O bombardeiro russo Tu-160 visto pela câmera termal de um F-16 belga.

Dois bombardeiros estratégicos russos T-160 Blackjack realizaram um voo programado sobre águas neutras dos mares de Barents, Norueguês e do Norte. Conforme divulgamos aqui anteriormente, os bombardeiros foram acompanhados durante o voo no norte europeu por caças Typhoons do Reino Unido e F-16s da Bélgica. O Ministério de Defesa da Bélgica liberou hoje um vídeo do momento da interceptação, que pode ser visto a seguir.

A duração do voo dos bombardeiros russos foi superior a 13 horas, durante o qual as aeronaves foram reabastecidas no ar por um Il-78 Midas. Os bombardeiros de longo alcance foram escoltados por interceptadores MiG-31 da Força Aérea Russa.

Os caças Eurofighter Typhoon da Royal Air Force (RAF) e os F-16 do Componente Aéreo Belga acompanharam as aeronaves russas quando passaram por inúmeras seções do espaço aéreo no norte da Europa, sendo acompanhados pelo Comando de Controle Aéreo de Benelux, sediado na Holanda.

O vídeo feito pela câmera térmica do F-16 belga foi feito quando os pilotos realizaram uma identificação visual da aeronave russa, a uma altitude de 9.000 metros acima do Mar do Norte, no norte da Holanda. Isso aconteceu na área de responsabilidade holandesa do espaço aéreo da OTAN.

 

Imagem da RAF dos bombardeiros russos sobre o norte do Reino Unido.

Os aviões russos de longo alcance realizam regularmente voos nas águas neutras do mar do Ártico, do Atlântico Norte, Negro e do Cáspio, além do Oceano Pacífico.

Todos os voos realizados por aeronaves das Forças Aeroespaciais Russas são conduzidos em estrita conformidade com as leis internacionais, de acordo com um comunicado do Ministério de Defesa da Rússia.

3 COMENTÁRIOS

  1. Ué … nenhum rastro de calor ? Ou este modo da camera não está em IR não

    • Mas não é IR… o que você vê na fuselagem da aeronave é o contraste excessivo por causa da alta reflexão de luz, por causa da cor branca.

Comments are closed.