A Vertical Aerospace planeja ter a primeira aeronave eVTOL fornecendo um serviço de táxi aéreo interurbano nos próximos quatro anos (Foto: Vertical Aerospace / G F Williams Photography)

A Vertical Aerospace, que opera em Bristol, Reino Unido, tem como objetivo oferecer serviços aéreos interurbanos de táxi sem emissões poluentes no céu do Reino Unido dentro de quatro anos. A empresa recentemente deu o primeiro passo em seu plano arrojado, construindo e voando com uma aeronave de decolagem e pouso vertical totalmente elétrica (eVTOL).

O protótipo da aeronave eVTOL da Vertical Aerospace realizou seu primeiro voo de testes no aeroporto de Cotswold em junho de 2018. (Foto: Vertical Aerospace / G F Williams Photography)

A Vertical Aerospace foi fundada por Stephen Fitzpatrick, da OVO Energy, em 2016, e agora tem um núcleo de 28 engenheiros e técnicos recrutados nas fileiras da Airbus, Boeing, Rolls-Royce, Martin Jet Pack, DarkTrace e General Electric. Nos últimos 12 meses, a empresa montou um demonstrador de eVTOL de grande escala, garantiu a permissão de voo de teste da Autoridade de Aviação Civil europeia e colocou-o no ar acima do Aeroporto de Cotswold, em Kimble, Gloucestershire.

O pequeno vídeo abaixo tem mais sobre o projeto eVTOL e voo de teste.

“Aprendemos muito com a Fórmula 1, tanto em termos de tecnologia quanto em ritmo de desenvolvimento”, disse Fitzpatrick. “Os materiais leves, a aerodinâmica e sistemas elétricos desenvolvidos através da F1 são altamente aplicáveis ??às aeronaves, muito mais do que ao transporte rodoviário. Ao colocar essas tecnologias nas mãos de engenheiros aeroespaciais experientes, podemos construir aeronaves de ponta para o século 21.”

Não muito foi revelado sobre o demonstrador de três rodas, movido a bateria, além de pesar 750 kg (1.650 lb), tem quatro rotores de três pás em uma configuração dois-por-dois que pode levantá-lo no ar e pode voar para a frente em velocidades de até 80 km/h (50 mph). No entanto, o foco de lançar o protótipo não foi alcance e velocidade, mas para provar o conceito completo de escala.

Com o primeiro voo pilotado remotamente, a empresa já está trabalhando com a Agência Europeia de Segurança Aérea para ter seu próximo modelo concedido como Certificação de Tipo como parte de um plano mais amplo para que os pilotos de taxi aéreo voem em eVTOLs até 2022.

Entretanto, a Vertical Aerospace continuará a aperfeiçoar a tecnologia para alargar o alcance do eVTOL, introduzir aspectos autônomos no design e procurar aumentar as rotas de serviços em todo o Reino Unido. Espera-se que a velocidade máxima de eVTOLs operacionais fique em torno da marca de 320 km/h, com um alcance inicial entre 160 e 225 km, podendo chegar a 500 milhas por carga.

Evidentemente, a Vertical Aerospace não é a única empresa que estuda a viabilidade de táxis aéreos de curta distância, estando a Rolls-Royce, a Aston Martin e a Transcend Air Corporation entre as numerosas empresas que atualmente buscam esses serviços. Então parece que os céus em nosso futuro muito próximo estarão literalmente repletos de atividades.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS