Uma aeronave de transporte C-17A Globemaster III, da Real Força Aérea Australiana (RAAF), realizou um pouso de assalto em uma pista curta e semi-preparada na Área de Treinamento de Bradshaw Field.

O pouso da aeronave, atribuído ao Esquadrão Nº 36 da RAAF, foi em apoio ao exercício Diamond Storm. Além da Área de Treinamento de Bradshaw Field, a aeronave foi transportada para outro ambiente austero, Nackeroo, para fornecer o necessário reabastecimento e suporte para o pessoal destacado nessas áreas remotas.

“É um dia diferente para a equipe ao conseguir colocar o enorme C-17 em Bradshaw, e faremos isso muito durante o exercício; para entregar a logística necessária, pessoal e alcançar os objetivos de exercício”, disse Primeiro Tenente Tim Smith, Comandante do Destacamento C-17A. “Estamos aterrissando em pistas de terra que os engenheiros do aeródromo do Esquadrão Nº 65 prepararam para nós, com 915 metros de comprimento, que está exatamente no mínimo prescrito para as operações do C-17A.”

“Raramente chegamos a aterrissar em pistas de terra e, como uma aeronave de transporte de carga robusta e versátil, o C-17 é capaz de fazer isso sem muito esforço; e é irreal pousar uma aeronave tão grande na terra vermelha de Top End”, acrescentou.

O Exercício Diamond Storm é o resultado de três fases de treinamento ao longo de seis meses para tripulantes e operadores altamente qualificados e propositadamente selecionados pela RAAF.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Aeronave fantástica, se não me engano os emirados tem meia duzia deles, aquele minusculo território tem e o gigante brasilsão abaixo somente de Deus ahah, se bobear não tem nem isso de C-130H em condições de voo.

    • Reza a lenda que só 12 C-130 estão por aí …
      Quero ver o KC-390 fazer isso.

  2. Pousos e decolagens de grande aeronaves em pistas como esta são incríveis – me fez recordar dos pousos de assalto e decolagens super curtas dos Bufalos da FAB – guardadas as devidas proporções…

Comments are closed.