Saab

Inicio Tags Sierra Nevada Corporation

Tag: Sierra Nevada Corporation

Foguete Vulcan Centaur da ULA é selecionado para lançamentos da espaçonave Dream Chaser da SNC

0
A espaçonave Dream Chaser da Sierra Nevada Corp.

A Sierra Nevada Corporation (SNC) selecionou a United Launch Alliance (ULA) como fornecedora de veículos de lançamento das seis missões da NASA para sonda Dream Chaser até a Estação Espacial Internacional (ISS).

Anúncios

Sierra Nevada reiniciará a produção do Dornier 328 na Alemanha

0
Dornier 328.

A fabricante norte-americana Sierra Nevada pretende reiniciar a produção do turboélice Dornier 328 em Leipzig, Alemanha.

Sierra Nevada desenvolverá sistema para os HH-60G Pave Hawk da USAF voarem em ambiente visual degradado

0
Helicóptero HH-60G Pave Hawk voando am ambiente visual degradado. (Foto: Sierra Nevada Corporation)

A Sierra Nevada Corporation (SNC) recebeu um contrato para projeto, desenvolvimento, integração e teste do Sistema de Ambiente Visual Degradado (DVES) na frota de helicópteros de busca e resgate de combate HH-60G Pave Hawk da Força Aérea dos EUA (USAF).

Sierra Nevada Corporation demonstra com sucesso Kit de Melhoria de Missão para o King Air 350ER

0
O King Air 350ER com o novo kit aprimorado de missão da Sierra Nevada.

A Sierra Nevada Corporation (SNC) demonstrou com sucesso uma série de tecnologias, que juntas são chamadas de Kit de Melhoramento da Missão do King Air 350 Extended Range (ER). A SNC juntou-se à Vector-Hawk Aerospace (VHA), uma divisão de vendas militar da Blackhawk Modifications em Waco, Texas, e a Advent Aircraft Systems de Tulsa, Oklahoma, para oferecer o Kit de Melhoramento da Missão. A demonstração foi realizada em Huntsville, Alabama.

Arábia Saudita cancela ajuda de US$ 3 bilhões em armas para Líbano. Encomenda dos Super Tucano não deve ser afetada

4
A-29-SNC (2)
O fornecimento dos Super Tucano ao Líbano se dará através do programa LAS / Foto: USAF, em caráter ilustratvo

A Arábia Saudita cancelou um acordo de cooperação com o Líbano no valor de US$ 3 bilhões em armamentos. Segundo a agência de notícias estatal saudita SPA, o cancelamento deve-se às recentes posições diplomáticas libanesas diante da disputa entre a Arábia Saudita e o Irã. Ainda de acordo com as informações, o fornecimento à Força Aérea Libanesa (LAF) de seis unidades da aeronave de ataque leve e contra-insurgência Embraer A-29 Super Tucano, que também é custeado com recursos sauditas, não será afetado com a medida.

Dream Chaser, o micro-ônibus espacial da Sierra Nevada, vai transportar carga até a ISS

11
sncs-dream-chaser-on-runway-at-nasas-dryden-flight-research-center-at-dawn_profile
A espaçonave Dream Chaser é um micro-ônibus espacial desenvolvido pela Sierra Nevada Corporation.

A NASA contratou a Sierra Nevada Corporation, empresa que desenvolveu a espaçonave Dream Chaser, para transportar carga até a Estação Espacial Internacional (ISS).

Super Tucano para o Líbano: Contrato Assinado

41
A-29-SNC (2)
Embraer-SNC A-29 Super Tucano / Foto: USAF

A Sierra Nevada Corporation (SNC) recebeu um contrato no valor de aproximadamente US$ 173 milhões para o fornecimento à Força Aérea Libanesa (LAF) de seis unidades da aeronave de ataque leve e contra-insurgência Embraer-SNC A-29 Super Tucano, que serão entregues até 2019.

Governo dos EUA confirma fornecimento dos A-29 para o Líbano

40
Embraer Super Tucano - SNC
Embraer EMB 314 / A-29 Super Tucano (Foto: USAF)

A despeito do contínuo quadro de instabilidade política no Líbano, está confirmado o fornecimento para a força aérea daquele país de seis unidades da aeronave de ataque leve e contra-insurgência Super Tucano, desenvolvidas pela Embraer, e que serão fabricadas pela Sierra Nevada Corporation (SNC), sediada em Jacksonville, no estado americano da Flórida.

Governo dos EUA aprova venda do A-29 para o Líbano

45

6e217d84f2d41f004aa77ab96bb9fafaLíbano quer comprar seis aeronaves A-29 Super Tucano via FMS.

A-29 reativa esquadrão da USAF

38
EMB/SNC A-29 Super Tucano (Imagem: USAF)
EMB/SNC A-29 Super Tucano (Imagem: USAF)

O 81º Esquadrão de Caças será reativado para treinar pilotos e mantenedores de A-29.

Sierra Nevada entrega nave espacial para testes na NASA

22
A nave Dream Chaser visa substituir a nave Soyuz como único meio de ir ao Espaço pelos EUA.  (Imagem: nasa)
A nave Dream Chaser visa substituir a nave Soyuz como único meio de ir ao Espaço pelos EUA. (Imagem: nasa)

A Sierra Nevada entregou a nave espacial Dream Chaser para a NASA  (Dryden Flight Center Research’s) perto de Palmdale, Califórnia, para testes de voo.

Rockwell Collins fornecerá equipamentos de navegação e comunicação para o A-29 no programa LAS

3
O A-29 Super Tucano foi escolhido pela USAF na competição LAS.
O A-29 Super Tucano foi escolhido pela USAF na competição LAS.

A Rockwell Collins fornecerá equipamentos de navegação e comunicação para a A-29 Super Tucano. A empresa norte americana Rockwell Collins anunciou hoje que faz parte da rede de fornecedores aproveitada pela Força Aérea dos EUA para seu programa de apoio aéreo leve (LAS) recentemente concedido no dia 28 de fevereiro, quando a Força Aérea dos EUA anunciou a seleção da Sierra Nevada Corporation para fornecer as aeronaves A-29 para uso pelo Corpo Aérea do Exército Nacional do Afeganistão e outros futuros clientes.

A aeronave Embraer A-29 Super Tucano será utilizada para a realização de treinamento de vôo, de reconhecimento aéreo e operações de apoio aéreo leve e é um elemento-chave do governo dos EUA na construção de esforços com o Afeganistão e outras nações parceiras.

“O programa reforça o nosso compromisso com a Embraer para fornecer um equipamento líder de mercado de navegação e comunicação para suas aeronaves”, disse Troy Brunk, vice-presidente e gerente geral de Soluções Aéreas da Rockwell Collins. “A Rockwell Collins tem uma longa história de fornecimento confiável, soluções de baixo custo para os nossos clientes, ficando dentro do prazo e no orçamento. Estamos ansiosos para continuar essa tradição neste programa.”

O A-29 Super Tucano será construído em Jacksonville, na Flórida, por trabalhadores norte-americanos e com peças fornecidas por empresas americanas. Mais de 88 por cento do Super Tucano é feito a partir de peças fornecidas por empresas norte-americanas, como a Rockwell Collins. O treinamento das aeronaves será fornecido em Clovis, Novo Mexico.

Enhanced by Zemanta

Embraer é liberada a produzir o Super Tucano para a Força Aérea dos EUA

10
A aeronave Super Tucano em breve estará voando no Afeganistão. (Foto: Sgt. Batista / Agência Força Aérea)
A aeronave Super Tucano em breve estará voando no Afeganistão. (Foto: Sgt. Batista / Agência Força Aérea)

A Embraer foi liberada para iniciar a produção do avião Super Tucano para a Força Aérea dos Estados Unidos nesta sexta-feira (15).

Hoje, a Força Aérea do país conseguiu reverter determinação do GAO (Government Accountability Office), responsável por auditar licitações de governo, de segunda-feira, que resultou na suspensão dos trabalhos de produção do avião.

Embraer está otimista com pedidos de empresas americanas, diz presidente
Justiça dos EUA autoriza contrato de US$ 2 bi da Embraer com Republic Airways

A ordem de suspensão dos trabalhos é uma decorrência automática do processo aberto pela concorrente Beechcraft junto ao GAO, questionando o resultado.

A Força Aérea obteve a vitória sob o argumento de que o programa é estratégico e de interesse para a segurança nacional.

A Embraer venceu a disputa em dezembro de 2011, em parceria com a SNC (Sierra Nevada Corporation), mas a Beechcraft entrou na Justiça e conseguiu anular a concorrência. Uma nova disputa foi realizada e, fim de fevereiro, a Embraer e a SNC foram novamente anunciadas como vencedoras.

Interior do Super Tucano da Embraer. (Foto: Embraer)
Interior do Super Tucano da Embraer. (Foto: Embraer)

O contrato de US$ 428 milhões envolve a compra de 20 aviões Super Tucano, além de peças e serviços de manutenção. Os aviões serão usados para dar apoio à missão militar dos EUA no Afeganistão. Se concretizada, será a primeira venda da Embraer para a Defesa dos EUA.

BEECHCRAFT

“No que concerne à produção de aeronaves para ajudar os americanos a voltar do Afeganistão para casa, a Força Aérea dos EUA hoje concluiu que o ‘melhor interesse’ agora pesa nos ombros do Brasil”, declarou a Beechcraft, em nota.

A empresa americana questionava o valor do contrato. “Simplesmente não entendemos como a Força Aérea pode justificar um gasto adicional de mais de US$ 125 milhões pelo o que consideramos ser uma aeronave com menos capacidades”, disse em comunicado o presidente-executivo da empresa, Bill Boisture, após perder a licitação pela segunda vez.

Ele disse que sua empresa estava “muito perplexa” com a decisão e que há dúvidas sobre eventuais erros cometidos no processo de seleção.

EMPREGOS

Anteriormente conhecida como HB (Hawker Beechcraft), a Beechcraft saiu de um processo de concordata no mês passado. Em comunicado, ela disse que a decisão a favor da Embraer afetará cerca de 1.400 postos de trabalho no Kansas e em outros Estados americanos.

O presidente da Embraer Defesa e Segurança, Luiz Carlos Aguiar, lembrou que a Embraer emprega 1.200 funcionários em sua fábrica na Flórida, nos EUA, e que a Beechcraft, desde 2008, demitiu cerca de 5.000 funcionários no país.

Fonte: Folha de São Paulo / Mariana Barbosa

Obrigado pela dica dos amigos Nick Fry, Rodrigo DS, Fox Delta, Rodrigo Ferreira e Jakson Almeida. Desculpem a demora ao publicar a notícia. 😉

Enhanced by Zemanta

Hawker Beechcraft protesta contra decisão da Força Aérea dos EUA no programa LAS

14
A aeronave AT-6 da fabricante Hawker Beechcraft que competiu no programa LAS. (Foto: HBC)
A aeronave AT-6 da fabricante Hawker Beechcraft que competiu no programa LAS. (Foto: HBC)

A Beechcraft Corporation anunciou hoje que vai protestar formalmente ao Escritório de Responsabilidade do Governo dos EUA (GAO – Government Accountability Office) sobre a escolha da Força Aérea dos EUA (USAF) no recente contrato de aeronaves de apoio aéreo leve (LAS) para sua concorrente brasileira, a Embraer. Estima-se que 1.400 empregos em Kansas e em outros estados estão em perigo como resultado da decisão da Força Aérea.

“Após o nosso debriefing com a Força Aérea dos EUA no início desta semana, estamos muito perplexos com essa decisão”, disse Bill Boisture, CEO da Beechcraft. “Nossa crença é que temos a melhor aeronave que foi confirmada pela classificação da Força Aérea com nossas aeronaves “excepcionais” e do fato de que nós somos a solução de menor custo, confirmada pelo anúncio da USAF ao público.”

No ano passado, uma investigação da Força Aérea encontrou evidências de viés a empresa brasileira Embraer e sua parceira Sierra Nevada Corporation (SNC), o que levou à decisão de reiniciar a competição. Embora a SNC mais tarde tenha processado a Força Aérea tentando executar uma decisão tendenciosa, a juíza do Tribunal Federal de Reclamações dos EUA, Christine OC Miller, escreveu no dia 1° de novembro de 2012, a opinião de que, com base em evidências da investigação de viés “a decisão da Força Aérea de cancelar a adjudicação do contrato à SNC e re-solicitar as propostas foi razoável e racional, e devia ser mantida.”

“Nós simplesmente não entendemos como a Força Aérea dos EUA pode justificar os gastos de mais de 40 por cento sobre a outra aeronave – mais de 125 milhões dólares – para o que consideram ser a menos capaz das aeronaves”, disse Boisture. “Dada a nossa experiência no ano passado e nossa contínua preocupação forte de que há novamente erros significativos no processo e na avaliação neste concurso, ficamos com nenhum outro recurso senão apresentar um protesto junto ao GAO. A Força Aérea dos EUA precisa tomar a decisão certa para a nação e nossos aliados no futuro”.

Enhanced by Zemanta

EUA avaliam acordo com Embraer como crítico para Afeganistão

32
A aeronave Super Tucano da Embraer vai oferecer capacidade de ataque leve para Força Aérea Afegã.
A aeronave Super Tucano da Embraer vai oferecer capacidade de ataque leve para Força Aérea Afegã.

O Pentágono manifestou nesta quarta-feira que o contrato militar de US$ 427 milhões formalizado com a brasileira Embraer é “crítico” para apoiar a Força Aérea no Afeganistão.

Em comunicado, o Pentágono indicou que o subsecretário de Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, ligou hoje para o ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, para informá-lo da concessão do contrato à Embraer, que apresentou sua proposta em uma sociedade com a empresa americana Sierra Nevada Corporation.

“Essa plataforma é crítica para apoiar a Força de Segurança Nacional Afegã, como parte do apoio durável dos EUA no Afeganistão após concluída a missão da Isaf (Força Internacional de Assistência à Segurança, da Otan) no final de 2014”, disse o secretário de imprensa do Pentágono, George Little.

O contrato envolve a venda de 20 unidades do avião de ataque A-29 Super Tucano à Força Aérea americana “para fornecer apoio aéreo rápido e manutenção e capacitação para a Força Aérea afegã”, explicou.

Sob esse contrato, 20 aeronaves serão enviadas às bases aéreas no Afeganistão no meio de 2014 para realizar “treinamentos avançados em voo, vigilância, apoio aéreo e missões de interdição aérea”, acrescentou Little.

O porta-voz disse que durante a ligação tanto Carter como Amorim demonstraram a intenção de programar o próximo Diálogo de Cooperação em Defesa de EUA e Brasil, além de “continuar a cooperação de defesa” entre ambos os países.

Fonte: Exame

Enhanced by Zemanta

Força Aérea dos EUA seleciona o A-29 Super Tucano para o programa LAS

88
A aeronave A-39 Super Tucano da Embraer foi selecionada novamente na competição LAS da USAF. (Foto: Lucas Dresdi Delcaro / Cavok)
A aeronave A-39 Super Tucano da Embraer foi selecionada novamente na competição LAS da USAF. (Foto: Lucas Dresdi Delcaro / Cavok)

A Força Aérea dos EUA (USAF, na sigla em inglês) anunciou hoje que selecionou o avião de combate A-29 Super Tucano, da Embraer Defesa e Segurança, para o programa LAS (Light Air Support), ou Apoio Aéreo Leve. A aeronave será fornecida em parceria com a Sierra Nevada Corporation (SNC) e utilizada para missões de treinamento avançado em voo, reconhecimento aéreo e apoio aéreo tático. Após um rigoroso processo licitatório, a USAF considerou que a Embraer Defesa e Segurança e a SNC apresentaram a melhor proposta para cumprir a missão LAS.

“Esta escolha confirma que o A-29 Super Tucano é a aeronave mais efetiva para as operações LAS. Estamos prontos para começar a trabalhar e honrados em poder apoiar o governo dos Estados Unidos e seus parceiros com a solução de melhor custo-benefício”, disse Luiz Carlos Aguiar, Presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança. “Nosso compromisso é avançar com a estratégia de investimentos nos Estados Unidos e entregar o Super Tucano no prazo esperado e conforme o orçamento contratado.”

“O programa Light Air Support é essencial para os objetivos dos Estados Unidos no Afeganistão e para a nossa segurança nacional. É uma grande honra servir ao nosso país fornecendo aeronaves, treinamento e suporte para este programa”, disse Taco Gilbert, Vice-Presidente de Soluções Táticas Integradas da área de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento da SNC. “O A-29 Super Tucano é a aeronave ideal para o programa LAS, cuja missão é crítica e a necessidade é premente.”

As aeronaves Super Tucanos serão usadas pela Força Aérea Afegã. (Foto: Embraer)
As aeronaves Super Tucanos serão usadas pela Força Aérea Afegã. (Foto: Embraer)

O contrato, no valor de USD 427 milhões, inclui 20 aeronaves de apoio aéreo tático, equipamentos para treinamento de pilotos no solo, peças de reposição e apoio logístico. A aeronave selecionada para o programa LAS será construída em Jacksonville, Flórida.

O Super Tucano é um potente avião turboélice, robusto e versátil, capaz de executar uma ampla gama de missões, que incluem ataque aéreo leve, vigilância, interceptação aérea e contra-insurgência. A aeronave está em operação em nove forças aéreas ao redor do mundo e, há mais de cinco anos, emprega armamentos inteligentes, de última geração, em missões operacionais reais. Com mais de 190 encomendas e mais de 170 unidades entregues, o Super Tucano já superou a marca de 180 mil horas de voo e 28 mil horas de combate. A aeronave está equipada com avançadas tecnologias em sistemas eletrônicos, eletroópticos, infravermelho e laser, assim como sistemas de rádios seguros com enlace de dados e uma inigualável capacidade de armamentos, o que a torna altamente confiável e com excelente relação custo-benefício para um grande número de missões militares, mesmo em pistas não pavimentadas e ambientes hostis. Essas características, juntamente com sua experiência comprovada em combate, fazem do Super Tucano a escolha lógica para a missão LAS.

A missão LAS exige uma solução já desenvolvida que ofereça versatilidade, capacidade e resistência operacionais necessárias em um ambiente de contra-insurgência, a um custo significativamente menor do que o dos jatos de caça. A aeronave deve oferecer ferramentas de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR); ter capacidade para uma grande variedade de munições (incluindo armas guiadas de precisão); e operar em terrenos com infraestrutura precária e em condições rigorosas.

Enhanced by Zemanta

VÍDEO: General dos EUA voa o Super Tucano e diz que é “uma fantástica aeronave do século 21”

18

Quando o general Charles F. “Chuck” Wald desembarcou após um vôo de teste no A-29 Super Tucano seu primeiro comentário foi: “este é um avião fantástico do século 21”. O general de quatro estrelas aposentado e um piloto de combate condecorado tem um afiado apreço pela forma como lida com uma aeronave. Além disso, como um dos principais líderes militares responsáveis pelo planejamento e execução da Operação Liberdade Duradoura e servindo como comandante para os estágios iniciais da guerra, o general Wald sabe o que uma aeronave como o A-29 Super Tucano significaria no solo do Afeganistão.

O General (Ret.) Chuck Wald voa no Super Tucano durante avaliação nos EUA.

“Eu acho que se tivéssemos tido esta aeronave no inventário no início da guerra do Afeganistão, teria liderado o caminho para todas as coisas que estamos fazendo lá”, disse ele. “Não é por ser um ambiente de elevada ameaça, mas o Afeganistão não é. É para apoio aéreo aproximado e para ficar perto do alvo. Tem muita resistência”.

O General Chuck Wald a bordo do Super Tucano.

O general Wald experimentou a aeronave, uma candidata na concorrência LAS (Light Air Support) da Força Aérea dos EUA (USAF), e oferecida pela Sierra Nevada Corporation, em parceria com a Embraer. Ele comparou o A-29 Super Tucano com um F-16 em termos de manejo, capacidades, displays e navegação. Onde as similaridades terminam, disse ele, é no custo. “Este avião não custa nada perto de um F-16 em termos de custo inicial, combustível ou manutenção. Esta é uma aeronave acessível, que pode oferecer um desempenho de entrega de armas similar ao F-16.”

A aeronave selecionada para o programa LAS será inicialmente usada para fornecer apoio aéreo aproximado, reconhecimento e capacidade de treinamento para os militares no Afeganistão. Como tal, é um elemento crítico dos Estados Unidos na estratégia de retirada do Afeganistão e centrado para manter a segurança na região daqui para frente. O programa LAS também irá fornecer aos Estados Unidos e outras nações parceiras com capacidades críticas para uma nova geração de poder aéreo ágil, flexível, econômico e multi-função.

O A-29 Super Tucano é uma aeronave turboélice relativamente pequena, elegante e poderosa, capaz de realizar uma grande variedade de missões, incluindo apoio aéreo aproximado e de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR). A aeronave está em uso, com sete forças aéreas ao redor do mundo e, por mais de cinco anos, tem utilizado munições estado-da-arte em reais missões operacionais. A aeronave está equipada com tecnologias avançadas de sistema eletrônico, eletro-óptico, infravermelho e laser, bem como sistemas seguros de rádio com links de dados e capacidade incomparável de munições. Isto faz com que ele seja altamente confiável e permite uma boa relação custo-benefício, excelente para uma vasta gama de missões militares, mesmo operando a partir de pistas não pavimentadas e em ambientes hostis. Estas características, juntamente com o fato de que a aeronave tem um registro de combate comprovado, tornam ele o mais cotado para o contrato LAS.

Durante seu vôo de teste, o general Wald colocou a aeronave através de seu ritmo. “Ele voa muito bem”, disse ele. “Eu não tinha que me preocupar muito em compensar o leme. Ele entra e executa um looping de 4Gs sem dificuldade. Eu não tive qualquer problema lá em cima.”

Em resumo, o general Wald disse: “Fácil de voar. Fácil de manobrar. Eu acho que é perfeito.”

Fatos sobre o Embraer A-29 Super Tucano:

  • Um projeto ficha limpa – construído a partir do zero para a missão de apoio aéreo leve
  • Aeronaves em produção – mais de 180 pedidos e mais de 160 construídas e entregues
  • Atualmente operacional, realizando missões ISR e de segurança em todo o mundo
  • Em utilização ou encomendado por militares em nove países
  • Mais de 170.000 horas de vôo, incluindo 26 mil horas de combate, sem perdas em combate
  • Certificado para mais de 130 configurações de munições
  • Características de aviônicos de arquitetura aberta
  • Oferece espaço para crescimento
  • Comprovados baixos custos operacionais -frota com 84 por cento de disponibilidade; frota com 99 por cento de eficácia da missão
  • Compatível com o Buy American Act; 86 por cento do valor em dólar do Super Tucano vem de componentes fornecidos por empresas americanas ou países que se qualificam sob o Buy American Act
  • Mais de 100 empresas norte-americanas, em mais de 20 estados, fornecem peças ou serviços para o Super Tucano

Fonte: Built for the Mission – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

61,791FãsCurtir
340Inscritos+1
6,302SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,390InscritosInscrever
Anúncios