Concepção artística do LCAAT apresentado pelo Departamento de Defesa dos EUA no ab Day 2017.

O Departamento de Defesa dos EUA divulgou na sexta-feira um kit de informações para imprensa que foi liberado pelo Pentágono após a realização do Lab Day 2017. No documento de 30 páginas com informações sobre mais de 100 inovações criadas pelos laboratórios e engenheiros de centros de guerra, é apresentado uma imagem para o Programa de Tecnologia de Aeronaves Atribuíveis de Baixo Custo (LCAAT, ou Low Cost Attritable Aircraft Technology) da Força Aérea dos EUA.

A aeronave representada é ligeiramente diferente do modelo XQ-222, que a empresa Kratos tinha ganho o contrato de demonstração LCAAT no ano passado e que tinha oferecido o XQ-222. O programa LCAAT está explorando uma ampla gama de inovações tecnológicas que permitirão um novo gênero de UAVs de baixo custo.

Esses UAVs oferecem capacidade de resposta de longo alcance em ambientes pares próximos, onde a base a atacar é de difícil ou restrito acesso. Devido ao seu baixo custo, diferentes classes de UAVs aumentarão os atuais sistemas de armas com papéis altamente adaptados/otimizados para atividades específicas da missão, incluindo disparo de armas, localização de alvos, interferências ou comunicações. O LCAA pode voar em áreas altamente contestadas à frente de uma embarcação tripulada. As aeronaves tripuladas serão assim apoiadas por UAVs, aumentando assim as capacidades de engajamento em áreas contestadas.

O XQ-222 da empresa Kratos.

O objetivo do programa LCAAT é desenvolver uma família de UAVs baratos e furtivos ao custo de US$ 3 milhões por unidade (com base em uma quantidade de compra de 100 UAVs menos carga útil). O programa também se concentra na minimização dos custos do ciclo de vida, com ênfase nas operações e atividades de apoio que melhoram os tempos de turno ao mesmo tempo em que minimizam os requisitos de pessoal.

O programa usará uma abordagem contínua de linha de produção distinta por projeto de aeronave e capacidade de atualização para incorporar tecnologias emergentes em uma maneira oportuna e custo-efetiva.

O LCAA pode ser fabricado a uma taxa elevada, reduzindo o trabalho e, em última instância, reduzindo o custo. Projetado para uma suíte de exigência estreita, ciclos de engenharia e produção podem ser reduzidos, apoiando a resposta rápida às necessidades dos combatentes. Essa abordagem também elimina a custosa manutenção a nível de depósito, assim como as restrições de projeto impostas ao usar estruturas existentes.

Os LCAA não são construídos para longevidade: critérios de aceitação deve tornar-se menos complexos, resultando em um cronograma mais rápido da produção-para-voo.

O estabelecimento de critérios de design que irão abordar a relação custo-qualidade ideal é o próximo passo no programa de desenvolvimento.

3 COMENTÁRIOS

  1. Um vetor furtivo capaz de atuar em áreas altamente contestadas em missões de ataque, interferências e ou comunicações saindo da linha de montagem por apenas 3 milhões de dólares? Duvido.

Comments are closed.