XF-70A #1A Força Aérea dos Estados Unidos acredita fortemente que a capacidade ‘stealth’ será um trunfo importante para o seu futuro caça FX que irá substituir o F-22.

O Chefe do Comando de Combate Aéreo Gen. Herbert “Hawk” Carlisle disse que a furtividade será “extremamente importante” para a aeronave FX que a Força Aérea dos Estados Unidos está definindo como um eventual substituto do F-22.

A Força Aérea tem a intenção de seguir um caminho metódico de redução de risco, disse Carlisle, ao contrário do que ocorreu com o F-35 e o F-22, aonde novas tecnologias tiveram de ser necessárias desenvolvidas, elevando custos e atrasando a entrada em serviço.

 

(Concepção artística: deviantart)
(Concepção artística: deviantart)

Ele e outros líderes da Força Aérea enfatizaram que o sistema de sexta geração não é apenas uma aeronave. Eles descrevem uma avaliação abrangente de um sistema de sistemas para incluir um olhar abrangente de comunicações, capacidades de espaço, distância e de ficar em opções sob o guarda-chuva da superioridade aérea de 2030.

A Força Aérea, “não quer ir direto para a idéia de um caça de sexta geração”, disse o tenente-general James Holmes, vice-chefe de gabinete de planos estratégicos e exigências.

Como a Força Aérea planeja o FX, a Marinha está analisando as suas necessidades para um substituto do F/A-18E/F. O Chefe de Operações Navais Adm. Jonathan Greenert disse que o F/A-XX não precisa ser tão focado na sobrevivência, sacrificando velocidade e carga útil.

 

FONTE: Aviation Week – Tradução e edição: CAVOK

IMAGEM: Concepção artística do Lockheed Martin XF-70A e meramente ilustrativa.


Anúncios

71 COMENTÁRIOS

  1. Certo Nick

    Mesmo assim, até 2035 o F22 continuará sendo um vetor muito caro de operar…

    Os americanos precisarão de algo intermediário até lá, algum 4G++ e este não será o F35…

    Vislumbro num prazo de 10 a 15 anos acordos para produção sob licença do Rafale em terras yankees…

    Abç.

  2. Acredito que o F-22 e o F-35 foram muito importantes pela pesquisa desenvolvida e avanço tecnológico. Talvez nunca terão a eficiência esperada. Mas uma coisa é certa, venceram a batalha de manterem os Estados Unidos na vanguarda da tecnologia.

  3. Como você sabe que os motores do Su50 estão em estágios avançados?

    li em um blog .

    "2016 ( data prevista pela propia russia )" Mas não era 2013/14/15/16….decide ai 🙂

    neste mesmo blog dizia que o putin disse que era pra dizer…o putin disse que la por 2016 ja se teria su50 voando na força aerea russa.

    O que eu quis dizer é que quando o Su50 "5G" e não PAK, entrar em operação, estaremos em 2025 ahaha. O mesmo serve para os Chinas.

    verdade , todas as encomendas ( ou quase ) so quando eu tiver 25 anos mesmo…

  4. Deivide…

    Ao quer tudo indica, a VVS vai começar a receber o Su-50 ainda esse ano, com o motor provisório…

  5. Caro Edson,

    Os americanos tem caças de 4,5ª geração disponíveis(F-18 E/F, F-16 Viper, F-15SE) mas simplesmente não o querem. Na concepção deles, não há vantagem nenhuma, já que seus principais(teoricamente falando) oponentes estão introduzindo os caças de 5ª geração (SU-50 e J-20).

    Os Yankes querem sempre estar um passo à frente. E esse passo passa pelo futuro caça de 6ª geração. Até lá, F-22 e F-35 serão as pontas-de-lança, coadjuvados por F-15 e F-16 modernizados com radar AESA, que na prática, os transforma em caças de 4,5ª geração, como o Rafale.

    []'s

  6. Penso que o caça de 6ª geração será o primeiro efetivamente stealth, uma vez que essa tecnologia só agora está devidamente madura. O F-117 e o B-2 tinham a sua furtividade nas formas; o F-22 e F-35, além das formas, nos materiais absorventes. A sexta geração será a fusão dessas!

Comments are closed.