Caça F-16 pousando na Base Aérea de Kunsan, em foto de arquivo. (Foto: U.S. Air Force)

Um piloto de um F-16 designado na Base Aérea de Kunsan, na Coreia do Sul, ejetou perto da base enquanto tentava pousar na segunda-feira à tarde, informou a Força Aérea dos EUA.

O piloto do caça Fighting Falcon, que ejetou com segurança e sofreu ferimentos leves, foi levado para uma instalação médica, informou a 8ª Ala de Caças de Kunsan em comunicado. O piloto ejetou por volta das 15h30 hora local perto da pista de Kunsan, enquanto tentava conduzir o que a base dizia ser um pouso de rotina.

O comandante da ala, Coronel Tad Clark suspendeu todas as operações civis e militares de voo na base “para garantir a segurança de pessoas e bens”, disse o comunicado.

Um conselho investigará o incidente, disse a ala.

Este já é o quarto acidente com caças F-16 da USAF neste ano, sendo três em menos de 60 dias.

Outro F-16, da Base da Força Aérea de Holloman, no Novo México, caiu a sudeste da base em outubro, e seu piloto ejetou com segurança.

Um F-16 da Base Aérea de Spangdahlem, na Alemanha, também caiu no início de outubro e seu piloto ejetou com ferimentos leves.

E em maio, um Fighting Falcon da Base da Reserva Aérea de March, na Califórnia, colidiu com um armazém próximo depois de problemas hidráulicos. Esse acidente expôs dezenas de pessoas no local a detritos e as enviou a hospitais para avaliação, e forçou o fechamento de quilômetros de rodovias na área até que as munições pudessem ser destruídas. Esse piloto também ejetou com segurança.

Um total de 338 caças F-16 foram destruídos em acidentes ou outros incidentes no solo entre 1975 e 2019, de acordo com uma análise recente da Air Force Magazine.

Com base em dados do Centro de Segurança da Força Aérea, dezesseis deles ocorreram desde 2014, informou a revista.


Fonte: Air Force Times – Edição: Cavok

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite caros Senhores!

    Sempre é lamentável a queda de um aparelho, para mim essa não é uma exceção.
    Penso (apenas achísmo, já que não tenho qualquer dado oficial do incidente) que duas linhas (no minimo) de raciocínio :
    1- Peças corrompidas (produzidas com qualidade baixa …muito baixa do esperado), lembrando que peças de equipamentos militares essenciais das FFAA americanas, foram produzidas na China. Quem sabe é uma forma de enfraquecer a estrutura militar do oponente.
    2- Treinamento inadequado, ineficiente.

    CM

    • Incrível ate quando cai um caça americano a culpa e de chineses e russos, se os EUA compram e usam peças defeituosas seja na China ou no Sri Lanka a culpa não é de chineses ou de russos a cupa e do stabilishment da industria bélica que é corrupto e só pensa em lucros, há anos diversos analistas vem criticando a péssima manutenção dos vetores americanos, sejam caças ou tanques, bem como ha anos se vem noticiando sobre os desvios de conduta do parque bélico americano, ou vamos esquecer o escândalo do Bradley, do M-14, dos LCS, e tantos outro noticiados, o fato e que muito dinheiro rola por debaixo dos cobertores, das fardas e das mesas dos congressistas americanos.

      Mas é mais fácil culpar chineses e russos, como se a manutenção das aeronaves americanas fosse feita pela MIG ou pela AVIC

      • Bom dia a todos os Senhores leitores!

        Rapaz ou raposa…não precisar rãs a calcinha por causa do meu comentário. Deixa disto menino. Como disse é um achismo. Possibilidade existe, mas é um achismo. O teu pensamento também é válido mas é um achismo.
        Não é polido da tua parte, crer que eu ou outro colega defenda um ou outro lado da balança política mundial, apenas por um comentário.
        Menos rapaz ou rapos(a).

        CM