Um caça F-16C Fighting Falcon decola da Base Aérea de Shaw, Carolina do Sul, no dia 10 de janeiro, seguindo para a Base Aérea de Kunsan, na Coreia do Sul. (Foto: Senior Airman Kenny Holston / U.S. Air Force)

Cerca de 240 militares e 12 aeronaves de caça F-16 Fighting Falcon da USAF, sediados na Base Aérea de Shaw foram destacados para Base Aérea de Kunsan, na Coréia do Sul, para uma programada implantação de três meses com início no dia 15 de janeiro. O 55º Esquadrão de Caça, ativado como o 55º Esquadrão de Caça Expedicionário, partiu no dia 10 de janeiro e irá trabalhar ao lado dos parceiros da aliança Coreia do Sul-EUA para manter a paz e a estabilidade na região.

Nove caças F-16C do esquadrão 'Shooters' na linha de voo da Base Aérea de Shaw, antes de partirem para Coreia do Sul. (Foto: Senior Airman Kenny Holston / U.S. Air Force)

“O 55º Esquadrão de Caça ‘Shooters’ foi destacado para apoiar o compromisso de longa data dos Estados Unidos para trabalhar com nossos grandes amigos e parceiros, a República da Coreia”, disse o coronel Charlie Moore, comandante da 20ª Ala de Caça. “Nós sempre estamos prontos para implementar o poder aéreo de combate e os militares da Força Aérea para apoiar a nossa Estratégia Nacional de Defesa.”

Um caça F-16C realiza as últimas verificações antes de partir para a Coreia do Sul. (Foto: Senior Airman Kenny Holston / U.S. Air Force)

Outros 200 militares da Força Aérea e adicionais 12 caças F-16Cs da Base Aérea de Hill, Utah, estão atualmente destacados em Kunsan como o 421º Esquadrão de Caça Expedicionário. Sua implantação programada começou no dia 3 de dezembro de 2011, e está programada para durar cerca de três meses.

Uma aeronave C-5B Galaxy foi usada para levar o equipamento de apoio, e os militares seguiram num C-17 Globemaster III. (Foto: Senior Airman Kenny Holston / U.S. Air Force)

“A Aliança Coreia do Sul-EUA nunca foi tão forte”, disse o tenente-general Jan-Marc Jouas, comandante da 7ª Força Aérea das Forças Aéreas do Pacífico, junto a Base Aérea de Osan, na Coréia. “Essas implantações reafirmam nosso compromisso de fornecer o poder aéreo de combate e capacidades de direito em defesa da República da Coreia.”

Texto: 20th Fighter Wing Public Affairs – Tradução: Cavok

SEM COMENTÁRIOS