O Ministério de Defesa do Reino Unido divulgou as fimagens feitas de dentro do cockpit de um helicóptero Westland Apache do Exército Real Britânico durante os primeiros ataques na Líbia.

Os helicópteros Apaches britânicos atingiram alvos próximos a cidade líbia de Brega durante as mais recentes ondas de ataques da OTAN contra as forças leais ao Coronel Muammar Kadhafi, disse o Ministério de Defesa do Reino Unido.

“Esses engajamentos com sucesso demonstraram as capacidade únicas trazidas pelos helicópteros de ataque,” disse o Tenente General Charles Bouchard, Comandante da Operação Unified Protector. “Nós vamos continuar a utilizar essas plataformas quando e onde forem necessárias, utilizando a mesma precisão que nós realizamos em todas missões.”

Os Apaches atacaram e destruiram duas instalações militares – um site de radar e um posto armado – próximo a Brega, divulgou a BBC. Segundo informações, os helicópteros franceses Gazelle também participaram de ataques simultâneos em diferentes alvos na Líbia pela primeira vez.

Fonte: The Telegraph – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. A Resolução 1973 da ONU só permite ataque as forças de Kadafi se elas atacarem os rebeldes. Agora temos ataques contra toda e qualquer instalação Líbia. Parece ser uma política da ONU de dois pesos e duas medidas. Pois, segundo relatos de organismos não governamentais, na Siria já foram mortas mais de mil pessoas nos protestos contra o atual regime. Sem mencionar as pessoas mortas nos ataques das Forças da Coalizão na Líbia.

    • Dois pesos e duas medidas é pouco para definir isso Chicão….

      Há inúmeros casos em que a ONU literalmente não serve prá porcaria nenhuma. Na verdade acho que na mioria dos casos.

      Basta ter grana no meio ou os interesses de um dos membros permanentes do CS que ela só serve pra encher linguiça.

      O que a ONU determina tem o mesmo valor dos discursos do Papa….

      Basta lembrar casos como a questão palestina, o Nepal, o Sudão, o Iraque de Sadan, etc.etc. etc.

      Não sou fã do Kadafi e nem tenho motivos para defendê-lo ou a propria Libia, mas o que acontece ali hoje é uma canalhice sem tamanho.

      Mas tão nojenta quanto a posição dos EUA-França-Reino Unido e seus aliadinhos de meia pataca, afinal bater em cachorro morto é fácil, é a posição da Rússia e da China que aprovaram a resolução e hoje não tomam nenhuma atitude ao ver que ela está sendo desrespeitada.

      Daqui a pouco um helióptero é abatido, alguns militares "aliados" são mortos e pronto…tá aí o motivo para invadir a Líbia.

      O petróleo? Ah, eles nem pensam nisso…estão preocupados é com o bem estar dos civis Líbios….

      Há poucos dias acabei de ler os excelentes 4 livros do Elio Gaspari sobre o período da ditadura militar e passei a ter um visão muito mais ampla sobre a dupla Geisel-Golbery.

      E num dos volumes, o terceiro, há uma detalhada narrativa sobre o governo Geisel. Num dado momento é relatada a visita da esposa do presidente americano Carter ao Brasil.

      Ao se entrevistar com o Geisel ela quis discutir a questão dos direitos humanos no nosso país, afinal haviam inúmeros relatos de torturas contra presos políticos, desaparecimentos, etc. O que Geisel não entendia é como os EUA podiam nos criticar se esse estado de coisas era fruto do anti-comunismo que tinha nascido exatamente nos EUA….

      Geisel disse isso à primeira dama e explicou que os EUA não podiam criticar o Brasil pq não entendiam oq ue se passava aqui. Além do mais deixou claro que se aqui tínhamos problemas com direitos humanos ao menos não tínhamos problemas com racismo…..

      Isso apenas para mostrar que as potências criticam e agem quando bem lhes é conveniente.

      Cabe a países como Brasil e até a Líbia manter forças capazes de garantir sua própria segurança contra ameaças externas. Poiis elas podem aparecer quando menos se espera.

      Afinal a líbia sempre foi considerada uma "pária" mas nunca tiveram peito de enfrentá-la. E nem ao Kadafi. Foi só ele se aproximar, baixar suas defesas e sua guarda que a caçada começou.

      E só vai parar quando tirarem-no do poder ou quando a Rússia ou a China intervierem no CS…E tem que fazer issoi com força e determinação.

      Os civis líbios agradecem

      "

  2. Olha lá o Francisco, as forças de Kadhafi já se fartaram de atacar os rebeldes e civis!
    Tem que se atacar a fonte dos ataques, se não, não param

Comments are closed.