Caça F-16 pousando na Base Aérea de Kunsan, em foto de arquivo. (Foto: U.S. Air Force)

Um piloto de um F-16 designado na Base Aérea de Kunsan, na Coreia do Sul, ejetou perto da base enquanto tentava pousar na segunda-feira à tarde, informou a Força Aérea dos EUA.

O piloto do caça Fighting Falcon, que ejetou com segurança e sofreu ferimentos leves, foi levado para uma instalação médica, informou a 8ª Ala de Caças de Kunsan em comunicado. O piloto ejetou por volta das 15h30 hora local perto da pista de Kunsan, enquanto tentava conduzir o que a base dizia ser um pouso de rotina.

O comandante da ala, Coronel Tad Clark suspendeu todas as operações civis e militares de voo na base “para garantir a segurança de pessoas e bens”, disse o comunicado.

Um conselho investigará o incidente, disse a ala.

Este já é o quarto acidente com caças F-16 da USAF neste ano, sendo três em menos de 60 dias.

Outro F-16, da Base da Força Aérea de Holloman, no Novo México, caiu a sudeste da base em outubro, e seu piloto ejetou com segurança.

Um F-16 da Base Aérea de Spangdahlem, na Alemanha, também caiu no início de outubro e seu piloto ejetou com ferimentos leves.

E em maio, um Fighting Falcon da Base da Reserva Aérea de March, na Califórnia, colidiu com um armazém próximo depois de problemas hidráulicos. Esse acidente expôs dezenas de pessoas no local a detritos e as enviou a hospitais para avaliação, e forçou o fechamento de quilômetros de rodovias na área até que as munições pudessem ser destruídas. Esse piloto também ejetou com segurança.

Um total de 338 caças F-16 foram destruídos em acidentes ou outros incidentes no solo entre 1975 e 2019, de acordo com uma análise recente da Air Force Magazine.

Com base em dados do Centro de Segurança da Força Aérea, dezesseis deles ocorreram desde 2014, informou a revista.


Fonte: Air Force Times – Edição: Cavok

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite caros Senhores!

    Sempre é lamentável a queda de um aparelho, para mim essa não é uma exceção.
    Penso (apenas achísmo, já que não tenho qualquer dado oficial do incidente) que duas linhas (no minimo) de raciocínio :
    1- Peças corrompidas (produzidas com qualidade baixa …muito baixa do esperado), lembrando que peças de equipamentos militares essenciais das FFAA americanas, foram produzidas na China. Quem sabe é uma forma de enfraquecer a estrutura militar do oponente.
    2- Treinamento inadequado, ineficiente.

    CM

    • Incrível ate quando cai um caça americano a culpa e de chineses e russos, se os EUA compram e usam peças defeituosas seja na China ou no Sri Lanka a culpa não é de chineses ou de russos a cupa e do stabilishment da industria bélica que é corrupto e só pensa em lucros, há anos diversos analistas vem criticando a péssima manutenção dos vetores americanos, sejam caças ou tanques, bem como ha anos se vem noticiando sobre os desvios de conduta do parque bélico americano, ou vamos esquecer o escândalo do Bradley, do M-14, dos LCS, e tantos outro noticiados, o fato e que muito dinheiro rola por debaixo dos cobertores, das fardas e das mesas dos congressistas americanos.

      Mas é mais fácil culpar chineses e russos, como se a manutenção das aeronaves americanas fosse feita pela MIG ou pela AVIC

      • Bom dia a todos os Senhores leitores!

        Rapaz ou raposa…não precisar rãs a calcinha por causa do meu comentário. Deixa disto menino. Como disse é um achismo. Possibilidade existe, mas é um achismo. O teu pensamento também é válido mas é um achismo.
        Não é polido da tua parte, crer que eu ou outro colega defenda um ou outro lado da balança política mundial, apenas por um comentário.
        Menos rapaz ou rapos(a).

        CM

Comments are closed.