Novo caça de quinta geração TF-X que a TAI está desenvolvendo com parceiros europeus e chineses.

A Turkish Aerospace Industries (TAI) divulgou detalhes do cronograma para seu projeto Turkish Fighter (TF), também conhecido como TF-X.

O projeto TF-X é um caça bimotor de 5ª geração, para superioridade aérea em todos os climas, que está sendo desenvolvido pela TAI com assistência tecnológica da BAE Systems, da chinesa AVIC e da Empresa Aeronáutica de Defesa e Espaço (EADS).

Há poucos dias, a Presidência das Indústrias de Defesa (SSB) da Turquia e uma empresa afiliada assinaram um acordo na primeira etapa para desenvolver um motor a jato turbofan na Turquia para as aeronaves TF-X.

Um contrato básico foi assinado com a TR Motor, uma empresa estabelecida pela SSB para desenvolver os motores que poderão ser usados ??no projeto TF-X.

Cronograma divulgado pela TAI para o desenvolvimento do TF-X.

Ismail Demir, presidente da SSB, disse que o objetivo final é que o motor não enfrente limitações dos países estrangeiros em termos de uso e exportação, e que a Turquia controle todas as características tecnológicas e os direitos de propriedade intelectual.

A porta permanece aberta para fabricantes de motores internacionais se envolverem no projeto do caça nacional, acrescentou Demir.

Ele observou que o desenvolvimento do motor único será um processo longo, quase 10 anos, e o acordo de hoje servirá como estrutura nesse processo.

“Nosso principal objetivo é um motor que pertence totalmente a nós. Vamos trabalhar com aqueles que querem produzir um motor intermediário”, disse Demir.

Dentro do escopo do Programa TF-X, a Turquia se tornará um dos poucos países a possuir as tecnologias necessárias, infraestrutura de engenharia e capacidade de produção. Uma vez que as atividades de engenharia em todas as tecnologias críticas são realizadas (por exemplo, maior consciência situacional, fusão de sensores, baixa observabilidade, compartimento de armas, etc), que são necessários para uma aeronave de combate de 5ª geração (ou além).

A partir de 2019, além do projeto e desenvolvimento da aeronave TF-X, capacidades de engenharia, atividades de desenvolvimento de tecnologia (para sensores chave como radar, guerra eletrônica, etc.), processos de estabelecimento e certificação de infraestruturas de teste serão executados e amplos recursos para um projeto de nova geração de caça a jato, desenvolvimento e produção serão atingidos pela indústria turca.

De acordo com a TAI, a produção do primeiro lote de um protótipo dos mais novos caças turcos poderia começar a partir de 2020, após planejamento de produção e projeto de ferramentas.

Espera-se que o primeiro protótipo de aeronave TF-X faça seu voo inaugural em 2023, com o processo de produção em massa de novos caças devendo começar entre 2032 e 2035.

As aeronaves TF-X devem ser mantidas operacionais no inventário Força Aérea Turca até 2070 e serão interoperáveis ??com outros ativos críticos como o F-35As.


Fonte: Defense-blog

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

    • E não custa lembrar que a BAe Systems foi contratada pelo governo turco para dar assessoria ao projeto. Como diria o Dr. Telêmaco: "as incoerências"

Comments are closed.