Caças F-16 da 35ª Ala de Caça, baseada no Japão, estão recebendo um pacote de atualização para melhoria dos sistemas.

A frota de F-16 da 35ª Ala de Caça, baseada no Japão, está recebendo uma atualização de aviônica, para aprimorar ainda mais a prontidão, a consciência situacional e as capacidades táticas da frota, garantindo que a Base Aérea de Misawa forneça o mais alto nível de estabilidade na região indo-asia-pacífica e paz de espírito aos aliados dos EUA.

À medida que os anos e as décadas passam, a maquinaria avança continuamente, incluindo os sistemas de aviônica do F-16 Fighting Falcon, incluindo um computador de guerra que recebe os benefícios dos avanços tecnológicos do homem.

“Tudo o que fazemos para melhorar o patrimônio global melhora nossa luta multinacional para alcançar nosso objetivo comum”, disse o tenente-coronel Wesley Hales, diretor de operações do 13º Esquadrão de Caça.

Um caça F-16 é preparado para o voo durante um exercício militar. (Foto: Cpl. J.A. Wilson / Canadian Public Affairs)

A atualização dos sistemas aeronáuticos atualiza a informação junto aos sensores de aeronave dos pilotos e exibe esses dados nos heads-up displays (HUDs), administrando um aumento das informações e elevando a consciência situacional durante a supressão das missões de treinamento de defesa aérea inimiga.

“A atualização fornecerá uma descrição mais precisa do que está acontecendo no HUD”, disse Hales. “Nossa imagem de radar representada em um quadrado nem sempre foi verdadeira. Algo que vinha direto para o avião acabava tendo que ser visto ao lado da nossa visão. Enquanto agora, nós, basicamente, temos uma visão quase igual ao que está acontecendo”.

O HUD é um display na aeronave que retransmite informações importantes e de combate aos pilotos. Informações como o alcance do alvo, dados de voo e dados de navegação do avião.

“Isso nos permite ver e processar dados mais rapidamente durante missões dinâmicas e complexas”, disse o tenente-coronel Matthew Kenkel, diretor de operações do 14º Esquadrão de Caça. “A atualização M7.1 também muda a maneira como a aeronave interfere fisicamente com o piloto. Múltiplas mudanças no acelerador manual e na funcionalidade de paginação permitem que os pilotos usem mais efetivamente os monitores enquanto mantêm as mãos nos controles da aeronave”.

Não só a atualização oferece vantagens táticas, mas também aumenta a qualidade do treinamento que os novos pilotos recebem.

“Cada novo piloto se adaptará rapidamente a esta versão dos sistemas de aeronaves e, essencialmente, eles poderão ter mais consciência situacional utilizando as ferramentas que lhes são fornecidas”, afirmou Hales.

Hales disse que ambos os funcionários da unidade de manutenção de aeronaves estão trabalhando juntos para simultaneamente escalar a frota dos esquadrões de combate 13º e 14º com a nova atualização até o dia 1º de agosto, permitindo que os novos pilotos recebam uma melhor qualidade de treinamento.

“Esta atualização aumentará nossa prontidão no mundo das operações”, disse Hales. “Será uma grande mudança para todos”.

À medida que o sistema é implementado, muitos pilotos aguardam antecipadamente a possibilidade de ter mais capacidades para futuras batalhas aéreas.

“Estou entusiasmado com a atualização do M7.1”, disse Kenkel. “Deve ser um precursor de algumas mudanças maiores e melhores à medida que vemos mais atualizações no caminho”.

2 COMENTÁRIOS