Bruce Dickinson e o seu jato Legacy 500 especialmente adesivo.

O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, esteve no Brasil para divulgar sua recém-lançada autobiografia, e aproveitou o domingo para conhecer a fábrica da Embraer em São José dos Campos, onde pode ver e voar no jato executivo Legacy 500 que recebeu uma especial personalização com o nome de sua famosa banda de heavy metal.

Os empregados da Embraer fizeram uma homenagem a ele escrevendo o nome “Iron Maiden” na fuselagem do avião, que ficará temporariamente personalizado, inclusive com o Eddie, símbolo da banda. Apaixonado por aviação, Bruce já havia estado na Embraer em outras ocasiões, e agradeceu os amigos da fabricante, parabenizando todos ao autografar na aeronave e escrever: “Melhor jato da Embraer!”

Bruce realizou um voo no Legacy 500 entre São Paulo e São José dos Campos.

A autobiografia intitulada “Bruce Dickinson, uma Autobiografia” fala entre outras coisas sobre o interesse do roqueiro por aeronaves. Usualmente Bruce pilota os jatos batizados de Ed Force One, um 747 ou um 757, que foram adaptados e pintados para transportar a banda Iron Maiden e todos os equipamentos do show durante as turnês mundiais.

 

Mais uma vez Embraer fazendo história ????????

Uma publicação compartilhada por Samir Meireles (@samiremb500) em

Bruce chegou em São Paulo no dia 11 de maio, cumpriu uma agenda de compromissos até esta segunda (14/05). No sábado ele visitou o Autódromo de Interlagos, onde correu com um Porsche estilizado com o número 666 da categoria Porsche Cup.

Atualmente Bruce é fundador e sócio da Cardiff Aviation, empresa que oferece treinamento para pilotos e presta serviços de manutenção de aeronaves. Durante uma entrevista, Bruce disse que agora aposta em uma empresa para turismo espacial, querendo oferecer uma opção mais acessível que a promovida pela Virgin Galactic.

7 COMENTÁRIOS

  1. show de bola um dia quem sabe eu quero ter meu próprio avião igual ao Bruce Dickson.

  2. A Embraer poderia dar um belo "pulo do gato" oferecendo um KC-390 civil para o Iron Maiden no lugar do 747 para Ed Force one! Certamente seria um excelente Mkt e visibilidade ter uma banda de rock mundial que pode levar seus membros, equipe, e todo seu material para os mais diferentes locais do mundo, mostrando sua versatilidade e autonomia sem precisar de uma estrutura e custos a nivel de um 747 ou até mesmo do anterior 757.

    • Não daria certo , pois no 747 leva se tudo e mais alguma coisa,fora os integrantes em acomodações e tals. No Kc não há como se providenciar acomodações e ttal pois ele é puramente cargueiro sem andares como no 747 e ou subdivisões(transporte de pessoas vip ou não e área de carga).

    • O único problema aí é que a estrutura do Show do Iron Maiden simplesmente não caberia no KC-390, o que dirá se o mesmo ainda vier em uma eventual configuração Combi. Aliás, tenho minhas dúvidas se o Ed Force One (um 747-400) consegue levar todo o equipamento da banda.

Comments are closed.