M2000 indiaA Dassault realizou o primeiro vôo de um Mirage 2000 modernizado, para a Força Aérea indiana, em 5 de outubro, na base aérea de Istres, França.

O voo foi realizado com a primeira das duas aeronaves a serem modernizadas na França. As demais (47 células) serão modernizadas na Índia pela HAL (Hindustan Aeronautics) em Bangalore.

O custo do programa foi orçado em US$ 2,4 bilhões. Originalmente o contrato era para 51 aeronaves, porém, duas foram perdidas em acidentes.

As atualizações abrangem a instalação do radar RDY da Thales, uma nova “cabine de vidro” (glass cockpit) com sistema HMD, aviônicos atualizados com uma nova suíte de guerra eletrônica e um link de dados operacional.

Em janeiro de 2012, a força aérea indiana selecionou mísseis MBDA Mica como armamento padrão ar-ar para seus Mirage 2000 “M”. Foram adquiridos aproximadamente 500 mísseis ao custo final de US$ 1,3 bilhões.

FONTE: Flightglobal – Tradução: CAVOK


Anúncios

17 COMENTÁRIOS

  1. O que farão com nossos 2000 ? Por que não modernizam eles , encostar é perder mais dinheiro que reformar, a não ser que alguém compre eles do Brasil, ou será que eles estão funcionando muito bem e não serão descartados .?

  2. Faz a conta ali… saiu U$47 milhões pra cada um modernizado na India. É quase o preço de um caça novo. Além de que, nós temos apenas 12 células. É queimar dinheiro pra reformar apenas 12.
    Nossa solução é resolver o F-X2……. só que tá difícil….

  3. Dizem que o lobby da Boing está mais forte em Brasília nesse momento … ao mesmo tempo não fora de área , estamos com excelente expectativa na agricultura, petróleo , minérios etc e tal, entonce dinheiro não é e nem será problema a curto prazo … fx-2 não definido até o momento é a falta de credibilidade que nossos shorts lists obtiveram com o passar dos anos e parece que piora mais.

  4. Essa modernização, pelo preço que saiu, deveria ao menos já contar com o radar PESA do Rafale.

    []'s

  5. Caro Stadeu,

    Os M2000 deverão ser espetados e substituirão os M-III em museus e entradas de algumas Bases Aéreas.

    []'s

  6. Salgado isso aí heim??!!

    E ainda sem AESA, será que valeu a pena (custo x beneficio) ??!!

  7. 47 milhões para reformar um M2000, e nem radar AESA vai ter! Imagina quanto os franceses vão cobrar para fazer upgrade do rafale quando chegar a hora?

  8. A FAB poderia vender seus M-2000.A respeito da foto que ilustra a matéria,primeira vez que vejo este pod ECM.Alguem sabe dizer o nome?

  9. O problema do Brasil nunca foi dinheiro. SEMPRE foi administração.

  10. apesar do aesa do rafale ter sido testado em um m-2000 n acho q ele seria completamente compativel com o m-2000, e deveria sair ainda mais salgado. agora…eu concordo, custava colocar um aesa? pelo jeito custava e muito, rs

    • Pô, com link errado não há quem ache.

      O site é “acig.org…”.

  11. Os rafales a partir de agora, só saem com o RBE2. Na verdade, essas modernizações, são praticamente aeronaves novas reconstruidas, aproveita-se muito pouco. Vi um F-5E da FAB sendo reformado, até a estrutura interna, asas, fiações, quase tudo foi trocado. São construidos novos aviões, aproveitando apenas algumas peças antigas.

  12. Anderson, os MLU do rafale vão começar dentro de uns 15 a 20 anos, até lá existirão uma montanha de novas tecnologias, não é apenas AESA. Meu ponto é, se para fazer o MLU de uma aeronave bem mais simples como é o caso do M2000, custa quase um caça novo, imagina quanto a dassault vai cobrar pelo MLU do rafale? Coitados dos indianos.

  13. após os protestos e mau desempenho por economia brasileira, eu não acho que força aérea receberá fundos suficientes para levar Fx-2 contrato mais longe.

Comments are closed.