O esquadrão opera aeronaves de ataque Embraer A-29 Super Tucano.

Em comemoração aos seus 22 anos, o Esquadrão Escorpião e seus pilotos lançaram um incrível vídeo mostrando as operações diárias do esquadrão feitas ao longo do ano.

O Esquadrão Escorpião, ou 1º Esquadrão do 3º Grupo de Aviação (1º/3º GAV), é uma unidade aérea da Força Aérea Brasileira (FAB) baseada na Base Aérea de Boa vista, no estado de Roraima, e opera aeronaves de ataque leve Embraer A-29 Super Tucano.

O vídeo contém imagens impressionantes das operações de treinamento do esquadrão com o Super Tucano, tais como ensaios de tiros, voo em formação, voo noturno e combate aéreo


Senta a Pua! 

8 COMENTÁRIOS

  1. Porque da utilização de mapas de papel, não possuem um sistema com o mapa digitalizado???????

    • redundancia, no meu tempo de EB tinha que me lascar em interpretar as cartas e mesmo com GPS.

      • A velha prancheta de perna ainda funciona e é vendida.
        . https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:A
        .
        Algumas Forças Aéreas com mais $$$ estão comprando o GECO tablet.
        "The company announced that it was awarded a contract by the Indonesian Air Force (Tentara Nasional Indonesia-Angkatan Udara: TNI-AU) for a one-year trial of GECO (Air) on its F-16, Su-30, T-50I, Hawk, and Super Tucano aircraft.

        GECO (Air) is also in use with the Royal Jordanian Air Force on its F-16s and rotary wing fleet. The complete GECO MSS is in service with the United Kingdom’s Puma helicopter force, and Inzpire’s tablet-based Aircraft Moving Map Wires Alerting System (AMMWAS) is used throughout the country’s Joint Helicopter Command."
        . https://4.bp.blogspot.com/-8O9XQsB0mgU/WbkSTpGDC1

  2. Excelente! A USAF deveria "testar" o Super Tucano no Oriente Médio, solicitando isso aos pilotos e unidades da FAB!

    • O que é que a FAB iria fazer no Oriente Médio?
      A Embraer tem pilotos ex-FAB com experiencia para fazer a demonstração e com certeza a S. Nevada deve ter pilotos ex-USAF para isso.

      • Creio que no caso seriam pilotos ativos da USAF, assim como foi no OA-X.

      • Pergunto o mesmo sobre a República Centro-Africana. Nunca se sabe qual será o "deployment" de amanhã. Tanto eu como o Senhor sabemos disso.

  3. Fiquei curioso com o modo "ar-ar" apresentado no HUD (2:09 e 3:11). Acreditava que este modo era necessariamente dependente de um radar com capacidades "ar-ar" e que nossos ST's não possuíssem tal equipamento. Ou será que a fonte de dados para o HUD é outra?

Comments are closed.