voo e também de tecnologias. A Esquadrilha da Fumaça quer realizar essa transição com toda segurança, e por isso ainda não existe um prazo para o começo das apresentações com o Super Tucano.

Os sete Tucanos taxiam após uma bela apresentação na BACO. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
O Capitão Pivovar (Fumaça #5) recebe o carinho do público durante a EXPOAER 2012. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
O evento em Canoas foi considerado um dos melhores já realizados nos últimos 10 anos. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Após 45 minutos de voo, os pilotos do EDA foram receber o carinho do público que compareceu na Base Aérea de Canoas para comemorar o Dia das Crianças. Nesse sábado, dia 13, a Esquadrilha da Fumaça segue para Base Aérea de Santa Maria (BASM), onde também será realizado a EXPOAER, e que deve contar também com a presença das aeronaves A-1/RA-1 dos esquadrões Poker e Centauro.

[nggallery id=18]

O Cavok Brasil gostaria de agradecer ao Coronel Antônio Biasus por organizar junto a Base Aérea de Canoas um acesso especial para os fotógrafos poderem acompanhar os voos junto a área operacional, podendo conversar com os pilotos e registrar com mais facilidade as aeronaves presentes na EXPOAER.

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Thunder Over Michigan – Belleville/EUA

6
Quatro caças North American P-51 Mustangs durante a realização do Thunder Over Michigan, que este ano teve como tema “Mustang Mania”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Em 2012, o show aéreo Thunder Over Michigan foi realizada nos dias 4 e 5 de agosto no aeroporto de Willow Run, em Belleville (Ypsilanti), Michigan, e contou com a presença de um impressionante número de warbirds, incluindo 13 aviões de caça P-51 Mustang, a Super Fortaleza Voadora B-29 “FiFi” e o jato “particular” Sea Harrier de Art Nalls, que chegou a 100 voos durante o final de semana. Uma outra atração para o público foi a encenação de um combate da Segunda Guerra Mundial, com diversos tanques e blindados da época.

A imagem acima representa bastante o tema 2012 do Thunder Over Michigan: Mustang Mania. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Uma “pin-up” posa em frente do P-51D Mustang “Gentleman Jim”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Vista geral do aeroporto em Belleville, local do Thunder Over Michigan. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O evento contou com uma encenação de um combate da Segunda Guerra Mundial, incluindo soldados e blindados da época. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Cada edição do Thunder Over Michigan conta com um tema, e a 14ª edição em 2012 foi o “Mustang Mania“, com mais de 20 Mustangs previsto para estarem presentes no show. Treze compareceram, e realizaram diversos voos, em formação e também em demonstrações solo, inclusive na simulação de apoio aéreo as tropas americanas que encenaram um combate no solo com as forças alemãs, uma das maiores simulações da Segunda Guerra Mundial realizado para o público nos EUA.

Os dois aviões P-47 Thunderbolts que realizaram uma simulação de apoio aéreo aproximado durante o Thunder Over Michigan 2012. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O P-51 “Moonbeam McSwine” de Vlado Lenoch durante sua demonstração solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Boeing PT-18 Stearman. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Michael Kennedy e seu BT-13 Valiant “Grace”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Vários T-6s estiveram presentes no evento e voaram em formação com um BT-13. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O show aéreo junto com o campo de batalha da Segunda Guerra Mundial pela manhã contou com o “apoio aéreo aproximado” de duas aeronaves P-47D Thunderbolts, o “Wicked Wabbit” e o “Hun Hunter XVI”, ambos do Museu da Aviação do Tennessee, que fizeram várias passagens baixas durante a reconstituição. Eles foram seguidos por Vlado Lenoch que fez sua apresentação solo no P-51 “Moonbeam McSwine”. O treinamento de voo na Segunda Guerra Mundial foi representado pelos dois PT-17 Stearmans e um PT-19. Michael Kennedy deu uma bela atuação com seu BT-13 Valiant “Grace”, e no vôo em formação com os T-6 Texan estiveram presentes seis aviões T-6 e um BT-13.

O helicóptero HH-65C Dolphin da Guarda Costeira dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Detalhe da Super Fortaleza Voadora B-29 “FiFi”, da Commemorative Air Force (CAF). (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Belo ângulo de foto da B-29 “FiFi” no solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O caça F-86 Sabre “Smokey” fez uma bela apresentação nos dois dias do evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A Marinha dos EUA compareceu no evento com um MH-60S Knighthawk. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Em seguida um helicóptero HH-65C Dolphin da Estação Aérea da Guarda Costeira de Detroit fez uma breve apresentação, pois teve um problema mecânico e precisou realizar um pouso de emergência. Subiu ao céu então a B-29 “FiFi”, que fez várias passagens enquanto o Hino Nacional dos EUA era tocado. Em seguida foi a vez do jato F-86F Sabre “Smokey” da Warbird Heritage Foundation voar, com o piloto Paul Wood no controle. Assim que o Sabre pousou, um helicóptero MH-60S Knighthawk do HSC-28 “Dragon Whales”, baseado na Estação Naval de Norfolk, fez sua bela apresentação.

Vários caças Mustangs realizaram passagens baixas, como o P-51B “Old Crow”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A formação do “homem perdido” foi realizada com quatro Mustangs. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um Mustang e um Corsair realizam uma passagem baixa sobre a pista. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um dos três B-25 Mitchell presentes no evento, o B-25J “Georgie’s Gal”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A única B-17 presente no evento foi a “Yankee Lady”, do Yankee Air Museum. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
O Lockheed P-38L Lightning “Ruff Suff”. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

No meio da tarde mais uma vez o campo de batalha foi a oportunidade de ver os caças P-51 Mustangs voarem baixo, em alta velocidade, sobre a batalha demonstrando uma missão de apoio aéreo próximo. Em seguida, onze aviões P-51 voaram em formação, e depois quatro dos caças realizaram a “missing man formation”. As aeronaves Mustangs foram a entrada da apresentação da Segunda Guerra Mundial, que trouxe de volta os dois P-47Ds, junto com um F4U-5N Corsair, o P-38L “Ruff Suff”, a B-17G “Yankee Lady” e todos os três B-25s, incluindo o B-25J “Georgie’s Gal”, o B-25J “Briefing Time” e o B-25D “Yankee Warrior”.

Art Nalls comemorou 100 voos com seu Sea Harrier FA2 particular. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Art Nalls a bordo do seu Sea Harrier particular. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Durante a apresentação Art Nalls demonstrou a capacidade de pouso e decolagem vertical do Sea Harrier. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

O último ato do show aéreo foi a demonstração do Sea Harrier FA2 de Art Nalls, que durante o show aéreo chegou a marca de 100 voos de demonstração (matéria pode ser acessada aqui). O único Sea Harrier particular no mundo recebeu um especial adesivo na cauda para lembrar do feito.

Um caça F/A-18F Super Hornet do VFA-213 da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Chegada do F-5E Tiger II do VFC-13 “Saints” da Marinha dos EUA. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
A USAF compareceu com um T-6 Texan II. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um AT-11 Kansan. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um belo DC-8 de carga da National. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Outras aeronaves mais recentes e também da ativa nos serviços armados dos EUA se apresentaram, como da Marinha dos EUA, que compareceu com dois F-18E e um F-18F Super Hornets, dois F/A-18C Hornets do VFA-113 “Stingers” e um F-5E Tiger do VFC-13 “Saints”, um avião de treinamento T-6A Texan II do esquadrão “Billy Goats” da USAF, três T-34 Mentor, dois jatos L-39 civis, e aeronaves comerciais como um cargueiro DC-8, um antigo DC-9 e jatos executivos. Dentre os aviões da Segunda Guerra Mundial, estavam presentes também dois AT-11 Kansan e vários T-6s, quatro aeronaves Harvards, dois BT-13s, um N3N Yellow Peril, além do C-47D “Yankee Doodle Dandy”. A maioria dessas aeronaves voou no show durante o fim de semana. Haviam também vários blindados da Segunda Guerra Mundial e carros em exposição, incluindo os carros Mustang, de acordo com o tema do evento.

A pin-up em frente ao A-36 Apache “Baby Carmen”, um Mustang usado para ataque ao solo. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um piloto devidamente trajado em frente ao P-47 Thunderbolt. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um B-52D do museu localizado junto ao aeroporto. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)
Um PT-19 taxia perto de destroços de um avião usado na simulação dos combates da Segunda Guerra Mundial. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

Foi possível também fotografar modelos que posavam em frente as aeronaves, vestidos a caráter como se fossem da década de 1940. Todos valor arrecadado com a venda de ingressos e passes foi destinado para o Yankee Air Museum localizado junto ao aeroporto, que ficou bastante danificado num incêndio em 2004. Dentre as aeronaves do museu estão um B-52D, um caça F-101 Voodoo, um F-84 Thunderstreak, um F-4C Phantom II e um bombardeiro B-24, além da B-17 “Yankee Lady” que realizava voos de passeio durante o final de semana.

[nggallery id=17]

As caudas dos P-51 Mustangs presentes no evento. (Foto: Ricardo von Puttkammer / Cavok)

A lista dos 13 aviões P-51 Mustangs presentes no Thunder Over Michigan 2012:

  • P-51B “Old Crow”
  • P-51C “Red Tail”
  • P-51D “Moonbean McSwine”
  • P-51D “Charlotte’s Chariot II”
  • P-51D “Baby Duck”
  • P-51D “Gunfighter”
  • P-51D “Misbavin”
  • P-51D “Red Nose”
  • P-51D “The Brat III”
  • P-51D “Big Beautiful Doll”
  • P-51D “Gentleman Jim”
  • P-51D “Old Crow”
  • A-36 Apache “Baby Carmen” (versão de ataque do P-51)

Enhanced by Zemanta

SHOW AÉREO: Portões abertos da Base Aérea de Anápolis (GO)

7
A linha de voo na Base Aérea de Anápolis, com os caças Mirage 2000, F-5EM e A-1A. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

No começo de setembro, no final de semana dos dias 8 e 9 de setembro, a Base Aérea de Anápolis (BAAN), em Goiás, realizou o tradicional “Portões Abertos 2012”, e esse ano a participação de aeronaves militares de vários esquadrões da Força Aérea Brasileira foi possível devido a realização da Operação Sabre II que ocorreu na semana que antecedou os portões abertos. Acompanhe conosco em mais de 90 imagens como foi a edição de 2012.

As aeronaves C-130 e C-98 vistas no pátio da Base Aérea de Anápolis. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Uma aeronave A-1A do Esquadrão Centauro taxia após várias passagens baixas na BAAN. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

O evento contou com a presença de mais de 30 aeronaves na linha de voo, incluindo os caças Mirage 2000 (F-2000) do 1° Grupo de Defesa Aérea (GDA), baseado em Anápolis. Cerca de 60 mil pessoas foram na base nos dois dias, e a BAAN informou que foram arrecadados mais de 3 toneladas de alimentos não perecíveis através de uma campanha realizada.

Passagem de um A-1A da Base Aérea de Santa Maria (BASM). (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Pouso de uma aeronave F-5Em da Base Aérea de Canoas (BACO). (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Pouso de uma aeronave F-2000C da Base Aérea de Anápolis (BAAN). (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

Dentre as apresentaçãos aéreas, voaram os Mirage 2000 do 1° GDA; caças F-5EM do Esquadrão Pampa, baseado em Canoas; aeronaves AMX A-1 do Esquadrão Centauro, da Base Aérea de Santa Maria; e A-29 Super Tucano do Esquadrão Poker.

Lançamento de paraquedistas com uma aeronave C-130 Hercules. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Aeronave C-105 Amazonas do Esquadrão Arara. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Simulação de resgate com um helicóptero Bell UH-1H. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

As aeronave de transporte C-130 Hércules e C-105 Amazonas realizaram lançamento de paraquedistas, e um helicóptero Bell UH-1H realizou uma simulação de infiltração e resgate com uso de rapel.

O evento contou com a bela apresentação da Esquadrilha da Fumaça no sábado, dia 8 de setembro. (Fotos: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

O evento no sábado terminou com a apresentação da Esquadrilha da Fumaça e as sete aeronaves T-27 Tucano, mais uma vez encantando o público presente com as manobras precisas e empolgantes.

Na área de exposição estática estavam as aeronaves E-99 e R-99 do Esquadrão Guardião. (Fotos: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)
Um preservado caça Dassault Mirage IIIEBR podia ser visto pelo público na BAAN. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

Na área estática era possível ver as aeronaves de reconhecimento aéreo E-99 e R-99 do Esquadrão Guardião, também sediado na base em Anápolis, e um avião de transporte C-98 Caravan, além de várias aeronaves civis que vieram prestigiar o evento. Uma aeronave Mirage IIIEBR estava colocada em exposição para o público, e totalmente bem preservada. Os caças Mirage IIIEBR foram desativados em 2005, com a posterior entrada em serviço dos jatos Mirage 2000.

Várias aeronaves Super Tucano, A-1, F-5 e F-2000 estavam estacionadas longe do público, e participariam do TAC que começou na semana seguinte. (Foto: Juliano Lisboa / Cavok Brasil Team)

[nggallery id=14]

As diversas aeronaves que participaram do Exercício Operacional Sabre e que posteriormente participaram do Torneio de Aviação de Caça (TAC), foram colocadas numa área afastada do público, mas registradas pelo colaborador Juliano Lisboa do Cavok Brasil, como pode ser visto em algumas das imagens da galeria acima.

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

61,794FãsCurtir
340Inscritos+1
6,306SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,390InscritosInscrever
Anúncios