O novo Il-78M-90A durante seu primeiro voo de testes realizado no dia 19 de janeiro. (Foto: Aleksandr Guk / RussianPlanes.net)

No dia 19 de janeiro ocorreu o primeiro voo do Il-78M-90A, o novo avião de reabastecimento aéreo russo. A aeronave número de série da fabricante 02-01, foi construída na planta da Avistar-SP, parte do conglomerado United Aircraft Corporation (UAC).

O voo de testes, que partiu do aeródromo de Ulyanovsk-Vostochny na Rússia, durou trinta minutos e representa o início do programa de teste de voo da aeronave reabastecedora baseado na versão de transporte aéreo atualizada Il-76M-90A.

O esforço Il-78M-90A é liderado pela casa de projetos Ilyushin em Moscou. Esta versão ainda não ganhou autorização formal para produção em série. A primeira aeronave foi concluída sob um contrato dedicado de Pesquisa e Desenvolvimento para um “Futuro Reabastecedor Aéreo”.

O Il-78M-90A destina-se a complementar e depois substituir 15 aviões-tanque Il-78 e Il-78M que utilizam a plataforma básica Il-76MD. A UAC espera ganhar um pedido da Força Aérea Russa para 30 novos unidades do tipo, mas, entretanto, faz trabalhos de extensão e atualização de vida nos antigos Il-76 e Il-78 que permanecem em serviço. Antecipando um prêmio de contrato de produção, a Aviastar-SP já está montando pelo menos mais dois Il-78M-90As.

Alexei Rogozin, que atua como o vice-presidente da UAC responsável pelos aviões de transporte aéreo e também como CEO e gerente geral da Ilyushin, disse que o novo Il-78M-90A possui novos motores; uma asa modificada; uma antepara reforçada na fuselagem traseira; e novos sistemas de controle de voo. A partir do avião Il-76M-90A como base, o Il-78M-90A difere por ter dois tanques adicionais para cinquenta toneladas métricas de combustível localizadas dentro do compartimento de carga. Isso aumenta a capacidade total de combustível para 126 toneladas métricas (277.200 libras), que é de 60 por cento do Peso Máximo de Decolagem da aeronave (210 toneladas métricas / 493.000 libras).

O reabastecimento é realizado através de pods de combustível: um sob cada asa e um terceiro ligado ao lado da porta da fuselagem traseira. Os aviões de combate podem receber combustível dos três pontos de reabastecimento, enquanto os bombardeiros podem usar apenas o ponto central. No chão, o avião-tanque pode abastecer quatro aeronaves por vez.

O projeto Il-78M-90A retém a grande rampa de carga na fuselagem traseira e equipamentos para transporte aéreo; e pode ser convertido em um transportador aéreo padrão, removendo os tanques de combustível adicionais e equipamentos embarcados para reabastecimento. Se necessário, equipamentos de combate a incêndio podem ser instalados.

Além de fornecer os Il-78M-90As para a Força Aérea Russa, a UAC também espera ganhar encomendas estrangeiras. A Índia declarou sua intenção de adquirir aviões de reabastecimento russos adicionais, tendo reconsiderado sua seleção anterior do Airbus A330 MRTT. A força aérea indiana atualmente opera seis Il-78Ms que foram os últimos a partir da antiga linha de produção Il-76/78 em Tashkent, no Uzbequistão. Paquistão e China optaram por conversões dos Il-78MP a partir de aeronaves padrão Il-76 feitas na Ucrânia.

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.