Saab

Inicio Tags Vietnã

Tag: Vietnã

Guerra Fria asiática: transgressões chinesas no mar da China Meridional precisam de forte resposta

5

Embora o Vietnã e a China estejam há anos envolvidos em uma disputa sobre uma faixa de águas potencialmente ricas em energia e uma faixa de navegação altamente movimentada no Mar da China Meridional, as invasões da ZEE do Vietnã intensificaram-se recentemente. E a Índia observa de perto o apetite do dragão.

Anúncios

Índia treinará pilotos de caças Su-30 vietnamitas

8
Um caça Su-30MK2 da Força Aérea do Vietnã.

Em um impulso adicional a seus laços crescentes de defesa com o Vietnã, a Índia concordou em treinar os pilotos de caça Sukhoi Su-30 do país do sudeste asiático.

Vietnã pune mais de 40 militares por acidentes aéreos consecutivos

13
Um treinador L-39 caiu na província de Phu Yen em 26 de agosto, matando dois. Foto: VnExpress
Um treinador L-39 caiu na província de Phu Yen em 26 de agosto, matando dois. Foto: VnExpress

O Ministério da Defesa do Vietnã puniu mais de 40 oficiais militares, incluindo dois de alto escalão por quatro mortíferos acidentes aéreos neste ano. 14 militares e um civil foram mortos em quatro acidentes entre junho e outubro.

O major-general Nguyen Minh Hoang, porta-voz do exército, disse em uma reunião na quarta-feira que os quatro acidentes ocorridos entre junho e outubro causaram “perdas graves” à Força Aérea. Detalhes da punição e as identidades dos oficiais não foram revelados.

Investigação pelo Ministério da Defesa Nacional Vietnamita encontrou problemas de segurança dos quais os oficiais militares não conseguiram aprender com os erros, apesar de falhas contínuas.

As verificações de segurança de vôo ainda são realizadas de forma simples e continua“, disse Hoang, que também questionou o treinamento.

Um avião de caça da Força Aérea do Vietnã caiu em uma missão de treinamento ao largo da costa norte-central em 14 de junho. Um dos dois pilotos morreu.

Durante a busca pelo jato e seus pilotos, um avião da Guarda Costeira caiu em mau tempo dois dias depois e todos os nove membros da tripulação a bordo estavam mortos.

Em 26 de agosto, avião treinador L-39 caiu na província de Phu Yen no centro-sul, minutos após a decolagem, o motor teve uma falha, matando um membro da tripulação e um civil no chão.

No dia 18 de outubro, um capitão militar e dois sub-tenentes foram mortos quando um helicóptero caiu durante uma sessão de treinamento na província de Ba Ria-Vung Tau.

O último incidente envolveu um helicóptero comercial, e os militares ainda estão trabalhando com a Administração da Aviação Civil do Vietnã para investigar a causa.

O ministério vai inspecionar todas as aeronaves, muitas delas velhas, e rever as atividades de treinamento conduzidas por unidades sob a Força Aérea.

Hoang disse que o ministério tem planos de enviar pilotos para o exterior como um treinamento adicional parte de um plano de modernização. Houve também vários acidentes fatais em 2014 e 2015.

Fonte: Vnexpress

Jetstar Pacific do Vietnã finaliza primeira encomenda direta com a Airbus

0
A Jetstar Pacific com sede no Vietnã adquiriu 10 aviões A320ceo diretamente da Airbus. (Foto: Airbus)
A Jetstar Pacific Airlines com sede no Vietnã adquiriu 10 aviões A320ceo diretamente da Airbus. (Foto: Airbus)

Em um novo pedido para Airbus vindo do Vietnã, a Jetstar Pacific Airlines concluiu um acordo de compra com a Airbus para 10 aviões A320ceo. O contrato segue um memorando de entendimento anunciado no início deste ano e foi assinado hoje em Hanoi por Le Hong Ha, CEO da Jetstar Pacific e Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus.

Vietnam Airlines assina memorando de entendimento para mais 10 aeronaves Airbus A350 XWBs

0
Uma das quatro aeronaves A350 XWB que já estão em operação com a Vietnam Airlines. (Foto: P. Masclet / Airbus)
Uma das quatro aeronaves A350 XWB que já estão em operação com a Vietnam Airlines. (Foto: P. Masclet / Airbus)

A Vietnam Airlines assinou um Memorando de Entendimento (MOU) com a Airbus para mais 10 aeronaves A350-900. As aeronaves serão utilizadas pela companhia aérea nos voos non-stop para os EUA, começando com serviços entre Ho Chi Minh City e Los Angeles.

Vietjet expande sua frota Airbus com novo pedido de 20 aviões A321s

0
Um Airbus A321 nas cores da companhia aérea vietnamita Vietjet. (Foto: Fixion / Airbus)
Um Airbus A321 nas cores da companhia aérea vietnamita Vietjet. (Foto: Fixion / Airbus)

A companhia aérea Vietjet, do Vietnã, colocou um pedido firme com a Airbus para 20 aeronaves de corredor único A321 para atender ao crescimento de sua rede doméstica e regional. O contrato de compra, cobrindo 10 A321ceo e 10 A321neo, foi assinado em Hanoi hoje, pelo Presidente e CEO da Vietjet, Nguyen Thi Phuong Thao e Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus.

Acidente com aeronave do Vietnã que fazia buscas pelo Su-30

6
Uma aeronave CASA C-212-400, similar a que caiu no Vietnã nesta sexta-feira de manhã. (Foto: Jumbero, via Wikipedia)
Uma aeronave CASA C-212-400, similar a que caiu no Vietnã nesta quinta-feira, dia 16. (Foto: Jumbero, via Wikipedia)

Um avião CASA C-212-400 da Guarda Costeira Vietnamita, que estava à procura de um avião de caça desaparecido e seu piloto, desapareceu do radar na quinta-feira, informou a mídia estatal com informações de um oficial militar, sendo o segundo acidente no país em três dias.

Vietnã negocia aquisição de caças e aeronaves de patrulha marítima ocidentais

34
Gripen NG Demonstrator with Iris-T, Meteor and GBU10 - Photographer Katsuhiko TOKUNAGA 15
Gripen NG Demonstrator(Foto: Katsuhiko TOKUNAGA)

As negociações envolvem Airbus, BoeingEurofighterLockheed Martin e Saab.

Acidentes com caças no Paquistão e no Vietnã

4

Pakistan Air Force Mirage (2)Força Aérea do Paquistão perdeu outro Mirage. Já no Vietnã, dois Su-22 colidiram no ar.

Pilotos indianos vão ensinar seus colegas vietnamitas a voarem no Su-30!

21
Su-30MK2 Vietnam Air Force
Su-30MK2 da Força Aérea Vietnamita (VPAF)

O acordo final foi firmado pelos chefes de governo dos dois países durante a visita oficial do Primeiro Ministro do Vietnã, Nguyen Tan Dung, à Índia, em outubro de 2014.

Kfir para o Vietnã?

87
2510417
Colombia Air Force – Israel Aircraft Industries Kfir C10

Vietnã estuda compra de caças de Israel.

P-3 para o Vietnã?

40
(Imagem: airforce.mil.nz)
(Imagem: airforce.mil.nz)

Administração Obama poderia vender o P-3 para o Vietnã.

Mais 12 caças Su-30MK2 para o Vietnã

5
Um dos 20 caças Su-30MK2 da Força Aérea do Vietnã.
Um dos 20 caças Su-30MK2 da Força Aérea do Vietnã.

A agência de notícias russa Interfax-AVN, no dia 20 de agosto, citou fontes diplomáticas que afirmam que a Rússia concluiu um contrato para a venda ao Vietnã de 12 caças Sukhoi Su-30MK2 avaliados em US$ 600 milhões.

MiG-19 em ação na Guerra do Vietnã

8
O Vietnã utilizou a versão chinesa do MiG-19, designada J-6 Farmer.
O Vietnã utilizou a versão chinesa do MiG-19, designada J-6 Farmer.

Na guerra do Vietnã, o MiG-19 desempenhou o papel de interceptador e caça, diurno e noturno. De um modo geral, o MiG-19 foi melhor que o MiG-17, mesmo carecendo da manobrilidade deste e de sua capacidade “cortar-e-acelerar”. O MiG-19 aparece no cenário bélico local em 1968. Ao que parece, os chineses forneceram os aviões, peças e treinamento aos norte-vietnamitas, portanto, pode-se deduzir que seriam J-6s.

O MiG-19 não possuía a velocidade e manobrilidade do MiG-21, sendo abatido com maior facilidade em combate. O MiG-19 viu pouca ação durante a guerra, tanto que apenas dez deles foram abatidos, sendo oito pela USAF e dois pela USN.

A VNAF reivindica sete abates, todos contra os F-4 Phantom. (Concepção artística: radikal.ru)
A VNAF reivindica sete abates, todos contra os F-4 Phantom. (Concepção artística: radikal.ru)

A USAF logrou mais abates em missões MiG CAP (MiG Combat Air Patrol) contra o MiG-19 do que com qualquer outro recurso. O primeiro MiG-19 foi abatido em 12 de maio de 1972, por caças F-4. O fato curioso desse abate é de que foi com o AIM-7 Sparrow e numa altitude de pouco mais de 100 metros.

O MiG-19 fornecido pelos chineses era a versão local do caça. (Concepção artística: ww2aircraft.net)
O MiG-19 fornecido pelos chineses era a versão local do caça. (Concepção artística: ww2aircraft.net)

O primeiro avião da USAF abatido por um MiG-19 foi um F-104 Starfighter. A força aérea do Vietnã do norte – VNAF – reivindica sete abates, e reconhece a perda de dez aeronaves.

Outro fato curioso é de que o primeiro abate com canhões em velocidades supersônicas deu-se entre um F-4 e um MiG-19, logrando o jato americano a vitória.

O MiG-19 era armado com dois ou três canhões NR-30 de 30mm. Do ponto de vista dos pilotos vietnamitas, o campo de batalha aéreo era um ambiente rico em alvos…

FONTE: Guerra Aérea no Vietnã, Nova Cultural, 1986 – Adaptação do texto: CAVOk

Enhanced by Zemanta

Vought F-8 Crusader operando no Vietnã

12
F-8 Crusader em ação nos céus do Vietnã! (Foto: midwaysailor.com)
F-8 Crusader em ação nos céus do Vietnã! (Foto: Midway Sailor)

O F-8 entrou em ação, pela primeira vez, no início de envolvimento americano na guerra travada no Sudeste Asiático.

Airbus Military entrega o último C212-400 montado na Espanha

4
O 477° C212 fabricado na Espanha, e entregue para Polícia Marítima do Vietnã. (Foto: Airbus Military)
O 477° C212 fabricado na Espanha, e entregue para Polícia Marítima do Vietnã. (Foto: Airbus Military)

A Airbus Military entregou a última aeronave C212-400 montada na Espanha. Essa entrega marca um momento da história da aviação espanhola e o fim de mais de 40 anos de produção contínua do C212 – um dos produtos aeroespaciais mais conhecidos da Espanha – na linha de montagem final da Airbus Military, em Sevilha, Espanha. Desde o seu primeiro vôo em 1971, 477 aeronaves C212 foram construídas para 92 diferentes operadores.

Hoje em dia, 290 aviões C212 permanecem em serviço em 40 países de todo o mundo. Os três países em que há hoje a maioria das C212s em operação são a Indonésia (70 aeronaves), EUA (37) e Espanha (26). Este 477° C212, é o terceiro e último C212-400 para a Polícia Marítima do Vietnã, e foi formalmente entregue no dia 28 de dezembro, encerrando 42 anos de produção contínua do tipo.

Projetado na década de 1960, o C212 foi entregue à Força Aérea Portuguesa e para Força Aérea Espanhola, em outubro de 1974. Após a sua entrada em serviço, a aeronave de transporte tornou-se rapidamente conhecida a nível mundial por sua robustez e confiabilidade. Na verdade, o C212 foi operado com sucesso em todos os cantos do planeta, incluindo na camada de gelo da Antártida. Operadores em algumas das mais difíceis condições de operação a ser encontradas, desenvolveram grande afeição por suas características exclusivamente versáteis e foi implantado em uma extraordinária variedade de papéis que vão desde o transporte até “fazer chover”, de vigilância ultra-sofisticada a busca e salvamento. O escritório de projetos da empresa desenvolveu eventualmente quatro séries diferentes de aeronaves – culminando na C212-400, que fez o seu primeiro voo em 1997, além de uma variedade de versões de missão especial.

O CEO da Airbus Military, Domingo Ureña-Raso, disse: “Cada funcionário da Airbus Military envolvido com o C212 ao longo destes anos, pode estar justamente orgulhoso de produzir um avião que tem servido os seus operadores fielmente durante muitos anos e forneceu a base para o desenvolvimento da CASA para uma empresa de classe mundial que existe hoje na forma da Airbus Military. Os tempos são de seguir em frente, mas será um grande prazer ver o C212 continuar voando nos cantos próximos ou distantes do globo por muitos anos vindouros.”

Tanto os operadores civis como os militares têm se beneficiado da versatilidade e confiabilidade do C212 ao longo de quatro décadas. A partir de agora, os operadores de todo o mundo terão disponível uma nova versão atualizada, renomeada como NC212, que será produzida em conjunto pela PT Dirgantara Indinesia e Airbus Military, e montadas em Bandung (Indonésia). A linha de montagem final da Airbus Military em Sevilha irá agora concentrar-se na produção das aeronaves de transporte C295 e CN235 e nas diversas configurações de missão, bem como no aumento da atividade da linha de montagem A400M.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




 

Enhanced by Zemanta

Malásia e Vietnã também demonstram interesse no jato de treinamento russo Yak-130

16
O jato de treinamento Yak-130 foi demonstrado numa feira de aviação na Malásia em 2010. (Foto: AFP)

Depois de Bangladesh, a Malásia e o Vietnã também demonstraram interesse em comprar os treinadores de combate de fabricação russa Yak-130 Mitten, disse uma fonte da delegação russa no Zhuhai Air Show na China.

“A Malásia terá novos treinadores de combate num futuro próximo para substituir os antigos jatos de fabricação italiana Aermacchi M-339″, disse a fonte.

“As chances são grandes de que a Malásia possa comprar o Yak-130 já que o país tem sido um dos principais compradores de aviões militares russos e nossos aviões foram testados há anos”, disse ele.

O mesmo se refere ao Vietnã, que comprou da Rússia os caças a jato Su-30MK2 no passado, acrescentou a fonte.

O jato Yak-130 também é um concorrente de uma licitação para entrega de seis jatos leves de combate para as Filipinas, para substituir os antigos caças Northrop F-5A Freedom Fighters fabricados nos EUA, que foram retirados de operação em 2005.

O Yak-130 é uma aeronave altamente manobrável, com uma amplo alcance de cerca de 2.000 km (1.250 milhas) e uma velocidade máxima de 1.060 km/h (600 mph) em vôo nivelado. Ele pode transportar uma carga útil de combate de até 3.000 kg (6.600 libras), constituída por uma variedade de armas desenvolvidas na Rússia e no ocidente.

O Yak-130 foi escolhido como o avião básico para treinamento de pilotos da Força Aérea da Rússia. As primeiras entregas começaram em 2009.

Fonte: RIA Novosti – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Airbus Military entrega o primeiro avião de patrulha marítima C212 para Polícia Marítima do Vietnã

0
Os tripulantes da Airbus Military sendo recepcionados por oficiais da Polícia Marítima do Vietnã. (Foto: Airbus Military)

A Airbus Military entregou ao Vietnã a primeira de três aeronaves de patrulha marítima C212-400 encomendadas pela Polícia Marítima do Vietnã.

A aeronave, fabricada em Sevilha, Espanha, foi entregue em Gia Lam (Hanoi), no final de um vôo de translado de 10 dias que partiu de Skavsta, Suécia, após a instalação de seu sistema de missão. Ele foi formalmente entregue no ano passado, antes do trabalho de conversão na Suécia.

O voo de translado, comandado pelo piloto capitão Alejandro Grande apoiada por dois co-pilotos, dois engenheiros de vôo e um representante técnico, fez escalasem: Kosice, na Eslováquia; Sitia, Grécia; Luxor, Egito; Riyadh, Arábia Saudita; Muscat, Oman; Ahmedabad e Kolkata, na Índia; e Chiang Mai, na Tailândia, antes de chegar em Hanói.

As três aeronaves serão utilizadas para uma variedade de missões, incluindo patrulha costeira, busca e salvamento, operações de combate à poluição, e aplicação da lei contra o tráfico de bens ou pessoas.

Uma segunda aeronave está em processo de conversão na Suécia e a terceira será transferido de Sevilha até ao final do ano.

Um total de 478 aeronaves C212s foram encomendados por operadores em 42 países em todo o mundo.

Enhanced by Zemanta

IMAGENS: Vietnã deve receber mais 12 caças Sukhoi Su-30MK2 em 2012

120
Uma das novas aeronaves Sukhoi Su-30MK2V da Força Aérea do Vietnã.

Em dezembro de 2011, o Vietnã recebeu adicionais quatro novos caças Su-30MK2, fornecidos pela Sukhoi através de um segundo contrato. O montante da transação concluída em janeiro de 2009 foi de aproximadamente US$ 400 milhões. As novas aeronaves Su-30MK2V tem as matrículas 8535, 8536, 8537, 8538, 8539, 8540, 8541 e 8542. E em 2012 devem chegar mais 12 caças.

Quatro dos novos caças Su-30MK2V recentemente recebidos pela Força Aérea do Veitnã.

Os quatro primeiros Su-30MK2V foram entregues ao Vietnã em junho de 2011, e depois mais quatro em dezembro de 2011. Todos aviões foram destacados para o 935º Regimento de Caça em Bien Hoa, no sul do Vietnã. O site militaryphotos.net mostra quase todas as aeronaves deste contrato, exceto a aeronave com a matrícula 8537.

Cockpit dianteiro (na parte de cima) e o cockpit traseiro do Su-30MK2V do Vietnã.
Pelo que procede, o contrato firmado pelo Vietnã consta ainda com 7 caças Su-27SK (S/N 6001/6007) e 5 Su-27UBK (S/N 8521/8523 8526/8527, respectivamente definidos em 1995 e 1997-98. As quatro primeiras aeronaves Su-30MK2V foram entregues no Vietnã entre novembro-dezembro de 2004, que receberam os números 8531, 8532, 8533 e 8534. O custo deste primeiro contrato foi de US$ 110 milhões.

Momento da chegada da aeronave Su-30MK2V '8540' na Base Aérea de Bien Hoa, no sul do Vietnã.

Em fevereiro de 2010, o Vietnã fechou um terceiro adicional contrato para o fornecimento de 12 jatos Su-30MK2, avaliados em cerca de US$ 1 bilhão. Assim, o número total de jatos de combate Su-30MK2V/MK2 encomendados pelos vietnamitas chega a 24 unidades (4+8+12). As 12 aeronaves do terceiro contrato, o Vietnã deve receber este ano.

Texto: Rustam, direto da Rússia – Tradução: Cavok

Sukhoi entrega mais quatro caças Su-30 ao Vietnã

73
O Vietnã já recebeu oito caças Sukhoi Su-30MK2, de um contrato para 12 aeronaves.

A fabricantes de aeronaves Sukhoi da Rússia entregou um novo lote de quatro caças multimissão Sukhoi Su-30MK2 para a Força Aérea do Vietnã. A entrega anterior de quatro caças ocorreu em junho.

Ao todo, 12 aviões Su-30MK2, juntamente com US$ 1 bilhão avaliado de armamentos, equipamentos e peças de reposição serão fornecidos para o Vietnã nos termos do contrato.

O caça multimissão Su-30MK2 pode atingir alvos no ar, no solo e no mar, e pode voar por distâncias maiores devido a um especial sistema de reabastecimento em vôo.

Mais de 130 caças Su-30 foram entregues para a China, Indonésia, Vietnã e Venezuela nos últimos 10 anos.

Fonte: The Voice of Russia – Tradução: Cavok

Cavok nas redes sociais

62,292FãsCurtir
340Inscritos+1
6,369SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,560InscritosInscrever
Anúncios