A Virgin Atlantic também decidiu tirar de serviço seus Boeing 747.

Mais uma companhia aérea decidiu eliminar sua frota de Boeing 747. A empresa britânica Virgin Atlantic anunciou que iniciará uma retirada gradual dos seus Boeing 747-400 até 2021.

A Virgin Atlantic tem atualmente oito 747-400 em sua frota. A empresa possui apenas três deles. Os outros cinco jatos restantes são alugados da empresa de leasing norte americana GECAS. O mais antigo Boeing 747 ainda em uso pela Virgin Atlantic tem 23 anos, enquanto o mais jovem tem 17 anos. A frota tem uma idade média de pouco menos de 19 anos entre eles.

Os atuais 747-400 acomodam 455 passageiros, distribuídos em 14 assentos da Upper Class no nariz da aeronave, 66 assentos Premium atrás da Upper Class e no andar superior, e 375 assentos econômicos no restante da aeronave.

A Virgin Atlantic encomendou 12 aeronaves Airbus A350-1000.

A Virgin Atlantic substituirá seus jatos jumbo pelos novos Airbus A350-1000s. A companhia aérea espera receber seu primeiro Airbus A350-1000 no início do terceiro trimestre e mais três até o final do ano.

A companhia aérea tem 12 Airbus A350-1000 encomendados esperando para entrega. Oito unidades serão adquiridas diretamente da fabricante europeia de aeronaves Airbus. Outras quatro unidades serão entregues por empresas de leasing.

A Virgin planeja implantar seu primeiro Airbus A350-1000 na rota Londres (Heathrow) – New York (JFK).

Além de seus oito Boeings 747, a companhia aérea britânica também opera quatro Airbus A330-200, oito Airbus A330-300, seis Airbus A340-600, em suas rotas transatlânticas e europeias.

1 COMENTÁRIO

  1. O combustível decretou o fim dos quadrimotores. Como diz o presidente da Qantas, e preferível colocar dois 787 na rota Los Angeles Sydney do que um único A380

Comments are closed.