O último Cessna Citation Mustang será entregue em breve. (Foto: Textron Aviation)

A Cessna Aircraft (Textron Aviation) anunciou que finalizou a linha de produção do jato executivo Cessna Citation Mustang, com a última aeronave saindo essa semana da linha de montagem e que será entregue nas próximas semanas. No lugar do Mustang a Cessna agora oferece o Citation M2.

O inovador Mustang rapidamente estabeleceu um padrão em sua categoria para pilotos que deram um passo acima ao adquirir jatos executivos no lugar de turboélices, e desfrutou de um enorme sucesso ao longo de sua produção de 12 anos com mais de 470 aeronaves entregues a clientes em todo o mundo.

A produção do Citation Mustang durou 12 anos.

“O Mustang provou ser um sucesso incrível para a nossa empresa e nossos clientes, e estamos felizes por celebrar a engenhosidade e o orgulho que contribuíram para a criação do mais popular jato entry-level do mundo”, disse Rob Scholl, vice-presidente sênior de Vendas e Marketing. “Continuamos dedicados ao desenvolvimento de novos produtos e ao fornecimento de soluções que interessam aos nossos clientes. O Citation M2 é um grande exemplo disto e acreditamos que vai continuar o legado como o jato entry-level que os pilotos querem e precisam”.

A empresa está posicionada para uma transição perfeita no segmento de jatos leves, uma vez que continua a oferecer aos clientes uma excepcional combinação de velocidade, alcance e carga útil com o Cessna Citation M2. O M2 foi introduzido em 2013 e rapidamente recebeu resposta esmagadora do mercado, com cerca de 150 aeronaves entregues aos clientes em todo o mundo.

No lugar do Mustang a Cessna oferece agora o Citation M2. (Foto: Textron Aviation)

Perfeito para uso corporativo, charter ou privado, o Citation M2 possui um interior espaçoso com excelentes tecnologias na cabine, atualizada aviônica com telas touch e dois poderosos motores Williams FJ44, facilitando velocidades de cruzeiro de mais de 400 nós. A aeronave é projetada para operação com um único piloto e possui aviônicos Garmin G3000 e assentos para sete pessoas.

8 COMENTÁRIOS

    • Não, o P100 vendeu bem menos. O que acontece é que este mercado de VLJs simplesmente não decolou, talvez devido à crise mundial que ainda afeta as vendas de jatos executivos. O mercado quer jatos um pouco maiores como o citado M2 e o Phenom 300, este sim um sucesso.

  1. Repito…. o Mustang vendeu muito antes do Phenom 100 aparecer… depois suas encomendas desapareceram e o Phenom 100 ocupou o seu lugar no mercado, sendo líder no segmento por alguns anos.
    Agora a liderança voltou para a Cessna com o M2.

    Já o Phenom 300 é o líder do mercado nos últimos 4. (aeronave executiva mais entregue).

  2. Quem vendeu bem nesta categoria foi o Hawker 400 que tambem não é mais fabricado, foram fabricados 959 nos EUA, 90 no Japão sob licença, mais 193 na versão de instrução T-1 Jayhawk udada para formar pilotos e ligação nos EUA e Japão.
    .
    Uma curiosidade na formação americana de pilotos de transporte é que eles separam os que voam turbohélice e jato desde a instrução especializada, quem for voar turbohélice como os Beech e Hercules aprende na Marinha com o T-44A(Beech C-90) na Naval Air Station Corpus Christi, Texas, e quem for voar Boeing 737, C-17 ou C-5 apreende no T-1 Jayhawk na USAF.
    . https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/
    .
    . https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/th

  3. Tem que levar em conta que o Cessna M2-CJ1 do tamanho do Phenom 100(MTOW da faixa de 10.500 libras para 4 a 7 passageiros conforme configuração).
    O Cessna Citation CJ4 do tamanho do Phenom 300(MTOW da faixa de 17.000 libras para 10/11passageiros), eu não estou conseguindo achar o número de vendas detalhado de todos os CJ.
    Ainda existe o CitationCJ2 e CJ3 da faixa de 13000 a 15000 libras de MTOW para nove passageiros.
    A família Cessna do CJ1 ao CJ4 teve 1800 unidades fabricadas, o Phenom 100 da ordem de 350 unidades e o Phenom 300 da ordem de 400 unidades.
    Este número de aeronaves produzidas que citei foi do meio de 2016 para o Cessna CJ e do final de 2015 para os Embraer, portanto hoje devem ter aumentado. Ainda tem a questão de unidades encomendadas e ainda não produzidas dos dois fabricantes, que não tenho conhecimento.
    Est
    CORRIGIDA A NOMENCLATURA, CJ1 É O M2, DO CJ2 AO CJ4 A CESSNA DENOMINA CITATION JET.

  4. Essa informação não está correta. O Cessna M2 é uma aeronave que é membro de uma família… A Model 525.
    Mas o modelo M2 faz referência apenas a uma versão mais moderna do CJ1.

    Não existe M2-CJ2 ou M2-CJ3, são outras aeronaves (da mesma família, mas outras aeronaves, maiores)… não são M2.

    Então considerando cada membro da família em separado, o Phenom 300 foi o jato executivo ais entregue nos últimos anos.