A aeronave Super Tucano da Embraer apresentada no AirVenture 2012.

Durante o AirVenture 2012, realizado essa semana em Oshkosh, a Embraer apresentou pela primeira vez no evento o avião de ataque leve A-29 Super Tucano. O pessoal do site AvWeb entrevistou o Coronel (aposentado) Bill Buckey, que falando em nome da Embraer, passou informações sobre a aeronave exposta. A aeronave Super Tucano compete no programa Apoio Aéreo Leve (LAS – Light Air Support) da Força Aérea dos EUA, e aguarda a decisão da competição que poderá chegar a US$ 1 bilhão. Veja a seguir o vídeo da entrevista, com imagens do painel e detalhes do Super Tucano, que desde 2007 voa nos EUA.

O Super Tucano esteve toda semana em exibição junto ao estande da Embraer. No começo desse mês, a Embraer e a Sierra Nevada chegaram num acordo com a Boeing para permitir que a aeronave possa ser equipada com bombas JDAM guiadas por GPS.

O avião foi projetado para ser forte, e tem a capacidade para resistir a manobras de +7/-3,5 Gs a a célula tem uma vida de 12.000 a 18.000 horas, dependendo do tipo de operação. O Super Tucano é também blindado para proteger o piloto e tem um sistema de alerta de aproximação de mísseis (MAWS) e um receptor de alerta radar (RWR) para alertar o piloto de uma potencial ameaça.

O painel todo no conceito glass possui equipamentos especiais, como um Visor Frontal Infravermelho (FLIR), Display Acima da Cabeça (HUD) com um controle de painel frontal (UFCP) e um GPS/INS integrado com radar altímetro (EGIR).

A concorrência da Embraer estava presente com um avião de treinamento T-6C Texan II, aeronave onde foi baseado o AT-6B que compete com o Super Tucano no LAS. Estamos preparando a matéria completa do evento, com centenas de imagens, que essa sesmana vai ao ar aqui no Cavok, nosso terceiro ano cobrindo o maior evento de aviação do mundo.

5 COMENTÁRIOS

  1. Uouuuu, com tantos mecanismos de proteção aquele tucano colombiano (senão estou enganado) ainda foi derrubado?

    O A-29 possui contra-medidas?

Comments are closed.