Caça F-35A Lightning II da Real Força Aérea Norueguesa no momento que chegava na Base Aérea de Keflavik, Islândia.

Quatro caças furtivos F-35 Lightning II da Real Força Aérea Norueguesa (RNoAF, Luftforsvaret) chegaram à Base Aérea de Keflavik, na Islândia, em 19 de fevereiro, para realizar a missão de policiamento aéreo da OTAN.

O destacamento de 130 pessoas agora apoiará a missão da OTAN de Policiamento Aéreo da Islândia. Como a Islândia não possui uma força aérea, em 2006 solicitou que seus aliados da OTAN implantassem periodicamente aeronaves de combate na Base Aérea de Keflavik para fornecer proteção ao seu espaço aéreo. A primeira implantação de aeronaves ocorreu em maio de 2008.

A Real Força Aérea Norueguesa divulgou o vídeo abaixo dos Lightnings chegando em Keflavik e utilizando o pára-quedas de frenagem, um recurso desenvolvido especialmente para os jatos noruegueses.

Em contraste com a missão de policiamento aéreo do Báltico da OTAN, o policiamento aéreo islandês não envolve a presença contínua de aeronaves de combate. Em vez disso, são feitas em média três implantações por ano, cada uma com duração de três a quatro semanas. A maioria das implantações envolve quatro aviões de combate.

O último policiamento aéreo islandês foi realizado por aeronaves Eurofighter Typhoon do Esquadrão 1 da Real Força Aérea Britânica (RAF) do Reino Unido.

F-35s noruegueses

Em novembro do ano passado, a Noruega se tornou o terceiro país europeu a declarar a Capacidade Operacional Inicial (IOC) para seus jatos F-35, depois do Reino Unido e da Itália.

Até 2022, a RNoAF terá em serviço suficientes F-35s, pilotos e mantenedores no país para permitir que o F-35 assuma a missão de “alerta de reação rápida” (QRA), que exige que os operadores permaneçam em uma posição 24/7 de alerta e prontos para surtidas, se necessário, para interceptar aeronaves voando perto do espaço aéreo norueguês. Esses F-35 estarão prontos para o policiamento aéreo em Evenes, norte da Noruega.

A Noruega planeja comprar 52 jatos F-35A Lightning II. Eles devem ficar baseados na Estação Aérea de Ørland (localização principal) e a partir de 2022 também na Estação Aérea de Evenes.

Anúncios