A aeronave totalmente elétrica Sun Flyer 2. (Foto: Bye Aerospace)

O Sun Flyer 2, da Bye Aerospace, concluiu no dia 8 de fevereiro o seu primeiro teste oficial de voo com um motor de propulsão elétrico da Siemens, a partir do Centennial Airport, ao sul de Denver, Colorado.

A família de aeronaves Sun Flyer, incluindo o Sun Flyer 2 de dois lugares e o Sun Flyer 4 de quatro lugares, pretende ser a primeira família de aeronaves com certificação FAA. O Sun Flyer 2 é prático e totalmente elétrica, para atender os mercados de treinamento de voo e de aviação geral. A Siemens fornecerá sistemas de propulsão elétrica para o avião Sun Flyer 2 – o motor de 57 libras SP70D – com uma classificação de pico de 90kW (120 HP) e uma configuração de energia contínua de até 70kW (94 HP).

A empresa realizou com sucesso o voo inaugural de um protótipo Sun Flyer 2 durante abril de 2018.

A Sun Flyer traz a promessa completa de propulsão elétrica para o mercado com aeronaves elétricas seguras, práticas e confiáveis. A operação totalmente elétrica não requer combustível de aviação e resulta em emissões zero e poluição sonora significativamente menor em comparação com aeronaves convencionais. O design elegante do Sun Flyer também apresenta melhor desempenho de velocidade e altitude com custos operacionais extremamente baixos.

George E. Bye, CEO da Bye Aerospace, a desenvolvedora do Sun Flyer, disse que o voo inicial com o motor Siemens foi impecável.

“O avião funcionou exatamente como planejado”, disse Bye. “Meus agradecimentos a toda a equipe da Siemens por sua participação ao entrarmos nesta próxima e importante fase de teste de voo da Sun Flyer 2 com o sistema de propulsão elétrica da Siemens.”

A aplicação do programa Sun Flyer 2 à FAA foi aceita de acordo com os critérios de certificação FAR 23 na primavera de 2018. O protótipo Sun Flyer 2 realizará extensas atividades adicionais de testes de voo em 2019 e continuará a trabalhar em estreita colaboração com representantes da FAA em atividades de certificação. Áreas de foco de teste de voo atuais são sistema de propulsão, expansão de envelope e otimização de sistemas.

“Este voo de teste bem-sucedido é um momento de orgulho para as equipes da Siemens e da Bye Aerospace e é um marco para trazer a era do vôo elétrico à vida”, disse Frank Anton, vice-presidente executivo e chefe da eAircraft, Siemens. “O sistema de propulsão elétrica da Siemens oferece uma alternativa de propulsão limpa, econômica e silenciosa para o mercado de treinamento de voo sem comprometer o desempenho ou a segurança.”

Globalmente, a tecnologia Siemens eAircraft está ajudando a liderar a indústria da aviação na eletrificação e propulsão híbrida, integração de sistemas, monitoramento baseado em condições e serviços. A empresa já equipou aeronaves leves e esportivas européias com sistemas de propulsão elétrica de até 260kW para testes e também está desenvolvendo tecnologia de propulsão em classes de potência de até 10MW para permitir a eletrificação de aeronaves no setor de transporte aéreo comercial. A tecnologia de motores elétricos da Siemens equipou aeronaves para estabelecer dois recordes de velocidade, alcançar o primeiro reboque aerodinâmico do mundo por um avião elétrico e estabelecer um novo recorde mundial de subida para uma altitude de 3.000 metros em quatro minutos e 22 segundos.

SEM COMENTÁRIOS