Tags Post com a tag "Síria"

Tag: Síria

Síria assina compra de 36 jatos de treinamento Yak-130 com a Rússia

34
A Síria assinou um contrato com a Rússia para compra de 36 jatos de treinamento de combate Yak-130.

A Síria assinou em janeiro de 2012 um contrato com a Rússia para compra de 36 aviões de treinamento de combate Yak-130, informou o jornal Kommersant, citando uma fonte próxima da Rosoboronexport, a agência estatal responsável pela exportação de armas na Rússia. O negócio pode chegar a US$ 550 milhões, ou cerca de 15,3 milhões de dólares por aeronave. A execução do contrato será deve incluir a fabricação das aeronaves na linha de montagem em Irkutsk, e a primeira aeronave de exportação deve chegar a Damasco em 2013.

As negociações para o fornecimento de aeronaves de treinamento para Síria datam de meados de 2010. Presumivelmente, os novos Yak-130 que serão integrados na frota da Força Aérea vão complementar a frota existente de aviões de treinamento L-39 Albatros. Mas, como relata o jornal, o acordo com Damasco é muito arriscado, porque no futuro, a Síria poderá sofrem com sanções impostas pela ONU. Em particular, por causa dessas sanções contra a Líbia, a Rússia perdeu potenciais contratos no valor de quatro bilhões de dólares.

No início, os EUA expressaram preocupação sobre o fornecimento de armas russas à Síria, mas em resposta a isso, a Rússia disse que não violem leis e acordos internacionais.

O Yak-130 é projetado pelo bureau de design Yakovlev, de acordo com uma especificação da Força Aérea Russa para aeronaves de treinamento tático para os pilotos, bem como para os pilotos de caças de quinta geração. O Yak-130 é altamente manobrável, pode atingir velocidades de até 1.060 km/h e está equipado com moderna aviônica. Dentre os equipamentos de combate, o Yak-130 pode transportar mísseis, bombas e pods de canhões, num total de até três toneladas.

Em dezembro de 2011, o Ministério da Defesa russo assinou um contrato para fornecer 55 jatos Yak-130, e no final de dezembro, a Argélia começou a receber seus 16 aviões Yak-130 encomendados.

Texto: Rustam, direto da Rússia – Tradução: Cavok

Anúncios

Rússia diz que Síria não receberá caças MiG-31

1
Caça interceptador MiG-31 Foxhound da Rússia.

A agência de notícias russa RIA Novosti reportou que a exportadora estatal de armas Rosoboronexport confirmou que não existe contrato assinado para fornecer caças MiG-31 Foxhound para Síria.

“A existência de um contrato para entrega de interceptadores MiG-31 para Síria é um boato jornalístico,” disse o Diretor Geral da Rosoboronexport Anatoly Isaykin durante a exibição Euronaval 2010 em Paris.

Desespero traça a venda dos caças MiG-29 para Síria

3
Um caça MiG-29 SMT, similar ao que a Rússia está oferecendo para Síria.

Embora muitas nações (Argélia, Malásia, Líbano) terem recusado, ou retirado de operação, os caças MiG-29, a Síria está ansiosa pela chegada desses. Isso é porque a Síria está falida, e o Irã, que sempre ajudou na compra de equipamentos militares, está ficando menos generoso (devido aos seus próprios problemas econômicos). Assim a Rússia recentemente anunciou que está vendendo outros 24 (ou mais) caças MiG-29 para Síria (a qual já opera cerca de 15 desses caças). A Síria gostaria que seus atuais caças MiG-29 fossem modernizados, mas pode não ter condições de bancar isso.

Outras nações estão recuando de comprar os caças MiG-29 devido a seus problemas de confiabilidade e durabilidade. Várias vezes no ano passado, a Rússia suspendeu as operações dos caças MiG-29 devido aos acidentes, e a suspeita de que existiam algum tipo de falha básica do projeto. Já houveram vários problemas com os caças MiG-29 no início das operações, embora todas aeronaves terem eventuamente retornado às condições de voo. Isso não ajudou muito as vendas, e a maioria dos clientes de exportação preferiram o caça maior Su-27 (e seus derivados como o Su-30).

Nessa imagem pode ser comparado os dois caças rivais, com um MiG-29 da Luftwaffe e um caça F-16 da USAF.

Os caças MiG-29 entraram em serviço na Rússia em 1983, e foram a resposta para o caça norte americano F-16. Cerca de 1.600 caças MiG-29 Fulcrum foram produzidos até então, com a maioria (cerca de 900) exportados. O maior cliente, a Índia, recebeu seus primeiros MiG-29 em 1986, com as entregas continuando na década de 90. A aeronave de 22 toneladas é, de fato, aproximadamente comparada ao F-16, mais isso depende muito de qual versão de cada uma das aeronaves que estamos falando. E ainda tem os problemas de confiabilidade. Comparado aos caças ocidentais, como o F-16, o MiG-29 está disponível para entrar em ação cerca de dois terços do exigido na maioria das vezes.

A Síria não foi capaz de dar ao luxo de deixar seus pilotos gastar muito tempo no ar, o que reduz os desgates nos caças MiG-29 e aumenta a vida operacional dos caças. Sendo assim os pilotos do MiG-29 podem ser oferecidos para prática de tiro de para os pilotos mais experiente de Israel, que voam caças mais avançados do modelo F-16.

Fonte: The Strategy Page – Tradução: Cavok

Rússia vende para Síria aeronaves de combate e sistema de defesa aérea

1
A Rússia está fornecendo unidades do caça MiG-29SMT para Síria. (Foto: Mikoyan Gurevich)

A Rússia está fornecendo para Síria aeronaves de combate, veículos blindados e sistemas de defesa aérea através de contratos já existentes, segundo a agência de notícias ITAR-Tass informou após receber a informação do chefe militar da Rússia.

Mikhail Dmitriyev, chefe do Serviço Federal para Cooperação Técnica-Militar, disse que a Rússia vendeu para Síria caças MiG-29, sistemas de defesa aérea de curto alcance Pantsir S1 e veículos blindados. O negócio pode alcançar o valor de US$ 1 bilhão.

Não foram passados maiores detalhes sobre essa transação.

O Presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, na semana passada fez sua primeira visita de um chefe de estado da Rússia na Síria, onde ele disse que o uso de energia nuclear ” pode ter uma segunda chance” na Síria – uma informação que imediatamente preocupou os EUA.

A venda de armas russas e uma possível cooperação nuclear com a Síria, a qual tem relações estreitas com o Irã, está deixando Israel e os Estados Unidos em estado de alerta, os quais no começo desse mês renovaram as sanções à Síria por mais um ano, acusando o país de apoiar grupos “terroristas”.

A Rússia também está em negociação para fornecer para a Turquia, um dos países membros da OTAN, o qual o presidente Medvedev também visitou na semana passada, com sistemas de defesa aérea e helicópteros, disse Dmitriyev.

Cavok nas redes sociais

61,050FãsCurtir
340Inscritos+1
6,097SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,141InscritosInscrever
Anúncios