A VSS Unity realiza primeiro voo captivo com a SpaceShipTwo conectada na WhiteKnightTwo. (Foto: Virgin Galactic)
A VSS Unity realiza primeiro voo captivo, onde a SpaceShipTwo voa conectada na WhiteKnightTwo. (Foto: Virgin Galactic)

A nova SpaceShipTwo da Virgin Galactic, a VSS Unity, realizou no dia 8 de setembro o primeiro voo de teste quase dois anos depois do acidente que acabou vitimando um dos pilotos em outubro de 2014. A empresa continua o desenvolvimento da mais nova versão de seu veículo para turismo espacial.

O voo de teste foi realizado no Deserto de Mojave. (Foto: Virgin Galactic)
O voo de teste foi realizado no Deserto de Mojave. (Foto: Virgin Galactic)

O teste realizado pela Virgin Galactic, que durou 3 horas e 43 minutos, serviu para avaliar o “captive carry“, durante o qual a aeronave WhiteKnightTwo decolou do Mojave Air and Space Port e transportou o veículo espacial SpaceShipTwo durante todo o voo para monitorar o desempenho. Dois pilotos de teste estavam a bordo SpaceShipTwo, enquanto na WhiteKnightTwo (batizada VMS Eve) tinha uma tripulação de dois pilotos e um engenheiro de teste de voo, de acordo com o site da empresa.

As duas aeronaves voaram conectadas durante todo voo. (Foto: Virgin Galactic)
As duas aeronaves voaram conectadas durante todo voo. (Foto: Virgin Galactic)

A aeronave WhiteKnightTwo é projetada para transportar a SpaceShipTwo até cerca de 50.000 pés, onde o veículo espacial vai se separar do transportador e voar para o espaço com um motor de foguete.

Todos os dados do voo serão agora analisados antes de um novo voo ser marcado. (Foto: Virgin Galactic)
Todos os dados do voo serão agora analisados antes de um novo voo ser marcado. (Foto: Virgin Galactic)

“Com este voo registrado, a nossa equipe vai agora analisar uma montanha de dados de voo, aprender o que funcionou bem e o que poderia ser melhorado para o nosso próximo teste de voo,” disse a Virgin Galactic no seu site. “Só quando essa análise for feita, juntamente com inspeções detalhadas dos veículos, algum trabalho novo será planejado, e mais voos desse tipo serão feitos, e então vamos estar prontos para avançar para a próxima fase do voo de teste.”

Em testes futuros, a SpaceShipTwo será lançado a partir do seu transportador e voar por conta própria, embora ainda não se sabe quando isso vai acontecer.

Registro do FlightRadar.
Registro do FlightRadar.

O voo de teste foi um marco para a Virgin Galactic, quase dois anos após a SpaceShipTwo anterior cair no deserto de Mojave em outubro de 2014, matando o co-piloto e ferindo o piloto. O novo veículo inclui alterações de design para torná-lo mais à prova de falhas, já que no acidente anterior a causa descoberta foi um erro causado pelo co-piloto, que desbloqueou prematuramente a cauda do veículo, fazendo com que ela se separasse.

Quando todos testes forem finalizados e a aeronave for certificada e aprovada, a SpaceShipTwo vai entrar no negócio do turismo espacial. Os interessados terão de desembolsar US$ 250 mil para voar a bordo da nave espacial, que será lançada a partir da WhiteKnightTwo a 50 mil pés, de acordo com o plano atual.

Então, a SpaceShipTwo vai acionar seu foguete para levar os turistas para mais de 50 milhas acima da Terra, que é o ponto onde você é considerado um astronauta, não um passageiro, pelo menos aos olhos da NASA e da Força Aérea dos EUA.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu vou fazer esse voo um dia. Só deixa eu arranjar os 250mil dólar primeiro!

  2. Quando o preço da passagem estiver em 50 temers eu faço essa viagem, do contrário…

Comments are closed.