Saab

Inicio Tags Sukhoi

Tag: sukhoi

Força Aérea da Índia adquire mais 40 caças Sukhoi Su-30MKI

0
Dois caças Su-30MKI da Força Aérea da Índia
Dois caças Su-30MKI da Força Aérea da Índia

A Força Aérea da Índia solicitou na última quinta-feira, dia 10, a compra de mais 40 caças Su-30MKI, baseado num contrato assinado com a Hindustan Aeronautics Limited (HAL) em 2007.

Com a produção em série sendo feita em Komsomolsk-on-Amur e em Irkutsk, o caça de combate Su-30MK foi projetado sob a plataforma do biplace Sukhoi Su-27UB Flanker.

O caça altamente manobrável Su-30MK utiliza uma variedade de mísseis e bombas guiadas e não guiadas para superíoridade aérea e ataques a alvos no solo e no mar.

Sob um contrato de transferência de tecnologia entre a HAL e a empresa russa Rosoboronexport para fabricação da aeronave, a indiana HAL receberá os conjuntos técnicos de peças e equipamentos da Rússia e fará a montagem na Índia.

A empresa HAL já entregou três Su-30MKI fabricados no país para a Força Aérea da Índia, enquanto que a entrega das aeronaves restantes deverão ocorrer entre 2011 e 2012.

Recentemente dois caças Su-30MKI da Índia sofreram acidentes, o que causou uma paralização dos voos com o caça na força aérea. Após uma verificação em uma das aeronaves acidentadas, confirmou-se que o problema era relacionado a um dos motores e não afetaria a segurança das operações, conforme relatado aqui no Cavok.

Anúncios

Rússia deve começar os testes do caça de 5ª geração PAK FA em 2010

0
Uma das várias imagens conceito do suporto PAK FA da Rússia
Uma das várias imagens conceito do suposto PAK FA da Rússia

A Rússia começará a testar seu novo caça de 5ª Geração em 2010, informou hoje o representante do Primeiro Ministro, Sergei Ivanov. Anteriormente as informações eram que os testes começariam no final desse ano.

O representante do Ministério da Defesa, Vladimir Popovkin, disse que o caça, que está em desenvolvimento desde a década de 90, entrará em serviço na Força Aérea da Rússia em 2015.

Esse parece ser a imagem mais coerente com as características apresentadas do Sukhoi T-50
Esse parece ser a imagem mais coerente com as características apresentadas do Sukhoi T-50

Um dos projetos de caça de 5ª Geração da Rússia é o Sukhoi PAK FA e o atual protótipo é chamado de T-50. Está sendo projetado para competir com o modelo de caça dos EUA F-22 Raptor (o único caça de 5ª geração atualmente em operação no mundo) e o F-35 Lightening II, mas ainda é necessário voar pela primeira vez.

O primeiro voo do T-50 vem, sendo postergado desde o início de 2007 por inúmeras razões. Em agosto de 2009, o Chefe da Força Aérea da Rússia, Alexander Zelin, disse que estavam tendo problemas com os motores e que as pesquisas estavam em andamento.

Acredita-se que o PAK FA tenha avançados aviônicos, capacidade stealth, um alcance médio entre 4.000 e 5.500 km, e uma duração de voo máximo de 3,3 horas sem reabastecimento. Será armado com as próximas gerações de mísses ar-ar, ar-solo e anti-navio, além de possuir dois canhões de 30mm.

Fonte: RIA Novosti – Tradução: Cavok

Caças Su-30MKI da Índia retornaram os voos

1
Su-30MKI da Força Aérea da Índia
Su-30MKI da Força Aérea da Índia

Os caças Sukhoi Su-30MKI da Índia, que estavam retidos no solo devido a série de acidentes com essas aeronaves, retornaram as suas operações normais ontem, dia 07, conforme informado por oficiais da Força Aérea da Índia. Num comunicado, informaram que a causa da queda de um Su-30MKI no dia 30 de novembro, em Rajasthan, próximo a Jaisalmer, foi causada por incêncio em um dos motores.

As verificações preventivas na frota de caças Su-30MKI operados pela Força Aérea da Índia irão continuar, mas as aeronaves não serão mais mantidas no solo e estão liberadas desde ontem.

Após o acidente do dia 30 de novembro, a Força Aérea da Índia havia determinado que cerca de 100 caças Sukhoi deveriam ficar no solo até que se determinasse a causa das quedas de duas aeronaves num período curto.

Os Sukhoi Su-30MKI da Índia, são caças biplaces de superioridade aérea fabricadas sob licença da Rússia na fábrica indiana Hindustan Aeronautics Limited.

Vietnã deve fechar acordo para compra de 12 caças Sukhoi Su-30MK2, mais submarinos e helicópteros

0
Sukhoi Su-30MK2 Flanker-C
Sukhoi Su-30MK2 Flanker-C

O Vietnam poderá se tornar um dos maiores importadores da Rússia se o contrato de compra de várias aeronaves de combate e seis submarinos for assinado em breve, informou o jornal russo Vedomosti Business Daily. Segundo o jornal, a Rússia e o Vietnã estão próximos de assinarem um contrato para 12 caças Sukhoi Su-30MK2 Flanker-C e seis submarinos diesel-elétrico da classe Kilo, além de helicópteros Mi-17 e um pacote completo de armamentos.

Su-30MK2 do Vietnã
Su-30MK2 do Vietnã

A fábrica russa Sukhoi informou que as negociações estão adiantadas que em breve deverá ser assinado um contrato para entrega de mais 12 caças Su-30MK2 adicionais aos oito caças do mesmo tipo já encomendados pelo Vietnã em janeiro de 2009. Esse novo contrato poderá alcançar o valor de pelo menos US$600 milhões, não incluindo o preço dos armamentos inclusos no pacote. As entregas devem começar em 2010.

Adicional a isso, a Rússia poderia assinar um acordo com Vietnã para entrega de um grande número de helicópteros Mil Mi-17, segundo informou uma fonte da fabricante russa durante a LIMA 2009, evento aeronáutico que termina hoje na Malásia.

O contrato dos seis submarinos, avaliado em US$ 1,8 bilhão, inclui a construção de toda infraestrutura na costa e treinamento das tripulações dos submarinos e será o segundo maior contrato de venda de submarinos assinado pela Rússia desde o final da União Soviética após o contrato de venda de 8 submarinos para China em 2002. O submarino projeto 636 da classe Kilo é avaliado como um dos mais silenciosos submarinos da classe no mundo. A Rússia já vendeu esse modelo para China, Irã e Índia.

De acordo com o analista militar russo Konstantin Makiyenko, os novos acordos empurram o Vietnã pata o topo da lista dos maiores compradores de armamentos da Rússia, enquanto as exportações de armamentos russos para China e Índia estão em declínio.

Fonte: RiaNovosti – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Caça Sukhoi da Índia cai durante missão de treinamento

0
Su-30MKI da Força Aérea da Índia
Su-30MKI da Força Aérea da Índia

Um caça Sukhoi Su-30MKi da Força Aérea da Índia acidentou-se na região noroeste do estado de Rajasthan, Índia, hoje, dia 30, mas os dois pilotos ejetaram em segurança, informaram oficiais indianos.

O caça Sukhoi decolou da base aérea de Jodhpur, na região do acidente, hoje a tarde, numa rotineira missão de treinamento e caiu numa área isolada do distrito de Jaisalmer.

Esse é o segundo acidente com o modelo de caça Sukhoi Su-30MKIda Força Aérea da Índia, sendo o primeiro reportado no dia 30 de abril desse ano, onde o piloto morreu.

Já foram nove acidentes com aeronaves da Força Aérea da Índia somente esse ano.

A Força Aérea da Índia atualmente opera com cerca de 100 caças Su-30 e o número deverá subir para 280 unidades até 2015. O primeiro Su-30 foi introduzido na Força Aérea da Índia em 1996 e os cerca de 100 caças estão distribuídos entre cinco esquadrões.

Atualmente as aeronaves Su-30MKI estão sendo fabricadas na Índia, sob licença da Rússia.

Força Aérea da Rússia recebe últimos caças Su-27SM modernizados

0
Sukhoi Su-27SM
Sukhoi Su-27SM

A Força Aérea da Rússia recebeu o lote final de caças Sukhoi Su-27SM modernizados pela unidade de aviação da Sukhoi Holding Komsomolsk-on-Amur (KnAAPO).

wertt0_32146587Durante a modernização, novos dispositivos foram incorporados nas aeronaves para aumentar a capacidade de combate.

Com essas entregas, a fábrica completa todos pedidos referentes a defesa para 2009.

Os caças Su-27SM, da família do Su-27 Flankers, são caças de quarta-geração, capazes de operar em todos tipos de combate, com alcance de 3.530km, e equipado com armamento pesado e aviônica sofisticada.

A presidente da Índia Pratibha Patil, de 74 anos, voa no Su-30MKI

0
Su-30MKI
Su-30MKI
A presidente Palil a bordo do Su-30MKI
A presidente Patil a bordo do Su-30MKI

A Presidente da Índia, Pratibha Patil, de 74 anos, voou no caça Su-30MKI da Força Aérea da Índia, tornando-se a primeira mulher do país a voar uma aeronave de combate.

Conforme informado anteriormente aqui no Cavok, a presidente Patil descreveu seus 30 minutos de voo no caça Sukhoi biplace como “uma única e maravilhosa experiência”. Ela voou como ‘co-passageira’ no caça, que decolou de uma base da força aérea próxima da cidade de Pune, no oeste de Índia.

Ela também alcançou o recorde mundial por ser a mulher mais idosa a voar num jato de combate, informaram os oficiais indianos.

“Eu fui familiarizada com as manobras da aeronave, as quais possui um modo sofisticado de lidar. Eu tive a oportunidade de voar na mais tecnicamente avançada aeronave,” disse a senhora Patil para imprensa, na cidade de Pune, após seu voo.

A presidente Patil, que sempre aparece em público vestindo o tradicional sari de algodão, teve que vestir um macacão equipado com o traje anit-G, que os pilotos usam para diminuir o efeito da força G sobre o corpo nas manobras de alta velocidade.

Ela foi o segundo presidente indiano a voar com Sukhoi. O presidente da gestão anterior, Abdul Kalam, também voou no Su-30.

Os presidentes da Índia possuem diversas obrigações simbólicas, incluindo o comando oficial militar do país.

Fonte: BBC News

Presidente da Índia está apta para voar num caça Su-30

0
Su-30MKI, da Índia, decola com o presidente indiano a bordo
Su-30MKI, da Índia, decola com o presidente indiano anterior a bordo

A presidente da India de 74 anos de idade passou nos testes e ficou apta para voar no jato supersônico Su-30, que deverá ocorrer no dia 25 de novembro, após uma série de exames médicos, disse um chefe da Força Aérea da Índia.

“Nós fizemos todas avaliações na saúde dela,” disse o chefe da força aérea, P.V. Naik, sobre a saúde de Pratibha Patil, a primeira mulher presidente que normalmente é vista usando seu tradicional sari de algodão quando aparece para imprensa.

“Ela vem se preparando para isso nos últimos dois meses e ela está medicalmente apta,” disse Naik aos repórteres.

A presidente que nasceu em 1934, é a comandante suprema das forças armadas da Índia – quarta maior força militar do mundo – e planeja fazer manobras acrobáticas com o caça russo biplace, no dia 25 de novembro.

“Até mesmo no dia que ela for voar, ela será testada, antes de entrar na aeronave,” disse o chefe da força aérea.

Apenas se ela estiver com a saúde perfeita naquele dia em particular ela poderá voar, adicionou ele.

Seu antecessor, o então Abdul Kalam, também com 74 anos, conhecido como arquiteto do poder nuclear da Índia, voou no caça Su-30 em 2006.

Fonte:AFP

A Sukhoi vendeu 48 Su-35, 12 Su-27SM3 e 4 Su-30M2 à Rússia

0
Dois Su-35 nas cores da Força Aérea Russa
Dois Su-35 nas cores da Força Aérea Russa

A Rússia e a Sukhoi assinaram um contrato de compra de 48 Su-35, 12 Su-27SM3 e 4 Su-30M2 por 2,5 biliões de dólares. Os Su-35 serão entregues até 2015, enquanto que os Su-27SM e os Su-30M deverão entrar em serviço em 2011. Em julho, fontes oficiais russas diziam que 3 regimentos aéreos seriam armados com o Su-35, como avião intermédio até à chegada dos primeiros (atrasados) PAK-FA.

Os Su-27SM3 serão reconstruídos a partir de aviões armazenados e os Su-30M são aviões que deviam ter sido exportados para a China, mas que foram retidos depois de os russos terem percebido que os chineses estavam violando os termos da parceria e que estavam oferecendo o Su-27 (versão chinesa) ao Sudão.

A decisão vem de apoio à Sukhoi, uma empresa que desde a década de 90 tem vivido sobretudo das exportações, já que a Força Aérea Russa tem retido as compras e a renovação da frota devido a crônicos problemas orçamentais que só foram resolvidos nos últimos anos, e este contrato serve como um alívio para que possa prosseguir os trabalhos nos dois protótipos do PAK-FA.

Fonte: Air Forces Monthly

A Índia vai construir mais caças SU-30MKI

0
Dois caças Su-30MKI fabricados sob linceça pela empresa Indiana HAL
Dois caças Su-30MKI fabricados sob linceça pela empresa Indiana HAL

A Índia opera atualmente 105 aviões SU-30MKI, mas a empresa local HAL continua a construir mais aviões da variante para que a força aérea indiana possa colocar em operação um total de 245 SU-30MKI. Os aviões deverão ser entregues até 2017 e juntamente com o programa nativo Tejas LCA e os caças de “segunda linha” da competição MMRCA tornarão a Índia uma das maiores potências aeronáuticas não apenas da região, mas do mundo.

Mas a Índia espera ainda reforçar este inventário: há relatos de que o país irá adquirir ainda mais SU-30MKI e os aviões deste tipo já em uso e adquiridos à Rússia em 1996, deverão ser também atualizados. Os aviões deverão receber um radar N011M Bars e um motor idêntico ao do SU-35, assim como um novo datalink (recordando que o Raptor não tem ainda nenhum), uma adição vital para reduzir o relativamente elevado índice de “fogo inimigo” registrado pelos Sukhoi no último Red Flag, onde os aviões participaram com resultados extraordinários.

Rússia completa entrega de caças Su-30 para Argélia

2
Su-30MKA, da Argélia
Su-30MKA, da Argélia (Foto: Jos Hoogland / www.scramble.nl)

A Rússia completou as entregas dos caças avançados Su-30MKA Flanker para Argélia, informou a fabricante na quarta-feira, dia 18.

Sobre um contrato de US$2,5 bilhões, assinado em 2006, a fabricante Irkutsk, afiliada da Irkut Corporation construiu um total de 28 caças Su-30MKA para Argélia. As entregas dos últimos seis Sukhoi SU-30MKA à força aérea argelina ocorreu em setembro. O país da África do Norte começou a receber os caças em dezembro de 2007.

A Irkut Corporation, uma divisão da United Aircraft Corporation (UAC), da Rússia, foi criada em 2006, e fabrica variantes do caça Su-30MK para Índia, Argélia e Malásia.

3 vistas do Su-30MKA
3 vistas do Su-30MKA

O caça Su-30 MKA é uma variante do Flanker baseado no modelo do caça Su-30MKI com aviônicos configurados para os requerimentos da Força Aérea da Argélia.

Os aviões são operados a partir de uma única base em Oum el Bouaghi, não muito longe da cidade de Ain Beida. A base foi construída em 2004 e terminada meses antes da chegada dos primeiros Sukhoi.

A recepção dos últimos SU-30MKA torna a Argélia uma das forças aéreas mais temíveis do Mediterrâneo, agravando as preocupações do seu tradicional rival marroquino e de Israel que agora não tem nenhum avião da mesma classe deste Sukhoi.

Russia vai entregar o último dos seis caças Sukhoi para Indonésia em 2010

1
Su-30MkII da Indonésia
Su-30MkII da Indonésia

A Rússia irá entregar o último dos seis caças Sukhoi adquiridos pela Indonésia em 2010, disse na sexta-feira, dia 13, um diretor representante do Serviço Federal da Rússia para Operações Militares e Técnicas.

Sobre um contrato de US$300 milhões, assinado em 2007, a Rússia deveria entregar três caças Su-30MK2 e três Su-27SKM para Indonésia.

“Numa parte do contrato, dois jatos Su-27SK devem ser entregues no final de 2009. Um outro caça deverá ser entregue em 2010,” disse Konstantin Birulin. O treceiro caça Su-30MK2 foi entregue em janeiro desse ano.

O Comandante das Forças Armadas da Indonésia, Djoko Suyanto, disse em 2007 que o país precisava de pelo menos um esquadrão equipado com 16 caças Sukhoi para trocar parte dos já ultrapassados caças norte americanos F-16.

Fonte: RIANOVOSTI

Sukhoi Su-27UB, ano 1990, à venda nos Estados Unidos

0
Sukhoi Su-27UB 'Flanker' civil
Sukhoi Su-27UB 'Flanker' civil

Se alguém tiver muito dinheiro disponível, e souber como pilotar um jato de combate, existe uma bela proposta nos Estados Unidos: um exemplar do Sukhoi Su-27UB ‘Flanker’ (versão biplace) à venda.

Essa versão possui controle duplo total e foi revisada pela fábrica da Sukhoi, na Ucrânia, em 2007-2008 antes de embarcar num Antonov An-124 para os EUA em outubro de 2008. Nos Estados Unidos foi incoroporada uma aviônica padrão norte americana e depois o caça foi desmilitarizado. Ou seja, está pronto para operar nos EUA nas mãos de civis que tem dinheiro sobrando.

O desempenho do “brinquedo”: Velocidade máxima de Mach 1.8 e razão inicial de subida de mais de 50.000 pés por minuto.

Os testes antes de vir para os EUA foram feitos ainda na Ucrânia, em agosto de 2008. Depois embarcou para o comprador nos EUA e desde maio de 2009 está disponível para venda.

Segundo o vendedor, mecânicos nos Estados Unidos foram treinados pelo fabricannte do Sukhoi e estão aptos para prestar todos serviços no caça. Todo material de manutenção, bem como peças sobressalentes vem com o pacote.

Até o momento é o único exemplar disponível nos EUA para venda, país que já possui várias aeronaves de combate desmilitarizadas nas mãos de proprietários civis, como T-38 Talom, A-4 Skyhawk e até mesmo MiGs 15 e 17.

O site com todas informações para os interessados é esse: http://www.controller.com/listingsdetail/detail.aspx?OHID=1160633

Equador com Flanker?

0
Sukhoi Su-30 Flanker
Sukhoi Su-30 Flanker

Vários meios de imprensa estão informando que a visita do presidente equatoriano Rafael Correa a Moscou será para discutir compra de armas, em especial a compra de vários helicópteros e sistemas de defesa aérea incluindo no pacote mísseis IGLA.

Mil Mi-17
Mil Mi-17

Os helicópteros seriam dois Mi-17 que devem se juntar as três outras aeronaves já recebidas.

Comenta-se ainda que o Equador efetive a intenção de compra de seis caças Sukhoi Su-30MK2 Flanker (com opção de mais seis) num valor total de quase 200 milhões de dólares.

Outra razão da visita seria a de obter a posição do Equador reconhecendo a independência da Abkhazia e Ossétia do Sul (regiões antes pertencentes a Geórgia).

Fonte: Poder Aéreo

Cavok nas redes sociais

62,406FãsCurtir
340Inscritos+1
6,414SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios