Os dois jatos L-39 da equipe de demonstração Jet Patriots, durante sessão de fotos para recriar a cena do filme Top Gun. (Foto: Jaron Schneider / Jet Patriots)
Os dois jatos L-39 da equipe de demonstração Jet Patriots, durante sessão de fotos para recriar a cena do filme Top Gun. (Foto: Jaron Schneider / Jet Patriots)

Lembram da famosa cena do filme “Top Gun”, de 1986, onde o piloto Pete “Maverick” Mitchell e seu Operador de Radar de Interceptação (R.I.O.) Nick “Goose” Bradshaw capturam uma imagem, em uma polaroid, de um piloto a bordo de um caça “MiG-28“, voando invertido sobre ele? Um fotógrafo nos Estados Unidos resolveu recriar a cena, mas ao invés de usar efeitos especiais de Hollywood da década de 1980, ele usou aeronaves reais para conseguir uma imagem semelhante de aeronaves a jato voando do mesmo modo que na famosa cena. O vídeo pode ser conferido a seguir.

Embora no filme tenha sido utilizado os caças F-14 Tomcat e F-5F (usado como MiG-28 russo), na recriação o fotógrafo Blair Bunting usou jatos de treinamento Aero L-39 Albatros. Numa conversa com amigos, desenharam em um guardanapo o plano para fazer a sessão de fotos. Mas entre os amigos estava o piloto Rob “Scratch” Mitchell, da equipe de demonstração aérea civil Jet Patriots, com sede na California.

O planejamento do voo feito em um guardanapo. (Foto: Blair Bunting)
O planejamento do voo feito em um guardanapo. (Foto: Blair Bunting)

De acordo com Blair, para chegar até o momento do registro da imagem em voo invertido demorou 30 minutos, voando a 500 pés do solo de cabeça para baixo. O outro L-39 se aproximou por baixo, até chegar na posição certa. Segundo o fotógrafo, ele se preparou para fotografar no “modo invertido”, e ficou horas de cabeça para baixo no lado da cama do hotel, um dia antes do voo, para aprender a operar a câmera Hasselblad no modo invertido.

Ele se preparou em uma academia durante seis dias em uma semana, para criar resistência física e não apagar durante as manobras, e também para reforçar a musculatura do pescoço. Tudo isso para conseguir uma foto, que precisaria de um pouco de sorte.

Blair usou a câmera na sua velocidade máxima do obturador, e usou uma das tentativas para marcar a exposição e distância. Enquanto a aeronave estava abaixo dele, conseguia ver o rosto do piloto, olhando para câmera, e disse: “foi um dos momentos mais surreais que eu já estive”.

O resultado do voo invertido com dois jatos L-39. (Foto: Blair Bunting)
O resultado do voo invertido com dois jatos L-39. (Foto: Blair Bunting)

A bordo do avião de Blair estava o piloto Scott “Banker” Ind, que informava o tempo todo quanto tempo a aeronave poderia permanecer em voo invertido. O piloto seguidamente começava uma contagem regressiva informando Blair que o iria colocar o avião na atitude normal de voo, e então teria que recolher a câmera para não bater com a lente no canopy do jato.

Após o voo de pouco mais de 40 minutos, o fotógrafo disse que estava esgotado fisicamente, e não queria nada mais que uma garrafa de água, e seguido por um copo de uísque.

Para lembrar como foi a cena do filme Top Gun, segue o trecho do famosa cena do encontro com o “MiG-28”.

Saiba mais sobre o voo no blog do fotógrafo clicando aqui.

4 COMENTÁRIOS

  1. Essa do Top Gun é (e sempre será) uma das maiores "forçações de barra" do cinema… 😀

    • Coloque "forçação de barra" nisso! Porém, era divertido, e isso é o mais legal do cinema, fazer você "viver o imponderável", as vezes o impossível.

Comments are closed.