Jatos de combate F-15E Strike Eagle do 494º Esquadrão de Caça durante voo de treinamento em abril deste ano. (Foto: U.S. Air Force / Tech. Sgt. Matthew Plew)

A Força Aérea dos EUA na Europa (USAFE) informou hoje que enviou seus jatos de combate F-15E Strike Eagle para Turquia onde participam de um exercício militar conjunto.

Aviadores dos EUA, aeronaves F-15E Strike Eagle e equipamentos de apoio do 494º Esquadrão de Caça, parte da 48ª Ala de Caça, da Base da RAF de Lakenheath, Inglaterra, chegaram à Terceira Base Principal Turca de Konya, Turquia, para participar do exercício Anatolian Eagle 19 ao lado de turcos e outras forças aéreas aliadas e parceiras.

O treinamento se concentrará na melhoria da prontidão e interoperabilidade entre as unidades participantes. Exercícios como o da Anatolian Eagle aumentam a capacidade dos aliados e parceiros responderem de forma mais eficaz às crises regionais e atenderem às suas próprias necessidades de segurança.

Aeronaves F-15E Strike Eagle do 494th Fighter Squadron (FS), taxiam na Base da RAF de Lakenheath, Reino Unido. (Foto: U.S. Air Force)

O treinamento multinacional também demonstra o compromisso dos EUA com a defesa coletiva e a segurança regional.

Importante lembrar que o envio das aeronaves de combate F-15E ocorre no mesmo tempo da deterioração das relações entre a Turquia e os Estados Unidos após a aquisição dos sistemas de defesa aérea S-400 da Rússia por parte do governo turco, afetando o programa multinacional F-35.

Anúncios

5 COMENTÁRIOS

  1. É isso ai meu Senhores, os assuntos desses países que são mostrados aqui, fazem com que nós criemos debates e embates fervorosos em prol de um ou de outro. Mas o que acontece no final das contas, são interesses políticos e econômicos por trás dos bastidores. A Turquia abateu um Su-24 Russo a alguns anos levando os pilotos a ejetarem-se sobre território hostil levando-os a óbito. Hoje, a mesma Rússia irá fornecer um Sistema de mísseis caríssimo e contendo tecnologia sensível.
    EUA e Turquia fazem parte da mesma aliança militar, e a alguns meses atrás quase entraram em combate direto em território Sírio e hoje apesar de 1$ bi investido no F-35, a Turquia irá ser chutada literalmente do programa militar mais caro da história. Mas no fim, caçadores da USAF estarão nos céus Turcos treinando juntamente com essa nação.

    São apenas interesses, e o dinheiro e posições políticas estarão sempre no meio disso tudo.

    • É isso ai mesmo Jéfferson concordo plenamente contigo pois tudo se resume a interesses próprios e nós ficamos como bobos aqui discutindo e brigando uns com os outros sobre quem tem o melhor equipamento ou quem tem razão em relação a um assunto qualquer enquanto na verdade o que vale mesmo é que só estão pensando no dinheiro que querem receber e em relação ao equipamento cada um tem suas qualidades e defeitos pois cada um foi projetado e pensado para fazer algo em específica por exemplo vejo muitos se xingando aqui e brigando dizendo que o F35 é que é invisível de verdade por usar uma tinta e um design voltado pra a baixa assinatura enquanto o gripen foi pensado pra ficar invisível pela interferência tecnológica e isso sem falar nos russos, ou seja, cada um foi pensado de forma diferente pra fazer a mesma coisa.
      No fim cada um cumpre o seu papel e deve ser usado da melhor forma possível e o importante é o que serve pra nós pois amigos ninguém tem somente interesses em comum.

    • Exercício de rotina. O tratado está vigorando. A Turquia se afastou das nações do ocidente. Quem manda na Turquia é a Irmandades Muçulmana.

Comments are closed.