A aeronave modificada Diamond DA42 da equipe usa o sistema para fazer um pouso automático. (Foto: Universidade Técnica de Munique)

Grandes aeronaves comerciais já são rotineiramente guiadas para pousos automáticos em grandes aeroportos, já que o sistema de piloto automático segue sinais de rádio transmitidos por antenas terrestres. Esses pousos automáticos atualmente não são possíveis na maioria dos aeroportos pequenos, embora isso possa estar prestes a mudar, graças a um novo sistema projetado pelos alemães.

A tecnologia está sendo desenvolvida como parte do programa C2Land do governo federal alemão, em uma colaboração entre a Universidade Técnica de Munique e a Technische Universität Braunschweig.

Ela depende parcialmente do GPS, que guia pequenas aeronaves particulares em direção a pistas de aeroportos pequenos, mesmo em condições de baixa visibilidade… em geral, pelo menos. O problema é que as coordenadas fornecidas não são exatas ou confiáveis ??o suficiente para colocar o avião na pista, então o piloto ainda precisa assumir o controle manual antes que a aeronave pouse – se o sistema estivesse usando apenas o GPS.

Por essa razão, a aeronave também é equipada com uma câmera de luz visível e infravermelha. À medida que o avião se aproxima do aeroporto, o software de processamento de imagens a bordo analisa o vídeo das câmeras (foto acima), determinando onde o avião está em relação à pista. Combinado com os dados do GPS, esta informação é usada pelo piloto automático da aeronave para guiá-lo com segurança no pouso.

O sistema foi testado em campo no final de maio, quando foi usado com sucesso para pousar um Diamond DA42 modificado em um pequeno aeródromo. Esse pouso pode ser visto no vídeo abaixo.

“As câmeras já reconhecem a pista a uma grande distância do aeroporto”, disse o piloto de testes Thomas Wimmer. “O sistema então guia a aeronave pela aproximação de aterrissagem em uma base completamente automática e pousa precisamente na linha central da pista.”

Anúncios