O bombardeiro B-2 Spirit sendo colocado na câmara anecoica de Benefield, em Edwards, no dia 28 de novembro de 2016. (Foto: U.S. Air Force / Christopher Okula)

Em novembro do ano passado, um bombardeiro B-2 Spirit entrou pela Unidade Anecoica de Benefield (BAF) pela primeira vez. As fotos divulgadas neste semana pela Força Aérea dos EUA mostram que o bombardeiro furtivo foi acondicionado na BAF para se submeter a verificações dos sistemas de controle ambiental.

De acordo com os membros do pessoal na Base Aérea de Edwards, que hospeda a câmara, a equipe da BAF passou um ano se preparando e instalando novos equipamentos para a entrada do B-2 na câmara anecoica. A BAF planeja hospedar o B-2 para futuros testes de guerra eletrônica.

A BAF, operada pelo 772º Esquadrão de Testes, é a maior câmara anecoica (sem eco) do mundo e pode caber quase qualquer avião dentro. Fornece um espaço livre de sinal para que os testes de guerra eletrônica possam ser conduzidos sem interferência de radiofrequência do mundo exterior.

Os testes na câmara anecoica serviram para verificar os sistemas de controle ambiental do B-2. (Foto: U.S. Air Force / Christian Turner)

Concluído em julho de 1989, a BAF realiza continuamente testes de guerra eletrônica em todos os tipos de aeronaves, desde aeronaves da Força Aérea dos EUA até aeronaves das nações aliadas. A câmara é preenchida com pirâmides de poliuretano e polietileno – material absorvente de radar – projetado para parar os reflexos de ondas eletromagnéticas. O tamanho das pirâmides, que são pintadas de azul escuro ou preto, varia de acordo com a frequência e o procedimento de teste em particular. Os sistemas de aeronaves podem ser testados e verificados para ver se funcionam corretamente antes do teste de voo real.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Vai demorar pra ter concorrente a altura desse….

    E provavelmente quando chegar, vai estar saindo da fábrica o B-21 Raider

Comments are closed.